You are on page 1of 1

Psicologia Sócio Interacionista / Profa. Dra.

Heloisa Garcia
Exercício - GABARITO
Fonte principal: MAHONEY, A. A.: ALMEIDA, L. R. (org.) Henri Wallon. São Paulo: Loyola, 2000.
→ Identifique os termos que preenchem corretamente os espaços em branco das afirmações abaixo:
Sentimentos / consciência / comparativa / estimulação / centrípeto / crises / orgânicos / educação
/ fisiológica / predominância / conflito / sincrética / totalidade / centrífugo / integração / alternância
/ emoção / inibição / integrada / pedagógicas
a) Além dos textos voltados para a educação, Wallon expressou suas ideias pedagógicas também no Projeto
Langevin-Wallon, um projeto de reforma para o ensino da França que ele elaborou juntamente com físico
Paul Langevin, e que não chegou a ser implantado.
b) Depois da psicopatologia, Wallon dedicou-se ao desenvolvimento da criança, considerando que a questão
fundamental dessa área é o estudo da consciência e que o melhor caminho para entendê-la é buscar sua
gênese, sua origem.
c) A teoria de Wallon baseia-se num interesse profundo pela educação, como um dos campos que pode se
enriquecer com os conhecimentos gerados pela psicologia. Ela busca compreender o indivíduo em sua
totalidade, indicando as relações que dão origem a essa totalidade, mostrando uma visão integrada da
pessoa do aluno. Ela aponta para duas ordens de fatores que irão constituir as condições em que
emergem as atividades de cada estágio do desenvolvimento: fatores orgânicos e fatores sociais.
d) Wallon propõe um raciocínio que apreenda a pessoa como se constituindo conjuntamente pelas
dimensões afetiva, cognitiva e motora, as quais estão vinculadas entre si, e cujas interações mantém-se
em constante movimento. A cada configuração resultante, temos uma totalidade responsável pelos
comportamentos daquela pessoa, naquele momento, naquelas circunstâncias.
e) Wallon define três leis que regem o desenvolvimento humano e regulam a sequência dos cinco estágios
que ele propõe. A lei de alternância funcional esclarece que ocorre uma oscilação entre cada estágio: ora
os movimentos ocorrem para dentro (centrípeto), ora para fora (centrífugo). Além disso, há uma
prevalência de conjuntos funcionais a cada estágio (motor, afetivo, cognitivo), revelando a lei da sucessão
de predominância funcional. Por fim, com a lei de integração funcional, Wallon destaca a relação
hierarquizada entre os estágios, de modo que os conjuntos mais simples vão sendo dominados e
agregados aos conjuntos mais complexos dos estágios seguintes.
f) Todos os conjuntos funcionais, em suas várias configurações, revelam-se inicialmente de forma
sincrética, isto é, o motor, o afetivo e o cognitivo reagem como um todo indiferenciado aos estímulos
internos e externos.
g) Wallon desenvolveu um método de análise próprio, fundamentado na psicologia genética, denominado:
análise genética comparativa multidimensional, por entender que todo fenômeno é um conjunto de
variáveis e só pode ser compreendido pela comparação com outros conjuntos.
h) Para Wallon, há crises na passagem de um estágio a outro, geradas pelo encontro das atividades já
adquiridas com as novas solicitações do meio. Estabelece-se um conflito, uma negação das atividades
anteriores, que será a mola propulsora para o estágio seguinte.
i) A emoção, antes da linguagem, é o meio utilizado pelo recém–nascido para estabelecer uma relação com
o mundo humano. Gradativamente, os movimentos de expressão, primeiramente fisiológica, evoluem até
se tornarem comportamentos afetivos mais complexos, nos quais a emoção, aos poucos, cede terreno
aos sentimentos e depois às atividades intelectuais.
j) As funções psicológicas superiores, que se desenvolvem a partir de exercícios funcionais motores, serão
mais tarde nutridas da sua inibição e não de sua estimulação. O movimento, que se encontra na gênese
da representação e a acompanha durante sua evolução inicial, termina por ser inibido por ela, condição
necessária ao desenvolvimento das funções mentais específicas da representação pura.