You are on page 1of 1

O que signifca acreditar?

Glauco Kaiser
Antes de qualquer coisa, gostaria de dizer que acreditar algo extremamente
saudvel sobre vrios aspectos. Fisicamente j est comprovado que uma pessoa que
no acredita, seja l no que or, e que encara as coisas com pessimismo, abre as portas
do seu organismo para a proliera!o de radicais livres, responsveis por processos
degenerativos como o c"ncer e o envel#ecimento, citando os eeitos mais graves. Alm
disso, tomando em conta os eeitos psicol$gicos, acreditar signiica encarar os desaios
sempre de maneira positiva, o que implica na plena utiliza!o de nossas energias %sicas,
intelectuais e criativas, todas mobilizadas na constru!o e na antecipa!o de um uturo
que o presente j antecipa seus sinais. &o entanto, no quer dizer que ten#amos que
azer vista grossa rente 's contradi!(es e incoer)ncias que cada situa!o real prop(e
para n$s e que no #aver d*vidas. +as o ato de acreditar abre a todos n$s uma
capacidade de transcend)ncia, de nos vermos e movermos para alm dos muros altos
das situa!(es concretas que, provisoriamente, nos cercam.
+as o mais decisivo precisa ser dito, a saber, que acreditar signiica estar
implicado naquilo, ou mel#or, com aquilo em que acredita. A demonstrabilidade de
nossa cren!a, seja l em que objeto or, podendo ir do religioso ao secular, pode ser
or!ada pelo quanto estamos implicados com aquilo que airmamos verbalmente, sempre
traduzido e aliado coerentemente ' or!a de nossa prxis, nossas a!(es. &o podemos
acreditar nas coisas como palavras ou conceitos que aterrissam pura e simplesmente e
icam armazenadas as gavetas de nossa consci)ncia at que tombam deinitivamente no
rio do esquecimento. -sso signiicaria roubar qualquer possibilidade de dinamismo do
objeto no qual acreditamos. seria empal#a/lo, o que por si s$ j demonstraria seu $bito.
0aqui tambm decorreriam as racionaliza!(es intelectualistas e burocratizantes que
abrem um #iato entre aquilo em que se acredita e aquilo que se realiza.
1nim, acreditamos bem ou mal em alguma coisa, quando bem ou mal as
praticamos. 0isso, resultar a coer)ncia que preenc#e todo o nosso discurso e nossa
realiza!o. 2ortanto, por todos esses motivos, acredite sempre. acredite em voc).
acredite nos outros. acredite nas pessoas que voc) ama, acredite em 0eus, e inalmente
acredite na vida, presenteada a voc) como dom e espa!o no qual voc) se constr$i
sempre como or!a de sua verdade e cren!a mais prounda.
1quipe do 3412