You are on page 1of 1

N e w s l e t t er de D er m e v a l Franco

Insight Número 1—Julho de 2010


1ª edi ção—Setembro de 2008

As empresas têm
uma gravidade,
um peso que puxa
constantemente
em direção à
Deixando a energia fluir
Acho que esta é uma das lições a dos outros, de repente, os pa- organização entre num círculo
solução de mais simples e básicas para os drões, a visão haviam mudado”. virtuoso de prosperidade e captu-
problemas e, líderes: descobrir para onde a
energia das pessoas quer fluir e Uma grande equipe é formada
ra de oportunidades e não de
problemas. As empresas têm uma
conseqüentemente trabalhar com isso. Às vezes há por pessoas interessadas, dispos- gravidade, um peso que puxa
uma parte dentro de nós tentan- tas, auto-motivadas e que que- constantemente em direção à
à mediocridade. É do corrigir as pessoas que estão rem fazer algo acontecer. Penso solução de problemas e, conse-
erradas, em vez de construir algo que os líderes perdem muito qüentemente, à mediocridade. É
preciso lutar que está tentando acontecer. tempo tentando corrigir o desem- preciso lutar contra essa força 24
contra essa força Parece-me perda de tempo. De
um tempo que não temos, por-
penho dos funcionários quando
estes já demonstraram, até mes-
horas por dia.

24 horas por dia. que somos pressionados para


obter resultados rápidos.
mo por mais de uma vez, a sua
incapacidade de mudar, o desin-
Naquelas organizações que real-
mente apresenta bom desempe-
teresse e a falta de prazer pelo nho os funcionários têm prazer
Não sei se você já passou por isso que faz. Não temos tempo para no que fazem e usam ao máximo
em sua vida. Durante aulas ou concentrar-se em pessoas que a sua criatividade. Não estou
Consultoria & Treinamento palestras, há alguns anos atrás, não queiram aprender, desenvol- dizendo que é preciso gostar de
eu tinha um hábito estranho ver-se, superar desafios e que tudo que se faz, o que é algo bem
1. Projetos de Educação Corporativa quando estava diante de um consideram o trabalho um fardo. diferente. Todo mundo tem de
2. Desenvolvimento de Lideranças grupo de pessoas. Dentre 25 A seleção natural e contínua faz conviver com uma série de coisas
3. Desenvolvimento de Equipes de pessoas atentas sempre havia parte do trabalho do líder, sob o rotineiras. Os grandes esportistas
Vendas uma de braços cruzados e cabeça risco dele tornar-se uma vítima da precisam exercitar horas a fio
4. Diagnósticos organizacionais baixa. E em quem eu concentrava mediocridade. todos os dias. E ninguém poderá
5. Estruturação de Processos de toda minha atenção? Na pessoa dizer que eles amam fazer isso.
Gestão de Pessoas que estava desatenta. Tive que Esta reflexão nos leva a pensar Eles têm de fazê-lo. Não é diverti-
aprender a ter consciência do sobre a criatividade e o prazer no do, mas eles gostam. O mesmo
6. Avaliação de Desempenho e por
problema, ou seja, deixar a pesso- trabalho. Estamos tão ocupados vale para pessoas nos negócios e
Competências a ficar lá e trabalhar com aquelas resolvendo os problemas do dia a que apreciam seu trabalho. A
7. Comunicação interna e endomar- que estavam realmente interessa- dia, que esquecemos de pensar rotina delas é: isso tem de ser
keting das. É uma das lições mais sim- sobre o significado do trabalho feito e eu gosto de fazê-lo porque
ples e básicas de todo tipo de em nossas vidas. Tendemos a gosto de meu trabalho. Quando o
liderança em qualquer ambiente: pensar que em uma organização trabalho é divertido, a energia
Contatos: para onde a energia está tentan- tradicional as pessoas estão pro- fluir naturalmente.
do fluir e como trabalhar com ela. duzindo resultados porque a
diretoria quer resultados. Compa-
O falecido maestro Georg Solti re-a a essência de uma organiza-
85 8877 2280 franco.adm@uol .com.br em cinco anos de trabalho duro, ção voluntária: as pessoas produ-
chacoalhou a Orquestra Sinfônica zem resultados porque elas que- Dermeval Franco – Administra-
de Chicago e tirou-a de sua con- rem os resultados. Se as pessoas dor com pós-graduação em Mar-
fortável mediocridade para atin- gostam realmente de seu traba- keting. Educador e consultor
www.capuccinoempresarial.blogspot.com
gir padrões internacionais. O que lho, elas vão inovar, correr riscos, organizacional em Estratégia,
ele fez? confiar umas nas outras, porque Recursos Humanos e Liderança.
“Analisei os 128 membros da todas estão realmente dedicadas Autor do livro “As Pessoas em
http://br.linkedin.com/pub/dermeval- orquestra, achei os 20 que mais ao que estão fazendo. Primeiro Lugar – Como Promover
franco/0/149/4b se destacavam e buscavam a o Alinhamento de Pessoas, De-
excelência e trabalhei com estes É necessário deixar a energia fluir sempenho e Resultados em Tem-
últimos. Claro, tive de demitir um na direção do crescimento e do pos Turbulentos” – Editora Qua-
Dermevalfranco segundo oboé, mas para a maiori- desenvolvimento para que a litymark – 2003.