You are on page 1of 7

A DESCRENÇA NO PENSAMENTO

POSITIVISTA E AS NOVAS CONCEPÇÕES
CIENTÍFICAS

• No séc. XIX, o conhecimento científico
assentava no positivismo, numa visão
científica do mundo, rejeitando-se tudo
o que não for possível de
demonstração científica.

.• No séc. XX surge uma descrença nas teorias positivistas negando a possibilidade de uma visão objectiva do passado e defende que todo o conhecimento histórico é um conhecimento relativo e subjectivo.

na qual se demonstra que o espaço. o tempo e o movimento não são absolutos.• Albert Einstein – a teoria da relatividade (1910). mas sim relativos ao observador e aos seus próprios movimentos no espaço – a concepção positivista da ciência entrou em declínio. .

na literatura. na religião e nos comportamentos. tendo concluído que o comportamento do Homem era comandado por impulsos inconscientes escondidos na profundidade da mente humana. . fundada por Sigmund Freud. Freud mostrou a importância do inconsciente no comportamento humano.• A psicanálise. • A nível artístico. • O impacto cultural das concepções psicanalíticas deu-se em muitos campos. nomeadamente na arte. motivou os escritores e artistas para a exploração do inconsciente na arte.

a certeza e o absoluto deram lugar à incerteza. ao relativismo e ao indeterminismo.O racionalismo. .

. novos materiais).As Vanguardas. Rupturas com os cânones das Artes • No início do séc. • É a época do Modernismo e das experiências de vanguarda que se caracterizaram por: a) Rompimento com a arte tradicional b) Criação de uma linguagem pictórica própria c) concepção da arte como uma investigação permanente (busca de novas técnicas. XX. dão-se profundas transformações na literatura e nas artes contra a tradição e um desafio à sociedade.

no século XX.• Surge. . os «avantgarde». o Movimento das Vanguardas ou Vanguardismo (revolução plástica) • Os artistas vanguardistas assumemse como os pioneiros. tendo por missão inventar o futuro e criar um mundo novo.