Homeopatia para cépticos

FACTOS e contra Factos
1

FACTOS
Considerar o efeito placebo da Homeopatia ou qualquer outro efeito pseudo-terapêutico está longe de destruir o método, ainda que tal fosse toda a verdade dos factos. Na Farmacologia e na Enfermagem é uma opção terapêutica existente e válida, de outro modo, não existiria na prática de disciplinas científicas. Está fora de questão pôr em causa a importância da crença ou do ritual na humanidade.
2

FACTOS
Foram médicos os criadores da Homeopatia (ex. Hahnemann), os primeiros grandes homeopatas. A questão é o direito à dissidência, e não há dissidentes sem haver um sistema que se fecha sobre si mesmo. Se o efeito placebo ainda é usado, alguma utilidade ou benéficio terá em cuidados de saúde e no bemestar do paciente, quando outra resposta terapêutica é inexistente ou ineficaz.
3

FACTOS
As ilusões perceptivas do sistema psicomotor humano podem explicar muito destes efeitos, entre os quais a nível emocional; mas, outros casos apresentam-se bem mais intrigantes por terem consequências físicas registadas em Imagiologia e outros exames de avaliação diagnóstica (ex. alterações de comportamento, reversão de litíases extremas, entre outras situações documentadas). Qual o real poder e alcance da vida humana? Que significado têm estes factos observados e relatados por cuidadores de saúde, ao longo da história?
4

FACTOS
O que é afinal a saúde e a doença? Estado de completo bem-estar físico, mental e social e não consistindo somente na ausência de uma doença ou enfermidade. OMS – Organização Mundial de Saúde E se a vontade e a consciência humana forem bem mais poderosas do que imaginamos. Será a homeopatia um método de a operar com eficácia? As técnicas de autoajuda são comparativamente impostoras, não estamos a 5 falar de meros estados hipnóticos ou induções.

FACTOS
E os resultados da homeopatia obtidos sobre as plantas e os animais? De que estamos a falar? Será o remédio que trata ou a intenção da dádiva? A súmula da intenção consciente e inconsciente do dador. Bom, infelizmente ainda não é possível dizer a um gato para dar um remédio homepático a uma planta, de modo a desprovar algumas hipóteses.
6

FACTOS
Há alguma perda de legitimidade se for o gato a prescrever? Os animais também amam, e aqui, Amor deve ser entendido como coerência. Serão o remédio e os gestos homeopáticos um ritual gerador de coerência? Ainda assim, qual é a relevância disto, se ajudar significativamente o paciente, ainda que se explique ou não de modo objectivo?
7

FACTOS
Não será isto tudo só uma questão de Poder? Poder sobre indivíduos, profissionais, nações usando a fachada de instituições legítimas, supostamente cuidadoras dos nossos interesses? Hum, doença e cura!!! Cura e tratamento!!! Definitivo e provisório!!! O que tentamos nós reparar?
8

FACTOS
O que estará doente, o corpo ou a consciência? Quando se condicionam as pessoas estamos a condicionar a sua consciênca e expressão, logo, a criar condições de doença e perversão. Será a natureza humana, em geral, assim tão maléfica, carente, doente? Ou será que nos desejam inculcar e alimentar nessa ideia?
9

FACTOS
Platão considerava que o conhecimento deveria servir a humanidade, não ser uma ferramenta de controlo sobre a sociedade humana. A servidão anula intrinsecamente a diferença entre o Homem e os animais, o Poder Criativo. Será a homeopatia um produto da criatividade? E, uma de muitas formas de realizar essa criatividade?
10

FACTOS
Respostas definitivas, quem as terá? A Arte, a Filosofia e a Ciência são uma tríade inseparável. A Homeopatia, como todo o gesto que visa a totalidade, contém em si estas 3 facetas do conhecimento, talvez por isso, continue a ajudar as pessoas que recorrem a ela.
11

FACTOS
Talvez Platão tenha razão, ao ter separado o Homem, nos que:
Usam sonhos e símbolos para ganhar consciência de si e da sua cura. Usam a religião como desculpa para evitar a consciência e a responsabilidade.

O que é preciso curar é a relação entre uns e os outros, tal como a guerra entre pais e filhos nunca levou a lado nenhum, senão ao infortúnio.
12

FACTOS
Será que agora a Homeopatia já faz mais sentido?
Lei das correspondências; Lei da série de graus (diluições); Lei das afinidades (similitude).

O que quer que a Homeopatia faça, fá-lo bem e restaura a coerência no ser vivo, seja humano, animal ou vegetal. Restaura a sua assinatura vibratória e o seu fluxo electromagnético, a base da qualquer verdadeira saúde.
13

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful