You are on page 1of 7

4.

- ATIVIDADE VULCÂNICA
4.1. - Estudo dos vulcões
Os vulcões são aberturas que estabelecem a
comunicação entre o interior e o exterior da Terra e lançam para a superfície
produtos originados a partir do magma. Este material, ao chegar à superfície,
perde parte dos seus gases e passa a ser designado por lava.

Alguns conceitos importantes:
Vulcanologia – ciência que estuda os vulcões.
Vulcanólogo – cientista que estuda os vulcões.
Magma – material rochoso fundido, rico em gases, localizado no interior da
crosta terrestre.
Lava – material rochoso fundido, pobre em gases, localizado no exterior. O
magma, quando é libertado pelo vulcão, passa a denominar-se lava.
Vulcão adormecido – vulcão que entrou em erupção recentemente ou que
mostra sinais de atividade, havendo registos históricos de erupção.
Vulcão extinto – vulcão que não apresenta sinais de atividade e que já
sofreu muita erosão (“desgaste”), não havendo registo histórico de erupções.
O reservatório onde o magma está armazenado chama-se câmara
magmática; a conduta através da qual ele ascende é a chaminé vulcânica; a
abertura por onde são expelidos os materiais vulcânicos é a cratera.
Como resultado da acumulação desses materiais em seu redor ergue-se uma
montanha – o cone vulcânico.
Uma caldeira forma-se quando ocorre o colapso de um cone vulcânico, o
que pode acontecer se a câmara magmática se encontrar vazia.

O vulcanismo eruptivo carateriza-se pela emissão de lava, piroclastos e
gases.

As erupções vulcânicas podem e classificam-se como: apresentar diferentes caraterísticas  efusivas .: Lagoa das Sete Cidades nos Açores).  Esvaziamento da câmara magmática.  Gasosos – gases como dióxido de carbono.  Líquidos – lava.  mistas .erupções calmas.  Abatimento das paredes do cone vulcânico.erupções com episódios calmos e violentos. Os materiais libertados pelos vulcões podem classificar-se como:  Sólidos – piroclastos: cinza (até 2mm). .erupções violentas. etc.  explosivas . lapilli (de 2mm a 50mm) e bombas (mais que 50mm). compostos de enxofre.  Formação de uma depressão (“cova”). Etapas de formação de uma caldeira:  Erupções vulcânicas sucessivas (seguidas).  Acumulação de água na depressão e formação de lagoas (Ex.

2. Fumarolas – libertação de gases como dióxido de carbono e vapor de água a elevadas temperaturas. . ricas em sais minerais. . Vulcanismo temperaturas. o que evidencia a relação Ciência – Tecnologia – Sociedade – Ambiente. Tem a finalidade de prevenir e evitar catástrofes causadas pela atividade vulcânica. secundário – libertação de gases ou água a elevadas O vulcanismo atenuado ou secundário carateriza-se por manifestações como: Nascentes termais – libertação de águas quentes.A atividade vulcânica apresenta riscos mas também traz benefícios às populações 4.Tipos de vulcanismo: Vulcanismo primário – erupções vulcânicas – pode ser central ou fissural (fendas). ATIVIDADE VULCÂNICA Fig.Riscos e benefícios da atividade vulcânica A Vulcanologia é a ciência que se ocupa do estudo dos fenómenos vulcânicos. Benefícios do vulcanismo  Estudo da estrutura interna da Terra. 1 . Géiseres – repuxos intermitentes de água quente e vapor.

Estudo dos sismos A Sismologia é uma ciência que tem como objetivo o estudo dos sismos. Podem ser avaliados através da intensidade (que se relaciona com os danos causados nas construções humanas) ou da magnitude (que se relaciona com a amplitude máxima das ondas geradas pelo sismo).  Produção de betão resistente a partir de lava.  Produção de energia elétrica em centrais geotérmicas. ATIVIDADE SÍSMICA 5.  Atracão turística.  Exploração de minério. .causadas por uma repentina libertação de energia. Esse estudo é muito importante na prevenção dos danos causados pelos sismos. Hipocentro .  Contaminação da atmosfera. o que evidencia a relação Ciência – Tecnologia – Sociedade. Solos férteis.  Destruição de biodiversidade e habitats.  Estâncias termais.Local no interior da Terra.  Destruição de construções humanas.  Aproveitamento do calor para cozinhar. Os sismos traduzem-se por vibrações nos materiais terrestres. .1. Riscos da atividade vulcânica  Mortes. onde um sismo tem origem (onde se liberta a energia).

A atividade sísmica representa um grande risco para as populações 5. promovendo a educação da população. situado na vertical do hipocentro.2. construindo estruturas mais sólidas. onde o sismo é sentido em primeiro lugar (com mais intensidade). raramente ultrapassando um minuto. . Embora muitos cientistas estejam a fazer investigação nesse sentido. e elaborando planos de emergência. 1 . Zona litoral a sul da Figueira da Foz. S e L). é possível tentar minimizar os seus efeitos identificando zonas de maior risco.Epicentro . Um sismo propaga-se sob a forma de ondas sísmicas (P.Riscos e proteção das populações Locais de maior risco sísmico em Portugal: Algarve. geralmente seguem-se reajustamentos do material rochoso que dão origem a sismos mais fracos. Área metropolitana de Lisboa. Península de Setúbal . Nota: Terramoto é um sismo de grande violência com epicentro em Terra. ainda não é possível prever os sismos.Ponto à superfície. Maremoto é uma onda gigante (tsunami) provocada por um sismo com epicentro no mar. No entanto. nomeadamente no que diz respeito às medidas de segurança a serem tomadas durante um sismo. Arquipélago dos Açores. Após o sismo principal. denominados réplicas. . A duração de um sismo varia entre poucos segundos e dezenas de segundos. ATIVIDADE SÍSMICA Fig. Locais de maior risco sísmico no planeta: juntos aos limites das placas tectónicas. Os sismos medem-se em aparelhos chamados sismógrafos e os registos chamam-se sismogramas.

Pode haver uma onda gigante (tsunami ou maremoto). fósforos ou isqueiros. proteger a cabeça e a cara. com pilhas de reserva. Todos têm tendência para correr. Objetos que possam cair. manta ou capacete. Não sair de lá antes de o sismo terminar. LOGO APÓS O SISMO  Utilizar a lanterna a pilhas. Centro das salas.  Não colocar a cama junto de janelas.  Na rua permanecer num local aberto.  Não estar na praia ou no mar.  Em locais com muitas pessoas (ex. Não acender velas. Não ligar nem desligar interruptores. Ficar afastado de fios elétricos soltos e não tocar em objetos metálicos que estejam em contacto com eles. Ir para o meio da rua.  Não deixar objetos espalhados nos corredores e saídas. Os medicamentos mais necessários. Árvores. Ir para um lugar seguro.O que fazer quando ocorre um sismo? ANTES DO SISMO  Colocar os objetos mais pesados nas prateleiras mais baixas das estantes.  Nunca usar elevadores.  Ficar atento à queda de objetos. A seguir ao primeiro abalo sísmico pode haver outros abalos de menor intensidade (réplicas). Reservas de água e comida (enlatada e embalada). DURANTE O SISMO  Afastar-mo-nos de: Vidros. rapidamente.  Cumprir as recomendações transmitidas pela rádio.: cinema e centro comercial): Não correr para a saída. Usar um casaco. o que está errado porque podem magoar-se. sair pelas escadas.  Não andar descalço. e uma caixinha de primeiros socorros. . Janelas. Edifícios e muros. Manter distância de: Postes de eletricidade.  Deve-se ter em casa: Um extintor. Candeeiros.  Em casa ter sempre à mão rádio e lanterna.

 Desligar a água. Contar em voz alta ajuda a ficar calmo. . o gás e a eletricidade.