P. 1
r2aula7-roteamentodireto

r2aula7-roteamentodireto

|Views: 3|Likes:
Published by Pedro Correia

More info:

Published by: Pedro Correia on Apr 30, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/09/2014

pdf

text

original

TCP/IP - Aula 7 TCP/IP – Roteamento IP (Direto) Índice 1. Roteamento IP 2. Roteamento direto 3.

Exemplo monitoramento Host A Host B
Subrede

Host C

Host D

2

Subrede

Roteador Subrede1

Roteador Subrede2

Roteador Subrede3

Subrede

1 1. Roteamento IP a) Conceitos: Roteamento é o mecanismo através do qual duas máquinas em comunicação “acham” e usam um caminho ótimo (o melhor) através de uma rede. O processo ennvolve: • • • • • • Determinar que caminhos estão disponíveis; Selecionar o melhor caminho para uma finalidade particular; Usar o caminho para chegar aos outros sistemas; Ajustar o formato dos dados (datagramas) às tecnologias de enlace disponíveis O roteamento é baseado no endereçamento IP, particularmente na identificação de rede de um endereço IP. Toda a tarefa de roteamento é executada pela camada internet

3

b) Conceitos envolvendo roteamento: • Roteamento direto : transmissão na mesma subrede IP da máquina origem • Roteamento indireto : transmissão através de um roteador, pois a máquina destino não encontra-se na mesma subrede IP da origem. Os dados são transmitidos de roteador em roteador até alcançar a máquina destino • Roteamento usando tabelas: o algoritimo de roteamento IP emprega uma tabela de roteamento que armazena informações sobre possíveis destinos. Sempre que o software de roteamento IP de um host ou roteador precisa transmitir um datagrama, consulta a tabela de roteamento para decidir por onde enviar o datagrama.

TCPIP Mauro Mendes

Em 04/09/2007

Página 7- 1

TCP/IP - Aula 7 TCP/IP – Roteamento IP (Direto) c) Exemplo de uma tabela de roteamento

Máquina 1 Rede destino (D) 10.0.0.0 20.0.0.0 0.0.0.0 Roteador 1 Rede destino (D) 10.0.0.0 20.0.0.0 0.0.0.0 d)

Máscara (M) 255.0.0.0 255.0.0.0 0.0.0.0

Gateway/Roteador R) 10.0.0.2 (Direta) 10.0.0.1 10.0.0.1

( Interface E0 E0 E0

Máscara (M) 255.0.0.0 255.0.0.0 0.0.0.0

Gateway/Roteador R) 10.0.0.1 (Direta) 1.0.0.2 1.0.0.2

( Interface E0 S0 S0

Algoritimo de roteamento: Dado um datagrama a ser enviado e uma tabela de roteamento, Extrair o endereço IP do destino (IP-dest) do datagrama; Para cada entrada (i) da tabela de roteamento (Di, Mi, Ri) o Calcular o endereço IP da rede destino (IPR-dest) fazendo IPR-dest= IP-dest AND Mi; o Se IPR-dest=Di, encaminhe o datagrama para o Roteador Ri; Se não encontrar nenhuma alternativa e existir uma rota default (default gateway), encaminhe pela rota default, caso contrário declarar erro de roteamento Quando o roteamento é direto, preenchemos o pacote colocando nos dados da camada de enlace os endereços de origem e destino da transmissão. Nos dados da camada de rede (endereços ips) colocamos os dados da origem e destino da transmissão; Quando o roteamento é indireto, preenchemos os dados de enlace com origem da transmissão e no destino colocamos o endereço do roteador. Os dados da camada de rede (endereços ips) são preenchidos com os dados da origem e destino da transmissão;

e) Resolução de endereços físicos Um dos problemas a resolver numa transmissão de um pacote IP é o mapeamento do endereço do endereço de rede para o endereço físico (de enlace). Há algumas opções que podem ser implementadas como : • Servidores de endereços ; • Correspondência entre endereços físicos e IP : Em algumas redes, nas quais o endereço de enlace não é maior que o endereço de rede, é possível fazer uma relação entre endereço IP e endereço físico (Exemplo : Redes Token Ring que tem endereçamento de apenas 1 byte). Redes Ethernet com endereço de 48 bits isto não é possível ; • ARP (Address Resolution Protocol) : É feito um broadcast para descoberta dos endereços físicos

TCPIP Mauro Mendes

Em 04/09/2007

Página 7- 2

TCP/IP - Aula 7 TCP/IP – Roteamento IP (Direto) 2. Roteamento direto : Host A End. IP=10.200.3.42/16 Placa de rede E0-20-03-70-0C-F3 Gateway Padrão 10.200.1.1 Host B End.IP=10.200.0.1 Máscara=255.255.0.0 Placa de rede
00-02-55-89-0A-54 Gateway=10.200.1.1

Rede 10.200.0.0

Tabela de roteamento Host A Rede destino (D) Máscara de subrede (M) 10.200.0.0 255.255.0.0 0.0.0.0 0.0.0.0 É o encaminhamento do datagrama endereço IP

Gateway (R) 10.200.3.42 10.200.1.1

Interface 10.200.3.42 10.200.3.42

IP dentro de uma mesma subrede - mesmo

Vejamos como é feita a transmissão de um pacote do Host A para o Host B, tendo como exemplo o comando ping 10.200.0.1 emitido pelo Host A em uma rede Ethernet a. Para transmitir o pacote de A para B é necessário preencher os dados do pacote a ser transmitido com os endereços de origem e destino do nível de enlace (endereços de placa de rede) e endereços do nível de rede (endereços IP), conforme quadro abaixo. Os endereços origem de Mac e IP são obtidos da configuração do próprio host. Já o IP de destino é obtido do comando ping. Mas o endereço MAC de destino o Host A não conhece. End.Origem Enlace E0-20-03-70-0C-F3 End.Destino Enlace ? End.Origem Rede End.Destino Rede 10.200.3.42 10.200.0.1 Dados

b. Para descobrir o endereço da placa de rede do HOST B, o HOST A envia um frame de requisição de endereço ARP (Address resolution Protocol). • A requisição ARP é um pacote de broadcast para todas os Hosts da subrede. • Todas as estações da rede escutam o meio, mas somente B vai responder a mensagem para A, informando o seu endereço de placa de rede, que no caso é 00-02-55-89-0A-54. Veja a seguir a requisição ARP coletada pelo Ethereal.

Pergunta : Por que usar o ARP , se podemos fazer um broadcast para envio do pacote ?

TCPIP Mauro Mendes

Em 04/09/2007

Página 7- 3

TCP/IP - Aula 7 TCP/IP – Roteamento IP (Direto) c. Com todas as informações para enviar o ping o Host A , monta o pacote do ping com a informação que faltava, que era o endereço de placa de rede de B. End.Origem Enlace End.Destino Enlace E0-20-03-70-0C00-02-55-89-0AF3 54 Pacote coletado pelo Ethereal End.Origem Rede 10.200.3.42 End.Destino Rede 10.200.0.1 Dados

d. O Host A então transmite a mensagem para B, veja pacote abaixo coletado pelo Ethereal

e. O Host A armazena no cache do ARP o endereço de B. Nas transmissões futuras para B, ele já tem o endereço de enlace de B (placa de rede), evitando o passo do ítem b. f. Antes de responder a requisição ARP, o destino atualiza seu cache com os endereços da origem g. Informações do quadro arp Tipo hardware (Ethernet=1), tipo operação (1-pergunta ARP, 2-resposta ARP), tamanho dos endereços físicos e de rede, endereços físicos e de rede da origem, endereços físicos e de rede do destino. h. Se dermos o comando arp -a, que mostra o cache do ARP, veremos que lá existe uma entrada relacionando o endereço IP com o endereço físico. Veja o exemplo abaixo. Host B (200.239.100.3) at E0-20-03-70-0C-F3 Host X (200.239.100.4) at 00-02-55-89-0A-54

TCPIP Mauro Mendes

Em 04/09/2007

Página 7- 4

TCP/IP - Aula 7 TCP/IP – Roteamento IP (Direto) 3. Exemplo monitoramento requisição ARP a) Network Monitor do Windows X a1. Pergunta ARP ****************************************************************** Frame Time Src MAC Addr Dst MAC Addr Protocol Description Src Other Addr Dst Other Addr Type Other Addr 155 1.149 CENADGER04 *BROADCAST ARP_RARP ARP: Request, Target IP: 10.200.0.60 + FRAME: Base frame properties + ETHERNET: ETYPE = 0x0806 : Protocol = ARP: Address Resolution Protocol + ARP_RARP: ARP: Request, Target IP: 10.200.0.60 00000: FF FF FF FF FF FF 00 50 DA 1F 08 5E 08 06 00 01 .......P...^.... 00010: 08 00 06 04 00 01 00 50 DA 1F 08 5E 0A C8 00 64 .......P...^...d 00020: 00 00 00 00 00 00 0A C8 00 3C .........<

a2. Resposta ARP ****************************************************************** * Frame Time Src MAC Addr Dst MAC Addr Protocol Description Src Other Addr Dst Other Addr Type Other Addr 156 1.149 CENADGER01 CENADGER04 ARP_RARP ARP: Reply, Target IP: 10.200.0.100 Target Hdwr Addr: 0050DA1F085 + FRAME: Base frame properties + ETHERNET: ETYPE = 0x0806 : Protocol = ARP: Address Resolution Protocol + ARP_RARP: ARP: Reply, Target IP: 10.200.0.100 Target Hdwr Addr: 0050DA1F085E 00000: 00010: 00020: 00030: 00 08 00 00 50 00 50 64 DA 1F 08 5E 00 60 97 17 6A 1D 08 06 00 01 .P...^.`..j..... 06 04 00 02 00 60 97 17 6A 1D 0A C8 00 3C .......`..j....< DA 1F 08 5E 0A C8 00 64 00 64 00 64 00 64 .P...^...d.d.d.d 00 64 00 64 00 64 00 64 00 64 .d.d.d.d.d.d

****************************************************************** ************

TCPIP Mauro Mendes

Em 04/09/2007

Página 7- 5

TCP/IP - Aula 7 TCP/IP – Roteamento IP (Direto)

3b. Sniffer NAI 3b1. Pergunta ARP

3b2. Resposta ARP

TCPIP Mauro Mendes

Em 04/09/2007

Página 7- 6

TCP/IP - Aula 7 TCP/IP – Roteamento IP (Direto) ICMP request

Endereço de enlace do destino=? Endereço de enlace da origem=? 0800-Protocolo IP ICMP Tipo=08 Code=00 Checksum=d15b Identificador=02-00 Sequence number=7a-00 ICMP reply

TCPIP Mauro Mendes

Em 04/09/2007

Página 7- 7

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->