SALVADOR, 2008

Eng. Antônio Sérgio Ramos da Silva

Comunidade da Construção – Sistemas à base de cimento

DEFINIÇÃO
Material de construção constituído de aglomerante, agregado miúdo e água, que serve para unir elementos de alvenaria e revestí-los. Argamassa: Mistura homogênea de agregado(s) miúdo(s), aglomerante(s) inorgânicos e água, contendo ou não aditivos ou adições, com propriedades de aderência e endurecimento podendo se dosada em obra ou em instalação própria (argamassa industrializada).

Comunidade da Construção – Sistemas à base de cimento

ARGAMASSA PARA REVESTIMENTO DE PAREDES E TETOS - NBR 13529

Mistura homogênea de agregado(s) miúdo(s) aglomerante(s) inorgânico(s) e água, contendo ou não aditivo(s) ou adições, com propriedades de aderência e endurecimento.

Comunidade da Construção – Sistemas à base de cimento

FUNÇÕES DA ARGAMASSA
Unir componentes de alvenaria Cobrir e regularizar a superfície da base

Regularizar a absorção da base ou melhorar a aderência

Unir componentes do acabamento decorativo

Corrigir imperfeições da base

Dar acabamento final a superfície

Comunidade da Construção – Sistemas à base de cimento

OUTRAS FUNÇÕES E PARTICULARIDADES Beleza Dificulta a infiltração de água Impede a proliferação de ácaros e alojamento de mosquitos Evitam doenças transmitidas por vetores Melhoram as condições respiratórias dos moradores
Comunidade da Construção – Sistemas à base de cimento

FUNÇÃO DOS REVESTIMENTOS

Estética Valorização econômica da edificação Qualidade de vida dos habitantes

Comunidade da Construção – Sistemas à base de cimento

ARGAMASSAS - Classificação

Quanto à natureza do aglomerante - Argamassa aérea : argamassa preparada
com aglomerante aéreo, que endurece por reação com o ar atmosférico. - Argamassa hidráulica : argamassa preparada com aglomerante hidráulico, que endurece por reações que envolvem a água.
Comunidade da Construção – Sistemas à base de cimento

ARGAMASSAS - Classificação Quanto ao tipo do aglomerante - Argamassa de cal : argamassa preparada com cal como único aglomerante. - Argamassa de cimento : argamassa preparada com cimento Portland como único aglomerante. - Argamassa de cimento e cal : argamassa preparada com cal e cimento Portland como aglomerantes.
Comunidade da Construção – Sistemas à base de cimento

ARGAMASSAS - Classificação

Quanto ao nº de aglomerantes empregados - Argamassa simples : argamassa constituída de um único aglomerante. - Argamassa mista : argamassa constituída de mais de um aglomerante.
Comunidade da Construção – Sistemas à base de cimento

ARGAMASSAS - Classificação

Quanto a consistência -Secas: argamassas cujo índice de consistência (flow table) é inferior a 250 mm (Ex. Argamassa para contra-piso). -Plásticas: argamassas cujo índice de consistência (flow table) é esta entre 260 e 300 mm (Ex. Argamassa de emboço). -Fluídas: argamassas cujo índice de consistência (flow table) é superior a 360 mm (Ex. Chapisco).
Comunidade da Construção – Sistemas à base de cimento

ARGAMASSAS - Classificação Quanto à utilização/função - Argamassa para contra-piso. - Argamassa de emboço. - Argamassa chapisco. - Argamassa de reboco. - Argamassa de assentamento. - Argamassa de colante. -Argamassa de industrializada. -Argamassa dosada em central.
Comunidade da Construção – Sistemas à base de cimento

USO

FUNÇÕES

PROPRIEDADES
trabalhabilidade retenção de água resistência mec. inicial resistência mec. final capac. assimilar deform. trabalhabilidade retenção de água resistência mec. inicial estabilidade volumétrica capac. assimilar deform.

assentamento resistir a esforços mecânicos estrutural unir componentes da alvenaria preencher juntas assentamento unir componentes da alvenaria de vedação preencher juntas

Comunidade da Construção – Sistemas à base de cimento

USO

FUNÇÕES

PROPRIEDADES
trabalhabilidade retenção de água aderência estabilidade volumétrica capac. assimilar deform. trabalhabilidade aderência

assentamento •unir componentes de de acabamento à acabamentos base •vedar alvenaria •regularizar superfície chapisco unir sistema de revestimento à base contribuir na vedação da alvenaria

Comunidade da Construção – Sistemas à base de cimento

USO
emboço

FUNÇÕES
vedar a alvenaria regularizar superfície proteger o ambiente dar acabamento contribuir na vedação da alvenaria vedar a alvenaria regularizar superfície dar acabamento

PROPRIEDADES
trabalhabilidade retenção de água estanqueidade aderência estabilidade volumétrica trabalhabilidade aderência estabilidade volumétrica resistência superficial trabalhabilidade retenção de água estanqueidade aderência estabilidade volumétrica

reboco

camada única (massa única)

Comunidade da Construção – Sistemas à base de cimento

TIPOS DE ARGAMASSAS

Preparadas no canteiro • mista – cimento, cal e areia pasta de cal argamassa intermediária • com adição – arenoso, caulim, material reciclado •cimento e areia – com ou sem aditivo
Comunidade da Construção – Sistemas à base de cimento

ARGAMASSAS - Requisitos NBR 13281/2005 (Outubro/05)

- Resistência à compressão; - Densidade de massa aparente no estado endurecido; - Resistência à tração na flexão; - Coeficiente de capilaridade; - Densidade de massa aparente no estado fresco; - Retenção de água; - Resistência potencial de aderência à tração.
Comunidade da Construção – Sistemas à base de cimento

ARGAMASSAS - Requisitos NBR 13281/2005 (Outubro/05)

Tabela 1 - Resistência à compressão
Classe P1 P2 P3 P4 P5 P6 Resistência à compressão (MPa) =2,0 1,5 a 3,0 2,5 a 4,5 ABNT NBR 13279 4,0 a 6,5 5,5 a 9,0 >8,0 Método de ensaio

Comunidade da Construção – Sistemas à base de cimento

Tabela 2 – Densidade de massa aparente no estado endurecido
Classe M1 M2 M3 M4 M5 M6 Densidade de massa aparente Método de ensaio no estado endurecido (kg/m3) =1200 1000 a 1400 1200 a 1600 ABNT NBR 13280 1400 a 1800 1600 a 2000 >1800

Comunidade da Construção – Sistemas à base de cimento

Tabela 3 – Resistência à tração na flexão

Classe R1 R2 R3 R4 R5 R6

Resistência à tração na flexão(MPa) =1,5 1,0 a 2,0 1,5 a 2,7

Método de ensaio

ABNT NBR 13279 2,0 a 3,5 2,7 a 4,5 >3,5

Comunidade da Construção – Sistemas à base de cimento

Tabela 4 – Coeficiente de capilaridade

Classe C1 C2 C3 C4 C5 C6

Coeficiente de capilaridade (g/dm2.min1/2) =1,5 1,0 a 2,5 2,0 a 4,0

Método de ensaio

ABNT NBR 15259 3,0 a 7,0 5,0 a 12,0 >10,0

Comunidade da Construção – Sistemas à base de cimento

Tabela 5 – Densidade de massa aparente no estado fresco

Classe D1 D2 D3 D4 D5 D6

Densidade de massa aparente Método de ensaio no estado fresco (kg/m3) =1400 1200 a 1600 1400 a 1800 ABNT NBR 13278 1600 a 2000 1800 a 2200 >2000

Comunidade da Construção – Sistemas à base de cimento

Tabela 6 – Retenção de água

Classe U1 U2 U3 U4 U5 U6

Retenção de água (%) =78 72 a 85 80 a 90

Método de ensaio

ABNT NBR 13277 86 a 94 91 a 97 95 a 100

Comunidade da Construção – Sistemas à base de cimento

Tabela 7 – Resistência potencial de aderência à tração

Classe A1 A2 A3

Resistência potencial de aderência à tração (MPa) <0,20 = 0,20 = 0,30

Método de ensaio

ABNT NBR 15258

Comunidade da Construção – Sistemas à base de cimento

Designação - EXEMPLOS

Ex. 1 = P3, M4, R5, C3, D4, U3, A4.

Ex.2 = P4, R3, U3.

E OUTROS....???!!!

Comunidade da Construção – Sistemas à base de cimento

Características gerais requeridas para argamassas de assentamento e revestimento
Alvenarias Propriedades
assentamento encunhamento interno 300 ± 10 mm 80% 15% 1,5MPa 5,0MPa 4,0 GPa 0,2MPa 0,3MPa 0,5MPa 20% 0,08% externo

Revestimentos

Consistência (flow table)* Estado fresco

300 ± 10 mm

250 ± 10 mm

300 ± 10 mm

Retenção de água Teor de ar incorporado Resistência à compressão (7 dias) Resistência à compressão (28 dias) Módulo de deformação (Ec, 28 dias)**

75% 15 a 18% 1,5MPa 4,5MPa 3,0GPa 20% 0,08%

80% 2,0MPa 1,5GPa 0,04%

85% 20% 2,0MPa 8,0MPa 7,0GPa 0,2MPa 0,3MPa 0,8MPa 15% 0,06%

Estado endurecido

Resistência de aderência (7 dias) Resistência de aderência (28 dias) Aderência superficial (28 dias) Absorção de água (28 dias) Retração de secagem (28 dias)

Comunidade da Construção – Sistemas à base de cimento

ARGAMASSAS INDUSTRIALIZADAS Definição A NBR 13529/1995 define como argamassa industrializada todo “produto proveniente da dosagem controlada em instalação própria, de aglomerante(s) de origem mineral, agregado(s) miúdo(s) e, eventualmente, aditivo(s) e adição(ões) em estado seco e homogêneo, ao qual o usuário somente necessita adicionar a quantidade de água requerida”.
Comunidade da Construção – Sistemas à base de cimento

ARGAMASSAS INDUSTRIALIZADAS Fabricação

Comunidade da Construção – Sistemas à base de cimento

ARGAMASSAS INDUSTRIALIZADAS Embalagem e marcação As argamassas fornecidas em sacos devem ter impressas as seguintes informações:
•nome do fabricante e marca do produto; •designação do produto; •massa líquida, em kg; •indicação do tipo de argamassa; •composição qualitativa quantidade de água a incorporada em litros;
Comunidade da Construção – Sistemas à base de cimento

e ser

ARGAMASSAS INDUSTRIALIZADAS
Argamassa em silos

Comunidade da Construção – Sistemas à base de cimento

ARGAMASSAS INDUSTRIALIZADAS Embalagem e marcação • data de fabricação e validade do produto; • tempo de mistura e maturação; • instruções e cuidados necessários para manuseio e aplicação do produto; • informações sobre as condições armazenamento do produto; • tempo de utilização do produto.
Comunidade da Construção – Sistemas à base de cimento

de

ARGAMASSAS INDUSTRIALIZADAS Aplicações

As argamassas industrializadas podem ser empregadas para diversos tipos de aplicações, bastando apenas misturá-las à quantidade de água indicada na embalagem para obter uma massa de consistência adequada, através de mistura mecânica. Dentre os tipos de argamassas industrializadas existentes no mercado, é interessante tratar de algumas:
Comunidade da Construção – Sistemas à base de cimento

ARGAMASSAS INDUSTRIALIZADAS Múltiplo Uso

Adequada para assentamento de alvenaria de vedação ou estrutural de até 5,0 MPa, bem como para revestimento interno e externo de paredes.

Comunidade da Construção – Sistemas à base de cimento

ARGAMASSAS INDUSTRIALIZADAS Contrapiso

Recomendado para a regularização de pisos e lajes, pedras, servindo carpete de ou base para posterior para assentamento de revestimentos cerâmicos, madeira tanto ambientes internos quanto externos.

Comunidade da Construção – Sistemas à base de cimento

ARGAMASSAS INDUSTRIALIZADAS Chapisco Colante

Utilizado para proporcionar aderência entre bases de baixa absorção, como o concreto e o revestimento tanto para uso interno quanto externo.

Comunidade da Construção – Sistemas à base de cimento

ARGAMASSAS PRÉ-MISTURADAS As argamassas podem ser empregadas para diversos tipos de aplicações como chapisco, assentamento, contrapiso, emboço e reboco.

Masseira impermeabilizada
Comunidade da Construção – Sistemas à base de cimento

Argamassa pré-misturada

ENSAI O DE RESI STÊNCI A À COMPRESSÃO

Comunidade da Construção – Sistemas à base de cimento

ARGAMASSAS Normalização
NBR 7200 Revestimentos de Paredes e Tetos de Argamassas Inorgânicas – Procedimento. NBR 13281 Argamassa para assentamento e

revestimento de paredes e tetos – Requisitos. NBR 13749 Revestimentos de Paredes e Tetos de Argamassas Inorgânicas – Especificação. Outros: Manuais Técnicos de Fabricantes, Artigos, Publicações e Boletins Técnicos - Recomendações Gerais.
Comunidade da Construção – Sistemas à base de cimento

ARGAMASSAS COLANTES Definição Segundo a NBR 14081: “Produto industrial, no estado seco, composto de cimento Portland, agregados minerais e aditivos químicos, que, quando misturado com água, forma uma massa viscosa, plástica e aderente, empregada no assentamento revestimento.” de placas cerâmicas para

Comunidade da Construção – Sistemas à base de cimento

ARGAMASSAS COLANTES Classificação
Tipo AC I – Argamassa colante industrializada com características de resistência às solicitações mecânicas e termoigrométricas típicas para revestimentos internos, com exceção de saunas, churrasqueiras, estufas e outros revestimentos especiais.

Comunidade da Construção – Sistemas à base de cimento

ARGAMASSAS COLANTES Classificação Tipo AC II - Argamassa colante industrializada
com características de adesividade que permitem absorver os esforços existentes em revestimentos de pisos e paredes externos sujeitos a ciclos de variação térmohigrométrica e ação do vento.

Comunidade da Construção – Sistemas à base de cimento

ARGAMASSAS COLANTES Classificação Tipo AC III - Argamassa colante
industrializada que apresenta

aderência superior em relação às argamassas dos tipos I e II.

Tipo E - Argamassa do tipo I, II ou III com tempo em aberto estendido.
Comunidade da Construção – Sistemas à base de cimento

ARGAMASSAS COLANTES
Requisitos NBR 14081 – Tabela 1
Argamassa Colante Industrializada I min 15 II 20 II 20 Argamassa do tipo I, II ou III com tempo em aberto estendido em no mínimo 10 min do especificado nesta norma E Método de ensaio NBR 14083

Propriedades

Unidade

Tempo em aberto Resistência de aderência aos 28 dias em: - cura normal - cura submersa em água - cura em estufa Deslizamento (1)

NBR 14084

MPa MPa MPa

0,5 0,5 0,7

0,5 0,5 0,5 0,7

1,0 1,0 1,0 0,7

NBR 14085

mm

1) O ensaio de deslizamento não é necessário para argamassa utilizada em aplicações com revestimento horizontal.

Comunidade da Construção – Sistemas à base de cimento

ARGAMASSAS COLANTES Embalagem e Marcação

A NBR 14081/2004 estabelece que os sacos de argamassas colantes devem ter impressos, de forma visível, as seguintes informações:
Designação (AC-I, AC-II, AC-III ou -E). Marca do fabricante. Produto e a razão social do

Massa líquida do produto em kg. Identificação da Norma NBR 14081; Instruções e cuidados para manuseio e aplicação, bem como quantidade de água; Instruções para liberação ao uso da área revestida; Composição, data de fabricação, validade e condições de armazenamento.
Comunidade da Construção – Sistemas à base de cimento

ARGAMASSAS COLANTES Ensaios

Comunidade da Construção – Sistemas à base de cimento

ARGAMASSAS COLANTES Ensaios - Deslizamento

Comunidade da Construção – Sistemas à base de cimento

ARGAMASSAS COLANTES Ensaios - Aderência

Comunidade da Construção – Sistemas à base de cimento

ARGAMASSAS COLANTES Ensaios - tempo em aberto e resistência de aderência

Comunidade da Construção – Sistemas à base de cimento

ARGAMASSAS - Normalização
NBR 14081 - Argamassa colante industrializada para assentamento de placas cerâmicas - Requisitos. NBR 14082 - Argamassa colante industrializada para assentamento de placas cerâmicas – Execução do substrato-padrão e aplicação de argamassa para ensaios. NBR 14083 - Argamassa colante industrializada para assentamento de placas cerâmicas – Determinação do tempo em aberto. NBR 14084 - Argamassa colante industrializada para assentamento de placas cerâmicas – Determinação da resistência de aderência à tração. NBR 14085 - Argamassa colante industrializada para assentamento de placas cerâmicas – Determinação do deslizamento. Outros: Manuais Técnicos de Fabricantes, Artigos, Publicações e Boletins Técnicos - Recomendações Gerais.

Comunidade da Construção – Sistemas à base de cimento

ARGAMASSAS INDUSTRIALIZADAS Rejunte Mistura industrializada de cimento Portland e outros componentes homogêneos e

uniformes para aplicação nas juntas de assentamento classificada de segundo placas o cerâmicas, de

ambiente

aplicação e requisitos definidos

Comunidade da Construção – Sistemas à base de cimento

ARGAMASSAS INDUSTRIALIZADAS Rejunte

Para placas

o

rejuntamento cerâmicas,

de

pedras

naturais e pastilhas.

Comunidade da Construção – Sistemas à base de cimento

ARGAMASSAS PARA REJUNTAMENTO Classificação Rejuntamento Tipo I - Argamassa à base de cimento Portland para rejuntamento de placas cerâmicas para uso em ambientes internos e externos, desde que observadas as seguintes condições: a)Aplicação restrita aos locais de transito de pedestres/transeuntes, não intenso;

Comunidade da Construção – Sistemas à base de cimento

ARGAMASSAS PARA REJUNTAMENTO Classificação b)Aplicação restrita a placas cerâmicas com absorção de água acima de 3% (grupos II e III segundo a NBR 13817); c)Aplicação em ambientes externos, piso ou parede, desde que não excedam 20m2 ou 18 m2, respectivamente, limite a partir do qual são exigidas as juntas de movimentação, segundo NBR 13753 e NBR 13755.
Comunidade da Construção – Sistemas à base de cimento

ARGAMASSAS PARA REJUNTAMENTO Classificação Rejuntamento Tipo II - Argamassa à base de cimento Portland para rejuntamento de placas cerâmicas para uso em ambientes internos e externos, desde que observadas as seguintes condições: a)todas as condições do tipo I; b)aplicação em locais de transito intenso de pedestres/transeuntes;
Comunidade da Construção – Sistemas à base de cimento

ARGAMASSAS PARA REJUNTAMENTO Classificação c)aplicação em placas cerâmicas com absorção de água inferior a 3% (grupos I segundo a NBR 13817); d)aplicação em ambientes externos, piso ou parede, de qualquer dimensão, ou sempre que se exijam as juntas de movimentação; e)ambientes externos ou externos com presença de água estancada, espelhos d´água etc).
Comunidade da Construção – Sistemas à base de cimento

Características da argamassa para rejuntamento
(NBR 14992)
PROPRIEDADE retenção de água variação dimensional resistência à compressão resistência à tração na flexão absorção de água p/ capilaridade permeabilidade aos 240 min UNI
mm mm/m MPa MPa g/cm2 cm3

IDADE
10 min 7 dias 14 dias 7 dias 28 dias 28 dias

TIPO I 75 2,00 8,0 2,0 0,60 2,0

TIPO II 65 2,00 10,0 3,0 0,30 1,0

Comunidade da Construção – Sistemas à base de cimento

ARGAMASSAS INDUSTRIALIZADAS Embalagem e marcação
As argamassas fornecidas em sacos devem ter impressas as seguintes informações: •designação normalizada; •marca do produto e razão social do fabricante; •massa líquida, em kg; •Identificação desta norma;
Comunidade da Construção – Sistemas à base de cimento

ARGAMASSAS INDUSTRIALIZADAS Embalagem e marcação • instruções e cuidados necessários para o manuseio e aplicação do produto, bem como a quantidade de água a ser incorporada em litros; • informações sobre composição, data de

fabricação, prazo de validade e condições de armazenamento do produto;
Comunidade da Construção – Sistemas à base de cimento

ARGAMASSAS Normalização NBR 14081 – A.R. – Argamassa à base de cimento Portland para rejuntamento de placas cerâmicas – Requisitos e métodos de ensaios. Outros: Manuais Técnicos de Fabricantes, Artigos, Publicações e Boletins Técnicos Recomendações Gerais.

Comunidade da Construção – Sistemas à base de cimento

Resist ência à t ração na f lexão

Comunidade da Construção – Sistemas à base de cimento

ENDEREÇOS • UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA ESCOLA POLITÉCNICA DCTM (Departamento de Ciência e Tecnologia dos Materiais) e-mail: asramos@ufba.br • CONCRETA : e-mail: concreto@concreta.com.br Tel: (71) 3372 3010 / Fax.: (71) 3372 3000 Cel. 8154 6695
Comunidade da Construção – Sistemas à base de cimento

Comunidade da Construção – Sistemas à base de cimento

This document was created with Win2PDF available at http://www.win2pdf.com. The unregistered version of Win2PDF is for evaluation or non-commercial use only. This page will not be added after purchasing Win2PDF.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful