P. 1
Perigos existentes em nossos produtos de consumo cotidianos

Perigos existentes em nossos produtos de consumo cotidianos

|Views: 206|Likes:
Published by Sandro Pedrol
Este documento mostra como produtos altamente consumidos diariamente por milhoes de pessoas podem estar afetando sua saude e qualidade de vida, e podem estar por tras de muitas doenças comuns e de dificil tratamento.
Este documento mostra como produtos altamente consumidos diariamente por milhoes de pessoas podem estar afetando sua saude e qualidade de vida, e podem estar por tras de muitas doenças comuns e de dificil tratamento.

More info:

Published by: Sandro Pedrol on Jul 21, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/21/2012

pdf

text

original

Perigo nos Super mer cad os e em nossos produtos de consumo cotidianos

por Jeffrey Dach e Sandro Pedrol

O

seu

Supermercado

é

um

campo

de

minas?

Recentemente, fui às compras com o meu sobrinho 11 anos, e fiquei chocado e pouco preparado para a experiência. Tal como as outras crianças sua idade, ele preferiu refrigerantes de dieta contendo aspartame e óleo vegetal brominado (BVO). Ele também preferiu alimentos processados altos em Glutamato. Deparei comigo a protestar contra as suas escolhas, explicar os perigos dos aditivos alimentares, e remover esses produtos do carrinho de compras mais rápido que pude. Esses aditivos alimentares são prejudiciais à saúde, e representam um campo minado no supermercado à espera dum consumidor pouco conhecedor.

Aspartame - Honra Duvidosa Desde 1981 a aprovação como um aditivo alimentar, o aspartame tem a honra duvidosa de ter a maior parte das queixas relatadas à FDA com reação adversa representando 75% de todas as denúncias (9). Aspartame é um adoçante químico nos refrigerantes Diet, como Cola Diet e Diet Pepsi, em muitos chicletes e outros produtos para aumentar o tempo de sabor doce na boca, ou em adoçantes com nomes como: Nutra Sweet, Equal, FINN, ZERO CAL etc..

Estudos

de

Segurança

do

Aspartame

-

Câncer?

A indústria do aspartame tem patrocinado 74 estudos sobre a segurança do aspartame , mostrando a todos que o mesmo é seguro. Quando estudos são feitos em nível privado, sem qualquer ligação com a indústria do aspartame e ao FDA, 89 de 90 dos estudos identificaram problemas de segurança com a utilização aspartame . (1) Um estudo preocupante de 2007 feito por Soffritti no Instituto Ramazzini, Itália, revelou que o aspartame é um multi potencial cancerígeno (2). Evite o campo minado do aspartame

Muitas pessoas bebem bebidas light convencidas que vão perder peso. Um estudo recente demonstrou ser uma farsa, descobrindo um aumento no risco de 41% de ter excesso de peso por cada lata ou garrafa de refrigerante diet consumido diariamente.(8) O adoçante aspartame ativa certos receptores no cérebro para esperar açúcar (glicose), quando nenhum chega, o aspartame apenas aumenta o consumo de fast food e açúcar.

MSG (Glutamato Mono Sódico) - Síndrome do Restaurante Chines Quarenta anos atrás, a minha primeira experiência com MSG durante o tempo da universidade de medicina foram dores de cabeça após comer num restaurante chinês. O MSG causa o Síndrome do Restaurante Chinês .(3) Desde os meus tempos da faculdade de medicina, o MSG tem sido adicionado a milhares de produtos nos supermercados e virtualmente em todas as formas de fast food. Muito do MSG está escondido e não aparece nos rótulos. MSG e a Epidemia da Obesidade MSG significa Glutamato Mono Sódico. Glutamato é um neurotransmissor excitante no cérebro, e o excesso do uso de Glutamato leva a lesão dos neurônios e a morte celular. MSG está associado a lesões no hipotálamo (11), causa diretamente a obesidade (4) , e uma série de sintomas neurológicos . Estudos com ratos demonstram que o MSG é uma causa direta da obesidade. É a nossa epidemia da Obesidade causada pelo aumento do consumo de MSG pela população?

Fontes

Escondidas

de

MSG

-

Não

está

nos

rótulos

Virtualmente todas as fast food contem largas quantidades de MSG Um novo problema com MSG é que muitas das fontes estão escondidas. Por outras palavras, as comidas processadas (industrializadas) contém de alguma forma MSG , no entanto o nome MSG (Glutamato) não aparece no rótulo. MSG está presente em todas os fast foods incluindo o Burger King, McDonald's, Taco Bell, Kentucky Fried Chicken, Pizzas, Wendy e praticamente em todos os produtos do tipo Elma Chips e demais salgadinhos industrializados. Aspartame(L-FENILALANINA) e MSG Fibromialgia

Tanto o Aspartame como MSG são Excito-toxinas .(6) Quando o aspartame e MSG são consumidos juntos, freqüentemente acontecendo quando se come fast food e refrigerantes diet na mesma refeição, pode haver um efeito redobrado. Um relatorio de 2001 descreve quatro pacientes com síndrome de fibromialgia que não reagiram a tratamentos médicos. Estes quatro pacientes notaram que a dor crônica desapareceu por completo após terem removido o aspartame e MSG da sua alimentação.(7) Em adição, uma longa lista de sintomas médicos e neurológicos está associado ao MSG e aspartame. Uma síndrome inclui fala dificultada que parece um TIA (Ataque isquêmico transitório). Isto normalmente resolve-se após a remoção de Glutamato e Aspartame da alimentação. MSG Uma Epidemia de doenças da Tiroide

Um estudo pela Dhundsa em 1981, mostrou que MSG administrado em cobaias (ratos) causou marcado hipotiroidismo com mudanças histológicas na glândula tiróide.(10) BVO Oleo Vegetal Brominado

Bromina (BVO) é uma substancia toxica adicionada a refrigerantes e alimentos como Mountain Dew, Gatorade, Powerade, Fanta Laranja e Maça, Sun Drop, Squirt e Fresca. A Bromina compete diretamente com Iodina (uma forma ativa de iodo para a glândula tiróide) no corpo causando problemas de tiróide e estada de deficiência de Iodina. A BVO foi banida na India!.

E que tal o FDA (Administração Federal de Drogas e Alimentos)? O FDA é uma agencia do nosso governo (E.U.A) e tal como outras agencias , esta infiltrado e corrupto por corporações de lobbies. Em vez de ser uma agencia para a população, o FDA é um agencia de grandes corporações que manufaturam aditivos químicos. Os estudos de segurança são manipulados para ter a aprovação do FDA. E é por isso que o FDA não pode proteger o publico americano dos aditivos alimentares no nosso supermercado. ALUMINIO O alumínio um metal presente abundantemente no nosso dia-a-dia (panelas, antiácidos, desodorantes antitranspirantes, água tratada na rede de abastecimento, etc.) , qual também segundo pesquisadores de uma universidade na África do Sul provocam lesões no sistema nervoso (por ex. Mal de Alzheimer). INSETICIDAS “RESIDENCIAIS”! Considerada a segunda doença neurodegenerativa mais freqüente no mundo, atrás apenas do Alzheimer, o Mal de Parkinson ainda não possui causas definidas. A doença provoca degeneração de células no cérebro responsáveis pelos movimentos e equilíbrio e não é contagiosa, nem provoca demência. Uma pesquisa francesa avaliou históricos médicos de acordo com a região, o tipo de cultura agrícola e o tipo de agrotóxico usado (inseticidas, herbicidas e fungicidas), bem como sua forma de utilização. Os responsáveis pelo estudo verificaram que, no caso dos inseticidas, os trabalhadores rurais tinham o dobro de possibilidade de desenvolver o Mal de Parkinson. De acordo com os pesquisadores, o estudo oferece mais um dado para reforçar a hipótese de que fatores ambientais podem ser um dos responsáveis pelo desenvolvimento de doenças neurodegenerativas. A pesquisa avaliou apenas a exposição direta aos agrotóxicos, mas ainda devem ser

melhor estudadas as exposições indiretas, pelo ar, pela água e pelos alimentos, o que deve ampliar, significativamente, as populações expostas aos fatores de risco (12 ). E mesmo os inseticidas residenciais (tão presentes nas propagandas na TV) por conter os mesmos princípios dos inseticidas industriais, podem estar relacionados a doenças neurodegenerativas como, Mal de Alzheimer, Mal de Parkinson, Esclerose Múltipla entre outras!

Conclusão

-

Evitar

as

“minas”

no

dia-a-dia!

Nós mal tocamos a superfície dos nocivos aditivos alimentares e alguns outros produtos “caseiros” a evitar. Outros como gorduras trans (hidrogenadas) e GMO (Organismos Geneticamente Modificados), uso de celulares constante (você já viu

a interferência dele quando toca próximo de seu radio no carro, televisão ou monitores de computador? Agora imagine a interferência dele nas ondas elétricas de seu cérebro!!!), alimentos feitos ou esquentados em micro ondas (faça uma experiência com duas plantas iguais em dois vasos diferentes, em uma você coloca água normal da rede esquentada no fogo e resfriada, e em outra você coloca água esquentada no micro ondas e após esfriar irrigue a outra planta com esta “água” , por favor marque o dia em que iniciou e terminou a experiência, e depois é só observar e tirar suas próprias conclusões!).
Com certeza a ciência e tecnologia trouxeram muitas facilidades e conforto para nosso dia-a-dia. Contudo tem o outro lado e daí é que as coisas aparentemente simples, complicam... e também são prejudiciais a nossa saúde e por isso também devem ser evitadas.

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->