You are on page 1of 5

Namoro segundo a Bíblia: O que é?

a) A Bíblia

Podemos quase dizer que o namoro não é bíblico, pois não encontramos onde este tipo
de amizade chama-se namoro. Geralmente os pais escolhiam os companheiros para
seus filhos e quando um jovem demonstrava interesse em uma moça, era já pensando
em casamento. A Bíblia fala em noivado, que é o período antes do casamento. Este
período é tão importante, que é feito uma comparação entre Cristo e a Igreja. Abraão,
Isaque, Jacó, Moisés, Davi, Salomão e outros, provavelmente tenham namorado com
suas esposas, porém pouco temos sobre este período de relacionamento. Isaque e
Rebeca (Gn. 24.63, 67); Jacó e Raquel (Gn. 29.9, 20); Sansão (Jz. 14 - casamento
misto); Boaz e Rute (Rt. 2.5); Davi e Mical (I Sm. 19.12 e 25.44); José e Maria (Mt.
1.18); Salomão e Sulamita (Ct. 1).

b) Principio da Amizade

"Há amigo mais chegado que um irmão" Pv. 18:24

Já que não temos um ensinamento claro na Bíblia sobre namoro, devemos dar uma
orientação cristã no assunto. O primeiro relacionamento entre dois jovens deveria ser
uma amizade e não um namoro. Tanto a moça como o rapaz deve ter e fazer muitas
amizades e dente essas amizades escolher quem quer namorar.

c) O Pré-namoro ou Flerte

Dentre as várias amizades, um vai se destacar... Naturalmente, você vai preferir estar
junto daquela pessoa mais do que com as outras (por mais tempo) e daí começa o
namoro. Desta maneira dificilmente você erra na escolha, pois você conhece a pessoa
antes do namoro. O caso de começar o namoro sem antes ter amizade com a pessoa,
corre o risco da decepção e quase sempre não dá certo. Jovens volúveis e sem
conteúdo ficam dando em cima de garotas estranhas, pois as conhecidas não se
deixam enganar. "Amor a primeira vista" é muito perigoso, pois difícil não é começar
um namoro ou casamento, difícil é continuar namorando ou permanecer casado! O
Flerte é brincar com os sentimentos alheios. Você não quer nada sério e fica dando
esperança ao outro. Isto é errado e a Bíblia condena.

d) Namoro - Definição

O que é namoro? Para que se namorar? Já paramos para pensar sobre isto? Porque,
para que e como você namora?

Dicionário:

Namorar: cortejar, inspirar amor a, apaixonar, cativar, desejar ardentemente,


empregar todos os esforços para obter, ficar encantado, etc.

Namoricar: namoro por pouco tempo, amizade leviana, distrair-se com sentimentos de
outrem, etc.

Naturalmente cada um tem sua definição. O namoro para nós deveria ser uma amizade
bem especial por alguém que a gente começa a amar e ser amado por ela. O tempo de
namoro é uma confirmação de que aquela pessoa é a escolhida por Deus e por nós,
para ser nossa (o) companheira (o). Deve ser levado a sério sem exagero a ponto de
pensar que o namoro não pode terminar.

e) Motivação Correta

É a vontade de Deus: "Não é bom que o homem esteja só".


É encontrar a pessoa que será minha (meu) companheira (o).
É verificar e confirmar se é aquela pessoa.

f) Motivação Errada

Namorar por namorar. Namorar para passar tempo. Namorar para mostrar que é
atraente. Namorar para não ficar "pra trás". Namorar porque é um bom partido.
Namorar para contrariar meus pais. Namorar para provar que já sou "gente". Namorar
por sentir-se atraído sexualmente. Namorar para levá-lo a Cristo, etc.

g) Meios para conquista no namoro

Agradar a Deus em primeiro lugar (Sl. 37:4).


Orar e pedir a Deus.
Esperar tranqüilo e despreocupado.
Mostrar qualidades interiores.
Cuidar bem se sua aparência.
Mostrar-se educado e gentil.
Ser bom filho, bom aluno, bom funcionário, alegre, esportivo, social.
Dicas práticas: Usar um olhar, um sorriso, indiretas, dar atenção especial, presentear,
procurar esta junto.

h) Meios errados de conquista no namoro

Mostrar o que não somos (querer aparecer).


Despertar desejos sexuais. Ex. roupas, gestos, palavras.
Mostrar sofrimento e despertar sentimentos de pena.
Mostrar-se de difícil conquista.
Ficar se oferecendo para o outro.

i) Quem conquista? O Rapaz ou a moça?


Os dois devem se conquistarem. Se apenas um conquista, o outro fica prejudicado e
terão problemas futuros.

j) Permissão dos pais

Sendo de menor, nunca namore sem a permissão de seus pais. Um namoro


desobediente não tem a bênção de Deus.

k) Faça este teste bíblico no seu namoro Coríntios 13.4:8

Aplicação

O amor é paciente. Ele ou ela é paciente com você e vice-versa, não brigam ou tem
muitas irritações, ira, raiva, etc.?
O amor é benigno. Você sente que o outro quer exclusivamente seu bem e vice-versa,
o namoro é bom, produz bem a vocês e aos outros?

O amor não arde em ciúmes. Vocês tem muito ciúmes um do outro, não permitem
outras amizades? Brigam por causa disto?

O amor não se ufana. Ele ou ela fica contando vantagens porque lhe conquistou ou
namora com você, como um troféu conquistado?

O amor não se ensoberbece Será que um dos dois tem o amor soberbo, vaidoso,
orgulhoso, sentindo-se melhor que os outros?

O amor se conduz convenientemente. Um dos dois é de comportamento inconveniente,


isto é, provoca situações embaraçosas entre os familiares, amigos ou mesmo quando
estão à sós?

O amor não procura seus interesses A pessoa que ama outra, nunca procura seus
próprios interesses, levar vantagem sobre a outra, o melhor para si.

O amor não se exaspera Você ou o outro é melindroso? Fica irritado, emburrado


facilmente? Maltratam um ao outro? Se aborrecem sempre?

O amor não se ressente do mal. Perdoa facilmente? Esquece mesmo? Não ficam
emburrados? Não lembram brigas passadas, ciúmes, etc.?

O amor não se alegra com a injustiça. Você fica alegre se o outro está em situação
difícil? Faz comparações com outros? Justifica seus erros com as fraquezas da outra
pessoa?

O amor alegra-se com a verdade Custe o que custar, a verdade lhe trás alegria? Você
encobre os erros de seu companheiro ou vice-versa?

O amor tudo sofre. Vocês dois estão dispostos a sofrer um pelo outro, perseguições,
renunciar um pelo outro os privilégios, etc.?

O amor tudo crê Vocês confiam realmente no sentimento um do outro, ou são


desconfiados, sem segurança, se vigiam?

O amor tudo espera. Vocês esperaram a permissão dos pais, esperam o tempo certos
para "os carinhos", o tempo certo para o casamento?

O amor tudo suporta. O namoro suporta os obstáculos: distância, concorrência, a


espera, o segundo lugar, etc.?

O amor verdadeiro tem estas características, seja ele dirigido a Deus, a família, ao
namorado ou ao próximo. Estude com seu ou sua namorada este texto bíblico e tire
outras aplicações particulares para vocês dois. São quinze itens, se sua nota for menos
que oito, é bom pensar em outro namoro.

l. Diferenças entre Amizade, Amor e Paixão

Amizade: afeição, simpatia, dedicação, identificação pessoal, amor sem atração física.
Amor: sentimento profundo de afeição, conjunto de fenômenos cerebrais e afetivos
que constituem o instinto sexual. Amizade com atração sexual.
Paixão: sentimento excessivo, capaz de perturbar o juízo, afeto violento, amor
ardente, sentimento abrasador. Um desejo sexual sem amizade.

m) Sexo no namoro

Carinho: afago, cuidado, meigo. Na verdade há um conceito errado de carinho. Os


namorados confundem carinho com carícias. No namoro deve haver muito carinho e
pouca carícia. O tempo de namoro é do carinho, do noivado é o começo das carícias e
o tempo de casado, é das carícias preparando para o ato sexual. O carinho produz e
desperta o amor. As carícias produzem erotismo e desperta o desejo sexual. O final de
um carinho é um forte sentimento de amor, o final de uma carícia é o orgasmo ou ato
sexual.

Dicas práticas de carinho: um meigo olhar, um afagar de cabelo, um presente, ser


gentil e educado, um toque no queixo, brincar com o nariz, não só ficar de mãos
dadas, mas fazer carinho nas mãos, elogiar, etc. O carinho cabe nas amizades,
namoros, noivados e no casamento.

Carícia: apalpar, alisar, contato com a pele do corpo para fins sexuais. Segundo Dr.
Fritz Kahn, acariciando-se a pele, principalmente em regiões erógenas como: seios,
nádegas e órgãos sexuais, provoca-se uma excitação nervosa, como carga elétrica,
que aumenta conforme os estímulos ritmados das carícias, até o ponto máximo do
orgasmo (Nossa Vida Sexual). A carícia tem como objetivo principal, preparar o corpo
para o ato sexual. Depois que a pessoa está excitada ela não tem condições de agir
pela razão, agindo assim pelos seus instintos. É difícil alguém interromper uma ação
depois de estar excitado.

Beijo: a boca é a mais importante zona erógena depois dos órgãos sexuais. Ela tem
quatro estímulos de excitação: táteis, térmicos, olfativos, gustativos. O beijo simples
(no rosto, mãos, etc.) mostra afeto e carinho. O beijo bocal (prolongado nos lábios)
mostra desejo forte. O beijo nos lábios é a carícia mais excitante antes do ato, aliás, é
a preparação última para o ato sexual.

n) Perigo do Sexo no Namoro

O problema é o seguinte: Até que ponto podemos ter intimidades físicas no namoro
sem haver defraudação ou perigo de prejuízo dos dois?

Muita liberdade sexual provoca desinteresse do rapaz.


Afastamento de Deus e de seu trabalho.
Encontros somente para intimidades físicas.
Leva ao ato sexual.
Do ato sexual a uma gravidez inesperada.
Aquilo que seria tão lindo e maravilhoso se torna vergonhoso, humilhante, triste,
desesperador, um verdadeiro caos!

Ex. O rapaz abraça a moça, beijam-se prolongadamente nos lábios, ele começa a lhe
fazer carícias nas regiões erógenas, a moça fica também excitada e permite que ele
lhe tire parte da roupa e sem perigo, diz o rapaz, pede para por seu membro sexual na
moça. Neste ponto, geralmente a moça não está preparada para o ato! E mesmo que
seja uma "brincadeira de amor" o resultado é uma gravidez. O preço de alguns
minutos de prazer é uma vida inteira de arrependimento e na nossa sociedade
machista, quem mais sofre é a garota.

Jasiel Botelho em www.bibliaworldnet.com.br

Minha Fonte: Solteiros Cristãos