You are on page 1of 1

XIX SIMPÓSIO REFORMADO OS PURITANOS

A ESPERANÇA DO CRISTÃO
Dia 08 de Julho de 2010
Palestra: A Esperança do Israel de Deus (Ez 36.16-38)
Palestrante: Pr. Paulo Brasil
Resumo: Marcel Mattos Tavares

Introdução
Ezequiel é o profeta dos exilados. Ele veio trazer esperança. A esperança é filha da fé. Esta
fé vai produzir esperança. A esperança não está dissociado da revelação. A revelação de Ezequiel
vai produzir esperança ao povo. O profeta foi levado ao exílio junto com o povo e é a voz de Deus
no meio deste povo. O ministério de Ezequiel durou de 523 A.C. até 571 A.C.

I. Capítulo 1 a 24 – Jerusalém vai cair e é inevitável. De acordo com o profeta: vai ser um
justo julgamento.
II. Capítulo 25 a 32 – Oráculos contra outras nações. Deus vai julgar Jerusalém, mas também
as nações opressoras.
III. Capítulo 33 – Aqui existe uma transição do livro. Vai do julgamento à promessa.
IV. Capítulo 34 a 48 – Teologia da restauração. A nova vida, a nova esperança.

Deus nunca deixou de manifestar esperança ao povo por meio do profeta, mesmo apesar da
crise. Deus não se esquece jamais de suas promessas.

Condenação e restauração estão unidas historicamente
• Ez 5.6;Ez 5.8 – O Senhor diz que vai disciplinar o provo
• Ez 11 – Deus promete restaurar a nação.

A restauração real é a vida plena em Cristo
• Lm 3 – Parece o fim, porém Deus se mostrará misericordioso. O Messias será aquele quem
livrará o povo da sua maior condenação, o pecado.

A linguagem de esperança tem a tônica neo-testamentária(novo coração, novo nascimento,
redenção)
Ez 36:
• V.18 – A ira é derramada por causa do pecado. Profanação do nome de Deus.

• V.28 - Deus tem preocupação em zelar pelo seu nome, portanto dá esperança de restauração
ao povo por amor do seu próprio nome. Deus sempre quis ser o Deus de seu povo.

Jesus, o enviado de Deus Pai, morreu para restaurar este relacionamento pactual
• v.23:28 – Deus age sozinho. O povo não tem forças. O julgamento de Deus é parte do
processo de redenção, a fim de trazer arrependimento e retorno do povo a obediência.

Conclusão
Deus é aquele que faz todo o trabalho de restauração, Ele restabeleceu a nossa terra dando-
nos novo coração. Quando Deus deu a promessa ao povo(a terra de Canaã) destruiu os inimigos em
derredor. Quando Ele nos deu a promessa de libertação, Ele destruiu os nossos inimigos (pecado)
em nosso redor por meio de Cristo.