You are on page 1of 2

Casa da Cultura Fausto

Rocha Junior
Escola de Artes Fritz Alt - EAFA
Curso de Iniciao Prtica do
Teatro II
Material didtico 2016
AQUILO
Luiz Fernando Verssimo
Personagens
ELE
ELA
ELA De uns tempos para c,
eu s penso maquilo.
ELE - Eu penso naquilo desde os
meus, sei l, onze anos.
ELA Onze anos?
ELE . E o tempo todo.
ELA - No. Eu, antigamente,
pensava pouco naquilo. Era uma
coisa que no me preocupava.
Claro que a gente convivia com
aquilo desde cedo. Via acontecer
nossa volta, no podia ignorar.
Mas
no
era,
assim,
uma
preocupao constante. Corno
agora.
ELE - Pra mim sempre foi. Alis,
eu no penso em outra coisa.
ELA - Desde criana?!

ELE - De dia e de noite.


ELA - E como que voc
conseguia viver com isso, desde
criana?
ELE - Mas uma coisa natural.
Acho que todo mundo assim.
Voc que anormal, se s
comeou a pensar nal1uilo nessa
idade.
ELA - Antes eu pensava, mas hoje
uma obsesso. Fico imaginando
como ser. O que eu vou sentir.
Como ser o depois.
ELE - Voc se preocupa demais.
Precisa relaxar. A coisa tem que
acontecer naturalmente. Se voc
fica ansiosa pior. A sim, aquilo
se toma urna angstia, em vez de
um prazer.
ELA - Um prazer? Aquilo?
ELE - Pra voc no sei. Pra mim
o maior prazer que um homem
pode ter. quando o homem
chega ao paraso.
ELA - Bom, se voc acredita nisso,
ento pode pensar naquilo como
um prazer. Pra mim o fim.
ELE - Voc precisa de ajuda minha
cara.
ELA - Ajuda religiosa? Perdi a f
h muito tempo. Na ltima vez
que falei com um padre a
respeito, s o que ele me disse foi
que devia rezar.
Rezar muito,
para poder enfrentar aquilo sem
medo.

ELE Mas foi procurar logo um


padre? Precisa de ajuda
psiquitrica. Talvez clnica, no
sei. Ter pavor daquilo no
saudvel.
ELA - E eu no sei? Eu queria ser
como voc. Viver com a perspectiva daquilo naturalmente, at
alegremente.
Ir
para
aquilo
assoviando.
ELE - Assoviando e dando pulinho.
Olhe, j sei o que eu vou fazer. Vou
apresentar voc a uma amiga
minha. Ela vai tirar todo o seu
medo.
ELA - Sei. Urna dessas esotricas.
ELE - No, nada disso. Codinome
Neca. Com ela tiro e queda.
Figurativamente falando, claro.
ELA - Hein?
ELE - O qu?
ELA - Do que que ns estamos
falando'?
ELE - Do que que voc est
falando?
ELA - Daquilo. Da morte.
ELE - Ah.
ELA E voc?
ELE - Esquece.
FIM