You are on page 1of 2

CONTAGEM DE RETICULÓCITOS

Princípio
A coloração supravital com azul de cresil brilhante cora os restos de RNA associados aos
ribossomos que aparece como filamentos ou ramos azuis, os quais correspondem a eritrócitos que
acabaram de perder o núcleo ou mais jovens, uma vez que cerca de 30% da hemoglobina é sintetizada
no eritrócito sem o núcleo.
Procedimento







Colocar duas gotas de corante em um tubo de hemólise e adicionar duas gotas de sangue.
Homogeneizar.
Incubar em um banho-maria a 37 C por 20 minutos.
Retirar os tubos do banho-maria, homogeneizar e colocar uma gota sobre lâmina e
confeccionar uma extensão.(vide POP de esfregaço sanguíneo)
Esperar secar.
Ler em microscópio óptico com objetiva de imersão usando óleo de cedro ou mineral pingando
uma gota em área de concentração média e homogênea.
Quantificar número de hemácias por campo.
De acordo com a quantidade de hemácias por campo, realizar a leitura e contar número de
reticulócitos. Ex.: ler 10 campos de 100 hemácias cada, ou 5 campos com 200 hemácias cada.
Totalizando um total de 1000 hemácias.

Obs.: a quantificação de hemácias por campo é feita da seguinte maneira: num aumento de 1000x
faz-se a contagem do número de células num quadrante imaginário do campo. Se esse quadrante tiver
25 eritrócitos o campo terá 100 eritrócitos (4 x 25 = 100).

Quadrantes imaginários à hematoscopia

Cálculo de resultados e transformações
-Valor relativo (%): uma vez quantificados, divide-se o resultado por 10, pois o resultado é
liberado em 100 eritrócitos (%).
-Valor absoluto (reticulócitos/mm³):

5 a 2.000/ mm³ Interpretação dos resultados: Valores abaixo dos valores de referência – reposição medular deficiente. Intervalos dos valores de referência -valor relativo: 0. .total de reticulócitos por mm3= nº de eritrócitos do paciente por mm3 X 100/valor de reticulócitos contados em percentagem.0% -valor absoluto: 25.000-85.