You are on page 1of 5

Lista de Exercícios – Gases e Termodinâmica Química

1. Considere o manômetro de extremidade aberta apresentado abaixo. Indique na figura Pgas, PHg e Patm. Represente a fórmula matemática pela
qual estas grandezas possam ser relacionadas.

2. Uma certa massa gasosa de ar ocupa um volume de 0,452L, medidos a 87
o
C e 0,620atm. Qual o seu volume sob uma pressão de 1atm e a
0
o
C?
R: 0,212 L

3. Uma amostra de ar ocupa um volume de 1,0L a 25
o
C e 1atm. Que pressão é necessária para comprimir o volume a 100cm
3
nesta
temperatura?
R: 10 atm

4. Um balão de borracha foi preenchido com hélio a 25
o
C e colocado em um béquer com nitrogênio líquido a –196
o
C. O volume de hélio gelado
era de 15cm
3
. Assumindo que o gás estava sobre condições isobáricas e comportava-se idealmente, qual era o volume de hélio a 25
o
C?
R: 57,968 cm
3


5. Um gás perfeito sofre uma expansão isotérmica, a qual reduz seu volume em 2,20L. A pressão e o volume final do gás era de 3,78x10
3
torr
e 4,65L, respectivamente. Calcule a pressão inicial do gás em (a) torr e (b) atm.
R: 2,56x10
3
torr; 3,38 atm

6. A composição em percentagem de massa do ar seco ao nível do mar é de aproximadamente: N2 (75,5); O2 (23,2) e Ar (1,3). Qual é a pressão
parcial de cada componente quando a pressão total é de 1atm?
R: p(N2)=0,781 atm; p(O2)=0,210 atm; p(Ar)=9,41x10
-3
atm

7. Uma mistura de gases consiste de 320mg de metano (CH4), 175mg de argônio (Ar) e 225mg de neônio (Ne). A pressão parcial do neônio a
300K é de 66,5 torr. Calcule (a) o volume e (b) a pressão total da mistura.
R: 3,14L; 211,7 torr

8. A pressão em um termômetro de gás ideal aumentou de 589 torr a 785 torr quando o bulbo do termômetro foi transferido de um banho de
gelo a 0
o
C a um béquer com água fervendo. Assumindo que o volume do bulbo do termômetro não muda, qual era a temperatura de ebulição
da água?
R: -90,9º C

9. A umidade relativa dentro de um quarto é de 65%. Assumindo um comportamento ideal, qual é a massa de vapor d’água num quarto a 25
o
C
cujas dimensões são 4mx4mx3m? A pressão de equilíbrio da água líquida é 23,8 torr a 25
o
C.
OBS: a umidade relativa é a pressão de vapor d’água no ar dividida pela pressão de vapor de equilíbrio da água numa determinada temperatura
e é usualmente expressa em %.
R: 718 g

10. A composição de ar inalado pelo ser humano é cerca de 21% de O2 e 0,03% de CO2 (em volume), e o ar que é exalado é cerca de 16% de
O2 e 4,4% de CO2. Assumindo um volume de 7200L de ar por dia, qual é a massa de O2 utilizada pelo corpo e qual a massa de CO2 produzida
pelo corpo a cada dia? Assuma que o ar comporte-se idealmente a 37
o
C e 1atm.
R: O2 = 453 g; CO2 = 544 g

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ
PR

Ministério da Educação
Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Departamento Acadêmico de Química e Biologia
Química – Profa Paula C. Rodrigues
11. Discuta os seguintes fenômenos em termos das leis dos gases: (a) a pressão de um pneu de automóvel aumenta em um dia quente; (b)
o estouro de um saco de papel; (c) a expansão de um balão meteorológico à medida que ele sobe; (d) o som forte que se houve quando
uma lâmpada estoura.

12. As leis dos gases são fundamentais para os mergulhadores de grandes profundidades. A pressão exercida por 10,1 m de água do mar é
equivalente a pressão de 1 atm. (a) um mergulhador ascende rapidamente até a superfície da água de uma profundidade de 11 m sem
expirar o gás de seus pulmões. Quanto o volume dos seus pulmões deve aumentar quando ele alcança a superfície? Considere a
temperatura constante. (b) A pressão parcial do oxigênio no ar é aproximadamente 0,20 atm. (No ar é de aproximadamente 20 a
porcentagem de oxigênio em volume). No mergulho a grandes profundidades, a composição do ar respirado pelo mergulhador deve mudar
de modo a manter esta pressão parcial. Qual deve ser a quantidade de oxigênio (em porcentagem por volume) quando a pressão total
exercida no mergulhador for de 4,0 atm?
R: 2,1 x; 5%

13. O motor de um automóvel produz monóxido de carbono (CO), um gás tóxico, à taxa de aproximadamente 188 g de CO por hora. Um
carro é deixado ligado em uma garagem mal ventilada com 6,0 m de comprimento, 4,0 m de largura e 2,2 m de altura a 20º C. (a) calcule
a taxa de produção de CO em mols por minuto. (b) quanto tempo levaria para atingir a concentração letal de CO (igual a 1000 ppmv -
partes por milhão por volume)?
R: 20 min

14. Um estudante quebra um termômetro e derrama a maior parte do mercúrio (Hg) no chão de um laboratório que mede 15,2 m de
comprimento, 6,6 m de largura e 2,4 m de altura. (a) calcule a massa de vapor de mercúrio (em gramas) no laboratório a 20º C. A pressão
de vapor do mercúrio a 20º C é 1,7 x10
-6
atm. (b) a concentração de vapor de mercúrio excede 0,050 mg de Hg / m
3
de ar, valor
regulamentado para a qualidade do ar? (c) um processo para tratar quantidades pequenas de mercúrio derramado consiste em pulverizar
enxofre em pó sobre o Hg. Sugira uma explicação com base na física e outra na química para este procedimento.
R: 3,4 g Hg; 14 mg Hg/m
3


15. (a) as lâmpadas fluorescentes contêm uma pequena quantidade de mercúrio, cujo vapor tem uma pressão de cerca de 1x10
-5
atm. Quando
os átomos de Hg são excitados eletricamente, eles emitem luz UV que, por sua vez, excita o revestimento de fósforo no interior do tubo
e é emitida luz (branca) visível. Estime a massa de vapor de Hg contida nas lâmpadas fluorescentes. (b) as lâmpadas de tungstênio
incandescentes ainda utilizadas em algumas residências contêm argônio gasoso a cerca de 0,5 atm para retardar a sublimação do
filamento de tungstênio. Estime o número de moléculas de argônio em uma lâmpada comum. Dados: dimensões (lâmpada fluorescente:
comprimento = 120 cm e diâmetro = 4 cm) (lâmpada de tungstênio: aproximar a forma de bulbo com a de uma esfera de diâmetro 6 cm).
R: 0,1mg; 1,20x10
21
moléculas

16. A água expande-se ao congelar. Quanto trabalho uma amostra de 100,00 g de água realiza ao congelar em 0
o
C e estourar um cano de água
que exerce uma pressão oposta de 1,070 atm? As densidades da água e do gelo em 0
o
C, são 1,00 e 0,92 g cm
-3
, respectivamente.
R: -0,9J

17. Os gases se expandem, nos quatro cilindros de um motor de automóvel, de 0,22L a 2,2L durante um ciclo de ignição. Imaginando que o
virabrequim exerça uma força constante equivalente à pressão de 9,60 atm sobre os gases, qual é o trabalho realizado pelo motor em um
ciclo?
R: -1,9kJ

18. Um sistema foi aquecido usando-se 300J de calor, mas sua energia interna caiu 150J. Calcule w. O sistema realizou trabalho ou foi o
contrário?
R: w = -450 J

19. Suponha que 1,00 mol de moléculas de gás ideal, em 292K e 3,00 atm, sofra uma expansão de 8,00 L a 20,00 L e atinja a pressão final por
dois caminhos diferentes. (a) o caminho A é uma expansão isotérmica reversível. (b) o caminho B tem duas partes. Na etapa 1, o gás é
esfriado em volume constante até que a pressão atinja 1,20 atm. Na etapa 2, ele é aquecido e se expande contra uma pressão externa
constante igual a 1,20 atm até que o volume atinja 20,00L e T = 292K. Determine o trabalho realizado, o calor transferido e a troca de energia
interna para os dois caminhos.
R: U q w
Pelo caminho reversível (a) 0 +2,22 kJ -2,22 kJ
Pelo caminho irreversível (b) 0 +1,46 kJ -1,46 kJ

20. Suponha que 2,00 mols de CO2, tratado como um gás ideal, em 2,00 atm e 300 K, são comprimidos isotérmica e reversivelmente até a
metade do volume original, antes de serem usados para carbonatar a água. Calcule w, q e U.
R: w = + 3,46 kJ; q = -3,46 kJ; U = 0

21. Um gás em um cilindro foi colocado em um aquecedor e ganhou 5500 kJ de calor. Se o volume do cilindro aumentou de 345 mL para 1846
mL contra uma pressão atmosférica de 750 Torr durante o processo, qual é a variação da energia interna do gás dentro do cilindro?
R: +5499,8 kJ

22. Uma amostra de benzeno, C6H6, foi aquecida até 80ºC, seu ponto de ebulição. O aquecimento continuou até que 28 kJ fossem fornecidos.
Como resultado, 71g de benzeno, em ebulição, foram vaporizados. Qual é a entalpia de vaporização molar do benzeno no ponto de ebulição?
R: +30,76 kJ mol
-1

23. A entalpia de fusão do metal sódio é 2,6 kJ mol
-1
, em 25ºC, e a entalpia de sublimação do sódio sólido é 101kJ mol
-1
. Qual é a entalpia de
vaporização do sódio em 25ºC?
R: +98 kJ mol
-1

24. Quando 0,113g de benzeno, C6H6, queimam em excesso de oxigênio em um calorímetro de pressão constante calibrado, cuja capacidade
calorífica é 551 J (
o
C)
-1
, a temperatura do calorímetro aumenta 8,60ºC. Calcule a entalpia molar de combustão do benzeno
C6H6(l) + 15/2 O2 (g) → 6 CO2(g) + 3 H2O (l)
R: -3,27 kJ mol
-1

25. A gasolina, que contém octano, pode queimar até monóxido de carbono se o fornecimento de ar for reduzido. Determine a entalpi a molar
padrão de reação da combustão incompleta, no ar, de octano líquido até o gás monóxido de carbono e água líquida, a partir das entalpias
padrão de reação da combustão do octano e do monóxido de carbono:
2 C8H18(l) + 25 O2(g) → 16 CO2(g) + 18 H2O(l) H
o
= -10942 kJ
2 CO(g) + O2(g) → 2 CO2(g) H
o
= -566 kJ
R: -3207 kJ


26. O metanol é um combustível líquido de queima limpa, que está sendo considerado o substituto da gasolina. Suponha que ele pode ser
produzido na reação controlada de oxigênio do ar com metano. Determine a entalpia padrão de reação da formação de 1 mol de CH3OH (l)
a partir de metano e oxigênio, dadas as seguintes informações:
CH4(g) + H2O(g) → CO(g) + 3 H2(g) H
o
= +206,10 kJ
2 H2(g) + CO(g) → CH3OH(l) H
o
= -128,33 kJ
2 H2(g) + O2(g) → 2 H2O(g) H
o
= -483,64 kJ
R: -164,05 kJ


27. A radiação, em um forno de microondas, é absorvida pela água da comida que se quer aquecer. Quantos fótons de comprimento de onda
4,50 mm são necessários para aquecer 350g de água de 25ºC até 100ºC? Imagine que toda a energia é utilizada no aumento de temperatura
(dado Cp = 75 J K
-1
mol
-1
)
R: 2,49 x 10
27
fótons


28. Coloca-se um cubo de gelo de 50,0g, em 0
o
C, em um copo que contém 400g de água, em 45ºC. Qual é a temperatura final do sistema?
Imagine que não há perda de calor para a vizinhança.
Dados: Cs (H2O, sólida, 0
o
C) = 2,03 J / (
o
C g); Cs (H2O, líquida) = 4,184 J / (
o
C g); Hfus
o
= 6,01 kJ mol
-1

R: 31ºC

29. Imagine que um carvão de densidade 1,5 g cm
-3
é carbono puro (ele possui uma estrutura mais complexa, mas esta é uma primeira
aproximação razoável). A combustão do carbono é descrita pela reação:
C(s) + O2(g) → CO2(g) H
o
= -3,94 kJ mol
-1

(a) Calcule o calor produzido quando um pedaço de carvão de 7,0cm x 6,0cm x 5,0cm é queimado.
(b) Estime a massa de água que pode ser aquecida de 25ºC até 100ºC na queima deste pedaço de carvão. Dado: Cp (H2O) = 75 J K
-1
mol
-1

R: (a) 103,42 kJ; (b) 330,94 g de H2O
30. Um estudante vai à escola diariamente de bicicleta, num percurso de 10 milhas nos dois sentidos, o qual leva 30 minutos em cada direção.
O estudante utiliza 1250 kJ / h no esforço de pedalar. A mesma distância necessitaria 0,40 galões de gasolina em um automóvel. Imagine
que o estudante vai à escola 150 dias por ano e que a entalpia de combustão da gasolina é igual a entalpia de combustão do octano, cuja
densidade é 0,702 g cm
-3
. Qual é a energia gasta, em um ano, nesta jornada (a) pela bicicleta e (b) pelo automóvel.
Dados: 1 milha = 1,61 km; 1 galão = 3,785 L; Hcomb
o
(octano) = -5471 kJ mol
-1

R: (a) 1,9 x 10
5
kJ; (b) 7,6 x 10
6
kJ

31. Dois estágios sucessivos da preparação industrial do ácido sulfúrico são a combustão do enxofre e a oxidação do dióxido de enxofre a
trióxido de enxofre. A partir das entalpias padrão de reação,
S(s) + O2(g) → SO2(g) H
o
= -296,83 kJ
2 S(s) + 3O2(g) → 2SO3(g) H
o
= -791,44 kJ
Calcule a entalpia de reação da oxidação do dióxido de enxofre a trióxido de enxofre na reação, 2 SO2(s) + O2(g) → 2SO3(g)
R: -197,78 kJ

32. Calcule a entalpia de reação da formação do cloreto de alumínio anidro, 2 Al(s) + 3 Cl2(g) →2 AlCl3(s), a partir dos seguintes dados:
2 Al(s) + 6 HCl(aq) → 2 AlCl3(aq) + 3 H2(g) H
o
= -1049 kJ
HCl (g) → HCl(aq) H
o
= -74,8 kJ
H2(g) + Cl2(g) → 2 HCl(g) H
o
= -185 kJ
AlCl3(s) → AlCl3(aq) H
o
= -323 kJ
R: -1406,8 kJ

33. Durante exercícios físicos, as gorduras reagem com água para produzir ácidos graxos. Estes são, então, convertidos em água e dióxido de
carbono, uma reação que libera energia. O organismo usa essa energia para suas atividades. Um ácido graxo típico é o ácido láurico,
CH3(CH2)10COOH, que tem o mesmo número de átomos de carbono do açúcar sacarose, C12H22O11. (a) que massa de sacarose é necessária
para produzir a mesma energia que 15,00 g do ácido láurico? (b) por que é mais eficiente armazenar energia na forma de gordura do que na
forma de carboidratos?
Dados: Hf
o
(CH3(CH2)10COOH)= -774,6 kJ mol
-1
; Hf
o
(C12H22O11)= -2222 kJ mol
-1
; Hf
o
(CO2)= -393,51 kJ mol
-1
;

Hf
o
(H2O)= -285,83 kJ mol
-1

R: 33,5 g de sacarose

34. Calcule a constante de equilíbrio a 25
o
C da reação: ½ H2(g) + ½Cl2(g)  HCl(g). Dados: H
o
f = 35,63 kJ/mol; S
o
f = 10,25 J/mol
R: K = 1,96x10
-6


35. Calcular H
o
r, S
o
r, e G
o
r a 298K para a reação de combustão da sacarose, C12H22O11(s) + O2(g)  CO2(g) + H2O(g), a partir dos valores
de H
o
e S
o
das substâncias envolvidas na reação:
H
o
/ (kJ/mol) S
o
/ (J / K.mol)
C12H22O11(s) -2222 360,2
O2(g) 0 205,138
CO2(g) -393,51 213,74
H2O(g) -285,83 69,91
R: G = -5796kJ/mol

36. Um peixe dourado, nada dentro de um aquário cuja temperatura da água é igual a 20
o
C. Após um determinado tempo, o peixe transfere 120J
de calor a água como resultado de seu metabolismo. Qual a mudança na entropia da água?
R: S =0,402 J/K

37. Qual é a mudança na entropia de 100g de água quando esta é aquecida a partir da temperatura ambiente (20
o
C) à temperatura corporal
(37
o
C)? Dado: Cp = 75,5J/K.mol
R: S =23,6 J/K

38. Suponha que, quando você se exercita, há o consumo de 100g de glicose e que toda a energia liberada como calor permanece em seu corpo
(temperatura 37
o
C). Assim, qual é a mudança na entropia (S) do seu corpo? Dado: Hcombustão= -2808 kJ/mol
R: S = –5,03kJ/K
39. A figura seguinte mostra uma seção transversal de uma lata de bebidas “autorefrigerante”.

A lata é equipada com um revestimento externo contendo carbonato de sódio (Na2CO3), que se dissolve na água rapidamente de maneira
endotérmica.
Na2CO3(s) → 2Na
+
(aq) + CO3
2-
(aq) ∆H
o
= 67,7 kJ
O usuário adiciona água ao revestimento externo, e o calor absorvido na reação química resfria a bebida. Considere que a lata contém 200
g de bebida, o revestimento contém 55 g de Na2CO3 e são adicionados 100 g de água. Se a temperatura inicial da lata e da água é de 32º C
em um dia de verão, qual é a temperatura mais baixa que a bebida pode atingir? A lata em si tem uma capacidade calorífica de 40 J
o
C
-1
.
Suponha que tanto a solução de Na2CO3 quanto a bebida tenham a mesma capacidade calorífica da água pura, 4,184 J g
-1

o
C
-1
.
R: T = 9
o
C

40. A chamada economia do hidrogênio baseia-se na produção de hidrogênio a partir da água usando energia solar. A combustão do gás faz-
se de acordo com a reação: 2H2(g) + O2(g) → 2 H2O(l). Uma das principais vantagens de usar hidrogênio como combustível é o fato de ele
não ser poluente. Uma grande desvantagem é que ele é um gás e, portanto, é mais difícil de armazenar do que um combustível líquido ou
sólido. Assim, calcule o volume de hidrogênio, a 25º C e 1,00 atm, necessário para produzir uma quantidade de energia equivalente à obtida
na combustão de um galão de octano (C8H18). A densidade do octano é 2,66 kg/galão e os valores de ∆H
o
f dos compostos envolvidos são:
∆H
o
f (C8H18) = -249,9 kJ / mol; ∆H
o
f (CO2) = -393,5 kJ / mol; ∆H
o
f (H2O) = -285,8 kJ / mol. Dados: 1 galão = 3,785 L e reação de formação do
octano (não balanceada):
C8H18(l) + O2(g) → CO2(g) + H2O(l)
R: 1,09x10
4
L