P. 1
The Prophet Speaks of Love EN/PT O Profeta Fala de Amor Kahlil Gibran

The Prophet Speaks of Love EN/PT O Profeta Fala de Amor Kahlil Gibran

|Views: 534|Likes:
Published by Tony Baldwin
The Prophet of Love by Kahlil Gibran in English, and translated to Portuguese by Tony Baldwin
Profeta de Amor por Kahlil Gibran em inglês, e traduzido ao português por Tony Baldwin
The Prophet of Love by Kahlil Gibran in English, and translated to Portuguese by Tony Baldwin
Profeta de Amor por Kahlil Gibran em inglês, e traduzido ao português por Tony Baldwin

More info:

Published by: Tony Baldwin on Aug 25, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as ODT, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

12/26/2012

pdf

text

original

The Prophet Speaks of Love - Kahlil Gibrahn - English / Português traduzido por a baldwin / baldwinlinguas.

com Source text - English Then said Almitra, Speak to us of Love. And he raised his head and looked uon the people, and there fell a stillness upon them. And with a great voice he said: When love beckons to you, follow him, Though his ways are hard and steep. And when his wings enfold you yield to hi, Though the sword hidden among his pinions may wound you. And when he speaks to you believe in him, Though is voice may shatter your dreams as the north wind lays waste the garden. For even as love crowns you so shall he crucify you. Even as he is for your growth so is he for your pruning. Even as he ascends to your height and caressess your tenderest branches that quiver in the sun, So shall he descend to your roots and shake them in their clinging to the earth. Like sheaves of corn he gathers you unto himself. He threshes you to make you naked. He sifts you to free you from your husks. He grinds you to whiteness. He kneads you until you are pliant; And then he assigns you to his sacred fire, that you may become sacred bread for God´s sacred feast. All these things shall love do unto you that you may know the secrets of your heart, and in that knowledge become a fragment of Life´s hearts. But if in your fear you would seek only love´s peace and love´s pleasure, Then it is better for you that you cover your nakedness and pass out of love´s threshing floor, Ino the seasonless world where you shall laugh, but not all of your laughter, and weep, but not all of your tears. Loves gives naught but itself and takes naught but from itself. Love possess not nor would it be possessed; For love is sufficient unto love. When you love you should not say, ¨God is in my heart,¨ but rather, ¨I am in the hearts of God.¨ And think not you can direct the course of love, for love, if it finds you worthy, directs your course. Love has no other desire but to fulfill itself. but if you love and must have desires, let these be your desires: To melt and b e like a running brook that sings its melody to the night. To know the pain of too much tenderness. To be wounded by your own understanding of love; And to bleed willingly and joyfully. To wake at dawn with a winged hears and give thanks for another day of loving; To rest at the noon hour and meditate love´s ecstasy; To return home at eventide with gratitude; And then to sleep with a prayer for the beloved in your heart and a song of praise on your lips. (from The Prophet, Kahlil Gibran) Translation - Portuguese

Pois, Almitra pediu ao profeta, fale-nos do amor. E ele levantou a cabeça e olhou em cima do povo, e uma grande tranquilidade caiu em cima deles. e com uma voz grande disse: Quando o amor o chamar, siga-o, ainda que suas maneiras sejam duras e íngremes; e quando as asas dele o abraçar, renda-se a ele, embora a espada escondida dentro de suas penas possa lhe ferir. E quando ele o falar, acredite nele... Ainda que a voz dele possa despedaçar os seus sonhos, como o vento frio do norte devasta o jardim florido... Por que, além de o coroar, ele também o crucifica. Para além de seu crescimento, ele existe para a sua podação. Mesmo quando ele subir a sua altura para acariciar os seus ramos mais macios que estremecem ao sol, também ele o desceria a suas raízes e agitá-las aderidas à terra... Como polias do milho, recolhê-lo-á para si mesmo O debulha para fazê-lo despido... O peneira para liberá-lo das suas cascas... O moê até que fique branco e puro.. E o amassa até que seja moldável... Pois, ele o cozinha em seu forno sagrado para você tornar-se pão sagrado... Para a Sagrada Festa de Deus! Tudo isso o amor vai fazer para você, só para você saber todos os segredos do seu coração... E para que neste conhecimento, você chegar a ser um fragmento do coração da Vida... Mas, se com medo, você só procura a paz e o prazer do amor, É melhor que você cubra a sua nudez, e saia do caminho do amor, Para ficar no mundo sem estações, Onde rira, mas não todas as suas risadas, e chorara, mas não todas as suas lágrimas... O Amor só da de si mesmo, e pega nada mais do que si mesmo... O Amor não possui, e não pode ser possuído... Por que o Amor é bastante á si mesmo. Quando você amar, não deve falar, Deus fique no meu coração... mas fale, Eu fico no coração de Deus! E nem pense que possa dirigir o curso de Amor... Por que, o Amor, se achar você merecedor, dirigirá o seu curso... O Amor só tem um desejo: para satisfazer-se de si mesmo... Mas, se você ama, e necessite ter desejos, deixe eles ser os seguintes: Derreter e ser como um ribeirão corrente, para cantar a sua canção pela madrugada. Saber a dor de tanta ternura...

Ser ferido pelo seu próprio conhecimento de Amor... e sangrar com abundância da felicidade.... Acordar com a coração alado e agradecer mas um dia de Amor. Descansar ao meio do dia e meditar no êxtase do amor... E voltar a noite com agradecimento... Então, dormir com uma prece no coração para a sua amada, e uma canção de louvor no seus lábios. de O Profeta, de Kahlil Gibran texto traduzido para tony baldwin baldwinlinguas.com

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->