AGREGADO GRAUDO BRITA

DEFINIÇÃO DE AGREGADO Agregado é o material particulado, incoesivo, de atividade química praticamente nula, constituído de misturas de partículas cobrindo extensa gama de tamanhos. Pela NBR 9935/ 87, da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), agregado é definido como material sem forma ou volume definido, geralmente inerte, de dimensões e propriedades adequadas para produção de argamassas e concreto. O termo “agregado” é de uso generalizado na tecnologia do concreto. CLASSIFICAÇÃO DOS AGREGADOS Os agregados classificam-se segundo a origem, as dimensões das partículas e o peso específico aparente. Segundo a Origem Quanto à origem, eles podem ser:

é quanto ao modo de obtenção. pedrisco. Agregado miúdo é a areia de origem natural ou resultante do britamento de rochas estáveis.075 mm) (NBR 7211). os agregados são classificados em miúdos e graúdos.são aqueles que já são encontrados na natureza sob a forma de agregados: areia de mina. Recebem. pedregulhos etc.8 mm) (NBR7211). seixos rolados. seixo rolado e brita. • Artificiais ou industrializados . entretanto.são aqueles que necessitam ser trabalhados para chegarem à condição necessária e apropriada para seu uso: areia artificial. areia. cujos grãos passam por uma peneira de malha quadrada com abertura nominal de 152 mm e ficam retidos na peneira ABNT n° 4 (4. aqui usado. ou a mistura de ambas. O termo artificial. Segundo as Dimensões Quanto às dimensões.8 mm) e ficam retidos na peneira ABNT n° 200 (0. Agregado graúdo é o pedregulho (cascalho ou seixo rolado) ou a brita proveniente de rochas estáveis. etc. argila expandida. etc.150 mm).• Naturais . ou a mistura de ambos. como: fíler. e não com relação ao material em si. denominações especiais que caracterizam certos grupos. brita. cujos grãos passam pela peneira ABNT n°4 (4. Fíler é o material granular que passa na peneira ABNT n° 100 (0. conforme a NBR . areia de rios. escória de alto forno. Há autores que classificam como artificiais aqueles agregados que são obtidos por processos especiais de fabricação. tais como: escória de altoforno.

Após a detonação da rocha matriz. onde ocorre a desintegração.0 mm a 76.). dimensão máxima característica é a grandeza associada á distribuição granulométrica do agregado.8 mm a 9. BRITA Brita ou pedra britada é o agregado graúdo obtido em uma unidade industrial/mineradora chamada pedreira. deve-se providenciar a sua lavagem. O concreto é melhor e mais consistente quando os espaços entre as britas maiores são ocupados uniformemente por britas . correspondente à abertura de malha quadrada.5 mm 9. em milímetro. grandes matacões (pedras enormes) são transportados para serem triturados em um equipamento chamado britador (razão do nome pedra britada). basalto. etc.0 mm > 76.0 mm 25.5 mm a 19. calcários etc. por explosão controlada. para que a qualidade do concreto não diminua devido a menor aderência entre a pasta e a brita.0 mm 19. Como exemplo. Por razões comerciais. de acordo com a NBR 7211. Por fim.0 mm 38. das peneiras das séries normal e intermediária. gnaisse. Na designação do tamanho de um agregado. classificam-se as britas em: Brita zero Brita 1 Brita 2 Brita 3 Brita 4 Pedra-de-mão 4. da rocha que dá origem à brita (granito. temos: cal extinta.0 mm Caso a brita possua muito pó de pedra.0 mm a 38. a qual corresponde uma porcentagem retida acumulada igual ou imediatamente inferior a 5% em massa. a brita é passada em peneiras onde é classificada de acordo com a sua granulometria.5734.0 mm a 25.

carregamento dos furos (colocação dos explosivos). Determinada a altura da bancada a ser detonada é iniciado o processo de perfuração com o uso de hastes de aço e brocas conhecidas como bit.menores e areia. detonação e transporte da pedra detonada para o beneficiamento. areia etc). calcário e basalto. . Vários tipos de minerais são empregados no processo de produção da brita. ETAPAS DO PROCESSO PRODUTIVO DA BRITA A brita é o produto final da transformação de um maciço rochoso presente em uma jazida mineral. seguido da limpeza do maciço rochoso (retirada de vegetação e excesso de solo). O processo é iniciado com a determinação do local de exploração. Vencidas estas etapas inicia-se o processo final de transformação da rocha em brita. tornando o maciço rochoso apto para ser perfurado e evitando que o produto final seja contaminado com um mineral diferente e com resíduos orgânicos. O material não vegetal removido geralmente é utilizado como aterro (expurgo). Limpeza do local de exploração Na eventualidade de existir uma camada vegetal no local a ser explorado. perfuração da rocha. sendo os mais comuns: granito. Perfuração A perfuração do maciço rochoso é efetuada com o emprego de perfuratrizes pneumáticas ou hidráulicas. essa deve ser removida juntamente com o solo (argila.

também. o desmonte do maciço rochoso é obtido após o acionamento do cordel (pavio). São vários os fatores que podem . O Blaster é um profissional habilitado para o exercício da função.Carregamento dos furos O carregamento consiste na colocação de explosivos nos furos. O correto cálculo da quantidade de explosivos a ser empregada no carregamento é determinante para a obtenção de pedras no tamanho ideal para o beneficiamento primário. em quantidades previamente determinadas. O tamanho do cordel deve ser calculado para oferecer segurança a equipe que está efetuando a detonação. O carregamento. Desmonte do maciço rochoso Comumente conhecido como “fogo”. livre do risco de atingimento pelas pedras que serão arremetidas com a explosão. com diversas aberturas). Clique aqui e assista ao vídeo de um desmonte de maciço rochoso Desmonte secundário das rochas O desmonte do bloco maciço nem sempre garante que a totalidade das pedras terá o tamanho adequado para lançamento direto na abertura do britador primário (existem diversos tipos de britadores primários disponíveis no mercado. contando com registro junto aos órgãos de segurança pública. é calculado para que o desmonte siga uma “direção” pré-determinada. A equipe de detonação é chefiada pelo profissional conhecido como “Cabo de Fogo” ou “Blaster”. Sua queima deve oferecer tempo suficiente para que a equipe se desloque para local seguro.

acarretar em pedras com tamanho superior ao esperado: a) dureza da rocha. geralmente hidráulica. que deposita em caminhões para descarregamento no alimentador do britador primário. As mais empregadas são: Rompedor: Máquina de impacto. O desmonte secundário pode ser executado de diversas maneiras. que quebrará o bloco de rocha em pedaços menores e adequando-o ao emprego no britador primário. c) perfuração com tamanho inadequado. Esse britador é composto por duas mandíbulas que trituração a rocha por esmagamento (tipo moinho). pois ao contrário do desmonte do maciço rochoso é impossível controlar a “direção” que seguirão as pedras detonadas por fogacho. Fogacho: Os blocos de rocha são perfurados com o emprego de martelo pneumático. Britagem primária O material resultante do desmonte primário é recolhido por uma escavadeira hidráulica. Drop-Ball: Esfera de aço de peso elevado. b) fragmentações ocultas. A pedra após passar pelo . Os furos são carregados com pequena quantidade de explosivo para serem detonados e se obter o tamanho final desejado. quebrando-o em pedaços menores e adequando-o ao emprego no britador primário. que é lançada sobre o bloco de rocha. A equipe de detonação deve tomar todos os cuidados necessários na execução dessa tarefa. Essa é uma operação que requer muitos cuidados. d) carregamento inadequado etc.

Os rebritadores são equipamentos que moem a pedra por atrito. A pilha pulmão tem a finalidade de manter material em estoque para rebritagem. Classificação final A classificação final do material resultante da rebritagem é efetuada pelo conjunto de peneira vibratória. Essas pedras podem ser imediatamente transportadas para a rebritagem ou destinadas à formação de uma pilha intermediária. composto por uma ou mais peneiras. Rebritagem As pedras presentes na pilha pulmão são geralmente transportadas para a rebritagem através de transportadores de correia. O rebritador deve ser regulado para permitir a quebra da pedra em conformidade com a granulometria final desejada. A brita que passou na peneira cai numa bica e desta é conduzido por um transportador de correia para formação da pilha final do produto.britador primário terá seu tamanho reduzido para a dimensão mais adequada ao processo final de britagem. conhecida como pilha pulmão. . A brita retida é devolvida ao rebritador de forma sucessiva até que se obtenha o produto na granulometria desejada. MATERIAIS PRODUZIDOS NA BRITAGEM Pó de pedra:Fíler:Areia de brita:Bica-corrida: Rachão: É a fração acima de 76mm da bica-corrida secundária ou.

Restolho: É subproduto em algumas pedreiras de rocha menos sã. Neste caso. sendo que mais de 80% é constituído de agregados. A produção da pedra britada caracteriza-se pelo baixo valor unitário e pela produção de grandes volumes. O concreto é um dos materiais de construção mais utilizado pelo homem. tem muita influência a ocorrência ou não de diáclases (ou veios). da bica-corrida primária. que podem fazer com que os blocos se partam muito facilmente. o que torna relevante a . são de uso esporádico (quebra-mares). representando um importante setor da economia do país. Entretanto. enquanto outros grandes estados produtores são Minas Gerais (12%). O estado de São Paulo responde por cerca de 30% da produção da produção nacional de pedra britada. sendo retirado do fluxo à saída do britador primário. o que impõe a necessidade de ser produzido o mais próximo possível do mercado consumidor. Paraná (7%). em geral. como tais. Os blocos. inviabilizando seu uso. Rio de Janeiro (9%). de um a três metros de dimensões extremas. variam.eventualmente. O transporte corresponde a cerca de 67% do custo final do produto. ATIVIDADE MINERADORA No Brasil o segmento econômico da construção civil é responsável por 14. Rio Grande do Sul (6%) e Santa Catarina (4%).8% do PIB. Suas dimensões dependem da morfologia da rocha a explorar e do tamanho do britador primário. a indústria da construção civil é responsável por 14 a 50% do consumo dos recursos naturais pela sociedade em todo planeta. Blocos: São o resultado dos fogos de bancada.

• Turbidez da água. • Supressão da vegetação. . como acontece. Estima-se que cerca de 210 milhões de toneladas de agregados são consumidos anualmente no Brasil. Logo há que se ter bom senso e fiscalização dos órgãos competentes (IBAMA. principalmente da mata ciliar. já que se trata de grande empregadora de mão-de-obra e o déficit habitacional tenderia a diminuir com o aumento populacional. 399 milhões de toneladas de agregados. A indústria da construção civil no Brasil consumiu. DNPM. em 2001. constituindo grave problema econômico e social. No entanto. • Lançamento de efluentes. Secretarias Estaduais do Meio Ambiente. se não houver areia e brita a indústria da construção civil torna-se inviável. • Instabilidade de margens e taludes. etc). Os principais impactos ambientais causados pela extração mineral de agregados são: • Alteração da paisagem. • Alteração nas calhas dos cursos d’água.preocupação com a extração de agregados naturais. trata-se de empreendimento exploratório que degrada o meio ambiente. somente na produção de concretos e argamassas. com toda atividade de mineração. sendo 139 milhões de toneladas de pedra britada. A extração da pedra britada para uso na construção civil constitui uma atividade mineradora e. normalmente.

ufrrj.html http://www.br/equipamentos/agregados/introducao.http://www.com.br/institutos/it/dau/profs/edmundo/Agregados.pattrol.pdf .

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful