You are on page 1of 12

CINÉTICA QUÍMICA

Podemos observar que algumas reações químicas
acontecem com mais rapidez e outras mais lentamente.
Nem toda reação química acontece no mesmo tempo.
Umas demoram horas, dias, anos. Outras levam uma
fração
de
segundo
para
ocorrer.
As reações químicas ocorrem em velocidades
diferentes, como por exemplo o processo de digestão
dos alimentos que leva algumas horas e uma explosão
que
é
instantânea.
Veja
algumas
reações
químicas:
- ácido e uma base é uma reação instantânea;
- formação da ferrugem, que levam anos para se
formar;
- dissolução de uma pastilha efervescente, que levam
alguns
segundos;
- decaimento radioativos, que levam muitas vezes
bilhões
de
anos;
- queima de uma vela, que levam algumas horas;
- queima de um palito de fósforo, que levam alguns
segundos;
- formação das rochas, que levam alguns milhões de
anos.

As vezes é importante controlar estas reações,
tornando-as
mais
rápidas
ou
mais
lentas.
A cinética química é uma área da Química que estuda a
velocidade das reações químicas e os fatores que
alteram esta velocidade.

VELOCIDADE MÉDIA
A velocidade média de uma reação química pode ser
dada através da razão da variação de concentração pelo
tempo de reação.

Onde:
Vm

=
variação

variação

velocidade
de
de

média

(mol/L/s)

concentração
tempo

(mol/L)

(s,

módulo (resultado tem que
velocidade tem que ser positiva)

ser

min)

positivo,

a

As unidades podem variar.
Exemplo:
Observe a transformação do acetileno em benzeno:

Pode-se calcular a velocidade média (até o processo
final)
ou
parcial:
Dados:
[C2H2] (mol)

3,5

2,7

2,0

t (min)

0

1

2

1.

cálculo da velocidade ao final de 4 minutos:

blogspot. veja o problema seguinte: O gás hidrogênio é consumido a uma taxa de 18mols a cada 4 minutos.unesp. Veja o caso da síntese da amônia: Durante uma reação química.com/2008_09_01_archive. será encontrado um resultado igual ao mesmo cálculo feito aos demais participantes.gif . Quando terminar a reação.html Estes cálculos podem ser feitos também. enquanto a concentração dos produtos vai aumentando (A). a velocidade da reação também vai diminuindo. Onde: Fonte: http://cesarmauriciosantos- fisqui. desta forma: d) a massa obtida de NH3 por minuto As unidades podem ser: Conhecendo as informações sobre um dos participantes da reação.br/quimgera l/respostas/graph. podemos calcular a velocidade dos outros participantes e até mesmo a velocidade média da reação. através de regra de três. cálculo da velocidade entre 1 e 2 minutos: c) a massa consumida de H2 por minuto A velocidade média de uma reação química pode também estar relacionada com a reação de desaparecimento e com a reação de aparecimento.1. a velocidade será zero. b) a taxa de formação do NH3 FONTE: http://inorgan221. a concentração dos reagentes (B) vai diminuindo.iq. Calcule: a) a velocidade de consumo do N2 A concentração dos reagentes pode ou não chegar a zero. Exemplos: De acordo com a reação da síntese da amônia. Dividindo-se a velocidade calculada para qualquer um dos participantes pelo seu próprio coeficiente estequiométrico. Se a concentração dos reagentes for diminuindo.

Colisão Vertical dos Reagentes: Exemplo: Velocidade de Formação dos Produtos: Condições para que ocorra uma reação química Para que uma reação química ocorra é necessário que haja contato e afinidade química entre os reagentes. o reagente também pode ser chamado de reatante. c e d são coeficientes estequiométricos e A. O complexo ativado é a espécie química com maior valor energético em toda a reação química que tem vida curtíssima. TEORIA DAS COLISÕES Os átomos das moléculas dos reagentes estão sempre em movimento gerando muitas colisões (choques). Há dois tipos de colisões: horizontal – colisão mais lenta . Torna a reação química mais rápida. Velocidade de Consumo Observe que após a primeira colisão há a formação de apenas uma molécula de HCl. Uma das condições mais importantes para a ocorrência de uma reação química é a energia de ativação e ascolisões entre as moléculas dos reagentes. A equação química pode apresentar o coeficiente estequiométrico de cada reagente. A segunda molécula se formará na segunda colisão. Quanto menor a energia de ativação menor a “barreira” de energia. b. O estado intermediário da reação. Este coeficiente representa o número de mols da substância. mais efetiva.Velocidade de Consumo e de Produção Colisão Horizontal A velocidade média de consumo é a medida de reagente que é consumida. Quanto mais choques com energia e geometria adequada houver. Quanto maior a energia de ativação mais lenta é a reação porque aumenta a dificuldade para que o processo ocorra. por unidade de tempo.vertical – colisão mais rápida. A primeira colisão forma o complexo ativado (duas molécuas de HCl). se chocam violentamente formando duas moléculas de HCl que se afastam logo. mais colisões efetivas e portanto uma reação mais rápida. “desaparece” na reação. Veja uma equação química genérica. Esta energia mínima é necessária para a formação do complexo ativado. . onde forma-se o complexo ativado é um estado de transição onde há um alto valor de energia envolvido. B. colisão efetiva Veja os dois modelos de colisões para a formação de duas moléculas de HCl: Observe que molécula de H2 se aproxima da molécula de Cl2 com muita velocidade. Em seguida. por unidade de tempo. onde a. ENERGIA DE ATIVAÇÃO(Eat) É a energia mínima que os reagentes precisam para que inicie a reação química. maior a velocidade da reação. C e D são as substâncias químicas. Parte destas colisões aumentam a velocidade da reação química. Esta colisão acontece com muita velocidade e portanto mais rápida. Seja a reação genérica: Neste caso. A velocidade média de produção é a medida de produto formado durante a reação.

Superfície de Contato A área de contato entre os reagentes também interfere na velocidade das reações químicas. maior o número de colisões eficazes e portanto. elas se chocam mais e com mais energia. inteiro do que em pó. Nas reações endotérmicas ela é maior do que nas exotérmica. Exotérmico Por este motivo. Quanto mais calor. aumentamos a chama do fogão para cozinhar e utilizamos a geladeira para evitar a deterioração dos alimentos. aumenta a velocidade da reação. aumenta o número de colisões efetivas e portanto a velocidade da reação também aumenta. Se aumenta a temperatura. aumenta a energia cinética das moléculas (movimento). Isto explica porque devemos tomar um comprimido de aspirina. Quanto maior a superfície de contato. maior o número de moléculas reagindo. mais agitadas ficam as moléculas. diminuindo a energia de ativação e em consequência. O comprimido em pó reage mais rapidamente. Se as moléculas se movimentam mais. por exemplo. causando .Gráficos Endotérmicos Energia de Ativação e Exotérmicos para a A energia de ativação varia de acordo com o tipo de reação química. Onde: FATORES QUE ALTERAM A VELOCIDADE DAS REAÇÕES QUÍMICAS Endotérmico Alguns fatores podem aumentar ou diminur velocidade de uma reação química. São eles: - a temperatura superfície de contato pressão concentração presença de luz catalisador inibidores Temperatura A temperatura está ligada à agitação das moléculas.

no caso. em 1835. por isso devemos deixá-la guardada em local escuro. Se aumenta a concentração de reagentes .lesões no nosso estômago. Está associada à Lei Cinética (Lei de Guldber-Waage). Com o aumento da pressão em um recipiente. se decompõe mais facilmente quando está exposta à luz. A luz influencia na velocidade das reações porque é uma energia em forma de onda eletromagnética que ajuda a quebrar a barreira da energia de ativação.j pg Catálise é o aumento de velocidade da reação. Uma forma de ver a ação dos catalisadores é adicionando açúcar ao refrigerante. a digestão. A fotossíntese realizada pelas plantas é um tipo de reação que é influenciada pela presença da luz. aumenta a velocidade da reação. a combustão acontece mais rápido. aumenta o número de moléculas dos reagentes. Concentração Concentração está relacionado à quantidade de soluto e de solvente de uma substância. O catalisador não altera a variação de entalpia. No nosso organismo existem muitos catalisadores. aumentando o número de colísões e portanto.klickeducacao. Gráficos com e sem catalisadores: http://clientespeedy.com.br/200 6/arq_img_upload/paginas/558/cineticanew2. O catalisador acelera a reação mas não altera a composição química dos reagentes e produtos envolvidos. a reação inversa também será acelerada. deixando o processo mais barato. Outra reação onde é muito utilizada a luz é a decomposição do AgBr que dá origem aos filmes fotográficos.palha de aço queima mais rápido do que um pedaço de ferro de mesma massa. que são chamados de enzimas. do grego katálysis.a carne é digerida mais facilmente quando mastigada do que inteira. A palavra catálise. Quando se aumenta a concentração de oxigênio numa queima. As moléculas se chocam mais. fazer força sobre uma determinada área. Se a reação for reversível. levará mais tempo para reagir. provocado pelo catalisador. Uma substância em pó reage mais rápido do que uma substância inteira porque possui maior superfície de contato. Pressão Pressão é a razão entre força e área. diminui o volume e desta forma aumenta a concentração dos reagentes. por Berzeliu. evitando lesões. Se ele for ingerido inteiro. Os refrigerenates . pois sua energia de ativação também terá um valor menor. aumentando o número de colísões e aumentando também a velocidade da reação. os catalisadores são muito utilizados para acelerar as reações. foi introduzida. A saliva e o suco gástrico (que contém ácido clorídrico) são exemplos de enzimas que aumentam a velocidade da reação. principalmente a petroquímica. . .gravetos queimas mais rápido do que um pedaço de madeira de mesma massa. ou seja. Nas indústrias químicas. CATALISADOR Catalisador é uma substância química que não participa da reação química. por exemplo. A água oxigenada. A quantidade de substância produzida na reação não se altera com o uso de catalisadores. Presença de Luz Algumas reações químicas ocorrem com maior velocidade quando estão na presença de luz. Veja outros exemplos: . Diminui a energia de ativação e aumenta a velocidade da reação.

possuindo valores diferentes durante a reação. As velocidades instantâneas nunca são as mesmas. o expoente é o coeficiente dos reagentes. Fe2O3 bases NaOH . Pode ser calculada de Cinética ou Equação de por Guldberg e Waage.que catalisam muitas reações orgânicas: H2SO4 óxidos metálicos – Al2O3. temos: Onde: V = velocidade da reação K = constante de velocidade [A] = concentração molar de A [B] = concentração molar de B X e Y = expoentes experimentalmente determinados Em uma reação elementar. pelos cientistas norugueses Cato Maximilian Guldberg (1836-1902) e Peter Waage (1833-1900). Mas na prática. que ao contrário dos catalisadores. para cada temperatura. Não existe um tipo ideal de catalisador. Com as reações químicas é mais ou menos assim que acontece.metais .principalmente os de transição: Co. Antigamente era chamado de catalisador negativo. a segunda pegar o ônibus. A primeira etapa é chegar até a rodoviária (10 minutos). a velocidade média tenderá a assumir valores cada vez mais próximos da velocidade em um certo instante. determina-se a velocidade da reação através da etapa lenta. Alguns processos químicos oorrem em várias etapas. Foi enunciada da seguinte forma: “ A velocidade de uma reação é diretamente proporcional ao produto das concentrações molares dos reagentes. Em função dos estados físicos dos reagentes e produtos. Exemplo: Inibidores São substâncias. As reações globais são as que ocorrem em mais de uma etapa. Pode ser chamado também de veneno de catalisador ouanticatalisador. temos a impressão que a viajem vai acontecer em uma única etapa (sair de São Paulo e chagar ao Rio). acordo com Velocidade”. Para uma reação genérica.enzimas – produzidas pelos organismos vivos: lipase. a catálise pode ser homogênea ou heterogênea. Velocidade Instantânea Nas reações químicas a velocidade a cada instante é diferente da velocidade média. . mais 5horas (300 minutos) e por último. Pt. É fácil entender porque utiliza-se a etapa lenta para determinar a velocidade da reação. Ni. Imagine por exemplo uma viagem de ônibus entre as cidades de São Paulo e Rio de Janeiro. onde ocorre em uma única etapa. coloca-se o catalisador em cima da seta que representa a reação química. Como a segunda etapa gastou mais tempo.catálise heterogênea: quando reagentes e catalisador não estão no mesmo estado físico formando um sistema heterogêneo. arredondamos a viagem para 5 horas. Se os intervalos de tempo utilizados nas medidas da velocidade média forem ficando cada vez menores.” . a “Lei proposta LEI DE GULDBERG E WAAGE A Lei da Velocidade ou Lei de Guldberg-Waage foi proposta em 1867. Velocidade Instantânea é o valor para o qual tende a velocidade média quando os intervalos de tempo vão se tornando cada vez menores.carbonatados contém dióxido de carbono (gás carbônico) e pode ser eliminado mais facilmente com adição de açúcar. . Na equação química. Os expoentes que constam na lei irão determinar a ordem da reação. Aparentemente. Pd . Para cada reação química existe um tipo diferente de catalisador. já no Rio de Janeiro. suco gástrico. Quando isto acontecer. há três etapas. elevada a expoentes experimentalmente determinados.catálise homogênea: quando reagentes e catalisador estão no mesmo estado físico formando um sistema monofásico. pegar um ônibus até o seu destino (5 minutos). Os catalisadors mais comuns são: . A velocidade desta reação depende da velocidade das etapas participantes. A reação de eliminação do gás acontece com mais velocidade e percebe-se a formação de bolhas do gás deixando a solução.ácidos . aumentam a energia de ativação e como consequência diminuem a velocidade da reação química.

644 kJ . um carboidrato típico. A sua ordem é zero. C = 12. mol−1 Considerando que a entalpia é uma medida da energia envolvida na reação. Considere os processos mais simples de combustão da sacarose. A molecularidade representa o número mínimo de moléculas ou íons reagentes necessários para que ocorram colisões e a reação possa se processar em uma única etapa (elementar). um ácido graxo típico.0 g de ácido láurico. Ordem Hc = -7. a liberação de energia ocorre por processos metabólicos envolvendo várias reações em diversas etapas. O que acontesse com a concentração . e do ácido láurico. Os expoentes que estão na lei da velocidade podem determinar a ordem da reação. calcule a massa de sacarose necessária para produzir a mesma energia que 10. d) o que acontece com a velocidade quando a concentração do CO é dobrada? Não acontece nada porque a concentração do CO não altera nada. c) o que acontece com a velocidade quando a concentração de NO2 é dobrada? 2² = 4 (a velocidade aumenta 4 vezes). No organismo.Exemplo: 1ª 2ª Du 3ª Veja o exemplo: Seja a equação química: _____________________________________ Responda: Velocidade da reação: a) equação da velocidade: Ordem da Reação e Molecularidade b) ordem da reação: 2ª ordem A ordem de uma reação química só pode ser determinada experimentalmente. mol−1 C12H24O2(s)+ 17 O2(g) → 12 CO2(g) + 12 H2O(l) ácido láurico Molecularidade: 3 .trimolecular A ordem da reação pode indicar o que acontece com a velocidade da reação quando é alterada a concentração dos reagentes. Dados: Massas molares em g mol1: H = 1.377 kJ . representados a seguir: Exemplo: C12H22O11(s)+ 12 O2(g) → 12 CO2(g) + 11 H2O(l) Lei da velocidade: sacarose Hc = -5. TAREFA DO ALUNO Onde: 01-CESMAC Duas importantes fontes de energia para os seres vivos são os carboidratos e as gorduras.

que é o que ocorre no organismo humano. N2O5. A decomposição do pentóxido de dinitrogênio numa solução de tetracloreto de carbono é dada por: 2 N2O5(solução) → 4 NO2(solução) + O2(g) (1) Nesta reação o gás oxigênio escapa da solução e não reage com o dióxido de nitrogênio.1 g C) 22. 10. b) Concentração. 2. c) Temperatura.8 g E) 7. 2 e 3. a reação acima é de segunda ordem em relação ao NO. NO. também conhecido por anidrido nítrico. Com base no texto. Isso significa que a reação reversa é desprezível. NO2. CESMAC Pentóxido de dinitrogênio. O = 16. A seguir destacam-se três exemplos no contexto da preparação e da conservação de alimentos: 1. Esse procedimento diminui a rapidez das reações que contribuem para a degradação de certos alimentos. No meio ambiente. adicionamse ao leite bactérias produtoras de enzimas que aceleram as reações envolvendo açúcares e proteínas lácteas.2 g B) 17. O estudo da cinética dessa reação é importante para se entender por que. Um procedimento muito comum utilizado em práticas de culinária é o corte dos alimentos para acelerar o seu cozimento. . ela é inibida. superfície de contato e concentração. superfície de contato e catalisadores. superfície de contado e catalisadores.3 g D) 5.(ENEM/2010) Alguns fatores podem alterar a rapidez das reações químicas. pois sua reação com o oxigênio produz o dióxido de nitrogênio.reação (v) em função da [N2O5]. é um composto indesejado. é um sólido branco altamente reativo e ao se misturar com água produz ácido nítrico. A maioria dos produtos alimentícios se conserva por muito mais tempo quando submetidos à refrigeração. atua em muitos processos fisiológicos incluindo a regulação da pressão sanguínea. Sabendo que a velocidade da reação não se altera com a variação da concentração do O2. quais são os fatores que influenciam a rapidez das transformações químicas relacionadas aos exemplos 1. caso não se tenha uma panela de pressão. O estudo cinético da reação (1) é mostrado no gráfico da velocidade de A partir desse gráfico é correto afirmar que a lei de velocidade para essa reação é: A) v = k B) v = k/[N2O5] C) v = k/[N2O5] D)v = k[N2O5] E) v = k[N2O5]2 Questão 04 . Na preparação de iogurtes. respectivamente? a) Temperatura. é correto afirmar que a lei de velocidade para essa reação no nosso organismo é: v=k G) v = k [NO][O2] F) H) v = k [NO]2[O2] I) v = k [NO]2 E) v = k [NO] 3. 3.6 g O óxido nítrico. que é extremamente tóxico. A reação pode ser representada pela equação: 2 NO(aq) + O2(aq) → 2 NO2(aq) A) Em baixas concentrações de NO. nas condições do nosso organismo. e em relativamente altas concentrações de O2.

A pulsação aumenta e a respiração torna-se mais rápida à medida que o corpo tenta suprir quantidades cada vez maiores de oxigênio para reações aceleradas. 3 – 3 a constante de velocidade dessa reação vale 1 L. Esse aumento. 4 – 4 A expressão da constante de equilíbrio para a reação é: K = [NH3]2 / [N2]. conclui se sobre a substância A e o valor da constante de velocidade dessa reação: I – II 0 – 0 a substância A é um acetaldeído. que atuam como catalisadores de reações bioquímicas. seguindo as instruções para preenchimento do cartão constantes na página 01 desta prova. então um aumento de 1C que seja as torna bem mais rápidas que o normal. pode ficar superaquecido em um dia quente e úmido. então a velocidade de consumo do nitrogênio é de 3 – 3 A reação de formação da amônia é de segunda ordem em relação ao nitrogênio e ao hidrogênio. concentração e catalisadores. A cada ano. a transpiração não consegue mais esfriar o corpo com . envolvendo a reação acima. dentre todas as reações químicas realizadas. temperatura e concentração. Se um aumento de 10C faz a velocidade da maioria das reações quase dobrar.mol-1. 1 – 1 a substância A é um glicerol. a substância A é formada pela quebra de um álcool. QUESTÃO 7 UNINASSAU Por que febre alta é perigosa? A temperatura normal do corpo é de 37C. em toda a superfície terrestre. a síntese da amônia a partir de hidrogênio e nitrogênio atmosférico é a mais importante. deve ser pequeno: um acréscimo de 1C eleva a temperatura para 38C. A febre é um mecanismo de defesa. Depois de algum tempo. e) Temperatura. um bilhão de toneladas de nitrogênio atmosférico é transformado em N2 fixado. responda a esta questão. 2 – 2 a constante de velocidade dessa reação vale 2 L. a principal fonte de ingestão de A dar-se-á por consumo de bebidas alcoólicas. conhecida como Processo de Haber: Em uma experiência para determinar a lei de velocidade desta reação. Quando a temperatura corporal se aproxima de 41. foram obtidos os dados da tabela a seguir: Presentes as informações acima. 4 – 4 A substância A é um éter. A sofre reação de decomposição conforme a equação abaixo: Foram realizados quatro experimentos. e todas as reações do corpo – incluindo respiração.7ºC pode causar morte porque aceleram todas as reações do corpo. Um corredor de maratona.d) Superfície de contato.UNICAP O nitrogênio do ar não é assimilável. QUESTÃO 6. Também. um aumento de 4C eleva para 41C. 2 – 2 Se a velocidade de formação da amônia é igual a ͵ .[H2]3.s 1. Pode-se facilmente detectar o aumento nas velocidades de reação quando um paciente apresenta febre alta. variando-se a concentração inicial de A. Assim. são obtidos 17g de NH3. QUESTÃO 5-UNICAP No organismo humano. Analisando-se os dados desta questão. essa substância pode ser formada em certas bebidas após exposição ao ar. e um pequeno aumento na temperatura permite que o corpo extermine mais rapidamente os germes com a mobilização do mecanismo imunológico de defesa. sendo que. ele é fixado no solo em forma de compostos amoniacais. É uma das grandes responsáveis pelos sintomas da ressaca.mol-1. por uma ação simbiótica entre os legumes e certas bactérias que existem nos nódulos das raízes. mas. porém. por exemplo. digestão e a síntese de vários compostos – ocorrem a essa temperatura. destruindo substâncias vitais como as enzimas. I – II 0 – 0 A lei de velocidade da reação de formação da amônio é v = k[N2]2. 1 – 1 A partir de 10g de N2.[H2]3.s-1.

[A]2 [B]2 . 2a e 1a ordem. o que. convive-se com uma série de reações químicas que ocorrem a velocidades bastante diferentes. e) I. 1a e 2a ordem. A frequência de colisões entre as moléculas de reagentes é tanto maior quanto maior for a temperatura. se não tratado adequadamente. à medida que se envelhece. b) I. III e IV. a digestão e a recomposição de uma fratura óssea vão se tornando mais lentas. c) v = k [A]2[B]2 e 2. e) fatiada. D) TD = k . e o corredor poderá sofrer uma hipertermia ou um ataque cardíaco. B e C significam as espécies químicas que são colocadas para reagir. as reações ocorrem com velocidades diferentes. ambos. que a velocidade dessa reação quadruplica com a duplicação da concentração da espécie A. substâncias denominadas enzimas servem como catalisadores para reações bioquímicas. [A] [B]2 . 2a ordem. I. respectivamente. II. Em cada etapa da vida. b) fatiada e colocada em gelo comum. a taxa de desenvolvimento e a ordem da reação em relação a A e a B. analise as afirmativas abaixo. a expressão correta da velocidade e o valor da ordem da reação: a) v = k [A]2{B]2 e 4. respectivamente. [A] [B]. No estudo de certo medicamento. ao repetir esses experimentos três vezes. . cuja reação é representada por A + B →PRODUTOS. II e III. cada fatia envolvida individualmente em plástico e colocada em uma freezer de uso doméstico. B) TD = k . E) TD = k . IV. QUESTÃO 08 FITS Cotidianamente. são d) peça inteira em gelo comum. foram obtidos os seguintes resultados: A) TD = k . Esses dados indicam que. Com base no texto. mantendo a temperatura constante. 1a ordem. mas não depende das concentrações das espécies B e C. Assinale a opção que contém. ambos. d) v = k [A]2 e 4. O aumento da temperatura provoca o aumento na taxa de desenvolvimento de uma reação química. [A] [B]. Está correto APENAS o que se afirma em: a) I. III.eficácia. II. O petróleo leva séculos para se formar. 2a e 1a ordem. QUESTÃO 09 O estudo de certa reação química é representada por 2 A (g) + 2 B (g) = C (g) onde A. III e IV. Verificou-se experimentalmente. poderá causar danos cerebrais. [A]2 [B]. c) fatiada e colocada em gelo seco (CO2 sólido). Os medicamentos podem acelerar ou retardar reações específicas. e) v = k [A]2 e 2 QUESTÃO 10 (Covest-98) Em qual das condições abaixo o processo de deterioração de 1kg de carne de boi será mais lento? a) peça inteira colocada em nitrogênio líquido. d) III e IV. Um catalisador permite que uma reação ocorra por um caminho de menor energia de ativação. c) II e III. Em nosso corpo. numa certa temperatura. C) TD = k . porém a sua combustão se processa a uma velocidade muito grande. desse processo. b) v = k [A]2[B]2 e 3.

d) I e III apenas. a freqüência das colisões entre as moléculas. é correto afirmar que: a) oxidante. d) base de Lewis. de acordo com a equação: . II e III. b) redutor. Das afirmações acima são corretas: a) I apenas. ela será. de um modo geral. II. Nas reações químicas. 16) A adição do catalisador transforma a reação endotérmica em exotérmica. QUESTÃO 14 (Ufmg) O gráfico a seguir representa a variação de energia potencial quando o monóxido de carbono. c) III apenas. mais rápida. Com base neste diagrama. 01) A curva II refere-se à reação catalisada e a curva I refere-se à reação não catalisada. fornece par eletrônico para a água. oxida o ácido fumárico. aumenta a velocidade da reação. reduz o ácido fumárico c) ácido de Lewis. Isto ocorre porque aumenta: 08) O complexo ativado da curva I apresenta a mesma energia do complexo ativado da curva II. e) I. a energia cinética média das moléculas dos reagentes. 02) Se a reação se processar pelo caminho II. I. e) catalisador. é oxidado a CO‚ pela ação do NO‚.QUESTÃO 11 (Unisinos-RS) 04) A adição de um catalisador à reação diminui seu valor de ΔH. aumenta-se a velocidade da reação por meio da elevação de temperatura. Soma =() QUESTÃO 13 (Puccamp) Numa das etapas do ciclo de Krebs ocorre a reação Nessa reação a enzima fumarase atua como b) II apenas. aceita par eletrônico oferecido pela água. QUESTÃO 12 No diagrama a seguir estão representados os caminho de uma reação na presença e na ausência de um catalisador. III. a velocidade média das moléculas reagentes. CO.

. b) a reação inversa é endotérmica. é correto afirmar que: a) a chama se mantém acesa. d) a energia das ligações quebradas na combustão é maior que a energia das ligações formadas. c) a entalpia dos produtos é maior que a entalpia dos reagentes na combustão dos gases.QUESTÃO 15 (Cesgranrio) Com relação a esse gráfico e à reação acima. a) a energia de ativação para a reação direta é cerca de 135kJmol-¢. o ΔH da reação inversa é cerca de 360kJmol-¢. a afirmativa FALSA é Com relação a um fogão de cozinha. o ΔH da reação direta é cerca de 225kJmol-¢. d) em valor absoluto. c) em valor absoluto. e) se utiliza um fósforo para acender o fogo. e) o ΔH da reação direta é negativo. pois o valor da energia de ativação para ocorrência da combustão é maior que o valor relativo ao calor liberado. que utiliza mistura de hidrocarbonetos gasosos como combustível. pois sua chama fornece energia de ativação para a ocorrência da combustão. b) a reação de combustão do gás é um processo endotérmico.