P. 1
TEORIA GERAL DO ESTADO

TEORIA GERAL DO ESTADO

4.57

|Views: 21,550|Likes:
Published by tjmigoto

More info:

Published by: tjmigoto on May 15, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/11/2013

pdf

text

original

TEORIA GERAL DO ESTADO 1. Necessidade de Conhecimento da Matéria 1.1 Conhecimento das Instituições e Organizações da Sociedade e do Estado. 1.

2 Estudo de Sistemática de Integração entre os problemas da Sociedade e a forma como serão resolvidos. 1.3 Estudos de matérias que auxiliam a criação do direito. 2. Conceituação 2.1 Teoria – Grego – Visão de um Espetáculo, ação de contemplar, examinar, estudar. 2.2 Geral – Generale – Latim – comum à maior parte das pessoas 2.3 Estado – Sociedade Politicamente Organizada. 3. Objetivo (origem, forma, estrutura, funcionamento, finalidade) - Estudo do Estado não de um Estado particular, o que cabe ao direito constitucional, mas sim de vários Estados e seus elementos comuns _ Poder, Povo, Território. 4. Diferenciação entre a teoria geral do Estado e a Ciência Política
‫٭‬

Teoria Geral do Estado – estuda de forma abstrata buscando a visão geral desse ente político. Ciência Política – campo de atuação mais abrangente estudando dados e situações concretas. Estuda de maneira empírica os fenômenos Políticos.

‫٭‬

5. Enfoque da Teoria Geral do Estado em decorrência dos pressupostos filosóficos dominantes. 5.1 Aristóteles –Antiguidade / Cidade Estado / Grega – considerado por muitos como criador da tese, usava a colheita de fatos e comparações históricas. Observação direta: dados concretos e reais.

Platão – A República - buscou a criação de um estado ideal e superior. O Estado que deveria existir e não o que realmente existia. 5.3 São Tomas de Aquino e Santo Agostinho – Idade Média - Estado Suma Teológica - A cidade de Deus - ligado à grega. → Procuravam Justificar a existência do Estado a partir de considerações teológicas – o fim pretendido. 5.4 Maquiavel – O Príncipe – Nicolo Machiavelli – 1469- 1527 – passou a examinar o Estado sob ponto de vista político (final da idade média, inicio da idade moderna) - Organização / Atuação → Liberdade para aquisição e manutenção do poder sem preocupação ética ou moral Principio amoralista – os fins justificam os meios 5.5 Bodin – 1566 – Renascimento – Diferenças existentes entre os Estados são determinadas por clima, relevo, economia, costumes, alimentação. → Justificação jurídica do poder absoluto – Orei só jura a Deus. 5.6 Augusto Conte – 1798 / 1857 – Positivismo • Sucessão e Semelhança – análise dos fenômenos sociais e as leis que lhe deram origem 5.7 Locke, Hobbes (O leviatã), Rosseau (o Contrato Social), Montesquieu (O Espírito das Leis) → Estudaram o Estado sob o ponto de vista da natureza humana e da vida social. Locke, Hobbes, Rosseau – Eram contratualistas – Sociedade e Estados surgiram por meio da celebração de um pacto. → Montesquieu – estudo das formas de governo _ Tríplice divisão dos poderes.
5.2

6. Métodos de estudo da Teoria Geral do Estado 6.1 JURÍDICO – Ligado ao aspecto forma e lógico do Estado, Leis e Constituição. 6.2 SOCIOLÓGICO – Utiliza os elementos históricos sociais e do desenvolvimento das suas instituições estatais. 6.3 DEDUTIVO – O interprete passa de um fenômeno geral para o particular. 6.4 JUSTIFICATIVO – Estudo dos fundamentos e fins do Estado. 6.5 POLÍTICO – Estuda o poder Estatal e a Soberania.

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->