You are on page 1of 5

1.

(Provão 2002) A Nutripetiz, uma grande empresa brasileira atuante na


área de alimentação infantil, realizou em fins de 2001 uma análise SWOT
(forças, fraquezas, oportunidades e ameaças) do ambiente interno e
externo, como pré-requisito para a elaboração de um plano estratégico para
2002. Uma possível conclusão dessa análise é:
(A) a acentuada queda no número de nascimentos nos últimos anos no País,
computada pelo IBGE, constitui uma fraqueza da Nutripetiz.
(B) a grande economia de escala, obtida pela Nutripetiz na produção de
suas extensas linhas de produtos, constitui uma oportunidade para a
Empresa.
(C) a baixa qualidade dos serviços de pós-venda prestados pela Nutripetiz,
registrada pelo seu call center, constitui uma ameaça à Nutripetiz.
(D) a avidez por produtos de alimentação infantil, demonstrada pelos
supermercados, constitui uma força da Nutripetiz.
(E) a crescente atenção dos pais ao valor nutritivo dos alimentos de seus
filhos, observada em uma pesquisa, é uma oportunidade para a Nutripetiz.

2. (Provão 1999) Você trabalha numa indústria de autopeças que está


cada dia mais preocupada com o processo de globalização e
internacionalização do setor. Para enfrentar este desafio você utiliza, para a
preparação do planejamento empresarial, a abordagem PFOA (SWOT)
reproduzida abaixo .

Nessa abordagem são analisadas as potencialidades ou pontos fortes, as


fragilidades ou pontos fracos, as oportunidades e as ameaças para a sua
empresa.
Depois de entrevistar seus gerentes e funcionários-chaves, você agrupou os
dados em unidades lógicas de planejamento, mas errou na interpretação
das premissas desta matriz quando considerou:

(A) a quebra de um equipamento como uma coação, uma imposição


coercitiva do ambiente, à qual a empresa não se pode furtar.
(B) a política de incentivo às exportações como uma oportunidade que deve
ser explorada pela empresa.
(C) o tabelamento de preços pelo Governo como uma restrição que reduz o
grau de liberdade da empresa.
(D) uma possível greve dos funcionários como uma contingência que pode
afetar seriamente o trabalho da empresa.
(E) um possível aumento da inflação como uma ameaça que pode afetar
seriamente o desempenho empresarial.
3. (CESGRANRIO - 2010) São possíveis fontes de oportunidades e
ameaças para uma organização a serem consideradas na análise da matriz
SWOT:
(A) distribuição de renda da população nacional, filosofias e políticas
educacionais do país e novidades tecnológicas de comunicação.
(B) distribuição de renda da população nacional, filosofias e políticas
educacionais do país e recursos tangíveis e intangíveis da organização.
(C) distribuição de renda da população nacional, filosofias e políticas
educacionais do país e vantagens competitivas da organização.
(D) distribuição de renda da população nacional, recursos tangíveis e
intangíveis da organização e vantagens competitivas da organização.
(E) pontos críticos da organização, recursos tangíveis e intangíveis da
organização e vantagens competitivas da organização.

4. (FCC - 2008 - TCE-AL) Na análise SWOT são atributos da organização


(A) as ameaças e os pontos fracos, porém os pontos fortes e as ameaças
são considerados condições externas.
(B) as metas e os obstáculos, porém os fatores críticos de sucesso e os
pontos fortes são considerados condições externas.
(C) as oportunidades e os pontos fracos, porém os pontos fortes e as
ameaças são considerados condições externas.
(D) os pontos fortes e fracos, porém as ameaças e as oportunidades são
consideradas condições externas.
(E) as metas e os fatores críticos de sucesso, porém as ameaças e os pontos
fortes são considerados condições externas.

5. (ESAF-2009) Refletir estrategicamente é imprescindível hoje para a


sobrevivência das organizações em ambientes de incerteza como o cenário
atual da economia globalizada. A análise sobre o meio que envolve a
empresa é essencial para enfrentar as incertezas e ter condições objetivas
para tomar decisões. Uma análise que permite uma leitura estratégica do
cenário da organização é a análise SWOT termo em inglês que significa
Forças, Oportunidades, Fraquezas e Ameaças e, por isso também, chamada
de análise FOFA.
O quadro abaixo contém os quatro pontos da análise SWOT ou FOFA. Na
coluna da direita devem estar os textos explicativos que correspondem aos
itens colocados nas colunas da esquerda. Assinale a resposta que apresenta
a sequência correta dos textos explicativos.
(A) 1 = aspectos positivos do ambiente que envolve a empresa com
potencial de trazer-lhe vantagem competitiva;
2 = aspectos negativos do ambiente que envolve a empresa com potencial
para comprometer a vantagem competitiva que ela possui;
3 = vantagens internas da empresa em relação às empresas concorrentes;
4 = desvantagens internas da empresa em relação às concorrentes.
(B) 1 = análise sócio-econômica da empresa;
2 = análise sócio-econômica das perdas da empresa;
3 = análise estatística sobre desempenho de vendas;
4 = análise estatística sobre desempenho dos concorrentes.
(C) 1 = análise sócio-econômica da empresa;
2 = análise sócio-econômica da concorrência;
3 = análise estatística sobre desempenho de vendas;
4 = análise estatística sobre desempenho dos concorrentes.
(D) 1 = análise dos públicos externos da organização;
2 = análise dos públicos externos da concorrência;
3 = análise dos públicos internos e mistos da organização;
4 = análise dos públicos internos e mistos da concorrência.
(E) 1 = vantagens internas da empresa em relação às empresas
concorrentes;
2 = desvantagens internas da empresa em relação às concorrentes;
3 = aspectos positivos do ambiente que envolve; a empresa com potencial
de trazer-lhe vantagem competitiva;
4 = aspectos negativos do ambiente que envolve a empresa com potencial
para comprometer a vantagem competitiva que ela possui.

6. (Provão 2000) Descrição geral do GRUPO MOTORIZADO:


É o maior do setor de revendas de carros no seu Estado. Começou como
concessionária General Motors em 1978, deixando a marca para trabalhar
no ano seguinte com modelos Fiat em quatro lojas. No final de 1999, surgiu
a oportunidade de voltar a trabalhar com a General Motors, e, para isto,
foram compradas mais três concessionárias que estavam fechadas. Hoje
tem sete lojas espalhadas em uma região geográfica cortada por inúmeras
vias de acesso importantes para outras regiões do Estado, e com população
em crescimento e de bom poder aquisitivo.
O GRUPO MOTORIZADO vendeu, em 1999, 20 mil carros e espera aumentar
este total em 20% no ano 2000. No último ano demonstrou também
eficiência e baixo custo das operações e dos recursos, assim como
disponibilidade e desempenho da assistência técnica ou serviços pós-venda.
Tem sete gerentes gerais (um para cada loja) e três gerentes do Holding
que se deslocam freqüentemente de uma loja para outra.
Seu trabalho consiste em cortar custos, melhorar a eficiência e alinhar as
operações de cada loja com a estratégia global do GRUPO. Todas as
negociações com as montadoras são feitas diretamente pelos gerentes
gerais de cada loja, que tomam as decisões pensando apenas nas
operações locais da sua filial, sem levar em conta a estratégia global do
GRUPO. Quando estas decisões contrariam padrões de conduta do GRUPO,
os gerentes do Holding têm poder de intervir.
Por exemplo: um dos gerentes gerais de uma loja negociou uma promoção
específica com a FIAT na qual todo carro vendido seria entregue com dois
acessórios gratuitos, a serem escolhidos pelo cliente entre pintura metálica,
vidro elétrico, vidro traseiro térmico, direção hidráulica, retrovisor elétrico e
break light. As vendas desta filial, só no primeiro fim de semana da
promoção, bateram recordes mensais. Mas as entregas de todo o GRUPO ao
longo dos três meses seguintes às vendas foram caóticas. Como a maioria
dos clientes escolheu direção hidráulica e vidro elétrico, a oficina central do
GRUPO teve que arcar com as instalações, alterando todo o fluxo de
produção.

a) Analise a situação atual do GRUPO MOTORIZADO, sua decisão de fusão


e de diversificação na representação de marcas, (vantagens, desvantagens
e riscos associados) segundo a matriz SWOT (ou PFOA), reproduzida na
tabela abaixo, especificando as potencialidades ou pontos fortes (P), as
fragilidades ou pontos fracos (F), as oportunidades (O) e as ameaças (A) de
ou para o GRUPO MOTORIZADO.

1. e
2. a
3. a
4. d
5. e
6. Padrão de Resposta Esperado:
a) Pontos Fortes:
− é o maior do setor de revendas no Estado;
− atua com mais de uma marca;
− tem sete lojas situadas numa área com acesso a outras regiões
do Estado e com população em crescimento e de bom poder
aquisitivo;
− demonstra eficiência e baixo custo das operações e dos recursos;
− demonstra disponibilidade e bom desempenho da assistência
técnica e serviços pós-venda;
− dá autonomia decisória aos gerentes das lojas.
b) Pontos Fracos:
− há falta de integração nas decisões (possivelmente falta de visão
estratégica das partes).
c) Oportunidades:
− expandir para outras regiões;
− diversificar também para outras marcas.
d) Ameaças:
− outros grupos (inclusive o seu maior concorrente e os que atuam
em outras regiões) cresceram através de fusões;
− outras concessionárias migrarem para as mesmas marcas.