SENAI: Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial

EXTRAÇÃO DA TRIMIRISTINA
(NOZ MOSCADA)










Danyelle Conejo
Ricardo A.C.Andrade





Londrina
2014


INTRODUÇÃO.

A noz moscada pertencente à família da Miristicaceae é uma semente
natural originalmente cultivada na Índia Oriental. Considerando o uso geral do
composto, a noz moscada é largamente utilizada nas indústrias alimentícia,
cosméticos e farmacêutica em razão das propriedades medicinais no
tratamento de infecções respiratórias e danos no aparelho digestório.
Dentre os elementos que podem ser extraídos, gorduras, óleos
essenciais, amido, celulose e a substancia miristicina que confere sabor e odor
característico à semente. O constituinte lipídico majoritário da noz moscada é
trimiristina de característica geral (C
45
, H
86
, O
86
) cuja estrutura é formada por
três gliceróis unidos a três cadeias de acido graxo saturadas, (triglicerídeo), o
que permite assumir a propriedade física química de uma gordura no estado
sólido a temperatura ambiente.
Em razão disso, o composto é caracterizado como substancia apolar e
insolúvel em água sendo o método mais apropriado para extração sólido /
liquido da trimiristina é por solvente apolar; sendo (éter etílico, diclorometano
ou hexano), porém; nesse experimento, será realizada uma adaptação
utilizaremos em laboratório o solvente etanol (álcool etílico) a 100% a
adaptação é feita trabalharmos com mais segurança.















3

1.1 Objetivo.

Extrair a trimiristina da noz moscada e calcular o rendimento pela
porcentagem em massa do produto obtido em relação à matéria prima.
































2. Materiais utilizados

a) Balança analítica;
b) Banho de gelo;
c) Banho maria;
d) Bastão de vidro;
e) Erlenmeyer de 125 ml;
f) Etanol ou álcool etílico comercial
g) Funil
h) Noz moscada em pó
i) Papel filtro pregueado
j) Vidro de relógio
k) Estufa






















5

2.1 Método e procedimento.

1º Passo. Pesou-se 5.040 gramas de noz-moscada; utilizando a
balança analítica.
2º Passo. Adicionou-se no frasco de erlenmeyer 60 ml de álcool etílico
de concentração a 100% e posteriormente misturou os compostos.
3º Passo. Levou-se em banho-maria até apresentar fervor interno de
(80°C)
4º Passo. Realizou-se a filtração do solvente da trimiristina utilizando funil e o
papel filtro pregueado para extrair o resíduo da noz moscada.
5º Passo. Adicionou-se mais 10 ml de etanol ao composto contido no
fraco de erlenmeyer para retirar o restante de resíduo e lavado por mais duas
vezes e em seguida levado o frasco de erlenmeyer ao Becker com gelo por 30
minutos.
6º Passo. Após o tempo decorrido, agitou-se o líquido com um bastão
de vidro por cinco minutos e filtrado novamente com álcool etílico o composto
em papel filtro, o produto final foi armazenado na estufa para secar.
7º Passo. Realizado a pesagem do produto na balança analítica
obtivemos o peso com o papel filtro o total de (1,52 gramas), e descontado o
peso do papel 1,50 gramas, obtivemos a massa do composto o rendimento
total de 0,02 gramas.















3. Resultado e discussão.

Concluímos nesse experimento, que o método para extração sólido /
liquido da trimiristina utilizando o solvente apolar (álcool etílico) é eficiente a
reação de esterificação de lipídeo. Inicialmente o resultado da massa do
produto final esperado era de 5 gramas Porém, após realizando três lavagens
no processo de filtração a quantidade da massa final extraída foi abaixo do
esperado, podendo pressupor que entre as etapas ocorreu perda de
miligramas do produto em razão da aderência do mesmo ao papel pregueado e
ao recipiente erlenmeyer.
Contudo constamos que a mistura do solvente (liquido) ao soluto
(sólido) desencadeou reação exotérmica; liberado calor na forma de vapor
quando aquecido em banho maria a temperatura de 80ºC, pois há quebra das
ligações na molécula entre glicerol e acido graxo.










O rendimento de 0,02 gramas do composto extraído da noz moscada
foi calculado a partir da formula matemática:
5.040 gr.------------------100%
0,02 gr.---------------------X
X= 0,02. 100% / 5.040 = 0,3968 gr./ (massa final extraída)
A fórmula molécula e massa molar da trimiristina: C
45
H
86
O
6

(C=45X14) (H=86X1) (O=16X6)
=

630gr 96gr 86gr
812 g/mol

7

Referencias bibliográficas:

B. GASSZONI; G. SUTIL & I. AMADOR. Praticas de Química Orgânica
_______________SENAI. 2013-Pr.

SILVA. E. F. A Química e as Especiarias: Uma abordagem temática para o
ensino médio. Universidade de Brasília
http://bdm.bce.unb.br/bitstream/10483/2485/1/2011_FabioEduardodaSilva.pdf
Acessado em; 16/07/2013.