You are on page 1of 6

Ano VII - nº 86 | Abril de 2015

Por dentro do IQ

Ponto de Vista: Débora Foguel
A Professora Débora Foguel, Pró Reitora de Pós Graduação e Pesquisa da
UFRJ (PR2), deu uma entrevista exclusiva ao INFORMATIVO IQ. Nela, tratou do Comitê PIBIC e do número de
bolsas da Iniciação Científica e da Iniciação Tecnológica.

Sobre o Prêmio Destaque na IC e IT do
CNPq-2015, na UFRJ, informou que a
PR2 recebeu duas inscrições para a área
de Ciências Humanas e Sociais, Letras
e Arte; duas para a de Ciências da Vida;
e três para Ciências Exatas e da Terra e
Engenharias. LEIA MAIS

Ela explicou que a nossa JICTAC, atualmente, tem várias “caras”, cada qual de
acordo com o Centro da universidade
onde este evento tem lugar.
Débora Foguel

Outros Destaques
- XXXVII JICTAC: inscrições abertas;
- Ministro George Hilton visita o
LBCD/IQ

Defesas de Abril

Monografias, dissertações e teses - LEIA MAIS

Toda Mídia

Escolas recorrem à tutoria para ensinar aluno a estudar
Escolas particulares paulistas dão aulas de tutoria ou estudo monitorado com o objetivo
de criar no aluno o hábito de
estudar.
Muitas justificam a medida com base na neurociência,
se o conteúdo estudado ficará
na memória de curto prazo, ou

na de longo prazo. O projeto
“Socorro, meu filho não estuda”
(www.meufilhonaoestuda.com.
br) alerta sobre dificuldades em
sala de aula. Seus organizadores
criticam a ideia de que o cérebro
da nova geração é multitarefa e
publicam comentários.
LEIA MAIS

50 mil vezes menor que a espessura de um fio de cabelo.
A integração entre academia
e mercado é fundamental para
conquistar relevância neste campo de conhecimento, destaca o
pesquisador e empresário Leandro Antunes Berti...”
LEIA MAIS

- Workshop sobre RMN de Sólidos, em 15-17/6.
Local: salão nobre da Decania do CT.
Ver: www.labrmnsolidos.com.br

GE planeja aporte de R$ 300 milhões para
Rio 2016
tratamento e reuso de água, e
iluminação ecoeficiente”, disse
o executivo-chefe da GE para a
América Latina, Reinaldo Garcia, que ainda tem plano para
outros 50 projetos...” LEIA MAIS

- 38a Reunião Anual da SBQ, em 25-28/5. Tema:
Luz, Química, Ação. Local: Águas de Lindóia
(SP).
Ver: http://www.sbq.org.br/38ra/
- 2o Simpósio Luso Brasileiro de Química
Orgânica, em 25-28/5. Local: Hotel Monte Real,
Águas de Lindóia (SP).
Ver: http://www.sbq.org.br/38ra/programacaocompleta/simposio-luso-brasileiro

Fonte: Valor Econômico

“... Os projetos já desenvolvidos ou contratados para a
cidade do Rio e que serão aplicados durante os Jogos Olímpicos
envolvem tecnologias avançadas
para equipamentos médicos,
geração e segurança energética,

- Advanced School on Biomolecular Simulation
(ASBioSim), em 18-22/5. Local: Jangadeiro
Hotel, Recife (PE).
Ver: http://www.usp.br/biomol/?q=content/
asbiosim
- 3rd International Conference on Advances
in Bio- Informatics, Bio-Technology and
Environmental Engineering - ABBE 2015, em
26-27/5. Local: Universidade de Birmingham,
Inglaterra.
Ver: www.abbe.theired.org

Nanotecnologia avança na criação de novos elementos
“... Das 90 empresas brasileiras
de nanotecnologia, 23 têm sede
em Santa Catarina, onde funcionam instituições de referência na área. Os pesquisadores e
profissionais do meio lidam com
estruturas que medem de um a
100 nanômetros. Bilionésima
parte do metro, um nanômetro é

Agenda

Fuga de professores
LEIA MAIS

- I Seminário Nacional dos Mestrados
Profissionais da Área de Ensino, em 18-19/6.
Local: Centro de Cultura e Eventos da UFGO.
Ver: http://www.mestradoensinociencias.uff.
br
- 4a Conferência Mundial sobre Integridade em
Pesquisa, em 31/5-3/6. Local: Hotel Windsor
Barra, Barra da Tijuca (RJ).
Ver: http://www.wcri2015.org/
- VIII Olimpíada Brasileira de Química Júnior Fase I, em 7 de agosto. Inscrições em 1/6-4/7.
Ver: http://www.obquimica.org

2

Destaque na UFRJ
O Prêmio Destaque na Iniciação Científica e Iniciação
Tecnológica 2015 é tratado aqui pela Professora Débora
Foguel, nossa Pró Reitora da PR2. Dentre outros assuntos,
ela explicou o esforço da Reitoria da UFRJ em aumentar o
número de bolsas, nos últimos três anos: agora elas somam
1.027 bolsas de IC, de IT, Artística e Cultural.

• Informativo IQ - No Prêmio “Destaque na IC e IT - 2015”, o aluno

inscrito precisa ter feito seu Relatório no projeto de pesquisa
baseado em critérios de relevância e qualidade. Como a UFRJ
tem atuado junto aos seus pesquisadores para proporcionar
esta relevância e qualidade no trabalho do pesquisador/
orientador? Isto tem se dado sem descontinuidade?

Débora

Foguel

é

pesquisadora 1A do
CNPq,

membro

Academia

da

Brasileira

de Ciências e Professora Titular do Instituto
de Bioquímica Médica Leopoldo de Meis
onde é chefe do Laboratório de Agregação de Proteínas e
Amiloidoses.
À frente da PR2 desde 2011, criou o Prêmio
Gilberto Velho de Teses da UFRJ e o Fórum
de Pró Reitores de PG
e Pesquisa das UniverFluminenses,

junto a FAPERJ. Uma
das

atividades

que

visitar os programas de
PG da UFRJ, conversar
com os coordenadores e com o corpo docente e discente.

Gostaria de chamar a atenção
para o fato de que há três ou quatro anos o CNPq entrava com algo
próximo a 830 bolsas, e a UFRJ,
com um número igual. Aumentamos quase 200 bolsas na UFRJ, enquanto o CNPq diminuiu sua cota!
Fizemos isso porque acreditamos
que o PIBIC é a nossa galinha dos
ovos de ouro! É a nossa Escolinha
de Futebol onde se forma a próxima geracão de pós graduandos e,
por conseguinte, de pesquisadores!

• IQ - Os bolsistas de IT foram incluídos neste Prêmio a partir de
2012. Existiram, por parte da Universidade, ações específicas
implementadas aos pesquisadores da área, para estimular e
facilitar o trabalho?

DF - Não temos nenhuma
ação especial voltada para nenhum
tipo específico de modalidade de
bolsa de IC. Todavia, realizamos
a divulgação do Prêmio para o
email de cada pesquisador, para
os representantes de Centro no
Comitê PIBIC e na página da PR2-UFRJ (http://www.pr2.ufrj.br/ ).

Destaque só aceita inscrições de
bolsistas que receberam cotas do
CNPq nos últimos 12 meses, o que
significa que apenas 801 bolsistas poderiam, em tese, concorrer
ao Prêmio, além das cotas específicas de cada pesquisador PQ ou
do Projeto Universal. Isto significa que os 1027 bolsistas mantidos
Além disso, esta é uma luta pela UFRJ não podem participar.
O contraditório disso é que
a ser travada no CNPq. O Prêmio

Débora Foguel

mais gosta de fazer é

A UFRJ e esta Reitoria têm
incentivado a Iniciação Científica
(IC), Tecnológica (IT), Artística
e Cultural implantando mais cotas de bolsa nos últimos anos, até
para compensar a diminuição do
número de bolsas do CNPq. Só
para dar uma ideia, hoje temos na

UFRJ, da cota do CNPq, 47 bolsas de IT e 754 bolsas de IC, todas utilizadas. E da cota da UFRJ
são 1027 bolsas das modalidades anteriormente mencionadas.

Ponto de Vista

sidades

DÉBORA FOGUEL - É o nosso
Comitê PIBIC, juntamente com os
representantes de cada Centro, que
seleciona avaliadores criteriosos
para os projetos e relatórios buscando, sempre, garantir uma avaliação
rigorosa das propostas de pesquisadores e alunos de IC, seja na análise dos projetos, seja na leitura dos
relatórios gerados pelos bolsistas.

3

o CNPq tem incentivado as universidades a implantarem registro de
alunos de IC voluntários (sem cotas
de bolsa) e, ao mesmo tempo, as regras do Prêmio só permitem a participação de bolsistas da Agência.

científica em nossa universidade para
discutirmos uma política propositiva interna e junto às agências de fomento. E,
nesse sentido, a Faperj, por ser a Agência do Estado do RJ, é a que poderia nos
ajudar a fazer o programa de IC crescer.

Acredito que a UFRJ necessita consNesse sentido, por sugestão mitruir um fórum permanente da iniciação nha, criamos um Fórum de Pró-Rei-

tores de Pós-Graduacão e Pesquisa
Fluminense com o antigo Presidente
da Faperj. Na nossa primeira reunião,
tratamos justamente das bolsas de
IC, IT e demais bolsas. Agora, devemos retomar essa discussão com o
novo Presidente recém empossado.

• IQ - Como a PR2 tem buscado atender às solicitações do CNPq em relação às bolsas de IC para as
“Ações Afirmativas”(Af), especificadas no Edital 2015?

DF - Conforme mencionei ante- programa de PIBIC-Af, a cota que gum engano meu, foi de uma bolsa!!
riormente, o CNPq não tem aumen- veio para a UFRJ numa única vez Nunca mais tivemos notícias desse
tado o número de cotas de bolsas de nos últimos dois-três anos, salvo al- Programa.
IC para as IFES, de forma geral. E, no
• IQ - A nossa Jornada de Iniciação Científica, criada em 1978, seria uma das ações de relevância e
qualidade mencionadas no Edital do CNPq? Por quê?

DF - A PR2 tem investido e
aperfeiçoado a Jornada de Iniciação
Científica, Tecnológica, Artística e
Cultural para todos os Centros como
uma forma de estímulo, respeitando
a autonomia de cada um destes, que
se faz presente através de seus representantes no Comitê PIBIC.
Podemos exemplificar esta
autonomia que conferimos a cada
Centro com a premiação dos melhores trabalhos apresentados na nossa
Jornada que segue os critérios gerais

indicados pelo CNPq no que se refere ao certame, mas que, todavia, o
CFCH decidiu que premiaria o Melhor Trabalho apresentado por sessão. Isto resultou em 100 trabalhos
indicados, ao invés de apenas dez.
Hoje, a JICTAC adota na UFRJ
várias “caras”, dependendo do Centro. O CT também tem feito um trabalho interessante realizando mesas
redondas sobre diversos temas dentro da Jornada. Até o futebol foi tema
de debate durante a Jornada! Sem

falarmos em shows com artistas que
vêm nos brindar com sua arte…
Quanto à qualidade dos relatórios, as regras de concessão de bolsa
indicam a necessidade de inclusão
do Relatório da Pesquisa, o que força os orientadores a educarem seus
alunos na sua construção. Precisamos, desde cedo, ensinar aos nossos
alunos a registrarem seus resultados
de pesquisa e achados científicos, artísticos, tecnológicos e culturais de
forma clara e precisa.

4
• IQ - As Olimpíadas de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP), tradicionalmente levadas a cabo pelo

IMPA, têm procurado estimular as atividades de cálculo e matemática para alunos dos níveis Básico e
Médio. Consequentemente, têm despertado vocações para a área das Exatas, da Terra e Engenharias,
nas universidades. Existe algum projeto semelhante para os nossos alunos desta área, em particular a da
Química?

DF - Não tenho informação sobre esse tipo de projeto na área de
química o que envolveria a SBQ, por
exemplo. Eles são mais aptos a falarem de Olimpíadas na área da Química…

miados nas Olimpíadas de MatemáNo caso da Química, temos
tica que optavam por prosseguir seus boas notícias: acaba de ser aprovaestudos nessa área, na faculdade.
do o PROFQUI, com sede na UFRJ
Além disso, o IMPA vem atuan- e coordenação do IQ... Com isto, o
do de forma muito efetiva na qualifi- Instituto de Química poderá particicacão dos professores de matemática par ainda de forma mais enfática na
A CAPES, por exemplo, vinha da rede pública, através do Mestrado qualificação dos nossos professores
ofertando bolsas para os alunos pre- Profissional em Rede – PROF MAT. da rede.

XXXVII JICTAC: inscrições abertas

C

om o início, em 27/4, do
período de inscrições dos
trabalhos dos alunos para a
próxima XXXVII JICTAC/UFRJ, a Comissão Organizadora do Instituto de
Química espera que, com a inclusão das
dez novas áreas temáticas - Catálise, Ciência da luz; Educação química, política
e sociedade; Polímeros; Química ambiental; Química de materiais; Química
dos colóides; Química forense; Química
medicinal; e Tecnologia de rochas e minerais - novos interesses dos alunos de
graduação possam agregar-se à Jornada.
O prazo para inscrições se encerrará em
22/5.
As duas Coordenadoras da JICTAC
no IQ, este ano - Professoras Marlice Sípoli (DQA) e Michelle Rezende
(DQO) - explicaram que a PR2 já havia
preparado a plataforma JICTAC para o
cadastramento de novas áreas. Com a
proximidade das inscrições para a Jornada, a divulgação desta possibilidade
de ampliação foi intensificada em todos
os Centros da Universidade. Particularmente no Instituto de Química, as novas áreas temáticas se somarão às seis
que, até 2014, existiam no IQ, totalizando, assim, 16 diferentes áreas de pesquisa. Elas integrarão as 91 áreas temáticas
do CCMN, para 2015.

“A inscrição de trabalhos em diferentes áreas temáticas pode servir não
apenas para refletir a diversidade das
áreas de pesquisas consolidadas no IQ,
mas, também, auxiliar futuros alunos
na tomada de decisão acerca da sua vida
acadêmica e científica”, explicou a Profa.
Marlice.
No IQ, a Comissão Organizadora da
Jornada é formada pelas duas coordenadoras e mais dois representantes de
cada um dos cinco Departamentos, totalizando 12 membros. As novas áreas
já foram divulgadas à comunidade do
Instituto pelo email institucional. Além
disso, ficarão disponibilizadas nas Secretarias dos Departamentos e Secretaria da Graduação, no 5º andar.
Multidisciplinaridade A pesquisa no
âmbito da catálise, por exemplo, vem
sendo realizada por diversos grupos de
pesquisa no IQ e por professores dos
cinco Departamentos da Unidade, conforme foi levantado pela Profa. Michelle.
Até 2014, os alunos cadastravam seus
trabalhos para a JICTAC na área temática de mesmo nome do Departamento
em que seu orientador estava lotado.
“Hoje, porém, um trabalho inscrito na
área da Catálise poderá vir de qualquer
um dos cinco departamentos do Instituto”, acrescentou ela.

Marlice Sipoli

Michelle Rezende

Normalmente, os alunos de graduação,
bolsistas ou não do PIBIC, costumam
iniciar suas atividades de pesquisa no
mês de agosto, a partir do segundo período. Em abril seguinte será o momento
de inscrever na Jornada os resultados
obtidos nesses últimos meses (bolsistas
do PIBIC têm de participar, obrigatoriamente), e este resumo será avaliado por
um parecerista. Junto com o seu orien-

5
tador, o aluno terá chance de reavaliar e resultados e do objeto da pesquisa com
corrigir este resumo, a partir do parecer os seus colegas de grupo, seja de graemitido.
duação ou pós-graduação, e com o seu
“A partir desse momento”, explica a orientador.”
Profa . Michelle, “o autor naturalmente
passa por um processo de amadurecimento. Na apresentação do seu trabalho, mais adiante, em outubro, seja sob a
forma de pôster ou apresentação oral, o
aluno mostrará que aprofundou seu conhecimento sobre o projeto de pesquisa
no qual está inserido.”

Sua colega lembrou ainda que, quase
sempre, o aluno aprofunda seus resultados no período entre abril e outubro, o
que torna o conjunto de resultados apresentado na semana da Jornada maior do
que aquele informado inicialmente no
resumo inscrito.

Além dos alunos, também os pes“Isto se refletirá no trabalho apresen- quisadores presentes - orientadores ou
tado”, lembrou a outra Coordenadora, pareceristas – ganham muito com a
Profa. Marlice. “Ele estará mais elabora- Jornada. Por exemplo: olhar um pôster
do, consubstanciado nas discussões dos e enxergar, a partir daí, alguma similari-

dade ou complementaridade com o seu
próprio trabalho, pode vir a significar
uma nova parceria ou alguma colaboração com colegas da própria unidade,
destacam elas.
Elas informam que, de modo geral,
toda a comunidade é beneficiada pois,
no decorrer das etapas de organização
- disponíveis na plataforma da JICTAC,
que traçam o caminho até a apresentação final do trabalho - todos podem
tecer um diálogo de forma colaborativa,
orientando o aluno, participante central
da JIC, a construir o seu aprendizado na
área de pesquisa do seu interesse.

Ministro George Hilton visita o LBCD/IQ

O

Laboratório Brasileiro de
Controle de Dopagem
(LBCD/IQ/UFRJ) recebeu,
em 8/5, a visita do Ministro do Esporte,
George Hilton. Ele foi recebido pelo Coordenador do LBCD, Professor Francisco Radler, e ali esteve em companhia do
Secretário Executivo do ME e Secretário Nacional da Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem, Ricardo
Leyer, e de Marco Aurélio Klein, Secretário Nacional da Associação Brasileira
de Controle de Dopagem (ABCD). A
Professora Cássia Turci, Diretora do IQ, O Ministro George Hilton na coletiva aos jornalistas, no LBCD. Foto: Roberto Castro/ME.
esteve presente ao evento.
2016. “O LBCD pode emprestar o seu análises de controle de dopagem/ano,
O Ministro George Hilton, que acom- conhecimento para os demais países durante os Jogos Olímpicos e Paraopanhou, pessoalmente, em Montréal do hemisfério sul”, revelou. O Ministro límpicos-2016 este número subirá para,
(Ca) em 12/5, a reunião do Comitê Exe- disse que parte dos equipamentos do aproximadamente, 5 a 1500, com resulcutivo da Agência Mundial Antidopa- Laboratório será distribuída, após o tér- tados em 24h.
gem (WADA, em inglês), reafirmou sua mino dos Jogos, a outras universidades
NR - Em 13 de maio último, o
do
país
que
não
possuam,
porém,
laboconfiança com a recuperação do LBCD/
LBCD/IQ/UFRJ foi recredenciado pela
IQ para o esporte, destacando que o La- ratórios de controle de dopagem.
Agência Mundial de Antidopagem
boratório possui, agora, uma estrutura
Ele explicou ainda que, se o LBCD
capaz de garantir os Jogos Olímpicos de tem por hábito executar entre 5 a 10 mil

6

Defesas de Trabalhos
Graduação
Licenciatura em Química
- Os jogos das funções inorgânicas
para os alunos do 1o ano do ensino
médio. Autora: Maila Firmino Cardoso.
Orientador: Carlos Alberto da Silva
Riehl. Em 29/4.

- A curiosidade a serviço do ensino/
aprendizado da química: por que as
águas dos rios Negro e Solimões não
se misturam? Autora: Célia Regina
Mathias. Orientador: João Massena
Melo Filho. Em 14/4.

Pós Graduação
Mestrado
Avaliação
calorimétrica
de
retardamento de reações de geração de
nitrogênio (SGN) e modelagem cinética
de sistemas SGN emulsionados. Autora:
Danielly Chagas de Oliveira Mariano.
Orientador: João Francisco Cajaíba da
Silva. Programa em Química. Em 30/4.

- Avaliação da produção de surfactinalike por Bacillus sp. H2O-1. Autora:
Carolina Reis Guimarães. Orientadoras:
Denise Maria Guimarães Freire e
Lívia Vieira de Araujo. Programa em
Bioquímica. Em 30/4.

- Aceitação de produtos agrícolas
biofortificados na merenda escolar do
município de Itaguaí - Rio de Janeiro.
Autora: Carolina Cláudio de Oliveira
Silva. Orientadora: Rosires Deliza
(EMBRAPA). Programa em Ciência de
Alimentos. Em 30/4.

biotransformação. Autora: Manoela
Pessanha da Penha. Orientadoras:
Selma Gomes Ferreira Leite (EQ-UFRJ)
e Maria Helena Miguez da Rocha Leão
(EQ-UFF). Programa em Ciência de
Alimentos. Em 16/4.

- Caracterização da ausência de Ubc4
e seu envolvimento na toxicidade da
Sod1 humana G93A e A4V associadas
à FALS. Autora: Aline de Araújo Brasil.
Orientadores: Marcos Dias Pereira e Elis
Cristina Araújo Eleutherio. Programa
de Bioquímica. Em 10/4.

- Desenvolvimento de novos protótipos
antitumorais inibidores de histona
desacetilase Autor: Daniel Alencar
Rodrigues. Orientador: Carlos Alberto
Manssour Fraga (ICB/UFRJ). Programa
em Química. Em 15/4.

Doutorado
- Microencapsulamento de aroma
de coco (6-pentil-alfa-pirona) e de
aroma de pêssego (gama-decalactona)
produzidos por Trichoderma harzianum
IOC4042 e Yarrowia lipolytica
ATCC2060
utilizando
processos
de fermentação no estado sólido e

EXPEDIENTE

Informativo IQ
O informativo eletrônico é de responsabilidade da Direção do Instituto de Química da UFRJ
Diretora: Cássia Curan Turci (diretoria@iq.ufrj.br). Vice-Diretor: Antonio Guerra (vicediretoria@iq.ufrj.br). Jornalista responsável: Christina Miguez (MTb
13.058). Estagiário em Programação Visual: Pedro Henrique Nascimento (Escola de Comunicação/UFRJ).
Envie suas dúvidas, colaborações, informes, pautas e sugestões para o INFORMATIVO IQ através do e-mail imprensa.assessoria@iq.ufrj.br
Instituto de Química: prédio do CT–Bloco A-7º andar. Ilha da Cidade Universitária–Cidade Universitária – CEP 21.941-590. Tel.: (21) 3938-7261.
O INFORMATIVO IQ não se responsabiliza pelo conteúdo dos links externos indicados, na medida em que os conceitos e as opiniões emitidas não representam conceitos e opiniões dos editores e da direção do Instituto de Química da UFRJ.