You are on page 1of 19

O Teatro é das mais nobres actividades de expressão cultural.

Sempre fez parte da vida
do homem como uma necessidade de manifestação ou mesmo de celebração, perante
acontecimentos de caracter excepcional que ocorriam no seu dia a dia. Desde os rituais
em forma de dança, passando mais tarde pelas procissões, até à representação
concebida com maior desenvolvimento tecnológico a partir do século XIX, todas elas
representam a importância da transmissão e do despertar de sentimentos!

No Pombalinho, o teatro também se misturou um pouco na vida dos seus habitantes! Não
houve grupos constituídos em permanente actividade, mas ciclicamente e pela
disponibilidade de pessoas que generosamente contribuíram para um ambiente cultural na
nossa terra, aconteceu realmente teatro!
Recordar o Grupo da Récita do Pombalinho constituído em 1944, o Grupo Cénico da Casa
do Povo do Pombalinho que actuou em 1958/59, e mais recentemente em 1988, o Grupo
de Teatro Os Amigos da Terra, é o que vos proponho nesta sessão especial por palcos
de cortinas caídas, mas jamais esquecidos!

•Música: Love Story
(Instrumental de Richard Clayderman)
Foto - Google

http://opombalinho.blogspot.com
“Grupo da Récita do Pombalinho” - 1944. Joaquim Melão, Joaquim Alfaiate, Rui Borges, Veríssimo Duarte, Manuel Gomes,
Francisco Duarte, Manuel Galvão, José Correia Presume, Diamantino Carvalho, Arnaldo Fonseca, Olímpia Borges, Ana Maria, Ema
Braga e Gertrudes Cunha
“Grupo da Récita do Pombalinho” - 1944. “Grupo da Récita do Pombalinho” - 1944.
Veríssimo Duarte e Manuel Gomes Joaquim Melão, Ema Correia Braga e
Francisco Duarte
“Grupo da Récita do Pombalinho” 1944. “Grupo da Récita do Pombalinho” 1944.
Manuel Galvão e Francisco Duarte. Arnaldo Fonseca e Ema Correia Braga.
Opereta “Flor de Aldeia” - 1958. Manuel Gomes e Duarte Cruz.
“Acto Variedades” - 1958. Francisco Cruz e Maria Adelaide Leal.
“Leis Modernas” - 1958. Ema Correia Braga, Maria Adelaide Leal, Maria Adelaide Santana e José Maria dos Santos.
“Grupo de Teatro Os Amigos da Terra” - 1988. Raquel Mateiro, Dália Duarte, Elvira Narciso, Joaquim
Mateiro, Lurdes Cavaleiro, Lina Júlio, Ema Braga, Ana Leal Cruz, Paula Valadares, Quim Rodrigues e
António Condeço.
“Grupo de Teatro Os Amigos da Terra” - 1988. Luís Filipe Júlio e Fernando Duarte.
“Grupo de Teatro Os Amigos da Terra” - 1988. Maria Lurdes Cavaleiro, Dália Duarte e Evangelina Condeço.
“Grupo de Teatro Os Amigos da Terra” - 1988. Fernando Duarte, Ana Raquel Mateiro e António Condeço.
“Grupo de Teatro Os Amigos da Terra.” - 1989. Luís Filipe Júlio, António Condeço, Paula Valadares, Ana Raquel Mateiro e Fernando
Duarte.
“Grupo de Teatro Os Amigos da Terra.” - 1989. Lina Júlio, Fernando Duarte, Paula Valadares e António Condeço.
“Grupo de Teatro Os Amigos da Terra.” - 1989. Emília Rodrigues, Fernando Duarte, Ema Braga, Lina Júlio, Luís Filipe Júlio, Paula
Valadares, Evangelina Condeço, Milita Mateiro, Elvira Narciso, Lucília Félix, António Condeço, Rosel Rodrigues, Cristina Barreiros,
Raquel Mateiro, Victor Silva, David Cordeiro e Joaquim Mateiro.
“Grupo de Teatro Os Amigos da Terra.” - 1989. Cristina Barreiros, Joaquim Mateiro e Lucília Félix.
“Festa Primavera Abril-2007 – Manuel
Gomes e Maria Júlia Cavaco.
“Vestidos de Chita” Teatro Sá da
Bandeira/Santarém – Abril 2007 – Manuel Gomes
e Maria Júlia Cavaco.
Ano de 1958

Ano de 1944

Ano
Anode
de1988
2007

Ano de 2007
• "A minha vida é o Teatro e o Teatro é a
minha vida“ Mário Viegas

• Um agradecimento final para Maria Luísa Narciso Duarte,
Fernando Duarte, Joaquim Mateiro e Fernando Leal, porque sem
eles, esta “viagem” documental sobre a história do teatro no
Pombalinho, não teria sido possível.

Manuel Gomes Março-2009