ŠRichard

Hamilton nasceu em Londres

em 1922. ŠNascido numa familia humilde, abandonou a escola com qualificaçoes basicas, e trabalhou numa firma de componentes electronicos onde descobriu a sua habilidade para o desenho. ŠPintor e artista de cologens, a sua obra mais notave foi ³Just What Is It that Makes Today's Homes So Different, So Appealing?´ , produzida pela exibição ³ this is tomorrow, e por muitos considerada por criticos e historiadores como uma das primeiras obras de pop art.

ŠTeve

uma longa aprendizagem durante a qual intercalou períodos de estudo em diversas escolas (Westminster Technical College, St. Martin¶s School of Art, Royal Academy Schools e Slade School of Art) com períodos de trabalho em empregos variados, alguns dos quais bastante importantes para a sua formação. ŠA primeira exposição individual foi em 1950 na galeria Gimpel Fils, Londres.

Designer, ilustrador, organizador de exposições, comentador e divulgador de Marcel Duchamp, professor, para além de pintor,desenhador e gravador, Hamilton foi uma presença muito influente no meio artístico britânico desde os anos cinquenta

Hamilton proclamou o seu "entusiasmo por uma relação relaxada com a arte, em oposição à longa, séria tradição cultural da Europa", proucurando o envolvimento do público no evento artístico. As suas obras apresentam vários pontos de conexão com o quotidiano, remetendose à multiplicidade de impressões audiovisuais, típica da cultura actual, o que fez com que ele ± uma figura-chave da arte moderna ± recebesse o título de "pai da pop-art", mesmo sem jamais se haver identificado pessoalmente com este estilo.
Š

ŠRichard

com as do movimento artístico norte-americano dos anos 60, a sua obra é mais subtil e multifacetada. Como na pop-art clássica, Hamilton toma emprestadas imagens do dia-a-dia, para através delas refletir fenomenos sociais. Além ± e apesar ± disso, ele não perde de vista a questão: onde está a fronteira que separa produto e obra de arte?
Š

ŠComparada

primeiro estudou o impacto da cultura popular na arte e criou colagens incorporando as propagandas de grande circulação de jornais e revistas, uma técnica que serviu como base para o Interior. Através de um complexo de camadas de pintura e técnicas fotográficas, ele continua a analisar as questões da ilusão e os processos de tomada de imagem. Sempre dispostos a abraçar as novas tecnologias, Hamilton tem experimentado com imagens geradas por computador desde 1980.
Š

ŠEle

tipicamente examina um motivo, reiterando e reinterpretando desde colagems à pintura a impressão, muitas vezes combinando técnicas. Um gravador experimental e prolífico, ele explorou quase todos os processos, exceto relevo, desde serigrafia a colotipia, entalhe e formatos digitais.

ŠHamilton

uma colagem do artista inglês Richard Hamilton. O trabalho está agora na coleção do Kunsthalle Tübingen, Tübingen, na Alemanha. Foi a primeira obra de arte pop a alcançar o status de ícone. Šfoi criado em 1956 para o catálogo da exposição Tomorrow Is This, em Londres, Inglaterra, em que foi reproduzida em preto e branco. Além disso, a peça foi utilizada em cartazes para a exposição.
ŠA Š

ŠÉ

colagem consiste principalmente de imagens tiradas de revistas americanas.
Š

Richard Hamilton foi criando posteriormente várias obras nas quais ele refez o assunto da composição e da colagem da arte pop, incluindo uma versão de 1992 com um bodybuilder fêmea. Muitos artistas criaram obras derivadas de colagem de Hamilton. P. C. Helm fez uma interpretação no ano de 2000.

1962 é uma obra do início da carreira de Hamilton e faz parte de uma série de quatro telas cujo título é tirado do cabeçalho de um artigo da revista Playboy , Hamilton acrescentou a palavra towards para que o título não ficasse tão pomposo). Nelas o artista examina conceitos de masculinidade através de uma ³colagem´ de uma série de imagens retiradas da imprensa popular, de catálogos técnicos e referências a assuntos correntes.
ŠDe

Chicago Project I de 1969 é um projecto em que Hamilton criou uma série de instruções que foram dadas por telefone a um jovem pintor americano (Ed Paschke) que executou a pintura. Estas instruções eram baseadas na aquisição de um postal ilustrado que foi modificado, re-fotografado, ampliado e pintado segundo determinadas regras. Chicago Project II, do mesmo ano, é a versão feita por Hamilton, usando a imagem escolhida por Paschke e de acordo com as mesmas instruções.

Nos Self-portraits de 1990 Hamilton utiliza diversas combinações de processos fotográficos e pictóricos para a realização desta série de auto-retratos.

Após estudar o design dos artigos da empresa alemã de eletrodomésticos Braun nas décadas de 60 e 70, Hamilton resolveu projectar o seu próprio produto : uma prótese dentária, fixada na ponta de uma escova de dentes elétrica, que vibra freneticamente quando se aperta um botão. The critic laughs ("O crítico ri") é o nome desta peça, a que o artista acrescentou mais um toque humorístico assinando-a caligraficamente, imitando o logotipo da Braun.

Uma foto mal impressa, em preto-e-branco, mostra o retrato de um homem, com setas coladas apontando para seus órgãos sensoriais: "cheire!, ouça!, olhe!, sinta!". A testa fortemente reticulada apresenta as palavras "pense. pense. pense", enquanto da boca sai um balão de diálogo cheio de meros pontos de interrogação. É preciso atenção e discernimento para escapar do mundo de imagens contemporâneo. Perceber e pensar, é isso o mais importante para Hamilton.

Uma recriação em larga escala de um crachá que Hamilton comprou Na sua primeira visita à América em 1963, com a inscrição: "Slip-it to me." Intitulado Epifania (1964), é um disco gigante laranja e azul, uma aceitaçã do mundo moderno. Hamilton observa que o botão caracteriza o que ele mais admirava na arte americana da época, "a sua ousadia e inteligência.

Datada de Data: 1964 nesta obra Richard Hamilton usou a técnica de Óleo e Colagem sobre Painel com espelho interno, os quadros têm as dimensões de 122 x 162 cm, e 122 x 162,5 cm, respectivamente. Neste quadro Hamilton incorporou imangens da cultura popular através de recortes de jornais e revistas.

No quadro For My Marilyn Richard Hamilton apropriou-se de fotos de publicidade de Marilyn Monroe publicadas numa uma revista britânica depois do seu suicídio. Respeitando os xs desenhados pelas propias mãos de MarIyn, Hamilton não fez nenhuma marca propia , optando por criar efeitos de pintura através da ampliação, máscara, impressão e sobreposição.

Ou nu reclinado. Hamilton aborda esta tradição através de uma variedade de modos pictórico: o cabelo é uma caricatura estilizada, os seios aparecem tanto no desenho e em relevo tridimensional, e o sutian é uma fotografia aplicada como uma colagem. "Misturando idiomas", disse Hamilton, "é praticamente uma doutrina de Pin-up."

trabalho permitiu-me conhecer bem o artista que é Richarde Hamilton e a arte que este cria, compriendi que ele se expressa de uma forma quase critica retratando a sociedade popular não só da forma que ele vê mas como ela realmente é, muitas vezes através de imagens e fotografias tiradas dos intervenientes desta sociedade. É um artista que sente a necessidade de mudanças extravagantes nas suas representações e nota-se o impeto de ir contra as convenções artisticas, que a associação a um certo grupo ou estilo restrito representariam. ŠÉ um artista que proucura evoluir constantemente,seguindo o ritmo do mundo e a evolução das coisas, através do uso de novos métodos e técnicas. ŠA sua obra foi pioneira e continua a ser inspiradora para muitos artistas que refazem muitos dos seus quadros e neles buscam inspiração.

ŠEste

http://en.wikipedia.org/wiki/Richard_Hamilton_(artist) http://www.fineartblog.co.uk/?m=200705 http://www.moma.org/collection/browse_results.php?criteria=O%3AAD%3AE%3A2481&pag e_number=4&template_id=1&sort_order=1 http://www.christies.com/lotfinder/lot_details.aspx?intObjectID=5289873 http://ficpopart.blogspot.com/2009/10/richard-hamilton-1922.html http://www.artfact.com/auction-lot/richard-hamilton-,-b.-1922-epiphany-cellulose-1-csao3h9mter http://www.macba.es/global/exposiciones/docs/hamilton/hamilton_angl.pdf http://www.tate.org.uk/servlet/ViewWork?cgroupid=999999961&workid=20837&searchid=10 400&tabview=text http://www.pchelm.com/computage/just_what_is_it.htm http://en.wikipedia.org/wiki/Just_What_Is_It_that_Makes_Today's_Homes_So_Different,_So _Appealing%3F Informação recolhida dos locais referidos ate ao dia 21 de Maio de 2010

ŠHedvânio ŠNº3 ŠTurma:

Neto Bezerra

11ºk ŠCurso profissional tec. De Design ŠDocente: Paula cortes ŠDisciplina: História e cultura das artes ŠEscola Secúndaria de Caneças ŠAno Lectivo 2009/2010

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful