21 de Março - Dia Mundial da Árvore e da Poesia

Poesia na Biblioteca
Para comemorar o Dia Mundial da Árvore e da Poesia, a Biblioteca Escolar propôs aos alunos, dos vários anos de escolaridade, a elaboração de poemas que tivessem por base a Natureza e o Meio Ambiente. Os alunos foram, ainda, convidados a dar a sua definição , completando a frase «A Poesia é« » Podemos afirmar que «A Poesia andou no Ar».

Os alunos escreveram
Sol Ó Sol, circulo direito, Ó Sol, com os teus raios, Se fores círculo desenho-te com o compasso, Se tiveres raios, iluminas a minha vida. Ó sol, meu candeeiro, Que balanças no espaço Que a a Lua já abalou, Acende a luz do dia. Ó Sol, tão alto e belo que vais Voas como um balão, Um dia hei-de te agarrar A bordo de uma nuvem Branca como o algodão. Laura Oliveira nº16 6ºA Primavera, amor e flores. Rosas brilham nos campos Imagino que estou no palácio da rainha; Margarida chora de alegria Aqui no jardim Voam flores lindíssimas Estrelícias dançam no mar Riem como um palhaço A Primavera é um sonho tornado realidade. Maria Palmeiro 5ºB

Pássaros no ar Riem-se sem parar da Inês que está a dançar Mas a dona a Maria chegou e disse: A Primavera chegou! Vamos todos passear com os pássaros a cantar Em todos os países do mundo há crianças felizes Rapidamente está a Alegria no ar! Poesia são palavras Onde há países E há muita imaginação Saber escrever poesia é como Imaginar que sou poeta A poesia é uma alegria. Maria Rita Rodrigues nº13 5ºB

Primavera Dia 21 de Março Acabou-se o tempo escasso! O sol brilha, os pássaros cantam, Os animais acordam e as pessoas encantam. Nascem bonitas flores Com novas e diversas cores Frutas de vários sabores E pomos fim aos cobertores. O ar limpo e ameno, O ambiente tão sereno, As chuvas já não caem. Na rua, as crianças se distraem! Cada dia se vive, Cada momento se sente, Cada segundo, um requinte Que todos que seja permanente. É Primavera! É Primavera! Que começasse hoje, quem me dera Desejo que todos os dias fossem Até ao sol pôr-se Cristiana Barradas nº 8ºB

Na floresta há árvores nas árvores, animais que procuram abrigo e sombra, e muito mais. -------Trocas Se me deres Uma gota de água Dou-te uma flor que dança. Se me deres Um abrigo Dou-te uma árvore falante. Se me deres Uma nuvem Dou-te um cavalo voador. E se eu não te der nada? Dou-te uma limonada De torrada queimada. 5º A Poemas colectivos, baseados em textos de Luísa Ducla Soares

Da água sai a rosa Da rosa sai o amor Vou cuidar das rosas Para haver água e calor. Duarte Jesus nº8 8ºB

Para mi la poesia es algo guapo, donde nosotros somos librés para escribir sobre lo que tenemos en miente. João Caldeira, 8.ºA

La poesia para mi es bonita como una flor. David Muralhas 8.ºA