You are on page 1of 3

Análise dimensional

● Conceito
A análise dimensional é a área da física que se interessa pelas unidades de medida das
grandezas físicas. Notavelmente, o fato de todas as unidades serem arbitrárias faz com que
todas as equações sejam homogêneas: Uma coisa que se mede em metro por minuto não tem
como ser igual a algo medido em quilograma por metro.

● Homogenidade Dimensional e relações adimensionais
A análise dimensional tem sua grande utilidade na previsão, verificação e resolução de
equações que relacionam as grandezas físicas garantindo sua integridade e homogeneidade.
Este procedimento auxilia a minimizar a necessidade de memorização das equações. Em
análise dimensional tratamos as dimensões como grandezas algébricas, isto é, apenas
adicionamos ou subtraimos grandezas nas equações quando elas possuem a mesma
dimensão.
Também tem como objetivo, o de proporcionar uma ideia geral de um determinado
problema antes de aplicar as técnicas experimentais ou de análise. Dessa forma, a
probabilidade de escolha de uma linha de trabalho bem sucedida ou mais econômica é maior.
Ela também permite identificar tendências ou constantes a partir de um volume grande de
dados experimentais.

Aplicação
Análise dimensional não se aplica apenas à mecânica dos fluidos, mas a qualquer ramo da
ciência, em princípio. Em mecânica dos fluidos, entretanto, ela adquire uma importância
particular devido à dificuldade em se obterem soluções analíticas para a maioria dos problemas
práticos.

● Dimensões e Unidades
A análise dimensional consiste em expressar todas as relações em função de três dimensões
básicas independentes, que podem ser massa (M), comprimento (L) e tempo (t), por exemplo.
Neste caso, algumas grandezas comuns em mecânica dos fluidos seriam facilmente expressas
da forma seguinte:





área: [L2]
volume: [L3]
densidade: [ML-3]
velocidade: [Lt-1]
velocidade angular: [t-1]
aceleração: [Lt-2]

Número de Froude : . ● Análise Dos Parâmetros Adimensionais A análise dos parâmetros adimensionais são extremamente importantes na correlação de daos experimentais. o que torna o problema mais simples. são: Número ou módulo de Reynolds: é um número adimensional usado em mecânica dos fluidos para o cálculo do regime de escoamento de determinado fluido sobre uma superfície. e cada uma pode ser expressa por uma função h de. esses parâmetros adimensionais. As variáveis auxiliares são adimensionais. em lugar de aplicar a técnica da análise dimensional a uma função f de n variáveis.k variáveis auxiliares. podemos passar a algumas grandezas menos comuns: ● ● ● ● ● ● tensão: [ML-1t-2] (o mesmo que a pressão) tensão superficial: [Mt-2] (o mesmo que força por comprimento) viscosidade: [ML-1t-1] viscosidade cinemática: [L2t-1] vazão volumétrica: [L3t-1] vazão mássica: [Mt-1] ● O teorema Pi de Buckingham O teorema Pi de Buckingham estabelece que. é possível aplicar a técnica a uma função g de n . Essas variáveis auxiliares são chamadas grupos adimensionais π ou números π.● ● ● ● ● força: [MLt-2] pressão: [ML-1t-2] energia/trabalho/calor: [ML2t-2] potência: [ML2t-3] torque: [ML2t-2] (o mesmo que energia/trabalho/calor) A partir daí. no máximo. sendo k o número de dimensões fundamentais. k + 1 variáveis originais.

utilizado na hidráulica de condutos abertos que representa a razão entre uma velocidade característica e a velocidade de onda gravitacional Número de Weber: é um número adimensional da mecânica dos fluidos. especialmente para fluxo de multifase com superfícies de grande curvatura. Pode ser interpretado como uma medida da inércia fluídica comparada com sua tensão superficial. Número de Mach: é uma medida adimensional de velocidade. utilizado em fluxos com interface entre dois fluidos diferentes.é um número adimensional. É definida como a razão entre a velocidade do objeto e a velocidade do som: .