You are on page 1of 3

Materiais Utilizados

Tubos de ensaio (grandes e médios)

Tubo de Durham

Bastão de vidro

Pipeta de Pasteur

Levedo (vivo e morto)

Feijões

Folha

Azul de bromotimol

Solução ácida, básica e neutra

Algodão

Papel alumínio

7 feijões mortos. 3. 1 folha viva. Parte I – Fermentação Alcoólica Em um tubo de ensaio médio devidamente etiquetado foi colocada uma solução contendo levedo vivo até quase a sua borda. Tudo isso foi colocado em descanso por mais ou menos 1 hora para uma posterior avaliação dos resultados. básica e neutra. 2. Parte II – Indicador de pH A segunda etapa do processo consistiu em fazer um pequeno teste para saber o nível de acidez em uma substancia. mantendo uma distancia de aproximadamente dois dedos. Depois de ter incluído cada material no tubo. rapidamente foi colocado algodão no tubo. adicionou 2 mL de azul de bromotimol em cada um dos tubos para uma análise posterior. tomando os devidos cuidados para evitar bolhas. Após a adição. foi adicionado 7 feijões vivos. que receberam 2 gotas de três soluções etiquetadas em ácida. 1 folha morta. . colocou-se outro pedaço de algodão e tampou cada tubo com papel alumínio. de modo que os dois não se encostassem. O mesmo procedimento acima foi adotado com a solução de levedo morto. Cada um dessas amostras em tubos de ensaio diferentes e foram identificados. Após devidamente separadas.Metodologia 1. Logo após foi totalmente preenchido também um tubo de Durham contendo o a mesma solução de levedo vivo. Depois foi virado rapidamente o menor tubo dentro do primeiro. 1 algodão molhado com levedo vivo e outro com levedo morto. Em seguida. Para isso. utilizou-se 3 tubos de ensaio. Parte III – Respiração Celular A terceira e ultima etapa consistiu em adicionar 2mL de azul de bromotimol em 6 tubos de ensaio.