Escola EB 2,3 Professor Gonçalo Sampaio Curso EFA –Secundário

Ficha de trabalho n.º 3 (continuação) Áreas de Competência - Chave: Sociedade Tecnologia e Ciência Núcleo Gerador: Tecnologias de Informação e Comunicação STC (DR3) Competência: Discutir o impacto dos médios na construção da opinião pública
Proposta de trabalho STC
Explore oportunidades de (e desigualdades na) participação dos cidadãos proporcionada pelos mass media, equacionando o seu papel na construção da opinião pública e da sociedade democrática. Resposta: Actualmente pode-se considerar que a opinião pública, apesar de existir, esta não tem qualquer valor, e que a verdadeira opinião publica é a opinião formada pelos mass média controlados pelos poderes económico, políticos e mediáticos, poder económico devido ao controle destes por parte de grandes empresas devido aos lucros resultantes dos conteúdos publicitários, do poder político devido ao controle exercido nos mass media por parte de governos e lobbies partidários na manipulação de notícias e no controle das massas por parte dos meios de comunicação, e também por parte do poder mediático, o qual tira partido da exploração da vida privada e publica, de quem quer que seja por vezes sem olhar a meios sem outro objectivo senão o lucro. Assim, o público está condicionado pelos interesses das agências de publicidade, televisão, jornais e de revistas, influenciando-o tanto a nível cultural devido a apresentação de valores e estilos de vida próprios de outras culturas, a nível económico influenciando-o na escolha de determinados produtos potenciando o seu consumo, assim como a nível político porque governos há (e houve) que são eleitos, pelos poderes que os mass media ligados a grandes instituições económicas e a lobbies políticos, exercem ao influenciarem na construção dos

1

Escola EB 2,3 Professor Gonçalo Sampaio Curso EFA –Secundário

perfis dos candidatos. Meios de comunicação alternativos e com opiniões diferentes são “abafados” não chegando as grandes massas não tendo assim condições de defenderem o público de ataques ou de técnicas de manipulação e de desinformação praticadas pelos mass media de grande divulgação. Uma opinião pública bem formada é aquela que aceita e analisa as informações de derivadas fontes ou canais, e que tem uma mente aberta e crítica para poder compreender a informação à sua disposição e dai tirar as suas conclusões. A necessidade da existência de uma opinião pública bem formada é imprescindível, quanto mais não seja para que não se repitam actos que historicamente denigrem a está associados á actuação dos mass media sob a influência dos poderes políticos, como por exemplo das “máquinas de propaganda” existentes em regimes repressivos como o Nazi ou o soviético. Mas também para que exista uma maior crítica na escolha das informações, e dos programas que as próprias pessoas assistem (neste caso na televisão), uma vez que actualmente os mass media tendem a apresentar conteúdos considerados menos próprios, envolvendo todo o tipo de temáticas, à mão de qualquer pessoa, e no caso da televisão em horários considerados de prime time, muitas vezes com o intuito de desviar as atenções do público de problemas sociais graves, e de “prender” as populações junto do ecrã assumindo assim um papel de controlo da população por parte dos governos. Existem, no entanto, alguns programas e fóruns de rádio e televisivos que dão a oportunidade a qualquer cidadão em participar de forma activa com a sua opinião acerca de temas tão variados como o estado económico da nação ou a situação desportiva de determinado clube desportivo. Vários

exemplos podem ser aqui referidos, tais como o Prós e Contras, o Provedor do Ouvinte, o Provedor do Espectador, Antena Aberta, Opinião Pública, entre outros. Estes programas, dada a sua natureza, promovem sem qualquer dúvida a construção de uma sociedade mais democrática. Identifique o papel do satélite nas comunicações como receptor e emissor de mensagens entre locais fora de linha de vista. Resposta: Um satélite de comunicação funciona como um repetidor, o qual recebe sinais modulados numa determinada frequência e retransmite-os numa outra, de uma forma amplificada.
2

Escola EB 2,3 Professor Gonçalo Sampaio Curso EFA –Secundário

Uma estação em terra foca o satélite e irradia para o espaço sinais, mais ou menos potentes, dependendo da distância que os separa e do volume de informações que esse sinal comporta. O satélite em órbita processa esses sinais e devolve-os à Terra onde receptores a milhares de quilómetros de distâncias os podem receber. Um sistema básico para emissões via satélite consiste numa antena

parabólica de tamanho entre 2,5 e 12,5 metros de diâmetro, um sistema que vai automaticamente enviar e receber os sinais do satélite e vice-versa e também um sistema de controlo remoto do sinal trabalhado ainda no satélite. Todo o processo de

transmissão via satélite em si não é muito complicado quando entendemos que o conjunto funciona por partes. Todo o sistema é grande na visão macro da coisa, mas em si, é muito compreensível e até simples demais para o que vem a ser o resultado que produz. Todo o sistema de radiodifusão de sinais de rádio ou televisão consiste em trabalhar muito bem o sinal de áudio-video gerado num estúdio e fazer com que seja enviado para um satélite que irá então reencaminhá-lo para outros destinos. É desta forma que podemos acompanhar transmissões nacionais com notícias geradas numa região, ou receber programas de rádio ou televisor do exterior. Um único satélite pode comportar vários canais de operação, ou seja, transmitir dezenas de sinais que são recebidos ao mesmo tempo, e vice-versa. Muitas vezes ouvimos falar em conexões via satélite que são feitas para incrementar um telejornal ou programa de rádio, estas emissoras utilizam normalmente o termo " like " para definir que este sistema está a ser usado e quando falamos de satélite, é justamente um destes canais que está a ser utilizado para receber e emitir os sinais da emissora ao mesmo tempo. 3. Explique a capacidade dos satélites na disseminação (pelos mass media de informação em grande escala, nomeando algumas das principais “constelações” de satélites em órbita. Os satélites de comunicação oferecem uma tecnologia complementar àquela das fibras ópticas em cabos submarinos de comunicação. Eles também são usados nas comunicações com navios e aviões, o que não pode ser feito por outras tecnologias, tais como a transmissão a cabo. Os
3

Escola EB 2,3 Professor Gonçalo Sampaio Curso EFA –Secundário

Sistemas de Comunicação são dispositivos que permitem a transmissão de informação entre dois pontos. O ponto de partida é chamado emissor e o ponto de chegada receptor. Entre o emissor e o receptor existe um meio de transmissão ou simplesmente canal de transmissão. O canal de transmissão representa o meio físico onde o sinal é enviado: atmosfera, através da qual se pode enviar sinais de rádio, televisão ou telemóvel, cabo eléctrico bifilar (usado para telefone e dados a baixo débito), cabo coaxial (computador, TV por cabo), fibra óptica, etc. Cada um destes canais tem características próprias e necessita de sistemas de comunicação dedicados. Uma comunicação por telefone pode, por exemplo, utilizar vários canais de transmissão, passando de cabo bifilar para linha digital, depois fibra óptica em seguida via rádio ou satélite. Uma das características essenciais de cada canal de transmissão é a sua capacidade, isto é, a quantidade máxima de informação que se pode transmitir através dele sem distorção apreciável. Os satélites da rede GPS – constelação de satélites criada pelo Departamento de Defesa do Estados Unidas – enviam os seus sinais em instantes precisos. O receptor GPS tem de ter informação rigorosa do instante em que cada satélite envia o sinal. O sinal propaga-se à velocidade da luz, pelo que decorre algum tempo desde a emissão do sinal pelo satélite até à sua chegada ao receptor GPS. O tempo que decorre entre a emissão e a recepção do sinal permite determinar a distância entre o receptor e o satélite A constelação de satélites é distribuída de tal forma que pode prover seus serviços em todo o mundo e com um número de satélites que permita o fornecimento de serviços de alta qualidade. Os satélites da constelação são equipados com um relógio atómico (que é muito preciso, da ordem de nanossegundos). Os satélites emitem um sinal de tempo para os receptores, que calculam o tempo passado desde quando o sinal foi enviado pelo satélite até quando ele foi recebido. Os satélites também enviam informações sobre suas posições quando eles transmitiram o registo de tempo. O receptor é capaz de

4

Escola EB 2,3 Professor Gonçalo Sampaio Curso EFA –Secundário

calcular sua localização usando o sinal de três satélites e a posição de um deles. Se o sinal de um quarto satélite é usado, o receptor pode calcular sua localização sem a necessidade de um relógio atómico. A figura mostra este conceito; onde um receptor auto motivo calcula a sua posição corrente ( latitude, longitude e altitude) usando o sinal de quatro satélites. Outros exemplos de constelações de satélites são: Glonass, que é uma constelação de satélites russa, e o Galileo – constelação de satélites europeu.

4. Explore o significado da linguagem técnica associada aos satélites de comunicação (por exemplo, órbita geostacionária, declinação, polarização, transponder, LNB). Os satélites de comunicações são satélites que retransmitem sinais entre pontos distantes da Terra. Estes satélites servem para retransmitir dados, sinais de televisão, rádio ou mesmo telefone. Os chamados telefones por satélite baseiam-se numa rede Iridium, uma rede de satélites de baixa altitude. Na órbita terrestre existem vários satélites com funções diferentes, que vão desde: Armas, anti-satélites, satélites projectados para destruir satélites "inimigos", satélites observações astronómicos, astronómicas, satélites satélites para de

comunicação, satélites para telecomunicações, satélites de reconhecimento, satélites para observação da Terra, satélites meteorológicos, satélites para estudar o tempo e o clima na Terra. Órbita geostacionária é considerada quando esta órbita é circular e processa-se exactamente sobre o equador da Terra, nos pontos de latitude zero e a sua rotação acompanha

exactamente a rotação da Terra. Desta forma, para um

observador que estiver situado sobre a superfície, verá que um

5

Escola EB 2,3 Professor Gonçalo Sampaio Curso EFA –Secundário

satélite pertencente a uma órbita geostacionária permanece sempre na mesma posição. O transponder consiste num sistema integrado de receptores e transmissores de sinais de rádio que operam em tempo integral e conjuntamente. Os satélites podem possuir dezenas ou centenas de transponder e cada transponder representa o par de um receptor e um transmissor de rádio. O termo transponder é usado porque normalmente há muitos canais em operação ao mesmo tempo e é necessário determinar-se qual deles se está a utilizar e por sua vez, em que frequência opera. Cada transponder possui uma frequência de operação própria tanto para receber, como para transmitir os seus sinais para as estações terrestres. A expressão para definir esta frequência está baseada no sentido de que a informação circula. Se o sinal segue da Terra para o satélite, dizemos que esta frequência é de subida, ou UpLink mas se o sinal desce do satélite para uma estação terrestre, dizemos que ele é DownLink. Como os sistemas de recepção e transmissão são integrados e mesmo que utilizem as mesmas antenas, não significa que todos tenham que utilizar frequências idênticas. Se um satélite possui 100 transponder, tanto os canais de transmissão e recepção dos seus 100 receptores e 100 transmissores podem operar cada qual numa frequência diferente. O LNB (amplificador conversor de baixo ruído) que é capaz de seleccionar a polarização dos canais recebidos através de uma variação na sua tensão de alimentação, desta forma não é mais preciso o uso de um pólo-rotor (que causava muitos problemas). Com 14 volts de alimentação sintonizaremos os canais de polarização vertical e com 18 volts sintonizaremos os canais de polarização horizontal. Existem LNBF monoposto e multiponto. Os monopostos funcionam como indicado acima e só podem estar ligado com um receptor. Os multiponto podem estar ligados com mais de um receptor, para isto é necessário que o sinal que vai para os receptores seja dividido por um divisor que cubra a faixa de frequências entre 950 a 2050Mhz. A entrada do receptor também deve ser capaz de receber toda esta faixa de frequências. Em um LNBF multiponto os canais de uma polarização são deslocados, através de um batimento com um oscilador local, para uma faixa mais alta. Sendo assim de 950 MHz a 1450 MHz o receptor receberá os canais de uma polarização e de 1550 a 2050 MHz ele receberá os canais de outra polarização. Como teremos todos os canais, simultaneamente no cabo, podemos ligar mais de um receptor. Este processo
6

Escola EB 2,3 Professor Gonçalo Sampaio Curso EFA –Secundário

substitui, com eficiência, as chaves coaxiais que são muito utilizadas em banda C que ainda trabalham com LNBs. Quando desejávamos ligar uma mesma antena com dois receptores e assistir em qualquer um deles canais de qualquer polarização, precisávamos de dois LNBs e uma chave coaxial, além de um corneta coroada que permite-se a instalação dos dois LNBs. Os LNBF´s estão tornando muito comum. Polarização. Quando falamos em polarização de canais estamos a referir-nos em como o campo eléctrico deste canal se propaga pelo espaço. Se ele se propagar na horizontal dizemos que a polarização é horizontal. Se ele se propagar na vertical dizemos que ele tem a polarização vertical. A polarização corresponde à posição física da antena, desta forma, se tivermos uma antena com os seus elementos na horizontal a propagação do campo eléctrico será horizontal e a polarização da onda será horizontal. Com os elementos da antena na vertical a polarização será vertical. Existe uma grande isolação entre canais. Verticais e horizontais (para antenas parabólicas + ou – 20dB, o que corresponde a uma relação de níveis de 100 vezes entre um sinal e o outro), graças a isto são possíveis Compartilhar uma mesma frequência, se preciso, só usando polarizações diferentes. - Banda C – faixa de frequências entre, aproximadamente 4 a 8 GHz. Os satélites usam a faixa de 5,925 a 6,425 GHz para a subida (up-link) e 3,7 a 4,2 GHz para a descida (downlink). - Banda KU – faixa de frequências entre 10,9 a 17 GHz. Usada para repetição via satélite, por exemplo para DTH. - Banda Ka – faixa entre 18 a 31 GHz usada para transmissão via satélite.

Declinação. É a diferença entre o Norte magnético como relatado por uma bússola e o norte verdadeiro. Declinação vária com base na sua localização na Terra e eles também mudam lentamente com os pólos magnéticos da Terra mudança. Conhecer a sua declinação é fundamental para ser capaz de apontar com sucesso uma antena de satélite. Declinação é expressa como como um grau de ângulo.

Se você tem uma declinação Oeste, você deve subtraí-lo de sua bússola para determinar o verdadeiro azimute. Se você tem uma declinação Oriente, você deve adicioná-lo à leitura de bússola para determinar o verdadeiro azimute ângulo medido no horizonte a partir do ponto

7

Escola EB 2,3 Professor Gonçalo Sampaio Curso EFA –Secundário

Norte, no sentido Norte (N)...Leste (L)...Sul (S)...Oeste (O) . Desse modo, N = 0º , L=90º , S=180º e O=270º . 5. Identifique o papel do prime-time como um momento específico de divulgação de produtos publicitários nos media, tendo em conta os diferentes públicos-alvo. Resposta: O Prime-time, é o horário nobre da televisão. A grande vantagem de se comunicar e publicitar produtos em prime-time é que, neste período, existe uma grande concentração de pessoas a ver televisão. Os profissionais de marketing e de publicidade tiram assim partido deste facto, uma vez que existem públicos-alvo de natureza diversificada, para publicitar os produtos das empresas que os contrataram para o efeito neste horário. Desta forma, existe uma probabilidade mais forte de passar a mensagem pretendida e, consequentemente, de vender os produtos em causa. Por exemplo, nos intervalos de programas tais como “O Gato Fedorento”, “Os Magazines” “Cuidado com a Língua” e “Novelas da Noite” são divulgados produtos variados através de publicidade. Outro exemplo é a publicidade que é emitida imediatamente antes dos programas noticiosos nos vários canais de televisão. Todos estes exemplos, além de darem a conhecer ao público os produtos, favorecendo o seu consumo, são também importantes para a sobrevivência dos vários canais televisivos, pois são uma importante fonte de receitas, dado o elevado custo da publicidade neste horário. Neste contexto exclui-se a RTP2, uma vez que neste passa apenas publicidade institucional, dado o carácter de serviço público que está inerente a este canal televisivo, em especial. A publicação no horário nobre destina-se especialmente aos adultos, sendo e a publicação dos fins-de-semana de manhã destinada, em especial, às crianças. Investem-se grandes quantias em publicidade para as crianças, pois estas têm uma influência significativa no comportamento consumista dos adultos.

8

Escola EB 2,3 Professor Gonçalo Sampaio Curso EFA –Secundário

Em quase toda a publicidade entram crianças, modelos masculinos e femininos, actrizes e actores, de forma a chamar a atenção do público, conduzindo ao consumo dos produtos em causa. 6. Explique os factores que optimizam a produção de uma campanha publicitária através dos media, tendo em conta, por exemplo, pontos fracos e pontos fortes. Resposta: São várias as formas de dar a conhecer ao público um produto ou serviço existente. Podem ser utilizadas algumas formas de publicidade, desde que estás sigam a legislação existente em cada país. É essencial uma campanha de marketing que inclua uma campanha publicitária adequada para que o produto seja conhecido, adquirido, para além de que é importante criar uma clientela e de alguma forma “alimentá-la”, para que o produto não seja esquecido. As agências de publicidade têm essa função. Elas ocupam-se da actividade criativa, assim como das formas de publicitar o produto para que este obtenha visibilidade e se obtenha o resultado A criação da publicidade propriamente dita é apenas uma das áreas. O primeiro ponto é a secção de Atendimento. Aqui o cliente entre em contacto com a agência. O cliente apresenta o produto a ser publicitado. A agência encarrega-se de dar todas as informações necessárias para que a campanha seja levada a cabo, solicitando também qualquer informação adicional acerca do produto que seja necessária para optimizar. A campanha é o ponto de contacto, onde é também apresentado ao cliente o que se pretende fazer com o produto, as campanhas, etc. Actualmente os meios de publicidade mais utilizados são os principais meios de comunicação social, como a televisão, rádio, jornais, revistas, assim como cartazes, panfletos e artigos promocionais, como chávenas ou porta-chaves, entre muitos outros objectos que podem ser utilizados. A televisão é um meio de comunicação social muito poderoso. É quase impossível encontrar uma casa onde não exista uma televisão. Como tal é um meio preferencial para a divulgação de produtos ou serviços, quer através de anúncios publicitários, quer através da apresentação
9

pretendido.

Escola EB 2,3 Professor Gonçalo Sampaio Curso EFA –Secundário

do nome da empresa ou produto como patrocinadores de um determinado programa televisivo. Sendo está a forma de publicitar os produtos, os outros meios funcionam como meios de apoio à publicidade televisiva, para que a pessoa “não esqueça” o produto publicitado e para que este ganhe mais visibilidade no mercado. Nunca esquecer que uma campanha publicitária deve ter em conta um estudo cuidadoso do mercado para que seja eficaz. Mesmo numa campanha televisiva é necessário ter em conta o público que irá assistir a determinado programa e a que hora, ou que revista de especialidade tem mais triagem e que mais se adequa ao produto. Uma marca de brinquedos irá apresentar o seu produto a uma hora que passem programas infantis ou numa revista dedicada a crianças. Este é um exemplo óbvio, mas para qualquer produto é necessário escolher com precisão e tendo em conta o orçamento da empresa para que esta acção passe a ter um bom resultado. Actualmente já se começa a utilizar a Web como forma de publicitar os produtos. No entanto são muitas vezes escolhidas como forma das empresa e produtos fornecer informação aos potenciais clientes. Aqui são utilizados o envio de emails a subscritores e a clientes, publicação de publicidade, registo em motores de busca, para atrair clientes.

Tem cada vez mais adesão por parte das empresas de publicidade, mas não deixa de ser um meio complementar à televisão que tem uma fatia muito importante de toda a publicidade feita a produtos e serviços.

Maria Tinoco

10

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful