You are on page 1of 2

Documentação invalidez permanente

Informamos abaixo os documentos normalmente requeridos para a análise do pedido de
indenização. Em casos especiais, a seguradora poderá solicitar algum documento ou
informação complementar. Se isso acontecer, lembre-se: o objetivo da solicitação é garantir
o pagamento correto, em favor do legítimo beneficiário. Portanto, colabore.

Da Vítima e do Acidente
• Boletim de Ocorrência Policial (original ou cópia autenticada)
• RG da vítima (ou CNH, Cart. Trabalho, Cert. Casamento ou Certidão de Nascimento) -
cópia simples
• CPF da vítima - cópia simples
• Laudo do Instituto Médico Legal - IML da localidade em que ocorreu o acidente,
informando a extensão das lesões físicas ou psíquicas da vítima e, ainda, o seu estado de
invalidez permanente - original ou cópia autenticada
• Declaração de Ausência de Laudo do IML - (ver/imprimir modelo)
• Boletim de atendimento hospitalar ou ambulatorial (BAM).
• Em caso de dúvida quanto às lesões terem sido provocadas pelo acidente, poderá ser
solicitado o Relatório de Internamento Hospitalar ou do tratamento a que se submeteu a
vítima, com indicação das lesões produzidas pelo trauma.
• Comprovante de residência ou declaração de residência - (ver/imprimir modelo)
• Autorização de pagamento - (ver/imprimir modelo).
ATENÇÃO! A autorização de pagamento deverá ser apresentada juntamente com um
documento comprobatório dos dados bancários, tais como: cópia de folha de cheque ou
cópia do cartão bancário ou cópia do cabeçalho do extrato bancário.

Outros - (somente em caso de beneficiário representado por procurador)
• RG e CPF do Procurador - cópia simples
• Comprovante de residência do Procurador - cópia simples
• Declaração de Prevenção à Lavagem de Dinheiro - (ver/imprimir modelo)
Para acidentes envolvendo invalidez, nos quais o acidentado esteve ou ainda está em
tratamento, o prazo para prescrição levará em conta a data do laudo conclusivo do Instituto
Médico Legal – IML.

INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES
• Considera-se invalidez a perda ou redução da funcionalidade de um membro ou órgão. Essa
perda ou redução é indenizada pelo Seguro DPVAT quando resulta de um acidente causado
por veículo e é permanente, ou seja, quando a recuperação ou reabilitação da área afetada é
dada como inviável, ao fim do tratamento médico (alta definitiva).

• A invalidez é considerada permanente quando a funcionalidade do órgão ou membro é
afetada integralmente ou em parte. Por essa razão, não se aplica a danos estéticos

• O valor da indenização por invalidez depende da/s área/s atingida/s e da proporção das
lesões. Esse valor varia percentualmente, conforme o local, o tipo e a gravidade da perda ou
redução de funcionalidade. O percentual é aplicado sobre o valor máximo de indenização em
vigor.

• O valor da indenização é calculado com base no percentual de invalidez permanente
enquadrado na tabela de Normas de Acidentes Pessoais. Para esse efeito, leva-se em
consideração o laudo médico emitido ao fim do tratamento e, conforme a necessidade, o
laudo pericial.

Related Interests