You are on page 1of 115

Cópia não autorizada

NOV 1982 NBR 5434


Redes de distribuição aérea urbana de
energia elétrica
ABNT-Associação
Brasileira de
Normas Técnicas

Sede:
Rio de Janeiro
Av. Treze de Maio, 13 - 28º andar
CEP 20003-900 - Caixa Postal 1680
Rio de Janeiro - RJ
Tel.: PABX (021) 210 -3122 Padronização
Telex: (021) 34333 ABNT - BR
Endereço Telegráfico: Origem: ABNT - 03:513.01-002/1982
NORMATÉCNICA
CB-03 - Comitê Brasileiro de Eletricidade
CE-03:513.01 - Comissão de Estudo de Padronização de Redes de Distribuição
Aérea de Energia Elétrica
NBR 5434 - Urban aerial net distribution of electric energy - Standardization
Descriptor: Urban aerial net distribuition
Esta Norma substitui a NBR 5434/1977
Esta Norma foi baseada nos Relatórios do Comitê de Distribuição - CODI - RTD-17 -
"Estruturas para Redes Aéreas de Distribuição de Energia Elétrica" e RTD-21 -
Copyright © 1982, "Altura Mínima de Condutores à Superfície do Solo"
ABNT–Associação Brasileira Incorpora Errata Nº 1 de JUL 1983
de Normas Técnicas
Printed in Brazil/
Impresso no Brasil Palavra-chave: Rede de distribuição urbana 115 páginas
Todos os direitos reservados

SUMÁRIO NBR 5460 - Sistemas elétricos de potência - Termino-


1 Objetivo logia
2 Documentos complementares
3 Definições NBR 6547 - Ferragens para linhas aéreas - Terminologia
4 Condições gerais
5 Afastamentos mínimos 3 Definições
6 Engastamentos de postes
7 Primário
Os termos técnicos utilizados nesta Norma estão definidos
8 Secundário
nas NBR 5460 e NBR 6547.
9 Estaiamento
10 Instalação de equipamentos
11 Iluminação pública 4 Condições gerais
12 Amarrações e ligações
13 Relação de materiais 4.1 Para situações regionais especiais não previstas nesta
Norma, como áreas com acentuada presença de subs-
tâncias corrosivas e poluidoras ou onde é necessária a pre-
1 Objetivo
servação do meio ambiente, podem-se adotar, provisoria-
mente, soluções próprias até o desenvolvimento das etapas
Esta Norma padroniza as estruturas para redes de distri-
complementares da padronização.
buição aérea urbana de sistemas monofásicos e trifásicos
com tensões nominais primárias de 13,8 kV e 34,5 kV e
tensões secundárias usuais de distribuição. Aplica-se tam- 4.2 Nesta padronização foram consideradas redes urbanas
bém a tensão nominal de 23 kV, no que diz respeito aos com condutores nus de alumínio (CA) nas seções indicadas
afastamentos, que devem ser iguais aos de 34,5 kV. na Tabela 1.

2 Documentos complementares 4.3 Não sendo prático prever nesta Norma os diversos ca-
sos possíveis de acontecerem em uma construção e os
Na aplicação desta Norma é necessário consultar: desenhos das instalações sendo básicos, o projeto deve
eventualmente alterar ou complementar detalhes para
NBR 5422 - Projeto de linhas aéreas de transmissão e atender a casos particulares.
subtransmissão de energia elétrica - Procedimento
4.4 Para as regiões onde haja problemas de redução da
NBR 5433 - Redes de distribuição aérea rural de energia vida útil ou de obtenção de cruzetas de madeira, podem ser
elétrica - Padronização utilizadas cruzetas de concreto.
Cópia não autorizada
2 NBR 5434/1982

4.5 O neutro foi apresentado em linhas tracejadas, não cons- 4.11 Nas listas de material, as quantidades de arruelas fo-
tando na lista de materiais as quantidades correspondentes. ram relacionadas, considerando-se o parafuso de rosca
dupla. Se utilizado o parafuso de cabeça quadrada, as quanti-
4.6 Os desenhos apresentados mostram a montagem de dades devem ser ajustadas convenientemente.
cadeias com dois isoladores correspondentes à tensão
de 13,8 kV. Para as tensões de 23 kV e 34,5 kV, devem ser 4.12 São considerados não usuais os vãos primários de
utilizadas cadeias com três isoladores. até 80 m e secundários os de até 40 m. Em projetos espe-
ciais, admitem-se vãos secundários de até 80 m, alterando-
4.7 São padronizadas as cruzetas de madeira de 2000 mm se convenientemente o espaçamento normal da rede secun-
e 2400 mm, ficando a critério da empresa a sua utilização. dária.
4.8 As distâncias dos condutores ao solo referem-se às 4.13 A previsão do circuito do controle somente deve ser
alturas mínimas nas condições de flecha máxima. aplicável quando o comando da iluminação pública for em
grupo.
4.9 As estruturas N1, N2 e N4 com cruzetas de 2000 mm
nas tensões de 23 kV e 34,5 kV somente se aplicam em 4.14 Os circuitos duplos devem ser instalados em dois ní-
poste com dimensão (largura ou diâmetro) de até 135 mm veis, obedecendo-se aos afastamentos mínimos previstos
do ponto de fixação da cruzeta. Para postes com dimensões na Figura 1.
superiores a este limite, devem-se adotar as seguintes alter-
nativas: 4.15 As dimensões das Figuras são em milímetros, salvo
indicação contrária.
a) N1 - utilizar M1 ou B1;
5 Afastamentos mínimos
b) N2 - utilizar M2 ou B2;
5.1 Os afastamentos mínimos constam nas Tabelas 2 a 5 e
c) N4 - utilizar M4, B4 ou N4 com pino de topo ou pino pa- nas Figuras 1 a 10.
ra isolador convenientemente afastado do poste para
o jampe da fase central. 5.2 Os afastamentos mínimos indicados nas Tabelas e Fi-
guras a seguir podem ser aumentados convenientemente,
4.10 Não constam na lista de material as quantidades corres- dependendo das condições de operação e manutenção da
pondentes às estruturas indicadas como alternativas. rede.

Tabela 1 - Condutores (CA) para redes urbanas

Seção (mm2) 21,14 33,64 53,48 67,46 84,99 107,25 135,30 170,57 201,52

Bitola
(AWG/MCM) 4 2 1/0 2/0 3/0 4/0 266,8 336,4 397,5

Tabela 2 - Distância entre condutores de circuitos diferentes

Tensão nominal Distância mínima


E (V) (mm)

Circuito superior
E ≤ 600 600 < E ≤ 15000 15000 < E ≤ 35000
Circuito inferior

Comunicação 600 1500 1800


E≤ 600 600 800 1000
600 < E ≤ 15000 - 800 900
15000 < E ≤ 35000 - - 900
Cópia não autorizada
NBR 5434/1982 3

Tabela 3 - Distância entre os condutores e o solo

Tensão nominal Distância mínima


E (V) (mm)

Natureza do Circuito de comunicação e


E ≤ 600 600 < E ≤ 15000 15000 < E ≤ 35000
logradouro cabos aterrados

Rodovias 6000 6000 7000 7000

Ruas e avenidas 5000 5500 6000 6000

Entradas de prédios e
demais locais de uso 4000 4000 6000 6000
restrito a veículos

Ruas e vias exclusivas


3000 3500 5500 5500
a pedestre

Ferrovias 6000 6000 9000 9000

Notas: a) Em ferrovias eletrificadas ou eletrificáveis, a distância mínima do condutor ao boleto dos trilhos é de 12 m para 13,8 kV, 23 kV ou
34,5 kV.

b) Para tensões superiores a 35 kV, consultar a NBR 5422.

Tabela 4 - Distância vertical mínima entre condutores de um


mesmo circuito

Tensão nominal Distância vertical mínima


E (V) na estrutura (mm)

E≤ 600 200
600 < E ≤ 15000 500
15000 < E ≤ 35000 700

Tabela 5 - Distância mínima das partes energizadas à fase ou à terra em pontos fixos

Distância mínima
Tensão suportável nominal sob
(mm)
impulso atmosférico
(kV)
Fase-fase Fase-terra

95 140 130
125 190 170
150 230 200
Cópia não autorizada
4 NBR 5434/1982

Nota: No caso de cotas mínimas entre diferentes níveis de cruzeta, os valores devem ser mantidos também entre partes energizadas, inde-
pendentemente do tipo de estrutura.

Afastamento mínimos

k ≤ 2500 k > 2500


Tensão
a b c e g h i j
(kV)
d f d f

13,8 150 500 800 150 800 800 200 600


350 150 500 200
34,5 150 700 900 250 1000 900 200 600

Afastamentos mínimos em mm

Figura 1 - Estrutura
Cópia não autorizada
NBR 5434/1982 5

Afastamentos mínimos

Primário e Secundário Primário e Secundário

Figura Só primário Só Primário Secundário Figura Só primário Só Primário Secundário

Nº A secundário A B Nº secundário A B

13,8 34,5 - 13,8 34,5 - 13,8 34,5 - 13,8 34,5 -

2a) 1000 1200 500 1000 1200 - 2c) 1000 1200 1000 1000 1200 -

2b) 3000 3200 2500 - - 2500 2d) 1500 1700 1200 1500 1700 -

2e) 1500 1700 1200 1500 1700 1200

Afastamentos mínimos em mm

Notas: a) Se os afastamentos verticais das Figuras 2a) e 2b) não puderem ser mantidos, exigem-se os afastamentos horizontais das
Figuras 2d) e 2e).
b) Se o afastamento vertical entre os condutores e as sacadas exceder as dimensões das Figuras 2a) e 2b), não se exige o afasta-
mento horizontal da borda da sacada das Figuras 2d) e 2e), porém o afastamento da Figura 2c) deve ser mantido.
c) Se não for possível manter os afastamentos especificados neste desenho, todos os condutores cuja tensão exceda 300 V, fase-
terra, devem ser protegidos de modo a evitar contato acidental por pessoas em janelas, sacadas, telhados ou cimalhas.
d) Os afastamentos especificados neste desenho se aplicam a redes apoiadas em postes.
e) As cotas acima são válidas tanto para postes de seção DT como para seção circular.
f) Para se obter o valor de B, se necessário, deve ser usado afastador de armação secundária, para as Figuras 2c), 2d) e 2e).

Figura 2 - Condutor a edificações


Cópia não autorizada
6 NBR 5434/1982

Nota: Os valores das cotas indicadas são para as situações mais desfavoráveis de flecha.

Afastamentos mínimos em mm

Figura 3 - Circuitos diferentes


Cópia não autorizada
NBR 5434/1982 7

Notas: a) Em ferrovias eletrificadas ou eletrificáveis, a distância mínima do condutor ao boleto dos trilhos é de 12 m para 13,8 kV, 23 kV e
34,5 kV.
b) Os valores indicados pelas cotas são para as condições de flecha máxima (50°C).

Afastamentos mínimos em mm

Figura 4 - Condutor ao solo


Cópia não autorizada
8 NBR 5434/1982

- Local de trânsito de veículo


- Local de circulação de pedestres

Figura 5-a)

Local de passagem de veículo

Figura 5-b)

Afastamentos mínimos em mm

Figura 5 - Ramal de ligação


Cópia não autorizada
NBR 5434/1982 9

Figura 6-a) - Poste de concreto de Figura 6-b) - Poste de concreto de Figura 6-c) - Poste de madeira
seção circular seção DT

Nota: A cota de 5500 mm corresponde à parte mais baixa do condutor ao solo.

Afastamentos mínimos em mm

Figura 6 - Estrutura monofásica tangente


Cópia não autorizada
10 NBR 5434/1982

Figura 7-a) - Poste de concreto de Figura 7-b) - Poste de concreto de Figura 7-c) - Poste de madeira
seção circular seção DT

Nota: A cota de 5500 mm corresponde à parte mais baixa do condutor ao solo.

Afastamentos mínimos em mm

Figura 7 - Estrutura monofásica derivação


Cópia não autorizada
NBR 5434/1982 11

Figura 8-a) - Poste de concreto de Figura 8-b) - Poste de concreto de Figura 8-c) - Poste de madeira
seção circular seção DT

Notas: a) A cota de 5500 mm corresponde à parte mais baixa do condutor ao solo.


b) Os afastamentos horizontais referem-se às distâncias mínimas entre fase e terra.

Figura 8 - Estrutura trifásica tangente


Cópia não autorizada
12 NBR 5434/1982

Figura 9-a) - Poste de concreto de Figura 9-b) - Poste de concreto de Figura 9-c) - Poste de madeira
seção circular seção DT

Notas: a) A cota de 5500 mm corresponde à parte mais baixa do condutor ao solo.


b) Os afastamentos horizontais referem-se às distâncias mínimas entre fase e terra.

Afastamentos mínimos em mm

Figura 9 - Estrutura trifásica derivação


Cópia não autorizada
NBR 5434/1982 13

Figura 10-a) - Poste de concreto de Figura 10-b) - Poste de concreto de Figura 10-c) - Poste de madeira
seção circular seção DT

Nota: A cota de 5500 mm corresponde à parte mais baixa do condutor ao solo.

Afastamentos mínimos em mm

Figura 10 - Secundário
Cópia não autorizada
14 NBR 5434/1982

6 Engastamentos de postes 10 Instalação de equipamentos


6.1 O engastamento dos postes deve ser como indicado
10.1 A instalação dos equipamentos deve basear-se nas
nas Figuras 11 e 12.
Figuras 75 a 82.
7 Primário
11 Iluminação pública
7.1 A simbologia do primário consta na Figura 13.

7.2 Os afastamentos padronizados do primário constam 11.1 As instalações de iluminação pública devem ser como
nas Figuras 14 a 18. indicado nas Figuras 83, 84 e 85.

7.3 As estruturas padronizadas do primário constam nas


12 Amarrações e ligações
Figuras 19 a 66.

8 Secundário 12.1 As amarrações e ligações devem ser como indicado


nas Figuras 86 a 109.
8.1 As estruturas do secundário constam nas Figura 67, 68
e 69.
13 Relação de materiais
9 Estaiamento
13.1 A relação de materiais para as redes de distribuição
9.1 O estaiamento das estruturas deve ser como indicado aérea urbana consta na Tabela 6.
nas Figuras 70 a 74.
Cópia não autorizada
NBR 5434/1982 15

Nota: A profundidade de engastamento “e” é, normalmente, para qualquer tipo de poste:


L
e= + 0,60 m, sendo “e” mínimo = 1,50 m.
10

L = comprimento do poste, em m.

Figura 11 - Engastamento de postes


Cópia não autorizada
16 NBR 5434/1982

Figura 12-a) - Engastamento simples Figura 12-b) - Base concretada Figura 12-c) - Base reforçada
medidas em mm
Para determinação do “F”, ver Tabela abaixo
Resistência de engastamento de postes de distribuição com características de terreno C = 2000 daN/m3

Concreto sec. DT Concreto sec. circular Madeira


Resistência
do poste
Simples Reforçado Concretado Simples Reforçado Concretado Simples Reforçado Concretado
Comprimento
Resist. Resist. Resist. Resist. Resist. Resist. Diâmetro Resist. Resist. Dimensões
do poste
Dimensões Diâmetro Dimensões Resist. Diâmetro
Concreto Madeira máx. do máx. do máx. do máx. do máx. do máx. do mín. da máx. do máx. do da escora
da escora mín. da da escora máx. do mín. da
daN tipo engast. engast. engast. engast. engast. engast. vala engast. engast. (m x m)
(m x m) vala (m) (m x m) engast. vala (m)
daN daN daN daN daN daN (m) daN daN

150 L 140 220 0,2 x 0,6 320 0,50 230 - - - - 150 220 0,2 x 0,6 320 0,50
9000 300 M 210 350 0,2 x 1,0 450 0,70 240 370 0,2 x 1,0 450 0,70 170 320 0,2 x 1,0 450 0,70
600 P 210 350 0,2 x 1,0 880 1,10 280 370 0,2 x 1,0 880 1,10 190 370 0,2 x 1,0 880 1,10

150 L 160 230 0,2 x 0,6 340 0,50 270 - - - - 170 220 0,2 x 0,6 340 0,50
300 M 240 380 0,2 x 1,0 480 0,70 280 410 0,2 x 1,0 480 0,70 190 340 0,2 x 1,0 480 0,70
10000 600 P 240 380 0,2 x 1,0 910 1,10 320 430 0,2 x 1,0 910 1,10 220 360 0,2 x 1,0 910 1,10
1000 - 270 400 0,2 x 1,0 1400 1,50 340 450 0,2 x 1,0 1400 1,50 - - - - -

150 L 170 240 0,2 x 0,6 350 0,50 290 - - - - 180 250 0,2 x 0,6 350 0,50
300 M 260 390 0,2 x 1,0 500 0,70 300 430 0,2 x 1,0 500 0,70 200 350 0,2 x 1,0 500 0,70
10500 600 XP 260 390 0,2 x 1,0 930 1,10 340 460 0,2 x 1,0 980 1,10 240 370 0,2 x 1,0 930 1,10
1000 - 300 420 0,2 x 1,0 1420 1,50 370 480 0,2 x 1,0 1420 1,50 - - - - -

300 P 280 410 0,2 x 1,0 510 0,70 330 450 0,2 x 1,0 510 0,70 250 390 0,2 x 1,0 510 0,70
11000 600 XP 280 410 0,2 x 1,0 950 1,10 360 480 0,2 x 1,0 950 1,10 270 400 0,2 x 1,0 950 1,10
1000 - 320 440 0,2 x 1,0 1440 1,50 390 500 0,2 x 1,0 1440 1,50 - - - - -

Nota: “F” = Resultante dos esforços aplicados no poste.

Engastamento de postes
Figura 12 - Detalhes da fundação
Cópia não autorizada
NBR 5434/1982 17

Notas: a) A parte da cruzeta com maior número de isoladores deve ficar do lado da rua.

b) Além das instalações monofásicas entre fase e neutro, podem ser empregadas instalações com duas fases. Neste caso, as
estruturas serão análogas às trifásicas.

Primário

Figura 13 - Simbologia básica


Cópia não autorizada
18 NBR 5434/1982

medidas em cm

Primário

Figura 14 - Afastamentos padronizados - Cruzeta de 2000 mm


Cópia não autorizada
NBR 5434/1982 19

medidas em cm

Primário

Figura 15 - Afastamentos padronizados - Cruzeta de 2400 mm


Cópia não autorizada
20 NBR 5434/1982

Figura 16-a) - Normal

Figura 16-b) - Meio beco

Figura 16-c) - Beco


Estruturas com isoladores de pino Estruturas com isoladores de disco
Notas: a) Os afastamentos entre equipamentos devem atender à Tabela 5 de AFASTAMENTOS MÍNIMOS, considerando as dimen-
sões das partes energizadas das chaves e pára-raios.
b) Os afastamentos para os equipamentos (chaves e pára-raios) montados em cruzeta intermediária (nível inferior) constam na Fi-
gura 18.

c) Sempre que possível, evitar instalação de chaves em estruturas tipo beco, uma vez que sua manobra é problemática.

Primário
medidas em emm
Figura 16 - Afastamentos padronizados - Chaves e pára-raios - Cruzeta de 2000 mm
Cópia não autorizada
NBR 5434/1982 21

Figura 17-a) - Normal

Figura 17-b) - Meio beco

Figura 17-c) - Beco

Estruturas com isoladores de pino Estruturas com isoladores de suspensão

Notas: a) Os afastamentos para os equipamentos (chaves e pára-raios) montados em cruzeta intermediária (nível inferior) constam na Fi-
gura 18.

c) Sempre que possível, evitar instalação de chaves em estruturas tipo beco, uma vez que sua manobra é problemática.

Primário
medidas em mm

Figura 17 - Afastamentos padronizados - Cruzeta de 2400 mm


Cópia não autorizada
22 NBR 5434/1982

Figura 18-a) - Normal

Figura 18-b) - Meio beco

Figura 18-c) - Beco

Primário

medidas em mm

Figura 18 - Afastamentos de chaves e pára-raios - 2º nível


Cópia não autorizada
NBR 5434/1982 23

Nota: Na lista de material:

C - poste de concreto

M - poste de madeira

Lista de material

Quant. Quant.
Item Descrição Item Descrição
C M C M

A-2 - 2 Arruela quadrada F-37 1 1 Pino de topo

F-10 2 - Cinta para poste circular I-2 1 1 Isolador de pino

F-30 - 2 Parafuso de cabeça quadrada P-1 1 - Poste de concreto circular

F-31 2 - Parafuso de cabeça abaulada P-3 - 1 Poste de madeira

Primário
Figura 19 - Estrutura U1 - Poste de concreto de seção circular ou madeira
Cópia não autorizada
24 NBR 5434/1982

Lista de material

Item Quant. Descrição Item Quant. Descrição

A-2 2 Arruela quadrada I-2 1 Isolador de pino

F-30 2 Parafuso de cabeça quadrada P-2 1 Poste de concreto DT

F-37 1 Pino de topo

Primário

Figura 20 - Estrutura U1 - Poste de concreto de seção DT


Cópia não autorizada
NBR 5434/1982 25

Lista de material

Quant. Quant.
Item Descrição Item Descrição
C M C M

A-11 4 4 Espaçador de isoladores F-37 2 2 Pino de topo

F-10 2 - Cinta para poste circular I-2 2 2 Isolador de pino

F-30 - 2 Parafuso de cabeça quadrada P-1 1 - Poste de concreto circular

F-31 4 - Parafuso de cabeça abaulada P-3 - 1 Poste de madeira

Primário

Figura 21 - Estrutura U2 - Poste de concreto de seção circular ou madeira


Cópia não autorizada
26 NBR 5434/1982

Lista de Material

Item Quant. Descrição Item Quant. Descrição

A-11 4 Espaçador de isoladores I-2 2 Isolador de pino

F-30 2 Parafuso de cabeça quadrada P-2 1 Poste de concreto DT

F-37 2 Pino de topo

Figura 22 - Estrutura U2 - Poste de concreto de seção DT


Cópia não autorizada
NBR 5434/1982 27

Lista de material

Quant. Quant.
Item Descrição Item Descrição
C M C M

A-2 - 2 Arruela quadrada F-32 1 - Parafuso de rosca dupla

F-10 1 - Cinta para poste circular F-40 1 1 Porca-olhal

F-13 1 1 Gancho-olhal I-4 2 2 Isolador de disco

F-25 1 1 Olhal para parafuso P-1 1 - Poste de concreto circular

F-30 - - Parafuso de cabeça quadrada P-3 - 1 Poste de madeira

F-31 1 - Parafuso de cabeça quadrada

Primário

Figura 23 - Estrutura U3 - Poste de concreto de seção circular ou madeira


Cópia não autorizada
28 NBR 5434/1982

Lista de material

Item Quant. Descrição Item Quant. Descrição

A-2 2 Arruela quadrada F-32 1 Parafuso de rosca dupla

F-13 1 Gancho-olhal F-40 1 Porca-olhal

F-25 1 Olhal para parafuso I-4 2 Isodador de disco

F-30 1 Parafuso de cabeça quadrada P-2 1 Poste de concreto DT

Primário
Figura 24 - Estrutura U3 - Poste de concreto de seção DT
Cópia não autorizada
NBR 5434/1982 29

Lista de material

Quant. Quant.
Item Descrição Item Descrição
C M C M

A-2 - 2 Arruela quadrada F-37 1 1 Pino de topo

F-10 2 - Cinta para poste circular F-40 2 2 Porca-olhal

F-13 2 2 Gancho-olhal I-2 1 1 Isolador de pino

F-25 2 2 Olhal para parafuso I-4 4 4 Isolador de disco

F-30 - 2 Parafuso de cabeça quadrada P-1 1 - Poste de concreto circular

F-31 3 - Parafuso de cabeça abaulada P-3 - 1 Poste de concreto circular

F-32 - 1 Parafuso de rosca dupla

Primário

Figura 25 - Estrutura U4 - Poste de concreto de seção circular ou madeira


Cópia não autorizada
30 NBR 5434/1982

Lista de material

Item Quant. Descrição Item Quant. Descrição

A-2 2 Arruela quadrada F-37 1 Pino de topo

F-13 2 Gancho-olhal F-40 2 Porca-olhal

F-25 2 Olhal para parafuso I-2 1 Isolador de pino

F-30 2 Parafuso de cabeça quadrada I-4 4 Isolador de disco

F-32 1 Parafuso de rosca dupla P-2 1 Poste de concreto DT

Primário

Figura 26 - Estrutura U4 - Poste de concreto de seção DT


Cópia não autorizada
NBR 5434/1982 31

Lista de material

Quant. Quant.
Item Descrição Item Descrição
C M C M

A-11 4 4 Espaçador de isoladores F-37 2 2 Pino de topo

F-10 2 - Cinta para poste circular F-40 1 1 Porca-olhal

F-13 1 1 Gancho-olhal I-2 2 2 Isolador de pino

F-25 1 1 Olhal para parafuso I-4 2 2 Isolador de disco

F-30 - 2 Parafuso de cabeça P-1 1 - Poste de concreto circular

F-31 4 - Parafuso de cabeça abaulada P-1 - 1 Poste de madeira

F-32 - 1 Parafuso de rosca dupla

Primário

Figura 27 - Estrutura U3-2 - Poste de concreto de seção circular ou madeira


Cópia não autorizada
32 NBR 5434/1982

Lista de material

Item Quant. Descrição Item Quant. Descrição

A-11 4 Espaçador de isoladores F-37 2 Pino de topo

F-13 1 Gancho-olhal F-40 1 Porca-olhal

F-25 1 Olhal para parafuso I-2 2 Isolador de pino

F-30 2 Parafuso de cabeça quadrada I-4 2 Isolador de disco

F-32 1 Parafuso de rosca dupla P-2 1 Poste de concreto DT

Primário

Figura 28 - Estrutura U3-2 - Poste de concreto de seção DT


Cópia não autorizada
NBR 5434/1982 33

Lista de material

Quant. Quant.
Item Descrição Item Descrição
C M C M

A-2 3 5 Arruela quadrada F-36 3 3 Pino para isolador

F-10 2 - Cinta para poste circular F-45 1 - Sela para cruzeta

F-20 2 2 Mão francesa plana I-2 3 3 Isolador de pino

F-30 2 4 Parafuso de cabeça quadrada P-1 1 - Poste de concreto circular

F-31 2 - Parafuso de cabeça abaulada P-3 - 1 Poste de madeira

R-3 1 1 Cruzeta de madeira

Primário

Figura 29 - Estrutura N1 - Poste de concreto de seção circular ou madeira


Cópia não autorizada
34 NBR 5434/1982

Lista de material

Item Quant. Descrição Item Quant. Descrição

A-2 5 Arruela quadrada I-2 3 Isolador de pino

F-20 2 Mão francesa plana P-2 1 Poste de concreto DT

F-30 4 Parafuso de cabeça quadrada R-3 1 Cruzeta de madeira

F-36 3 Pino para isolador

Primário

Figura 30 - Estrutura N1 - Poste de concreto de seção DT


Cópia não autorizada
NBR 5434/1982 35

Lista de material

Quant. Quant.
Item Descrição Item Descrição
C M C M

A-2 14 14 Arruela quadrada F-32 2 3 Parafuso de rosca dupla

A-11 2 2 Espaçador de isoladores F-36 6 6 Pino para isolador

A-21 4 4 Porca quadrada F-45 2 - Sela para cruzeta

F-10 2 - Cinta para poste circular I-2 6 6 Isolador de pino

F-20 4 4 Mão francesa plana P-1 1 - Poste de concreto circular

F-30 6 8 Parafuso de cabeça quadrada P-3 - 1 Poste de madeira

F-31 4 - Parafuso de cabeça abaulada R-3 2 2 Cruzeta de madeira

Primário

Figura 31 - Estrutura N2 - Poste de concreto de seção circular ou madeira


Cópia não autorizada
36 NBR 5434/1982

Lista de material

Item Quant. Descrição Item Quant. Descrição

A-2 14 Arruela quadrada F-32 3 Parafuso de rosca dupla

A-11 2 Espaçador de isoladores F-36 6 Pino para isolador

A-21 4 Porca quadrada I-2 6 Isolador de pino

F-20 4 Mão francesa plana P-2 1 Poste de concreto DT

F-30 8 Parafuso de cabeça quadrada R-3 2 Cruzeta de madeira

Figura 32 - Estrutura N2 - Poste de concreto de seção DT


Cópia não autorizada
NBR 5434/1982 37

Lista de material

Quant. Quant.
Item Descrição Item Descrição
C M C M

A-2 14 14 Arruela quadrada F-32 2 3 Parafuso de rosca dupla

A-21 4 4 Porca quadrada F-40 3 3 Porca-olhal

F-10 2 - Cinta para poste circular F-45 2 - Sela para cruzeta

F-13 3 3 Cinta para poste circular I-4 6 6 Isolador de disco

F-20 4 4 Gancho-olhal P-1 1 - Poste de concreto circular

F-25 3 3 Olhal para parafuso P-3 - 1 Poste de madeira

F-30 6 8 Parafuso de cabeça quadrada R-3 2 2 Cruzeta de madeira

F-31 4 1 Parafuso de cabeça abaulada

Primário

Figura 33 - Estrutura N3 - Poste de concreto de seção circular ou madeira


Cópia não autorizada
38 NBR 5434/1982

Lista de material

Item Quant. Descrição Item Quant. Descrição

A-2 14 Arruela quadrada F-32 3 Parafuso de rosca dupla

A-21 4 Porca quadrada F-40 3 Porca-olhal

F-13 3 Gancho-olhal I-4 6 Isolador de disco

F-20 4 Mão francesa plana P-2 1 Poste de concreto DT

F-25 3 Olhal para parafuso R-3 2 Cruzeta de madeira

F-30 8 Parafuso de cabeça quadrada

Primário

Figura 34 - Estrutura N3 - Poste de concreto de seção DT


Cópia não autorizada
NBR 5434/1982 39

Lista de material

Quant. Quant.
Item Descrição Item Descrição
C M C M

A-2 14 14 Arruela quadrada F-36 3 3 Pino para isolador

A-21 4 4 Porca quadrada F-40 6 6 Porca-olhal

F-10 2 - Cinta para poste circular F-45 2 - Sela para cruzeta

F-13 6 6 Gancho-olhal I-2 3 3 Isolador de pino

F-20 4 4 Mão francesa plana I-4 12 12 Isolador de disco

F-25 6 6 Olhal para paraguso P-1 1 - Poste de concreto circular

F-30 6 8 Parafuso de cabeça quadrada P-3 - 1 Poste de madeira

F-31 4 - Parafuso de cabeça abaulada R-3 2 2 Cruzeta de madeira

F-32 2 3 Parafuso de rosca dupla

Primário

Figura 35 - Estrutura N4 - Poste de concreto de seção circular ou madeira


Cópia não autorizada
40 NBR 5434/1982

Lista de material

Item Quant. Descrição Item Quant. Descrição

A-2 14 Arruela quadrada F-36 3 Pino para isolador

A-21 4 Porca quadrada F-40 6 Porca-olhal

F-13 6 Gancho-olhal I-2 3 Isolador de pino

F-20 4 Mão francesa plana I-4 12 Isolador de disco

F-25 6 Olhal para parafuso P-2 1 Poste de concreto DT

F-30 8 Parafuso de cabeça quadrada R-3 2 Cruzeta de madeira

F-32 3 Parafuso de rosca dupla

Primário

Figura 36 - Estrutura N4 - Poste de concreto de seção DT


Cópia não autorizada
NBR 5434/1982 41

Lista de material

Quant. Quant.
Item Descrição Item Descrição
C M C M

A-2 14 14 Arruela quadrada F-32 2 3 Parafuso de rosca dupla

A-11 2 2 Espaçador de isoladores F-36 6 6 Pino para isolador

A-21 4 4 Porca quadrada F-40 3 3 Porca-olhal

F-10 2 - Cinta para poste circular F-45 2 - Sela para cruzeta

F-13 3 3 Gancho-olhal I-2 6 6 Isolador de pino

F-20 4 4 Mão francesa plana I-4 6 6 Isolador de disco

F-25 3 3 Olhal para parafuso P-1 1 - Poste de concreto circular

F-30 6 8 Parafuso de cabeça quadrada P-3 - 1 Poste de madeira

F-31 4 - Parafuso de cabeça abaulada R-3 2 2 Cruzeta de madeira

Primário

Figura 37 - Estrutura N3-2 - Poste de concreto de seção circular ou madeira


Cópia não autorizada
42 NBR 5434/1982

Lista de material

Item Quant. Descrição Item Quant. Descrição

A-2 14 Arruela quadrada F-32 3 Parafuso de rosca dupla

A-11 2 Espaçador de isoladores F-36 6 Pino para isolador

A-21 4 Porca quadrada F-40 3 Porca-olhal

F-13 3 Gancho-olhal I-2 6 Isolador de pino

F-20 4 Mão francesa plana I-4 6 Isolador de disco

F-25 3 Olhal para parafuso P-2 1 Poste de concreto DT

F-30 8 Parafuso de cabeça quadrada R-3 2 Cruzeta de madeira

Primário

Figura 38 - Estrutura N3-2 - Poste de concreto de seção DT


Cópia não autorizada
NBR 5434/1982 43

Lista de material

Quant. Quant.
Item Descrição Item Descrição
C M C M

A-2 2 4 Arruela quadrada F-45 1 - Sela para cruzeta

F-10 2 - Cinta para poste circular I-2 3 3 Isolador de pino

F-19 1 1 Mão francesa perfilada P-1 1 - Poste de concreto circular

F-30 1 3 Parafuso de cabeça quadrada P-3 - 1 Poste de madeira

F-31 2 - Parafuso de cabeça abaulada R-3 1 1 Cruzeta de madeira

F-36 3 3 Pino para isolador

Primário

Figura 39 - Estrutura M1 - Poste de concreto de seção circular ou madeira


Cópia não autorizada
44 NBR 5434/1982

Lista de material

Item Quant. Descrição Item Quant. Descrição

A-2 4 Arruela quadrada I-2 3 Isolador de pino

F-19 1 Mão francesa perfilada P-2 1 Poste de concreto DT

F-30 3 Parafuso de cabeça quadrada R-3 1 Cruzeta de madeira

F-36 3 Pino para isolador

Primário

Figura 40 - Estrutura M1 - Poste de concreto de seção DT


Cópia não autorizada
NBR 5434/1982 45

Lista de material

Quant. Quant.
Item Descrição Item Descrição
C M C M

A-2 12 12 Arruela quadrada F-32 2 3 Parafuso de rosca dupla

A-11 2 2 Espaçador de isoladores F-36 6 6 Pino para isolador

A-21 4 4 Porca quadrada F-45 2 - Sela para cruzeta

F-10 2 - Cinta para poste circular I-2 6 6 Isolador de pino

F-19 2 2 Mão francesa perfilada P-1 1 - Poste de concreto circular

F-30 4 6 Parafuso de cabeça quadrada P-3 - 1 Poste de madeira

F-31 4 - Parafuso de cabeça abaulada R-3 2 2 Cruzeta de madeira

Primário

Figura 41 - Estrutura M2 - Poste de concreto de seção circular ou madeira


Cópia não autorizada
46 NBR 5434/1982

Lista de material

Item Quant. Descrição Item Quant. Descrição

A-2 12 Arruela quadrada F-32 2 Parafuso de rosca dupla

A-11 2 Espaçador de isoladores F-36 6 Pino para isolador

A-21 4 Porca quadrada I-2 6 Isolador de pino

F-19 2 Mão francesa perfilada P-2 1 Poste de concreto DT

F-30 6 Parafuso de cabeça quadrada R-3 2 Cruzeta de madeira

Primário

Figura 42 - Estrutura M2 - Poste de concreto de seção DT


Cópia não autorizada
NBR 5434/1982 47

Lista de material

Quant. Quant.
Item Descrição Item Descrição
C M C M

A-2 16 16 Arruela quadrada F-32 3 3 Parafuso de rosca dupla

A-21 6 6 Porca quadrada F-40 3 3 Porca-olhal

F-10 2 - Cinta para poste circular F-45 2 - Porca-olhal

F-13 3 3 Gancho-olhal I-4 6 6 Sela para cruzeta

F-19 2 2 Mão francesa perfilada P-1 1 - Poste de concreto circular

F-25 3 3 Olhal para parafuso P-3 - 1 Poste de madeira

F-30 5 8 Parafuso de cabeça quadrada R-3 2 2 Cruzeta de madeira

F-31 4 - Parafuso de cabeça abaulada

Primário

Figura 43 - Estrutura M3 - Poste de concreto de seção circular ou madeira


Cópia não autorizada
48 NBR 5434/1982

Lista de material

Item Quant. Descrição Item Quant. Descrição

A-2 16 Arruela quadrada F-32 3 Parafuso de cabeça quadrada

A-21 6 Porca quadrada F-40 3 Porca-olhal

F-13 3 Gancho-olhal I-4 6 Isolador de disco

F-19 2 Mão francesa perfilada P-2 1 Poste de concreto DT

F-25 3 Olhal para parafuso R-3 2 Cruzeta de madeira

F-30 7 Parafuso de cabeça quadrada

Primário

Figura 44 - Estrutura M3 - Poste de concreto de seção DT


Cópia não autorizada
NBR 5434/1982 49

Lista de material

Quant. Quant.
Item Descrição Item Descrição
C M C M

A-2 16 16 Arruela quadrada F-36 3 3 Pino para isolador

A-21 6 6 Porca quadrada F-40 6 6 Porca-olhal

F-10 2 - Cinta para poste circular F-45 2 - Sela para cruzeta

F-13 6 6 Gancho-olhal I-2 3 3 Isolador de pino

F-19 2 2 Mão francesa perfilada I-4 12 12 Isolador de disco

F-25 6 6 Olhal para parafuso P-1 1 - Poste de concreto circular

F-30 5 7 Parafuso de cabeça quadrada P-3 - 1 Poste de madeira

F-31 4 - Parafuso de cabeça abaulada R-3 2 2 Cruzeta de madeira

F-32 3 - Parafuso de rosca dupla

Primário

Figura 45 - Estrutura M4 - Poste de concreto de seção circular ou madeira


Cópia não autorizada
50 NBR 5434/1982

Lista de material

Item Quant. Descrição Item Quant. Descrição

A-2 16 Arruela quadrada F-36 3 Pino para isolador

A-21 6 Porca quadrada F-40 6 Porca-olhal

F-13 6 Gancho-olhal I-2 3 Isolador de pino

F-19 2 Mão francesa perfilada I-4 12 Isolador de disco

F-25 6 Olhal para parafuso P-2 1 Poste de concreto DT

F-30 7 Parafuso de cabeça quadrada R-3 2 Cruzeta de madeira

F-32 3 Parafuso de rosca dupla

Primário

Figura 46 - Estrutura M4 - Poste de concreto de seção DT


Cópia não autorizada
NBR 5434/1982 51

Lista de material

Quant. Quant.
Item Descrição Item Descrição
C M C M

A-2 16 16 Arruela quadrada F-32 3 3 Parafuso de rosca dupla

A-11 2 2 Espaçador de isoladores F-36 6 6 Pino para isolador

A-21 6 6 Porca quadrada F-40 3 3 Porca-olhal

F-10 2 - Cinta para poste circular F-45 2 - Sela para cruzeta

F-13 3 3 Gancho-olhal I-2 6 6 Isolador de pino

F-19 2 2 Mão francesa perfilada I-4 6 6 Isolador de disco

F-25 3 3 Olhal para parafuso P-1 1 - Poste de concreto circular

F-30 5 7 Parafuso de cabeça quadrada P-3 - 1 Poste de madeira

F-31 4 - Parafuso de cabeça abaulada R-3 2 2 Cruzeta de madeira

Primário

Figura 47 - Estrutura M3-2 - Poste de concreto de seção circular ou madeira


Cópia não autorizada
52 NBR 5434/1982

Lista de material

Item Quant. Descrição Item Quant. Descrição

A-2 16 Arruela quadrada F-32 3 Parafuso de rosca dupla

A-11 2 Espaçador de isoladores F-36 6 Pino para isolador

A-21 6 Porca quadrada F-40 3 Porca-olhal

F-13 3 Gancho-olhal I-2 6 Isolador de pino

F-19 2 Mão francesa perfilada I-4 6 Isolador de disco

F-25 3 Olhal para parafuso P-2 1 Poste de concreto DT

F-30 7 Parafuso de cabeça quadrada R-3 2 Cruzeta de madeira

Primário

Figura 48 - Estrutura M3-2 - Poste de concreto de seção DT


Cópia não autorizada
NBR 5434/1982 53

Lista de material

Quant. Quant.
Item Descrição Item Descrição
C M C M

A-2 3 5 Arruela quadrada F-45 1 - Sela para cruzeta

F-10 2 - Cinta para poste circular I-2 3 3 Isolador de pino

F-20 2 2 Mão francesa plana P-1 1 - Poste de concreto circular

F-30 2 4 Parafuso de cabeça quadrada P-3 - 1 Poste de madeira

F-31 2 - Parafuso de cabeça abaulada R-3 1 1 Cruzeta de madeira

F-36 3 3 Pino para cruzeta

Primário

Figura 49 - Estrutura M1 - Poste de concreto de seção circular ou madeira - Cruzeta de 2400 mm


Cópia não autorizada
54 NBR 5434/1982

Lista de material

Item Quant. Descrição Item Quant. Descrição

A-2 5 Arruela quadrada I-2 3 Isolador de pino

F-20 2 Mão francesa plana P-2 1 Poste de concreto DT

F-30 4 Parafuso de cabeça quadrada R-3 1 Cruzeta de madeira

F-36 3 Pino para isolador

Primário

Figura 50 - Estrutura M1 - Poste de concreto de seção DT - Cruzeta de 2400 mm


Cópia não autorizada
NBR 5434/1982 55

Lista de material

Quant. Quant.
Item Descrição Item Descrição
C M C M

A-2 18 18 Arruela quadrada F-36 6 6 Pino para cruzeta

A-21 6 6 Porca quadrada F-45 2 2 Sela para cruzeta

F-10 2 - Cinta para poste circular I-2 6 6 Isolador de pino

F-20 4 4 Mão francesa plana P-1 1 - Poste de concreto circular

F-30 7 9 Parafuso de cabeça quadrada P-3 - 1 Poste de madeira

F-31 4 - Parafuso de cabeça quadrada R-3 2 2 Cruzeta de madeira

F-32 3 4 Parafuso de rosca dupla

Primário

Figura 51 - Estrutura M2 - Poste de concreto de seção circular ou madeira - Cruzeta de 2400 mm


Cópia não autorizada
56 NBR 5434/1982

Lista de material

Item Quant. Descrição Item Quant. Descrição

A-2 18 Arruela quadrada F-36 6 Pino para isolador

A-21 6 Porca quadrada I-2 6 Isolador de pino

F-20 4 Mão francesa plana P-2 1 Poste de concreto DT

F-30 4 Parafuso de cabeça quadrada R-3 2 Cruzeta de madeira

F-32 3 Parafuso de rosca dupla

Primário

Figura 52 - Estrutura M2 - Poste de concreto de seção DT - Cruzeta de 2400 mm


Cópia não autorizada
NBR 5434/1982 57

Lista de material

Quant. Quant.
Item Descrição Item Descrição
C M C M

A-2 18 18 Arruela quadrada F-31 4 - Parafuso de cabeça abaulada

A-21 6 6 Porca quadrada F-32 3 3 Parafuso de rosca dupla

F-10 2 - Cinta para poste circular F-45 2 - Sela para cruzeta

F-13 3 3 Gancho-olhal I-4 6 6 Isolador de disco

F-20 4 4 Mão francesa plana P-1 1 - Poste de concreto circular

F-22 3 3 Manilha-sapatilha P-3 - 1 Poste de madeira

F-25 3 3 Olhal para parafuso R-3 2 2 Cruzeta de madeira

F-30 8 10 Parafuso de cabeça quadrada

Primário

Figura 53 - Estrutura M3 - Poste de concreto de seção circular ou madeira - Cruzeta de 2400 mm


Cópia não autorizada
58 NBR 5434/1982

Lista de material

Item Quant. Descrição Item Quant. Descrição

A-2 18 Arruela quadrada F-30 10 Parafuso de cabeça quadrada

A-21 6 Porca quadrada F-32 3 Parafuso de rosca dupla

F-13 3 Gancho-olhal I-4 6 Isolador de disco

F-20 4 Mão francesa plana P-2 1 Poste de concreto DT

F-22 3 Manilha-sapatilha R-3 2 Cruzeta de madeira

F-25 3 Olhal para parafuso

Primário

Figura 54 - Estrutura M3 - Poste de concreto de seção DT - Cruzeta de 2400 mm


Cópia não autorizada
NBR 5434/1982 59

Lista de material

Quant. Quant.
Item Descrição Item Descrição
C M C M

A-2 18 18 Arruela quadrada F-36 6 6 Pino para cruzeta

A-21 6 6 Porca quadrada F-40 3 3 Porca-olhal

F-10 2 - Cinta F-45 2 - Sela para cruzeta

F-13 3 3 Gancho-olhal I-2 6 6 Isolador de pino

F-20 4 4 Mão francesa normal plana I-4 6 6 Isolador de disco

F-25 3 3 Olhal O-3 6 6 Conector paralelo universal

F-30 8 10 Parafuso de cabeça quadrada P-1 1 - Poste de concreto circular

F-31 4 - Parafuso francês P-3 - 1 Poste de madeira

F-32 4 5 Parafuso de rosca dupla R-3 2 2 Cruzeta de madeira

Primário

Figura 55 - Estrutura M3-2 - Poste de concreto de seção circular ou madeira - Cruzeta de 2400 mm
Cópia não autorizada
60 NBR 5434/1982

Lista de material

Item Quant. Descrição Item Quant. Descrição

A-2 18 Arruela quadrada F-32 3 Parafuso de rosca dupla

A-21 6 Porca quadrada F-36 6 Pino para isolador

F-13 3 Cruzeta de madeira I-2 6 Isolador de pino

F-20 4 Mão francesa plana I-4 6 Isolador de disco

F-25 3 Olhal para parafuso P-2 1 Poste de concreto DT

F-30 10 Parafuso de cabeça quadrada R-3 2 Cruzeta de madeira

Primário

Figura 56 - Estrutura M3-2 - Poste de concreto de seção DT - Cruzeta de 2400 mm


Cópia não autorizada
NBR 5434/1982 61

Lista de material

Quant. Quant.
Item Descrição Item Descrição
C M C M

A-2 18 18 Arruela quadrada F-36 3 3 Pino para isolador

A-21 6 6 Porca quadrada F-40 6 6 Porca-olhal

F-10 2 - Cinta para poste circular F-45 2 - Sela para cruzeta

F-13 6 6 Gancho-olhal I-2 3 3 Isolador de pino

F-20 4 4 Mão francesa plana I-4 12 12 Isolador de disco

F-25 6 6 Olhal para parafuso P-1 1 - Poste de concreto circular

F-30 8 10 Parafuso de cabeça quadrada P-3 1 - Poste de madeira

F-31 4 - Parafuso de cabeça abaulada R-3 2 2 Cruzeta de madeira

F-32 3 3 Parafuso de rosca dupla

Primário

Figura 57 - Estrutura M4 - Poste de concreto de seção circular ou madeira - Cruzeta de 2400 mm


Cópia não autorizada
62 NBR 5434/1982

Lista de material

Item Quant. Descrição Item Quant. Descrição

A-2 18 Arruela quadrada F-32 3 Parafuso de rosca dupla

A-21 6 Porca quadrada F-36 3 Pino para isolador

F-13 6 Gancho-olhal I-2 3 Isolador de pino

F-20 4 Mão francesa plana I-4 12 Isolador de disco

F-25 6 Olhal para parafuso P-2 1 Poste de concreto DT

F-30 10 Parafuso de rosca dupla R-3 2 Cruzeta de madeira

Primário

Figura 58 - Estrutura M4 - Poste de concreto de seção DT - Cruzeta de 2400 mm


Cópia não autorizada
NBR 5434/1982 63

Lista de material

Quant. Quant.
Item Descrição Item Descrição
C M C M

A-2 2 4 Arruela quadrada F-36 3 3 Pino para isolador

F-45 1 - Sela para cruzeta

F-10 2 - Cinta para poste circular I-2 3 3 Isolador de pino

F-19 1 1 Mão francesa perfilada P-1 1 - Poste de concreto circular

F-30 1 3 Parafuso de cabeça quadrada P-3 - 1 Poste de madeira

F-31 2 - Parafuso de cabeça abaulada P-3 1 1 Cruzeta de madeira

Primário

Figura 59 - Estrutura B1 - Poste de concreto de seção circular ou madeira


Cópia não autorizada
64 NBR 5434/1982

Lista de material

Item Quant. Descrição Item Quant. Descrição

A-2 4 Arruela quadrada I-2 3 Isolador de pino

F-19 1 Mão francesa perfilada P-2 1 Poste de concreto DT

F-30 3 Parafuso de cabeça quadrada R-3 1 Cruzeta de madeira

F-36 3 Pino para isolador

Primário

Figura 60 - Estrutura B1 - Poste de concreto de seção DT


Cópia não autorizada
NBR 5434/1982 65

Lista de material

Quant. Quant.
Item Descrição Item Descrição
C M C M

A-2 16 16 Arruela quadrada F-32 3 3 Parafuso de rosca dupla

A-11 2 2 Espaçador de isoladores F-36 6 6 Pino para isolador

A-21 6 6 Porca quadrada F-45 2 - Sela para cruzeta

F-10 2 - Cinta para poste circular I-2 6 6 Isolador de pino

F-19 2 2 Mão francesa perfilada P-1 1 - Poste de concreto circular

F-30 5 7 Parafuso de cabeça abaulada P-3 - 1 Poste de madeira

F-31 4 - Parafuso de cabeça quadrada R-3 1 1 Cruzeta de madeira

Primário

Figura 61 - Estrutura B2 - Poste de concreto de seção circular ou madeira


Cópia não autorizada
66 NBR 5434/1982

Lista de material

Item Quant. Descrição Item Quant. Descrição

A-2 16 Arruela quadrada F-32 3 Parafuso de rosca dupla

A-11 2 Espaçador de isoladores F-36 6 Pino para isolador

A-21 6 Porca quadrada I-2 6 Isolador de pino

F-19 2 Mão francesa perfilada P-2 1 Poste de concreto DT

F-30 7 Parafuso de rosca dupla R-3 2 Cruzeta de madeira

Primário

Figura 62 - Estrutura B2 - Poste de concreto de seção DT


Cópia não autorizada
NBR 5434/1982 67

Lista de material

Quant. Quant.
Item Descrição Item Descrição
C M C M

A-2 16 16 Arruela quadrada F-32 3 3 Parafuso de rosca dupla

A-21 6 6 Porca quadrada F-40 3 3 Porca-olhal

F-10 2 - Cinta para poste circular F-45 2 - Sela para cruzeta

F-13 3 3 Gancho-olhal I-4 6 6 Isolador de disco

F-19 2 2 Mão francesa perfilada P-1 1 - Poste de concreto circular

F-25 3 3 Olhal para parafuso P-3 - 1 Poste de madeira

F-30 5 7 Parafuso de cabeça quadrada R-3 2 2 Cruzeta de madeira

F-31 4 - Parafuso de cabeça abaulada

Primário

Figura 63 - Estrutura B3 - Poste de concreto de seção circular ou madeira


Cópia não autorizada
68 NBR 5434/1982

Lista de material

Item Quant. Descrição Item Quant. Descrição

A-2 16 Arruela quadrada F-32 3 Parafuso de rosca dupla

F-13 3 Gancho-olhal F-40 3 Porca-olhal

F-19 2 Mão francesa perfilada I-4 6 Isolador de disco

F-25 3 Olhal para parafuso P-2 1 Poste de concreto circular

F-30 7 Parafuso de cabeça quadrada R-3 2 Cruzeta de madeira

Primário

Figura 64 - Estrutura B3 - Poste de concreto de seção DT


Cópia não autorizada
NBR 5434/1982 69

Lista de material

Quant. Quant.
Item Descrição Item Descrição
C M C M

A-2 16 16 Arruela quadrada F-31 4 - Parafuso francês

A-21 6 6 Porca quadrada F-32 3 3 Parafuso de rosca dupla

F-40 6 6 Porca-olhal

F-10 2 - Cinta para poste circular F-45 2 - Sela para cruzeta

F-13 6 6 Gancho-olhal I-4 12 12 Isolador de disco

F-20 2 2 Mão francesa perfilada I-2 3 3 Isolador de pino

F-36 3 3 Pino para isolador P-1 1 - Poste de concreto circular

F-25 6 6 Olhal para parafuso P-3 - 1 Poste de madeira

F-30 5 8 Parafuso de cabeça quadrada R-3 2 2 Cruzeta de madeira

Primário

Figura 65 - Estrutura B4 - Poste de concreto de seção circular ou madeira


Cópia não autorizada
70 NBR 5434/1982

Lista de material

Item Quant. Descrição Item Quant. Descrição

A-2 16 Arruela quadrada F-36 3 Pino para isolador

A-21 6 Porca quadrada F-40 6 Porca-olhal

F-13 6 Gancho-olhal I-2 3 Isolador de pino

F-19 2 Mão francesa perfilada I-4 12 Isolador de disco

F-25 6 Olhal para parafuso P-2 1 Poste de concreto DT

F-30 7 Parafuso de cabeça quadrada R-3 2 Cruzeta de madeira

F-32 3 Parafuso de rosca dupla

Primário

Figura 66 - Estrutura B4 - Poste de concreto de seção DT


Cópia não autorizada
NBR 5434/1982 71

Notas: a) O neutro é comum ao primário e ao secundário.


b) O espaçamento mínimo entre estribos é de 200 mm para vãos até 40 m.
c) Mesmo em circuitos incompletos devem ser respeitados a posição e o espaçamento relativo do neutro, fases e controle.
d) A estrutura S1, aplicada em ângulo com amarração dupla, denomina-se estrutura tipo S2.
e) As armações secundárias são instaladas do lado da rua, exceto quando houver contra-indicações.
f) A estrutura S1, aplicada em fim de rede, denomina-se estrutura tipo S2 fim de rede.
g) Os materiais para poste de madeira coincidem com os materiais para poste DT.

Lista de material

Quant. (Fig. 67) Quant. (Fig. 67)


Item Descrição Item Descrição
a b c d a b c d

A-2 - - 5 3 Arruela quadrada F-30 - - 5 3 Parafuso de cabeça quadrada

F-3 3 2 3 2 Armação secundária I-3 5 5 5 5 Isolador-roldana

F-10 3 3 - - Cinta para poste circular

Secundário

Figura 67 - Estrutura S1
Cópia não autorizada
72 NBR 5434/1982

Notas: a) O neutro é comum ao primário e ao secundário.


b) O espaçamento mínimo entre estribos é de 200 mm para vãos até 40 m.
c) Mesmo em circuitos incompletos devem ser respeitados a posição e o espaçamento relativo do neutro, fases e controle.
d) Esta estrutura, quando tiver a armação secundária fixada lateralmente ao poste, denomina-se estrutura tipo S2 fim de rede.
e) Os materiais para poste de madeira coincidem com os materiais para poste DT.
f) Para armação secundária de quatro estribos, o número de cintas ou parafusos pode ser reduzido em função do fracionamento dos
condutores.

Lista de material

Quant. (Fig. 68) Quant. (Fig. 68)


Item Descrição Item Descrição
a b c d a b c d

A-2 - - 5 5 Arruela quadrada F-30 - - 5 5 Parafuso de cabeça quadrada

F-3 3 2 3 2 Armação secundária I-3 5 5 5 5 Isolador-roldana

F-10 5 5 - - Cinta para poste circular

Secundário

Figura 68 - Estrutura S3
Cópia não autorizada
NBR 5434/1982 73

Notas: a) O neutro é comum ao primário e ao secundário.


b) O espaçamento mínimo entre estribos é de 200 mm para vãos até 40 m.
c) Mesmo em circuitos incompletos deve ser respeitado o espaçamento relativo do neutro, fases e controle.
d) Para armação secundária de quatro estribos, o número de cintas ou parafusos pode ser reduzido em função do fracionamento dos
condutores.
e) Os materiais para postes de madeira coincidem com os materiais para postes DT.

Lista de material

Quant. (Fig. 69) Quant. (Fig. 69)


Item Descrição Item Descrição
a b c d a b c d

A-2 - - - - Arruela quadrada F-30 - - 5 3 Parafuso de cabeça quadrada

F-3 6 4 6 4 Armação secundária I-3 10 10 10 10 Isolador-roldana

F-10 5 5 - - Cinta para poste circular

Secundário

Figura 69 - Estrutura S4
Cópia não autorizada
74 NBR 5434/1982

Notas: a) A fundação do contraposte deve obedecer aos mesmos critérios da fundação para poste.
b) Em redes que apresentam neutro contínuo, é aconselhável, como medida de segurança, o aterramento do estai através do neutro.
c) Para estaiamento de poste que sustenta exclusivamente rede secundária, se aplicam os detalhes e relação de materiais deste
desenho, devendo o estai ser fixado no poste, próximo ao neutro.

Lista de material

Quantidade Quantidade
Item Descrição Item Descrição
Fig. 1 Fig. 2 Fig. 3 C. poste Fig. 1 Fig. 2 Fig. 3 C. poste

C M C M C M C M C M C M

A-8 2 - - - 2 - Chapa protetora de poste F-10 - - 1 - - - Cinta para poste circular

A-2 - - - 1 - - Arruela quadrada F-33 1 - - - 1 Parafuso para madeira

A-6 - - 1 1 - - Chapa de estai M-2 - - 1 1 - - Alça preformada de estai

A-25 - - 1 1 - - Sapatilha M-9 1 1 - - 1 1 Fixador preformado de estai

Parafuso de cabeça
F-30 - - - 1 - - M-23 1 1 - - 1 1 Prensa-fios
quadrada

C-1 - - Cabo de aço S-1 - - - - 1 - Contraposte de concr. circular

F-31 - - 1 - - - Parafuso francês S-3 - - - - - 1 Contraposte de madeira

I-1 1 1 1 1 1 1 Isolador castanha

Estaiamento

Figura 70 - Estai com contraposte de concreto de seção circular ou madeira


Cópia não autorizada
NBR 5434/1982 75

Notas: a) A fundação do contraposte deve obedecer aos mesmos critérios da fundação para poste.
b) Em redes que possuem neutro contínuo, é aconselhável, como medida de segurança, aterramento do estai através do neutro.
c) A fixação do estai no contraposte pode ser feita alternativamente com cabo de aço passando pela furação apropriada do
contraposte e amarrada com fixador preformado do estai.

Lista de material

Item Quant. Descrição Item Quant. Descrição

A-2 2 Arruela quadrada F-30 2 Parafuso de cabeça quadrada

A-6 1 Chapa de estai M-9 1 Fixador preformado de estai

A-25 2 Sapatilha M-2 2 Alça preformada de estai

C-1 - Cabo de aço S-2 1 Contraposte de concreto duplo - T

F-25 1 Olhal para parafuso I-1 2 Isolador de castanha

Estaiamento

Figura 71 - Estai com contraposte de concreto de seção DT


Cópia não autorizada
76 NBR 5434/1982

Notas: a) O estai de cruzeta a poste absorve, praticamente, todos os esforços do primário. O estaiamento do poste fica, portanto, na
dependência dos esforços provenientes do secundário.
b) O estai de cruzeta aplica-se, analogamente, à estrutura tipo meio beco.
c) O poste que recebe o esforço do estaiamento exige cálculo e provável reforço.
d) Em redes que possuem neutro contínuo, é aconselhável, como medida de segurança, o aterramento do estai através do neutro.
e) Para alternativa de fixação do estai ao poste, ver Figura 70.

Lista de material

Quant. Quant.
Item Descrição Item Descrição
C M C M

F-25 1 1 Olhal para parafuso M-9 1 1 Fixador preformado de estai

F-40 1 1 Porca-olhal F-33 - 1 Parafuso de cabeça quadrada

M-2 1 1 Alça preformada de estai A-8 1 - Chapa protetora de poste

A-25 1 1 Sapatilha M-23 1 1 Prensa-fios

Estaiamento

Figura 72 - Cruzeta a poste de concreto de seção circular ou madeira


Cópia não autorizada
NBR 5434/1982 77

Notas: a) O estai de cruzeta a poste absorve, praticamente, todos os esforços do primário. O estaiamento do poste fica, portanto, na
dependência dos esforços provenientes do secundário.
b) O estai de cruzeta aplica-se, analogamente, à estrutura tipo meio beco.
c) O poste que recebe o esforço do estaiamento exige cálculo e provável reforço.
e) Em redes que possuem neutro contínuo, é aconselhável, como medida de segurança, o aterramento do estai através do neutro.

Lista de material

Quantidade Quantidade
Item Descrição Item Descrição
DT DT

A-25 2 Sapatilha M-2 2 Alça preformada de estai

C-1 Cabo de aço A-2 2 Arruela quadrada

F-25 2 Olhal para parafuso F-30 1 Parafuso de cabeça quadrada

F-40 2 Porca-olhal

Estaiamento

Figura 73 - Cruzeta a poste de seção DT


Cópia não autorizada
78 NBR 5434/1982

Notas: a) Este tipo de estaiamento somente se aplica quando os esforços dos condutores são iguais em ambos os níveis de cruzetas, não
excedendo para cada nível o valor de 700 daN. Em outros casos, estaiar as cruzetas independentemente.
b) O estai de cruzeta a cruzeta não absorve os esforços dos condutores sobre o poste. Assim, o estaiamento do poste deve ser
considerado isoladamente.
c) O estai de cruzeta a cruzeta aplica-se, analogamente, à estrutura tipo meio beco.

Lista de material

Item Quant. Descrição Item Quant. Descrição

A-25 2 Sapatilha F-40 2 Porca-olhal

C-1 - Cabo de aço M-2 2 Alça preformada de estai

F-25 2 Olhal para parafuso

Estaiamento

Figura 74 - Cruzeta a cruzeta


Cópia não autorizada
NBR 5434/1982 79

Instalação de equipamentos

Figura 75 - Chave e pára-raios - Estrutura monofásica


Cópia não autorizada
80 NBR 5434/1982

Notas: a) O desenho mostra um caso de instalação de chaves-fusíveis em derivação N2. Para facilidade de operação, a chave pode ser
instalada fazendo um ângulo de até 30°.
b) A instalação de chaves-fusíveis em ramais trifásicos exige um isolador adicional. A posição deste isolador varia com o tipo de
estrutura empregada, aproveitando-se, sempre que possível, a furação básica da cruzeta.

Instalação de equipamentos

Figura 76 - Chave-fusível - Estrutura N2 - Derivação


Cópia não autorizada
NBR 5434/1982 81

Nota: O desenho mostra um caso de instalação de chave-fusível. Para facilidade de operação, a chave-fusível pode ser instalada fazendo
um ângulo de até 30°.

Instalação de equipamentos

Figura 77 - Chave-fusível - Estrutura N3 - Derivação


Cópia não autorizada
82 NBR 5434/1982

Nota: Os afastamentos entre equipamentos devem atender às tabelas de afastamentos mínimos, considerando-se as dimensões das
partes energizadas.

Instalação de equipamentos

Figura 78 - Chave-fusível - 2º nível


Cópia não autorizada
NBR 5434/1982 83

Instalação de equipamentos

Figura 79 - Chave de faca unipolar - Estrutura trifásica


Cópia não autorizada
84 NBR 5434/1982

Instalação de equipamentos

Figura 80 - Pára-raios - Estrutura trifásica


Cópia não autorizada
NBR 5434/1982 85

Nota: A relação de material é restrita aos componentes necessários à montagem do transformador.

Lista de material

Quant. Quant.
Item Descrição Item Descrição
C M DT C M DT

A-2 14 14 14 Arruela quadrada F-30 6 7 8 Parafuso de cabeça quadrada

F-31 8 4 4 Parafuso francês

A-21 4 4 4 Porca quadrada F-32 2 2 2 Parafuso de rosca dupla

A-30 2 - - Suporte para transf. poste conc. circ.

A-31 - - 2 Suporte para transf. poste conc. DT F-45 2 - - Sela para cruzeta

A-32 - 2 - Suporte para transf. poste madeira F-47 6 6 6 Suporte L

E-9 3 3 3 Chave-fusível de distribuição P-1 1 - - Poste de concreto circular

E-29 3 3 3 Pára-raios P-2 - - 1 Poste de concreto DT

E-45 1 1 1 Transformador de distribuição P-3 - 1 - Poste de madeira

F-10 2 - - Cinta para poste circular R-3 2 2 2 Cruzeta de madeira

F-20 4 4 4 Mão francesa plana

Instalação de equipamentos

Figura 81 - Transformador - Estrutura N - Dois níveis de cruzeta


Cópia não autorizada
86 NBR 5434/1982

Nota: A relação do material é restrita aos componentes necessários à montagem do transformador.

Lista de material

Quant. Quant.
Item Descrição Item Descrição
C M C M

A-10 3 - Elo-fusível F-1 1 - Afastador de armação secundária

A-30 2 - Suporte para transf. em poste de conc. circular F-10 2 - Cinta para poste circular

E-9 3 - Chave-fusível de distribuição F-31 10 - Parafuso de cabeça abaulada

E-45 1 - Transformador de distribuição

Instalação de equipamentos

Figura 82 - Transformador - Estrutura M1 - 1º nível


Cópia não autorizada
NBR 5434/1982 87

Iluminação pública
Figura 83 - Instalação de luminária aberta
Cópia não autorizada
88 NBR 5434/1982

Iluminação pública

Figura 84 - Instalação de luminária fechada


Cópia não autorizada
NBR 5434/1982 89

Figura 85-a) - Tipo 1 Figura 85-b) - Tipo 2 Figura 85-c) - Tipo 3

Tipo 1 - Luminária aberta para lâmpada incandescente e vapor de mercúrio de 80 W até 125 W.
- Categoria leve da NBR 5101.
Tipo 2 - Luminária fechada, para lâmpada de vapor de mercúrio até 400 W (VM 400 W).
- Categoria média da NBR 5101.
Tipo 3 - Luminária fechada para lâmpada acima de 400 W, vapor de mercúrio (VM 400 W) e lâmpada de vapor sódio.
- Em aplicações específicas.

Iluminação pública

Figura 85 - Afastamentos
Cópia não autorizada
90 NBR 5434/1982

Figura 86-a) - Com fio e fita

Figura 86-b) - Com laço preformado

Amarrações e ligações

Figura 86 - Primário - Amarração simples de topo


Cópia não autorizada
NBR 5434/1982 91

Figura 87-a) - Simples com fio e fita

Figura 87-b) - Simples com laço preformado

Figura 87-c) - Dupla com fio e fita

Figura 87-d) - Dupla com laço preformado


Amarrações e ligações
Figura 87 - Primário - Amarração lateral
Cópia não autorizada
92 NBR 5434/1982

Amarrações e ligações

Figura 88 - Primário - Duplo fim de rede


Cópia não autorizada
NBR 5434/1982 93

Figura 89-a) - Para seção igual ou inferior a 33,65 mm2 (2 AWG)

Figura 89-b) - Para seção superior a 33,65 mm (2 AWG)

Nota: A alternativa com grampo de ancoragem substitui o conjunto alça preformada de distribuição e sapatilha ou manilha-sapatilha.

Amarrações e ligações

Figura 89 - Primário - Ancoragem simples


Cópia não autorizada
94 NBR 5434/1982

Notas: a) A alternativa com grampo de ancoragem substitui o conjunto alça preformada de distribuição e sapatilha ou manilha-sapatilha.
b) Quando as seções dos condutores forem iguais, evitar seccionamento do cabo no jampe.

Amarrações e ligações

Figura 90 - Primário - Ancoragem dupla


Cópia não autorizada
NBR 5434/1982 95

Notas: a) A alternativa com grampo de ancoragem substitui o conjunto alça preformada de distribuição e sapatilha ou manilha-sapatilha.
b) Quando as seções dos condutores forem iguais, evitar seccionamento do cabo no jampe.

Amarrações e ligações

Figura 91 - Primário - Ancoragem e derivação


Cópia não autorizada
96 NBR 5434/1982

Nota: A alternativa com grampo de ancoragem substitui o conjunto alça preformada de distribuição e sapatilha ou manilha-sapatilha.

Amarrações e ligações

Figura 92 - Primário - Ancoragem e derivação


Cópia não autorizada
NBR 5434/1982 97

Amarrações e ligações

Figura 93 - Primário - Chave-fusível em derivação


Cópia não autorizada
98 NBR 5434/1982

Nota: Para montagem da chave no nível superior da cruzeta, retirar o isolador.

Amarrações e ligações

Figura 94 - Primário - Chave-fusível ao longo da rede

Amarrações e ligações

Figura 95 - Primário - Chave de faca unipolar


Cópia não autorizada
NBR 5434/1982 99

Figura 96-a) - Com protetor preformado

Figura 96-b) - Com adaptador estribo

Nota: Ligação com conector derivação para grampo de linha viva do condutor “B” ao condutor “A”:
“A” condutor principal do primário;

“B” condutor derivação conectado ao terminal fonte do equipamento (chaves).

Amarrações e ligações

Figura 96 - Primário - Ligação com conector derivação para linha viva


Cópia não autorizada
100 NBR 5434/1982

Nota: Sempre que possível, as distâncias X e Y devem ser iguais e nunca superiores a 15 m.

Amarrações e ligações

Figura 97 - Primário - Cruzamento aéreo


Cópia não autorizada
NBR 5434/1982 101

Figura 98-a) - Amarração simples com fio de amarração

Figura 98-b) - Amarração simples com laço preformado de roldana

Figura 98-c) - Amarração dupla com fio de amarração

medidas em mm

Amarrações e ligações

Figura 98 - Secundário - Tangente


Cópia não autorizada
102 NBR 5434/1982

Figura 99-a) - Com alça preformada - Seção igual ou inferior a 33,65 mm2 (2 AWG)

Figura 99-b) - Com alça preformada - Seção superior a 33,65 mm2 (2 AWG)

Figura 99-c) - Alternativas de amarração

Figura 99-d) - Interligação do estai ao neutro


Amarrações e ligações
Figura 99 - Secundário - Fim de rede
Cópia não autorizada
NBR 5434/1982 103

Figura 100-a) - Encabeçamento duplo

Figura 100-b) - Derivação

Amarrações e ligações

Figura 100 - Secundário - Fim de rede e derivação


Cópia não autorizada
104 NBR 5434/1982

Figura 101-a) - Fios 8,4 e 13,28 mm2 (8 e 6 AWG) - Figura 101-b) - Cabo 21,14 mm (4 AWG) e maiores -
Alumínio Alumínio

Figura 101-c) - Secundário - Ramal de ligação Figura 101-d) - Secundário ao ramal de ligação

Figura 101-e) - Ramal de ligação ao ramal de entrada


medidas em mm
Amarrações e ligações
Figura 101 - Secundário - Ligação de consumidores
Cópia não autorizada
NBR 5434/1982 105

Figura 102-a) - Alternativa A

Figura 102-b) - Ramal de ligação ao ramal de entrada

Figura 102-c) - Alternativa B

Secundária ao ramal de ligação

Figura 102 - Secundário - Ligação de consumidores - Poste de concreto de seção circular


Cópia não autorizada
106 NBR 5434/1982

Figura 103-a) - Alternativa A

Figura 103-b) - Ramal de ligação ao ramal de entrada

Figura 103-c) - Alternativa B

Secundária ao ramal de ligação

Figura 103 - Secundário - Ligação de consumidores - Poste de concreto de seção DT


Cópia não autorizada
NBR 5434/1982 107

Figura 104-a) - Duplex

Figura 104-b) - Quadruplex

Amarrações e ligações

Figura 104 - Secundário - Ligação de consumidores


Cópia não autorizada
108 NBR 5434/1982

Notas: a) Deixar o cabo isolado frouxo, de forma a permitir a colocação de instrumentos de medição.
b) No caso de montagem de um nível de cruzeta, os conectores devem ficar de um mesmo lado.

Amarrações e ligações

Figura 105 - Secundário - Ligação de baixa tensão do transformador


Cópia não autorizada
NBR 5434/1982 109

Nota: Sempre que possível, as distâncias X e Y devem ser iguais e nunca superiores a 15 m.

medidas em mm

Amarrações e ligações

Figura 106 - Secundário - Cruzamento aéreo


Cópia não autorizada
110 NBR 5434/1982

Notas: a) O condutor para ligação deve ser correspondente ao de maior seção.

b) Os condutores devem ser unidos no cruzamento com um tento de um retalho do cabo de maior seção, formando uma cruz com
20 mm para cada lado.

Amarrações e ligações

Figura 107 - Secundário - Seccionamento aéreo


Cópia não autorizada
NBR 5434/1982 111

Figura 108 - Amarrações e ligações à terra - Poste de madeira


Cópia não autorizada
112 NBR 5434/1982

Figura 109 - Amarrações e ligações à terra - Poste de concreto


Cópia não autorizada
NBR 5434/1982 113

Tabela 6 - Relação de materiais

Elemento Referência Descrição padronizada


1 Isolador-castanha
2 Isolador de pino
Isolador I 3 Isolador-roldana
4 Isolador de disco
1 Alça preformada de distribuição
2 Alça preformada de estai
3 Alça preformada de serviço
5 Fio nu de alumínio para amarração
8 Fita de alumínio
Amarrações

M 9 Fixador preformado de estai


10 Grampo de ancoragem

13 Laço preformado de roldana


14 Laço preformado de topo
17 Laço preformado duplo lateral
23 Prensa-fios

1 Conector de cruzamento
2 Conector de parafuso fendido
5 Conector derivação de compressão
6 Conector derivação de parafuso
7 Conector derivação para linha viva
Conexões

10 Conector paralelo de compressão


O 11 Conector paralelo de parafuso
20 Emenda preformada condutora
21 Emenda preformada total
25 Adaptador estribo de compressão
26 Adaptador estribo de parafuso
30 Luva de emenda
35 Protetor preformado

1 Poste de concreto circular


Poste P 2 Poste de concreto duplo T
3 Poste de madeira

Cruzeta R
3 Cruzeta de madeira
1 Contraposte de concreto circular
2 Contraposte de concreto duplo T
Escora

S 3 Contraposte de madeira
5 Placa de concreto
8 Tora de madeira
/continua
Cópia não autorizada
114 NBR 5434/1982

/continuação
Elemento Referência Descrição padronizada
2 Arruela quadrada

6 Chapa de estai
26 Seccionador preformado para cerca
8 Chapa protetora de poste
Acessórios

11 Espaçador de isoladores
A 15 Fita isolante
17 Grampo para cerca
21 Porca quadrada
25 Sapatilha
30 Suporte para transformador em poste de concreto circular
31 Suporte para transformador em poste de concreto duplo T
32 Suporte para transformador em poste de madeira
1 Cabo de aço
3 Cabo de alumínio CA
4 Cabo de alumínio com alma de aço CAA
Cabos

C 5 Cabo multiplexado de alumínio


7 Fio e cabo nu de cobre
8 Fio e cabo isolado de cobre (até 600 V)
10 Fio e cabo isolado de alumínio (até 600 V)
1 Base de 10 A para relé fotoelétrico
2 Base de 60 A para relé fotoelétrico
11 Chave de faca unipolar
Equipamentos

E 20 Lâmpada a vapor de mercúrio


25 Luminária aberta
26 Luminária fechada
29 Pára-raios
31 Reator externo com base para relé fotoelétrico
32 Reator externo sem base para relé fotoelétrico

39 Relé fotoelétrico intercambiável

45 Transformador de distribuição
/continua
Cópia não autorizada
NBR 5434/1982 115

/continuação
Elemento Referência Descrição padronizada
1 Afastador de armação secundária
3 Armação secundária
10 Cinta para poste circular
11 Cinta para poste duplo T
13 Gancho-olhal
5 Braço de iluminação pública
16 Haste de âncora
19 Mão francesa perfilada
20 Mão francesa plana
Ferragens

22 Manilha-sapatilha
F 25 Olhal para parafuso
30 Parafuso de cabeça quadrada
31 Parafuso francês
32 Parafuso de rosca dupla
33 Parafuso para madeira
36 Pino para isolador
37 Pino de topo
40 Porca-olhal
45 Sela para cruzeta
47 Suporte L
49 Suporte T
50 Suporte TL
17 Haste de aterramento