SEMENTE DE DRAGÕES

Citações de: KONDER, Leandro. O que é dialética. Coleção Primeiros Passos, nº 23, São Paulo, Editora Brasiliense, 28ª ed. 1999.

Uma das características essenciais da dialética é o espírito crítico e autocrítico. Assim como examinam constantemente o mundo em que atuam, os dialéticos devem estar sempre dispostos a rever as interpretações em que se baseiam para atuar.

O método dialético nos incita a revermos o passado à luz do que está acontecendo no presente; ele questiona o presente em nome do futuro, o que está sendo em nome do que ´ainda não éµ.

‡

Um espírito agudamente dialético como o poeta Bertold Brecht disse uma vez: ´O que é, exatamente por ser tal como é, não vai ficar tal como estáµ.

y

A consciência da inevitabilidade da mudança e da impossibilidade de escamotear as contradições incomoda os beneficiários de interesses constituídos...

y

A dialética intranqüiliza os comodistas, assusta os preconceituosos... Para os que assumem consciente ou inconscientemente uma posição de compromisso com o modo de produção capitalista, a dialética é subversiva...

y

O método dialético não se presta para criar cachorrinhos amestrados. Ele é, como disse o Argentino Carlos Astrada, ´semente de dragõesµ.

y

´Os filósofos têm se limitado a interpretar o mundo; trata-se, no entanto, de transformá-loµ. (K. Marx em Teses sobre Feuerbach)

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful