You are on page 1of 5
PROBLEMAS 5.1 @ 5.9 Determine o centroide das éreas planas a seguir a "Le Figura P5.1 Figure 5.2 Figura P5.3 300 mm Figura P5.5 Figura P5.6 50 mm Figure P5.7 Figura P5.8 Figura P5.9, Capitulo 5 + Forcos distribuidas: centroides e centros de gravidede 235 5.10 a 5.15 Determine o centroide das dreas planas a seguir | Pa Figura P5.11 mun f-stam —| Figura P5.14 5.16 Determine a coordenada do centroide da frea sombreada em termos der,.ryea Figura P5.16 0 5.17 5.17 Demostre que a medida que r, aproxima de ra localizago do cen: trode, por sua vez, aproxima de um arco circular de raio (7, 7/2. 5.18 Paraa rea mostrada, determine a razio a/b para que ® 5.19 Para.a érea setianular do Problema 5.11, determine a razio ry/r tal quel = Sr Than] 50 mm | Vertice SS Vv —somm—|* Figura 5.12 Para 4 Figura P5.18. Mecénica vetorial para engenheiros: esttica 190 0m Figura P5.21 5.20. Uma vign é composta de quatro phicas aparafusadas a quatro came toneiras de 60 X60 X 12 mm, como mostra a figura. Os parafusom slo igvalmenteespagados ao longo da vga, que sustenta uma carga ver, im mein dos materia denonstase que as fra: dl cisalhamento exereidas sobre os parafisos em A e B sio proporcig= das dreassombreadas em vermelho, mostradas nas parts ae b da figura. Sabendo que a forgaexercda sobre o parafuso em A 6 de 280 N; determine a foreaexezcida sobre o paralaso em B. ene comm] yp emm | 450mm 32 ma 5.21 @ 5.22 Occixox horizontal passa pelo centroide C da area mostrada na figura e divide a superficie em duas reas componentes, Ay ¢ A Determine o momento de primeira ordem de cada componente de superficie em relagio a0 eixo xe explique os resultados obtidos, ¥ 9810m 19mm Ij frosmm som | AL 38 Som 19mm Fm Figure P5.22 Capitulo 5 + Forcos disribuidas: centroides e centros de gravidede 237 5.23 0 momento de primeira ordem da superficie sombreada em relacio ‘ao exo x 6 representado por Q,, (a) Determine Q, em termos deb, ¢ fea distancia y da base da dea sombreada até o eixo x. (b) Para qual valor de y 0 valor de Q, € maximo e qual 6 esse valor méximo? i i ul Figure P5.23 a 5.27 Umarame homogéneo e fino é dobrado de mado a formar 6 perfmetro da figura indica, Determine o seu centro de gravidade 5.24 Fig. P51 5.25 Fig. P52. 5.26 Fig. P53. 5.27 Fig, P57 Uma haste circular uniforme de peso 95 N e raio 250 mm é fixsada pelo pino C e pelo cabo AB. Determine (a) a tragao no cabo, (b) a reagio em C Figura P5.28, elemento ABCDE é um componente de um mébile ¢ € formado ‘partir de uma tinica peca de tubo de altminio, Sabendo que o ele mniento € suportado em Ce que 1 = 2.m, determine a distancia d de ‘modo que a parte BCD do elemento seja horizontal Figura P5.29 o P5.30 (0 elemento ABCDE € um componente de uum mébile e ¢ formado a partir de uma tniea pega de tubo de aluminio. Sabendo que o elemen: foe suportado em C e qued = 0,50 m, determine o comprimento do Drago DE de modo que esse trecho do elemento seja horizontal 238 Mecdnice vetorial pare engenheiros: estética 5.31 Oarame homogeneo ABC é dobrado em forma de arco semicircle ‘cua segio reta, como mostrado na figura, ¢ € apoiado na articulagi fem A. Determine o valor do fingulo 8 para que o arame esteja Emm equiltbrio na posiglo indicada, Determine distancia h para qual o centroide da drea sombreada fique ‘mais distante possvel da linha BB’, quando (a) k = 0,10, (b)& = 0.505 Figura P5.32 © P5.33, 5.33. Sahendo que a distancia foi escofhida para maximizar a distincia F que val da linha BB" wo centroide da Srea sombreada, mostre aque g = 20/5. 5.6 Determinagéo de centroides por integragéo (0 centroide de uma érea limitada por curvas analiticas (isto é, curvas de= finidas por equagies algébricas) & geralmente determinado pelo eéleula das integrais nas Eqs. (5.3) da Sega0 5.3. za = | xda ga = [yaa 63) Seo elemento de rea dA é um pequeno retingulo de lados dx e dy, 0 ‘loulo de cada uma dessas integrais requer uma integragdo dupla em re- lagi axe y. Também ser necessiria uma integraco dupla ao usar coor- denadas polares nas quais dA é um pequeno elemento de lados dr e rd 'No entanto, em muitos casos é possivel determinar as coordenadas do centroide de uma superficie efetuando-se uma integragio simples. Conseygue-se isso escolhendo dA, como sendo um retdngulo estreito (ow ‘uma tira) ow um setor circular estreito (ou em forma de fatia de bolo) (Fig, 5.12); 0 centroide do retangulo estreito é localizado em seu centro & ‘centroide do setor estreito, a uma distancia fr do vértice (como se fosse tim triangulo). As coordenadas do centroide da sirea sob consideragio Mao obtidas demonstrando que 0 momento de primeira ordem de toda frea em relagio a cada um dos eixos de coordenadas ¢ igual 2 soma (ou integral) dos momentos corresponddentes dos elementos de superficie Representando por Z, © Jy as tnomentos coordenadas do centroide do elemento dA, temos: