P. 1
regulamento_interno_agrupamento

regulamento_interno_agrupamento

|Views: 84|Likes:
Published by biblioteca282

More info:

Published by: biblioteca282 on Sep 29, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

02/01/2013

pdf

text

original

Verificada a existência de faltas dos alunos, o Agrupamento poderá promover a aplicação da
medida ou medidas previstas na lei e no presente Regulamento Interno.

Sempre que um aluno, atinja um número total de faltas correspondente a três semanas no 1.º
ciclo do ensino básico, ao triplo de tempos lectivos semanais, por disciplina, nos 2.º e 3.º ciclos
no ensino básico e no ensino recorrente, a 90% da carga horária da disciplina ou domínio
independentemente da natureza das faltas ou 93% da carga horária da disciplina ou domínio
no caso de faltas exclusivamente injustificadas, no caso dos cursos de Educação e Formação
haverá lugar à realização de uma prova na disciplina ou disciplinas em que ultrapassou aquele
limite.

1. Esta prova é da exclusiva responsabilidade do professor titular de turma, no 1.º ciclo, e
do professor que lecciona a disciplina, nos restantes ciclos e níveis de ensino.

2. Esta prova pode ter a forma escrita ou oral, prática ou de entrevista.

3. Tratando-se de faltas justificadas, designadamente por doença, não pode decorrer a
aplicação de qualquer medida disciplinar, correctiva ou sancionatória. Esta prova terá
como objectivo diagnosticar as necessidades de apoio, tendo em vista a recuperação
de eventual défice de aprendizagens.

4. Nas situações de faltas injustificadas e quando o aluno não obtém aprovação na prova
referida no número anterior, o conselho de turma pondera a justificação ou
injustificação das faltas dadas, o período lectivo e o momento em que a realização da
prova ocorreu e, sendo o caso, os resultados obtidos nas restantes disciplinas,
podendo determinar:

a) O cumprimento de um plano de acompanhamento especial e a consequente
realização de uma nova prova;

b) A retenção do aluno inserido no âmbito da escolaridade obrigatória ou a frequentar
o ensino básico, a qual consiste na sua manutenção, no ano lectivo seguinte, no
mesmo ano de escolaridade que frequenta;

c) A exclusão do aluno que se encontre fora da escolaridade obrigatória, a qual
consiste na impossibilidade de esse aluno frequentar, até ao final do ano lectivo em
curso, a disciplina ou disciplinas em relação às quais não obteve aprovação na
referida prova.

5. Com a aprovação do aluno na prova prevista, o mesmo retoma o seu percurso escolar
normal, sem prejuízo do que vier a ser decidido pela escola, em termos estritamente
administrativos, relativamente ao número de faltas consideradas injustificadas.

6. A não comparência do aluno à realização da prova de recuperação prevista, quando
não justificada, determina a sua retenção ou exclusão, nos termos e para os efeitos
constantes nas alíneas b) ou c) do n.º 6.

7. O conselho pedagógico fixou como termos dessa realização, os seguintes:

- A prova de recuperação deverá ser realizada após a frequência de pelo menos duas
semanas de aulas;

- O docente da disciplina em que o aluno vai fazer a prova de recuperação deverá
fornecer-lhe uma matriz antes, pelo menos, uma semana da data da realização da
prova;

- A modalidade da prova de recuperação deverá ser escolhida pelo Departamento e
figurar no respectivo Regimento Interno;

Regulamento Interno

Agrupamento Vertical de Escolas de Rebordosa

52

- A prova de recuperação deverá ser realizada, sempre que possível, fora do horário
lectivo da turma sob a vigilância dos docentes em componente não lectiva, podendo
ser realizada excepcionalmente durante as aulas das Áreas Curriculares Não
Disciplinares.

8. Caso o aluno se enquadre em alguma das situações referidas no ponto anterior, o
Director de Turma deve:

a) Convocar à escola, pelo meio mais expedito, os Pais ou o Encarregado de
Educação ou, quando maior de idade, o aluno, no prazo de 3 dias úteis;

b) Informar o professor da disciplina, da necessidade da realização da prova de
recuperação;

c) Informar comprovadamente, ou através de carta registada, os Pais ou o
Encarregado de Educação e o aluno, sobre a matriz e data de realização da prova
de recuperação;

9. Quando o aluno tenha de realizar mais do que uma prova de recuperação, esta deverá
ser marcada, preferencialmente, de modo a que no mesmo dia só ocorra uma.

10. O resultado da prova de recuperação deverá ser dado a conhecer, comprovadamente,
ao aluno, Pais ou Encarregado de Educação.

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->