You are on page 1of 24

Para uma Internet mais segura

sensibilizar para os desafios
e riscos da Internet

Campanha de sensibilização INTERNET SEGURA
Ministério da Educação / GIASE / Nónio XXI /Universidade de Évora
Fevereiro, 2005

FONTE: http://www.safer-internet.net
http://www.internetsegura.net
INSAFE NETWORK

Coordenação da EUN
Apoio do Programa Europeu para uma Internet mais segura
da Comissão Europeia

Proteger os cidadãos contra os riscos/perigos da Internet

Estimular o uso eficaz da Internet pelos Cidadãos Europeus

Salvaguadar a segurança da Informação e das Pessoas

Responsabilidade partilhada por todos os cidadãos

Protecção das liberdades fundamentais de cidadania

16 países
SEGURANET

Importância das Parcerias

Campanha de sensibilização de grande impacto mediático

Seminários

Portal

Boas Práticas

Materiais: folhetos, posters, vídeos, guias, postais ilustrados, etc.

Concursos e Prémios : Dia Europeu para uma Internet mais segura;

Newsletters
INTERNET SEGURA – MAGIA E AMIZADE

CONCURSO DE CONTADORES DE HISTÓRIAS

Coordenação Nacional
http://www.giase.min-edu.pt/nonio/seguranet/index.htm
Local Provisório

Universidade de Évora (parceiro)

http://www.minerva.uevora.pt/ue_seguranet/
Coordenação Nacional e
parceiros formais

Centro de Competência da U Minho

Centro de Competência da U Aveiro

GIADSE
Ministério da Educação
Centro de Competência da U Évora

Centro de Competência da U Algarve/ Educom
Segurança, Protecção e Ética na Internet
Algumas notas para Professores

1.- Quais os benefícios da Internet?

2.- Quais os possíveis riscos?

3.- Que soluções?

4.- Quais são os instrumentos de protecção ?

5.- Que conselhos práticos podemos seguir?
1. BENEFÍCIOS DA INTERNET

Dar e receber :

-Informação

-Opiniões

-Comunicar com outros

Sem limites de espaço e tempo
Novas oportunidades

Educação : realizar um curso a distancia, receber ajuda fazer trabalhos,

Lazer : para divertimento, jogar, descobrir, etc.

Cultura: visitar museus, conhecer outras culturas...

Economia: comprar no supermercado, comprar livros, banco on-line

Vida social: fazer novos amigos, relacionarmo-nos com outras pessoas

com interesses comuns, etc.
Diferentes serviços

Web: dar-se a conhecer

Correio electrónico: rápido e cómodo

Chat: conversação em tempo real

Fórum: partilhar interesses e opiniões

Outros: partilha de ficheiros, mensagens instantâneas
2.RISCOS POTENCIAIS: os QUATRO C’s

1. Por Conteúdo

2. Por Contacto

3. Comércio electrónico

4. Por Comportamento
2) Riscos por Contacto

Há diversas áreas de contacto: chats, foruns, correio electrónico, páginas web...

Navegação anónima e/ou falsa identidade (desconhece-se a origem ou
procedência, género, idade, trabalho ..)

É um lugar ideal para os pederastas

Segundo um estudo europeu, 22% dos jovens que participam nos chats vieram
a conhecer-se pessoalmente
2) Riscos por Conteúdo

Conteúdos ilegais
(pornografia infantil, racismo, difamação, publicidade sobre drogas ilegais ,
ameaças )

Conteúdos nocivos
(pornografía e linguagem para adultos, violência, informação sobre seitas..)

Conteúdos falsos
(dar por certa informação que é falsa)

Conteúdos não desejados
(por exemplo, spam)
Portanto pode ser arriscado…

dar informação pessoal

estabelecer relações inadequadas

entrar em discussões e conflito

pode resultar, a criança ser vítima:
‰ perseguição
‰ ameaças
‰ ofensas
‰ provocação
3) Riscos por Comércio electrónico

Os mais jovens são muito influenciáveis

Gostam de comprar por Internet

Atenção: MARKETING ABUSIVO:

‰ publicidade subliminal
‰ Indução à compra fácil
‰ solicitação de dados pessoais
‰ perda de privacidade
‰ para comprar só é necessário ter um número de cartão e crédito
4) Por Comportamento

•Além de poderem ser vítimas potenciais, os mais jovens podem ferir outras
pessoas ou actuar de maneira desagradável, podendo mesmo chegar a
cometer delitos:

‰ ameaçar terceiros
‰ intimidar colegas
‰ plagiar informação

• Risco de Dependência: falta de controlo sobre o tempo de uso
• Ergonomia: é importante utilizar os equipamentos e meios de forma saudável
SOLUÇÕES Sensibilizar, educar

Auto-regular o sector

Utilizar instrumentos de prevenção

Usar “espaços seguros”

Classificar conteúdos

Utilizar linhas directas de apoio

Estabelecer leis apropriadas

Controlar a idade do utilizador

Assinatura electrónica
INSTRUMENTOS DE PROTECÇÃO

Programas informáticos que ajudam
a proteger de possíveis riscos

Permitem controlar o modo como os
mais jovens utilizam a Internet

A favor da liberdade de expressão

Mas não são 100% eficazes
Filtros

Impedem o acesso a conteúdos ilegais ou nocivos

Sistemas: por palavras, endereços web, etiquetas...

Podem instalar-se:

‰ no computador de casa
‰ nos computadores das escolas ou centros educativos
‰ no servidor de acesso à Internet
‰ perda de privacidade

Exemplos: optenet.com, canguro.net, cyberpatrol.com,
cybersistter.com, familynet ...
Outro tipo de instrumentos

Permitem-nos...

‰ Saber quanto tempo as crianças/jovens navegam
‰ Saber que páginas web visitam
‰ Impedir que participem em chats
‰ Impedir que enviem ou recebam certos tipos de mensagens
‰ Impedir que enviem dados pessoais
‰ Utilizar pesquisadores de webs infantis
‰ Impedir que vejam certo tipo de publicidade
‰ ...
CONSELHOS PRATICOS

Familiarizar-se com a Internet

Falar abertamente sobre o uso da Internet

Navegar juntos

Estabelecer regras básicas de segurança

Informar-se sobre as ferramentas de controlo

Procurar sítios web seguros

Colocar o computador à vista
Na escola:

Implementar uma política de uso aceitável da Internet,
considerando os seguintes principios:

‰ uso educativo guiado
‰ avaliação de riscos
‰ responsabilidade
‰ regulação
Educar as crianças e jovens para que :

Sejam conscientes de que a Internet é uma ferramenta de comunicação positiva

Naveguem com cuidado para não prejudicar ninguém
Aprendam a distinguir entre os conteúdos recomendáveis e os nocivos
Sejam conscientes de que “há gente capaz de tudo...”
Sejam capazes de resolver por si mesmos situações de risco

IAP 3157 SafeBorders www.safer-internet.net Luxembourg,17 February, 2005 Slide 22
Dar-lhes alguns conselhos práticos:

que não facultem dados pessoais
que nos apresentem aos seus amig@s
que abandonem o chat sempre que alguém os incomode
que não se encontrem com desconhecidos
que nos informem de qualquer coisa que lhes tenha desagradado
que não abram mensagens de desconhecidos

IAP 3157 SafeBorders www.safer-internet.net Luxembourg,17 February, 2005 Slide 23
Para mais informação

www.giase.min-edu.pt/nonio/seguranet
www.internetsegura.net
www.safer-internet.net
www.minerva.uevora.pt/ue_seguranet