CENTRO SOCIAL PAROQUIAL DE CARNIDE

1. Introdução 1.1. 1.2.

ÍNDICE

Objectivos Gerais Objectivos Específicos

PROJECTO CURRICULAR DE TURMA Sala de 2 anos
2010/2011

2. Caracterização da Faixa Etária 3. Caracterização da Equipa Educativa 3.1. Horários

4. Enquadramento das Rotinas 5. Planificação das Actividades 5.1. Fundamentação Teórica

Planos Mensais de Actividades Plano de Actividades Sociopedagógicas Reunião de Pais – 20 de Outubro de 2010

1

1. INTRODUÇÃO

O bem-estar físico e emocional das crianças e respectivas famílias não passa unicamente pelo processo dinâmico de relação com o meio ou pela interacção com os outros, enquanto forma facilitadora de integração e adaptação. Deve o contexto institucional de Educação proporcionar condições físicas de segurança e dispor de equipamentos e materiais adaptados e organizados para facilitar o desenvolvimento, promover a auto-estima, confiança e aprendizagem das crianças. Crescer em segurança na rua, em casa e prevenir acidentes deve ser uma preocupação não especificamente da escola mas da comunidade escolar em geral. Dando continuidade ao trabalho realizado anteriormente com o grupo e tendo em conta o seu processo de crescimento e aprendizagem, o contexto institucional em simultâneo com o educador e equipa educativa devem:          Dar resposta adequada às necessidades educativas da criança e do grupo; Estar disponíveis e escutar a criança e o grupo; Criar situações que despertem curiosidade e desenvolvam a capacidade de agir e pensar; Respeitar o ritmo de desenvolvimento individual; Proporcionar experiências enriquecedoras nos vários níveis: motor, social, linguístico e cognitivo; define como objectivo Promover a adaptação e integração; Criar um vínculo afectivo e emocional com a criança e respectiva família; Fomentar um clima e ambiente de confiança, securizante e estável; Proporcionar condições físicas de segurança;
2

O tema geral do Projecto Educativo intitula-se “Palmo e Meio a

Crescer” e tem um período de vigência de três anos lectivos, sendo este
o terceiro e último ano.

“Valores e Segurança” será a unidade temática a trabalhar e
desenvolver em 2010/11, com um grupo homogéneo de crianças de dois anos de idade. A criança é um ser biopsicosocial em crescente desenvolvimento e aprendizagem, é fundamental proporcionar experiências e vivências enriquecedoras de forma a potenciar as suas capacidades nas mais diversas áreas. É com base nesta ideia que me proponho desenvolver e pôr em prática as unidades temáticas acima citadas. É pela interacção com os outros e o meio ambiente que a criança assimila conhecimentos e interioriza valores, conceitos físicos e sociais sobre o mundo, para no futuro poder tirar partido dos meios naturais, compreender melhor e respeitar mais o mundo onde está inserido e os seus pares. Em todo este processo a criança constrói referências que lhe permitem perceber o que está certo ou errado tomando consciência das diferenças sociais, culturais e religiosas. A Lei-Quadro da Educação Pré-escolar

pedagógico “o bem-estar e de segurança, nomeadamente no âmbito

da saúde individual e colectiva” (Orientações Curriculares, 1997, p.
16).

 Promover o bem-estar físico e emocional;  Dispor de equipamentos e materiais adaptados e organizados, para facilitar o desenvolvimento e promover aprendizagens diversificadas;  Valorizar e fomentar o trabalho de equipa.

1.2. Objectivos Específicos VALORES   Assimilar normas e valores culturais da comunidade; Promover o sentido de pertença social e cultural respeitando e valorizando outras culturas; Promover uma educação para os valores humanos; Potenciar o desenvolvimento de condutas, hábitos e atitudes pro-sociais;      Promover atitudes e valores de forma a contribuir para que se tornem cidadãos conscientes e solidários; Promover a interiorização de regras e convivência social e de vida democrática no grupo; Valorizar o papel da família; Apelar à participação da família na organização do contexto institucional; Reconhecer a família como uma forma de organização da vida humana.

1.1. Objectivos Gerais                 Desenvolver as competências sensoriais; Desenvolver capacidades sócio-afectivas; Estimular a autonomia e independência; Promover a comunicação e expressão verbal; Enriquecer e alargar o vocabulário; Desenvolver competências cognitivas nas várias Áreas de Conteúdo; Proporcionar aprendizagens activas; Estimular a criança a partilhar os brinquedos; Promover o processo de controlo dos esfíncteres retirando a fralda; Promover a interiorização de rotinas; Fomentar o desenvolvimento motor; Estreitar a relação entre os dois contextos sociais onde a criança está inserida: Escola e Família; Promover relações de confiança; Privilegiar as relações interpessoais; Potenciar a diferenciação entre o “Eu” e o “Outro”; Encorajar a criança à resolução de problemas em situações de conflito.

 

SEGURANÇA      Incrementar a confiança e segurança básicas; Promover condições de segurança no equipamento, material pedagógico e rotinas da sala de actividades; Alertar para os perigos ou situações susceptíveis de provocar acidentes; Dar a conhecer algumas noções de segurança rodoviária; Conhecer as normas e modos de comportamento na rua;
3

 Fomentar uma consciência cívica de respeito pelas regras e sinais de trânsito;     Proporcionar o sentido de orientação na rua; Conhecer as normas básicas de segurança pessoal; Conhecer as normas básicas de higiene pessoal; Adquirir e aplicar as normas básicas para o cuidado da higiene pessoal. 2. Caracterização da Faixa Etária No processo de crescimento e aprendizagem a criança de dois anos de idade, desenvolve as suas competências através das experiências e vivências directas e activas que lhe forem proporcionadas. A criança desta faixa etária caracteriza-se pelo desenvolvimento do seu sentido de identidade, pela afirmação da sua personalidade, independência e autonomia. Do ponto de vista da Socialização, é uma criança que gradualmente vai abdicando do seu egocentrismo, é capaz de brincar e cooperar mais com os pares construindo o conhecimento do seu “EU” social. Desenvolve a capacidade e gosto de brincar em grupo e começa a ter maior consciência de si. No entanto, tende a ser manipulativa, demonstra frequentes mudanças de humor e faz birras com frequência. Na área da Linguagem verifica-se um rápido e significativo aumento do vocabulário, articula as palavras e frases de um modo muito pessoal, contribuindo para que muitas vezes só a família a entenda. É uma criança capaz de empregar pronomes pessoais e possessivos e usar a forma negativa e interrogativa na construção das frases.

Comunica para além da forma verbal, recorre a gestos e atitudes. A nível Cognitivo possui maior capacidade de organização do cérebro o que lhe permite relacionar-se, compreender e ter maior percepção do que a rodeia. Devido ao desenvolvimento desta competência compreende e executa instruções com maior grau de complexidade e desenvolve a competência de assimilar uma quantidade crescente de informação, contribuindo para juntar as ideias e fazer o encadeamento entre elas. É uma criança que aprende através da experiência e vê o mundo quase exclusivamente através das suas necessidades e pressupõe que todas pensam e agem como ela. Conhece e nomeia as cores primárias e é capaz de contar pelo menos até cinco. Graças à sua capacidade de estruturação e sistematização do pensamento e do seu processo de maturação, a criança está apta a apreender e conhecer melhor o que a rodeia e ser “treinada” para iniciar o controlo dos esfíncteres deixando a fralda. Relativamente ao desenvolvimento Motor é uma criança destemida que gosta de explorar, descobrir, experimentar e conquistar o que a rodeia. Revela maior coordenação motora, maior precisão e agilidade nos seus movimentos e maior grau de destreza e manipulação, permitindo-lhe executar uma diversidade de acções e exercícios. A sua marcha é equilibrada e eficaz o que lhe possibilita subir e descer escadas sozinha, trepar e ultrapassar obstáculos com facilidade e calçar e descalçar-se sozinha. Demonstra maior capacidade de autonomia e auto-confiança na maior parte das actividades/rotinas diárias.

4

3. Caracterização da Equipa Educativa O grupo de crianças de dois anos de idade está sob a responsabilidade de uma equipa educativa constituída por uma Educadora de Infância e três Ajudantes de Acção Educativa. 3.1. Horários

4. Enquadramento das Rotinas Todos os momentos de rotina são educativos e sua organização caracteriza-se pela previsibilidade, flexibilidade e consistência, de forma a transmitir à criança segurança e controlo. As rotinas devem ser estruturadas de acordo com as necessidades das crianças e respeitar os ritmos individuais, de modo a promover a segurança e confiança pessoal e emocional. A estabilidade das rotinas permite à criança antecipar o que vai fazer a seguir e compreender a sequência de eventos de forma natural e espontânea. A sua estruturação permite ao grupo concretizar variados tipos de interacções significativas para o desenvolvimento da criança, ou seja, no dia-a-dia são proporcionados oportunidades de actividade individual e colectiva entre pares, relações com os adultos da sala, restantes colaboradores da Instituição e comunidade educativa.

Horários 7h30m/8h às 16h/16h30m 9h 00m às 17h 9h 30m às 18h 10h 00m às 19h 10h 30m às 19h 30m

1ª Semana
A. A. Educativa Angelina Gomes

2ª Semana
A. A. Educativa Sónia Claro

3ª Semana
A. A. Educativa Angelina Gomes

4ª Semana
A. A. Educativa Sónia Claro

Educadora Paula Ganhão

Educadora Paula Ganhão

Educadora Paula Ganhão

Educadora Paula Ganhão

A. A. Educativa Débora Santos

A. A. Educativa Angelina Gomes A. A. Educativa Débora Santos

A. A. Educativa Sónia Claro

A. A. Educativa Débora Santos

------------------

------------------

-----------------

A. A. Educativa Sónia Claro

------------------

A. A. Educativa Débora Santos

A. A. Educativa Angelina Gomes

NOTA: os horários das colaboradoras da sala de dois anos são intercalados com as colaboradoras da sala de um ano de idade e podem ser alterados consoante as necessidades com acordo prévio da Directora Pedagógica. A educadora intercala o seu horário entre as 9h/17h e 8h30m/16h30m duas vezes por semana.
5

HORAS 7h 30m/9h 9h/9h 30m

2ª feira Acolhimento Reunião de grupo Comer bolachas Beber água Cantar canções/Contar histórias Actividades espontâneas/livres Higiene Almoço Repouso Higiene Vestir batas/babetes Lanche Actividades espontâneas/livres Comer fruta Saída

3ª feira Acolhimento Reunião de grupo Comer bolachas Beber água Cantar canções/Contar histórias Actividades espontâneas/livres Higiene Almoço Repouso Higiene Vestir batas/babetes Lanche Actividades espontâneas/livres Comer fruta Saída

4ª feira Acolhimento Reunião de grupo Comer bolachas Beber água Cantar canções/Contar histórias Actividades espontâneas/livres Higiene Almoço Repouso Higiene Vestir batas/babetes Lanche Actividades espontâneas/livres Comer fruta Saída

5ª feira Acolhimento Reunião de grupo Comer bolachas Beber água Cantar canções/Contar histórias Actividades espontâneas/livres Higiene Almoço Repouso Higiene Vestir batas/babetes Lanche Actividades espontâneas/livres Comer fruta Saída

6ª feira Acolhimento Reunião de grupo Comer bolachas Beber água Cantar canções/Contar histórias Actividades espontâneas/livres Higiene Almoço Repouso Higiene Vestir batas/babetes Lanche Actividades espontâneas/livres Comer fruta Saída

9h 30m/10h

10h/11h 10h 30m/11h 11h 15m/12h 15m 12h 15m/15h

15h/15h 45m

15h 45m/16h 15m

16h 30m/19h 30m

6

5. Planificação das Actividades

5.1. Fundamentação Teórica A Família é o núcleo base e fulcral de transmissão de Valores. É nela que a criança constrói gradualmente a sua identidade e enquadra os seus valores morais e éticos, iniciando o seu desenvolvimento pessoal e social. Porém, a Escola também tem um papel fundamental na formação da individualidade da criança enquanto pessoa. A escola é um espaço que possibilita estabelecer e desenvolver relações e interacções pessoais e sociais; permite adquirir conhecimento, vivenciar experiências e moldar a personalidade com base nos Valores explícitos no Ideário da Instituição e implícitos por aqueles que constituem a comunidade escolar, ou seja, educadores, ajudantes de acção educativa, amigos, etc. Cada sistema tem o seu próprio código de conduta definido e ambos proporcionam diferentes e diversificadas vivências culturais, pessoais, sociais e emocionais. Os Valores não se ensinam, “é na inter-relação que a criança vai

A planificação é uma ferramenta de suporte e reflexão do educador para orientação da sua prática pedagógica e organização do ambiente educativo e deve ser entendido como um instrumento de intencionalidade educativa que pressupõe promover um conjunto de aprendizagens significativas e diversificadas. As actividades planeadas para o ano lectivo 2010/11 têm carácter flexível, terão em linha de conta a unidade temática “Valores e

Segurança”, as características da faixa etária, as necessidades
individuais e colectivas do grupo, as datas das efemérides previstas na calendarização anual e as actividades Sociopedagógicas do Plano Anual. As Orientações Curriculares para a Educação Pré-escolar visam o desenvolvimento global da criança nas três grandes Áreas de Conteúdo, isto é, Área de Formação Pessoal e Social, Área de Expressão e Comunicação e Área do Conhecimento do Mundo. Mediante a unidade temática para este ano lectivo “Valores períodos semestrais. 1º Período: de Setembro a Janeiro com abordagem ao tema “Valores”.  2º Período: de Fevereiro a Junho com abordagem ao tema “Segurança”.

e

Segurança” a planificação será desenvolvida e trabalhada em dois

aprendendo a atribuir valor a comportamentos e atitudes seus e dos outros, conhecendo, reconhecendo e diferenciando modos de interagir.” (Orientações Curriculares, 1997, p. 52).

Neste processo, a abordagem realizada para uma educação com Valores, pelos contextos familiar e educativo, deve ser coerente; pedagógico; flexível e permeável, mas essencialmente HUMANO. Face aos Objectivos Pedagógicos que a Lei-Quadro da Educação Préescolar define, deve ser preocupação dos agentes educativos, “fomentar

a inserção da criança em grupos sociais diversos, no respeito pela pluralidade das culturas, favorecendo uma progressiva consciência como membro da sociedade” (Orientações Curriculares, 1997, p. 15).
7

No que diz respeito à segunda fase da planificação, também a LeiQuadro da Educação Pré-escolar define, Objectivos Pedagógicos em relação à Segurança da criança, “proporcionar à criança ocasiões de

normas gerais de funcionamento e infra-estruturas dirigido a vários sectores (higienização, alimentar, equipamentos e utensílios, etc.) Os Cuidados Pessoais de Saúde e Higiene são baseados nas orientações do Manual de Qualidade para a Creche que apresenta um conjunto de ferramentas de apoio ao educador nesta área. Os momentos dos cuidados pessoais de saúde e higiene devem promover oportunidades de experiências de aprendizagem.

bem-estar e de segurança, nomeadamente no âmbito da saúde individual e colectiva” (Orientações Curriculares, 1997, p. 16).
É minha intenção e preocupação fazer uma abordagem a esta unidade temática nas seguintes áreas:      Espaço e Ambiente Educativo Materiais e Equipamento Cuidados de Higienização do Espaço, das Superfícies, Materiais Escolares, Equipamentos e Instalações Cuidados Pessoais de Saúde e Higiene Sensibilizar as crianças para atitudes e comportamentos preventivos de riscos. O Ambiente e o Espaço educativo são da responsabilidade do educador. Estes devem ser organizados e estruturados de acordo com critérios de qualidade, diversidade, funcionalidade e durabilidade para que a criança se sinta confortável e segura. No espaço educativo os recursos Materiais e o Equipamento devem ser seleccionados de acordo com os padrões e as normas de segurança estabelecidas, adequados à faixa etária, às necessidades das crianças e promover as suas potencialidades. O espaço exterior da Instituição é um local privilegiado que não deve ser descurado, pelas oportunidades educativas que proporciona. O sector de Limpeza e Higienização é entendido como uma preocupação que não deve ser descuidada. A Instituição tem procurado implementar um conjunto de pré-requisitos com base no Plano HACCP que define

Finalmente a importância de sensibilizar as crianças para Atitudes e Comportamentos preventivos de riscos, em diferentes contextos: na rua, em casa e na escola.

PLANOS MENSAIS DE ACTIVIDADES

8

SETEMBRO 2010
ÁREAS DE CONTEÚDO

OBJECTIVOS
▸ Fomentar a integração do grupo nas rotinas diárias da Instituição e sala de actividades ▸ Promover a adaptação e integração dos novos elementos ao novo ambiente educativo ▸ Estabelecer a interacção entre criança/adulto e entre pares ▸ Determinar com o grupo regras de convivência social ▸ Sensibilizar as crianças para o sentido de respeito pelo outro ▸ Proporcionar um ambiente físico e educativo seguro, afectuoso e de confiança no grupo e respectivas famílias ▸ Promover a compreensão das rotinas ▸ Fomentar a auto-estima das crianças

ACTIVIDADES/ESTRATÉGIAS

RECURSOS

ESTRATÉGIAS DE AVALIAÇÃO

ÁREA DE FORMAÇÃO PESSOAL E SOCIAL

▸ Recepção ao grupo e respectivas famílias na abertura do ano lectivo ▸ Falar com o grupo sobre o que podem e não podem fazer ▸ Interagir pessoalmente com cada criança e respectiva família ▸ Incentivar as crianças a atitudes e comportamentos de tolerância e compreensão do outro ▸ Organizar as rotinas de forma a transmitir estabilidade e segurança individual e colectivamente ▸ Expressar alegria sempre que as crianças realizarem o processo do controlo dos esfíncteres

Área de Formação Pessoal e Social
▸ Observação e registo da forma como as crianças compreendem o que a rodeia ▸ Registo de participação das crianças ▸ Registo do desenvolvimento das atitudes e comportamento ▸ Observação e registo da forma como a Humanos: Educadora, Ajs. A. criança se relaciona com os outros ▸ Registo da capacidade de autonomia Educativa, crianças, pais, ▸ Observação e registo da capacidade de familiares, professor de reflexão

Música.

Desenvolvimento da Linguagem
▸ Observação e registo da progressiva forma de comunicação oral ▸ Observação e registo da forma como as crianças se expressam ▸ Observação e registo do interesse e gosto em escutar histórias e ver livros

Institucionais: Creche.

ÁREA DE EXPRESSÃO E COMUNICAÇÃO

▸ Fomentar a expressão oral individual e em ▸ Conversar com as crianças individualmente grupo e em grupo ▸ Promover o diálogo ▸ Leitura da história “O Outono” ▸ Alargar e enriquecer o vocabulário ▸ Ouvir, cantar e mimar canções ▸ Desenvolver a comunicação e linguagem

DOMÍNIO DA MATEMÁTICA

Materiais: cola, cartolinas, tintas, pincéis, aventais, manguitos, cartões de presença, papel autocolante, plasticina, canetas de feltro, tesouras, gravador áudio, CD’s ▸ Deixar as crianças explorarem de forma ▸ Estruturar a organização espacial da sala de música, livros de histórias, livre os materiais e objectos ▸ Estimular a memória jogos didácticos de sala. ▸ Explorar as cores primárias ▸ Apresentar novos instrumentos de trabalho ▸ Explorar os atributos: tamanho e forma das ▸ Observar o tamanho e forma das folhas apanhadas no jardim da Instituição folhas de Outono ▸ Identificar e nomear as características da estação do ano: Outono ▸ Adquirir a noção de entrada de uma estação do ano ▸ Desenvolver a aquisição de hábitos de higiene pessoal ▸ Proporcionar o contacto com meio envolvente ▸ Decoração de um placar alusivo ao tema

Domínio da Matemática
▸ Observação e registo da capacidade de raciocínio ▸ Registo da compreensão de noções matemáticas ▸ Observação e registo das competências na forma como estruturam o pensamento ▸ Registo da forma como a criança faz a apreensão temporal ▸ Observação e registo da capacidade de resolução dos problemas

ÁREA DO CONHECIMENTO DO MUNDO

Outono

Área do Conhecimento do Mundo
▸ Observação e registo das atitudes e descobertas efectuadas ▸ Observação e registo das capacidades de observação, curiosidade e interesse ▸ Registo dos saberes e conhecimentos que a criança possui

▸ Apanhar folhas no espaço exterior da Instituição ▸ Dar continuidade ao processo do controlo dos esfíncteres, usando as instalações sanitárias

9

OUTUBRO 2010
ÁREAS DE CONTEÚDO OBJECTIVOS ACTIVIDADES/ESTRATÉGIAS RECURSOS ESTRATÉGIAS DE AVALIAÇÃO

ÁREA DE FORMAÇÃO PESSOAL E SOCIAL

▸ Fomentar a auto-estima das crianças ▸ Promover momentos de convívio entre as diversas valências ▸ Celebrar o 27º aniversário da Instituição ▸ Fomentar valores de entreajuda e respeito ▸ Promover a interiorização de regras e rotinas com consistência e coerência ▸ Estabelecer regras de boa convivência pessoal

▸ Expressar alegria sempre que as crianças realizarem o processo do controlo dos esfíncteres ▸ Participar na festa de aniversário da Instituição ▸ Atribuir pequenas tarefas e responsabilidades ▸ Organizar as rotinas de forma a transmitir estabilidade e segurança individual e colectivamente ▸ Facilitar o diálogo no grupo, dando oportunidade para todos falarem ▸

Área de Formação Pessoal e Social
▸ Observação e registo da forma como as crianças compreendem o que a rodeia ▸ Registo de participação das crianças ▸ Registo do desenvolvimento das atitudes e Humanos: Educadora, Ajs. A. comportamento Educativa, crianças, professor ▸ Observação e registo da forma como a de Música, Pais, utentes das criança se relaciona com os outros ▸ Registo da capacidade de autonomia diversas valências. ▸ Observação e registo da capacidade de reflexão

Desenvolvimento da Linguagem Institucionais: Creche.
▸ Observação e registo da progressiva forma de comunicação oral ▸ Observação e registo da forma como as crianças se expressam ▸ Observação e registo do interesse e gosto em escutar histórias e ver livros

ÁREA DE EXPRESSÃO E COMUNICAÇÃO

▸ Alargar a capacidade de compreensão linguística ▸ Fomentar o gosto e interesse pelo código escrito ▸ Promover o diálogo

DOMÍNIO DA MATEMÁTICA

▸ Registar graficamente o que as crianças alimentos, fantoches, papel de lustro, cola, tesoura, canetas de dizem ▸ Pedir às crianças para descreverem feltro, cartões de presença, jogos e material didáctico, imagens de produtos alimentares gravador áudio, CD’s de música, plasticina, instrumentos ▸ Construir noções matemáticas a partir de ▸ Seriar e ordenar os objectos da sala musicais. vivências diárias ▸ Especificar nas rotinas noções temporais: ▸ Estabelecer relações entre as acções antes/depois, hoje/ontem, agora/logo ▸ Construir a noção de número ▸ Fazer a contagem dos objectos durante a Logísticos: fazer carta aos pais arrumação da sala para a reunião de Pais, pedir na ▸ Assinalar o Dia Mundial da Alimentação ▸ Valorizar hábitos de uma alimentação saudável ▸ Nomear e identificar alimentos ▸ Fomentar a aquisição de hábitos de higiene pessoal ▸ Mostrar imagens de alimentos ▸ Pedir às crianças que digam o nome de alguns produtos alimentares ▸ Dar continuidade ao processo do controlo dos esfíncteres, usando as instalações sanitárias secretaria para fotocópias da carta

Leitura da história “A Lagarta e a Materiais: livros, imagens de Maçã”

Domínio da Matemática
▸ Observação e registo da capacidade de raciocínio ▸ Registo da compreensão de noções matemáticas ▸ Observação e registo das competências na forma como estruturam o pensamento ▸ Registo da forma como a criança faz a apreensão temporal ▸ Observação e registo da capacidade de resolução dos problemas

fazer

ÁREA DO CONHECIMENTO DO MUNDO

Área do Conhecimento do Mundo
▸ Observação e registo das atitudes e descobertas efectuadas ▸ Observação e registo das capacidades de observação, curiosidade e interesse ▸ Registo dos saberes e conhecimentos que a criança possui

10

NOVEMBRO 2010

ÁREAS DE CONTEÚDO

OBJECTIVOS

ACTIVIDADES/ESTRATÉGIAS

RECURSOS

ESTRATÉGIAS DE AVALIAÇÃO

ÁREA DE FORMAÇÃO PESSOAL E SOCIAL

▸ Fomentar a auto-estima das crianças ▸ Promover o conhecimento das tradições da época: S. Martinho ▸ Promover momentos de convívio entre as diversas valências ▸ Fomentar a autonomia ▸ Promover uma educação assente na cidadania com sentido crítico e de responsabilidade

▸ Expressar alegria sempre que as crianças realizarem o processo do controlo dos esfíncteres ▸ Realizar um Magusto e participar nos momentos de convívio entre as diversas valências ▸ Incentivar as crianças a saber fazer e participar nas rotinas diárias ▸ Incentivar à partilha dos brinquedos, interiorização de valores e respeitar as regras ▸ Contar a história do S. Martinho com

Área de Formação Pessoal e Social
▸ Observação e registo da forma como as crianças compreendem o que a rodeia ▸ Registo de participação das crianças ▸ Registo do desenvolvimento das atitudes e comportamento Humanos: Educadora, Ajs. A. ▸ Observação e registo da forma como a Educativa, crianças, professor criança se relaciona com os outros de Música, pais, colaboradores ▸ Registo da capacidade de autonomia e utentes das diversas ▸ Observação e registo da capacidade de reflexão valências.

Desenvolvimento da Linguagem Institucionais: Creche.
▸ Observação e registo da progressiva forma de comunicação oral ▸ Observação e registo da forma como as crianças se expressam ▸ Observação e registo do interesse e gosto em escutar histórias e ver livros

ÁREA DE EXPRESSÃO E COMUNICAÇÃO

▸ Desenvolver a expressão e comunicação ▸ Alargar e enriquecer o vocabulário ▸ Estimular a capacidade de construção de frases simples ▸ Estimular as crianças a imitares acções simples e concretas

imagens

DOMÍNIO DA MATEMÁTICA

▸ Desenvolver capacidades cognitivas ▸ Explorar o atributo cor das castanhas ▸ Construir a noção de quantidade

▸ Pedir para descrever as imagens da Materiais: cola, tesouras, história de S. Martinho cartolinas, canetas de feltro, ▸ Recorrer a expressões faciais e gestos lápis de cor, livros de histórias ▸ Ouvir e cantar canções com imagens, cartões de presenças, jogos e material didáctico, gravador áudio, CD’s ▸ Manusear castanhas e contá-las música, instrumentos ▸ Estabelecer a correspondência de “um de musicais, plasticina. para um” dando castanhas a cada criança

Domínio da Matemática

ÁREA DO CONHECIMENTO DO MUNDO

▸ Decoração de um placar alusivo ao tema ▸ Promover o conhecimento das datas festivas na secretaria para S. Martinho programadas na calendarização do plano anual ▸ Dar continuidade ao processo do controlo fotocópias da carta. ▸ Promover a aquisição de hábitos de higiene dos esfíncteres, usando as instalações sanitárias

▸ Observação e registo da capacidade de raciocínio ▸ Registo da compreensão de noções matemáticas ▸ Observação e registo das competências na forma como estruturam o pensamento ▸ Registo da forma como a criança faz a Logísticos: fazer carta aos pais apreensão temporal a pedir para contribuírem com ▸ Observação e registo da capacidade de meia dúzia de castanhas, pedir resolução dos problemas

fazer

Área do Conhecimento do Mundo
▸ Observação e registo das atitudes e descobertas efectuadas ▸ Observação e registo das capacidades de observação, curiosidade e interesse ▸ Registo dos saberes e conhecimentos que a criança possui

11

DEZEMBRO 2010
ÁREAS DE CONTEÚDO OBJECTIVOS
▸ Promover o conhecimento das tradições da época: o Natal ▸ Sensibilizar o grupo para valores de solidariedade, partilha, entreajuda e cooperação ▸ Fomentar momentos de convívio entre as diversas valências ▸ Envolver o grupo na realização da prenda de Natal a oferecer aos pais ▸ Envolver a família na dinâmica da Instituição ▸ Fomentar a auto-estima das crianças

ACTIVIDADES/ESTRATÉGIAS
▸ Falar com o grupo sobre a festa da família ▸ Realizar uma prenda para oferecer aos pais ▸ Falar com o grupo no sentido de lhes incutir atitudes e comportamentos de solidariedade ▸ Convidar os pais a participarem na festa de Natal ▸ Participar na festa de Natal promovida pela Instituição ▸ Expressar alegria sempre que as crianças realizarem o processo do controlo dos esfíncteres ▸ Leitura da história “Nasceu o Menino

RECURSOS

ESTRATÉGIAS DE AVALIAÇÃO

ÁREA DE FORMAÇÃO PESSOAL E SOCIAL

Humanos: Educadora, Ajs. A. Educativa, crianças, Professor de Música, Pais, colaboradores e utentes das diversas valências, organizadores e colaboradores responsáveis da Foco Musical e Aula Magna, motorista do autocarro.

Área de Formação Pessoal e Social
▸ Observação e registo da forma como as crianças compreendem o que a rodeia ▸ Registo de participação das crianças ▸ Registo do desenvolvimento das atitudes e comportamento ▸ Observação e registo da forma como a criança se relaciona com os outros ▸ Registo da capacidade de autonomia ▸ Observação e registo da capacidade de reflexão

Institucionais: Magna.

Creche,

Aula

Desenvolvimento da Linguagem
▸ Observação e registo da progressiva forma de comunicação oral ▸ Observação e registo da forma como as crianças se expressam ▸ Observação e registo do interesse e gosto em escutar histórias e ver livros

ÁREA DE EXPRESSÃO E COMUNICAÇÃO

▸ Incentivar as crianças a expressarem-se verbalmente ▸ Proporcionar o contacto com o registo escrito ▸ Introdução de vocábulos relacionadas com a temática da época ▸ Estimular a concentração ▸ Realizar e matemáticas capacidade sistematizar de atenção e

DOMÍNIO DA MATEMÁTICA

aprendizagens

ÁREA DO CONHECIMENTO DO MUNDO

▸ Promover o conhecimento das datas festivas programadas na calendarização do plano anual ▸ Identificar e nomear as características da estação do ano: o Inverno ▸ Adquirir a noção de entrada de uma estação do ano ▸ Desenvolver a aquisição de hábitos de higiene tema: O Inverno pessoal ▸ Promover o contacto com a comunidade educativa

Materiais: cola, tesouras, cartolinas, canetas de feltro, lápis de cor, jogos didácticos da ▸ Ouvir e cantar canções sala, livros, cartões de ▸ Contar histórias presença, gravador áudio, CD’s ▸ Registar graficamente o que as crianças de música, instrumentos dizem musicais, coletes e placas de sinalização, plasticina. ▸ Observar imagens relacionadas com a temática da época Logísticos: fazer convite aos ▸ Efectuar contagens nos diversos pais para participarem no momentos das rotinas lanche de Natal, carta aos pais a informar da actividade promovida pela Foco Musical, ▸ Realizar a festa de Natal pedir na secretaria para fazer ▸ Passeio à Aula Magna: “Floresta d’água” fotocópias da carta. ▸ Decoração de um placar alusivo ao

Jesus” ▸ Leitura da história “O Inverno”

Domínio da Matemática
▸ Observação e registo da capacidade de raciocínio ▸ Registo da compreensão de noções matemáticas ▸ Observação e registo das competências na forma como estruturam o pensamento ▸ Registo da forma como a criança faz a apreensão temporal ▸ Observação e registo da capacidade de resolução dos problemas

Área do Conhecimento do Mundo

▸ Observação e registo das atitudes e descobertas efectuadas ▸ Observação e registo das capacidades Financeiros: solicitar dinheiro de observação, curiosidade e interesse ▸ Registo dos saberes e conhecimentos para o transporte. que a criança possui

12

JANEIRO 2011
ÁREAS DE CONTEÚDO

OBJECTIVOS

ACTIVIDADES/ESTRATÉGIAS

RECURSOS

ESTRATÉGIAS DE AVALIAÇÃO

ÁREA DE FORMAÇÃO PESSOAL E SOCIAL

▸ Promover vivências relacionadas com a época: Dia de Reis ▸ Aplicar regras de convivência pessoal ▸ Potenciar o desenvolvimento de condutas prosociais ▸ Fomentar a auto-estima das crianças

ÁREA DE EXPRESSÃO E COMUNICAÇÃO

▸ Falar com o grupo sobre a história dos Reis Magos ▸ Falar e induzir o grupo a ajudarem-se e colaborarem uns aos outros ▸ Expressar alegria sempre que as crianças realizarem o processo do controlo dos Humanos: Educadora, Ajs. A. esfíncteres Educativa, crianças, Professor de Música, colaboradores e utentes das diversas valências ▸ Fomentar a expressão oral individual e em ▸ Mostrar imagens alusivas à temática Pais. grupo ▸ Reprodução de quadras/rimas alusivas ao ▸ Promover o diálogo tema ▸ Alargar e enriquecer o vocabulário ▸ Ouvir e cantar canções Institucionais: Creche. ▸ Desenvolver a comunicação e linguagem ▸ Contar histórias Materiais: cola, tesouras, cartolinas, lápis de cor, canetas ▸ Desenvolver o raciocínio lógico matemático ▸ Arrumar o material didáctico de acordo ▸ Reconhecer semelhanças de acordo com as com as mesmas características de igualdade de feltro, livros de histórias, didácticos da sala, propriedades de igualdade ▸ Efectuar contagens nos diversos jogos cartões de presença, gravador momentos das rotinas áudio, CD’s de música, instrumentos musicais, plasticina. ▸ Promover o conhecimento das datas festivas programadas na calendarização do plano anual ▸ Promover a aquisição de hábitos de higiene ▸ Valorizar e ampliar saberes e experiências ▸ Reconhecer o significado da época dos Reis Magos ▸ Dar continuidade ao processo do controlo dos esfíncteres, usando as instalações sanitárias

Área de Formação Pessoal e Social
▸ Observação e registo da forma como as crianças compreendem o que a rodeia ▸ Registo de participação das crianças ▸ Registo do desenvolvimento das atitudes e comportamento ▸ Observação e registo da forma como a criança se relaciona com os outros ▸ Registo da capacidade de autonomia ▸ Observação e registo da capacidade de reflexão

Desenvolvimento da Linguagem
▸ Observação e registo da progressiva forma de comunicação oral ▸ Observação e registo da forma como as crianças se expressam ▸ Observação e registo do interesse e gosto em escutar histórias e ver livros

DOMÍNIO DA MATEMÁTICA

Domínio da Matemática
▸ Observação e registo da capacidade de raciocínio ▸ Registo da compreensão de noções matemáticas ▸ Observação e registo das competências na forma como estruturam o pensamento ▸ Registo da forma como a criança faz a apreensão temporal ▸ Observação e registo da capacidade de resolução dos problemas

ÁREA DO CONHECIMENTO DO MUNDO

Área do Conhecimento do Mundo
▸ Observação e registo das atitudes e descobertas efectuadas ▸ Observação e registo das capacidades de observação, curiosidade e interesse ▸ Registo dos saberes e conhecimentos que a criança possui

13

FEVEREIRO 2011
ÁREAS DE CONTEÚDO OBJECTIVOS ACTIVIDADES/ESTRATÉGIAS RECURSOS ESTRATÉGIAS DE AVALIAÇÃO

ÁREA DE FORMAÇÃO PESSOAL E SOCIAL

▸ Promover a socialização ▸ Nomear os amigos da sala ▸ Fomentar a auto-estima das crianças ▸ Expressar alegria sempre que as crianças ▸ Promover o conhecimento das datas realizarem o processo do controlo dos programadas na calendarização do ano: o dia do esfíncteres Amigo ▸ Elaboração de uma actividade alusiva ao ▸ Valorizar o conceito de amizade tema Humanos: Educadora, Ajs. A. ▸ Desenvolver capacidades afectivas ▸ Demonstrar provas de afecto Educativa, crianças, Professor de Música, Pais. ▸ Fomentar a expressão oral individual e em ▸ Registar graficamente o que as crianças Institucionais: Creche grupo dizem sobre o tema a desenvolver ▸ Promover o diálogo ▸ Reprodução de quadras/rimas alusivas ao ▸ Alargar e enriquecer o vocabulário tema Materiais: livro de histórias, ▸ Desenvolver a comunicação e linguagem ▸ Ouvir e cantar canções jogos da sala, gravador áudio, ▸ Contar histórias CD’s de música, instrumentos musicais, cartolinas, tesoura, ▸ Arrumar o material didáctico de acordo ▸ Desenvolver o raciocínio lógico matemático lápis de carvão, lápis de cor, ▸ Reconhecer semelhanças de acordo com as com as mesmas características de igualdade canetas de feltro, cartões de ▸ Efectuar contagens nos diversos propriedades de igualdade presença, plasticina, cola. momentos das rotinas

Área de Formação Pessoal e Social
▸ Observação e registo da forma como as crianças compreendem o que a rodeia ▸ Registo de participação das crianças ▸ Registo do desenvolvimento das atitudes e comportamento ▸ Observação e registo da forma como a criança se relaciona com os outros ▸ Registo da capacidade de autonomia ▸ Observação e registo da capacidade de reflexão

ÁREA DE EXPRESSÃO E COMUNICAÇÃO

Desenvolvimento da Linguagem
▸ Observação e registo da progressiva forma de comunicação oral ▸ Observação e registo da forma como as crianças se expressam ▸ Observação e registo do interesse e gosto em escutar histórias e ver livros

DOMÍNIO DA MATEMÁTICA

Domínio da Matemática
▸ Observação e registo da capacidade de raciocínio ▸ Registo da compreensão de noções matemáticas ▸ Observação e registo das competências na forma como estruturam o pensamento ▸ Registo da forma como a criança faz a apreensão temporal ▸ Observação e registo da capacidade de resolução dos problemas

ÁREA DO CONHECIMENTO DO MUNDO

▸ Sensibilizar o grupo para atitudes comportamentos de segurança ▸ Criar condições de segurança e bem-estar ▸ Promover a aquisição de hábitos de higiene

e ▸ Mostrar imagens de situações diárias de perigo ▸ Estar atenta ao estado dos materiais equipamentos ▸ Dar continuidade ao processo do controlo dos esfíncteres, usando as instalações sanitárias

Área do Conhecimento do Mundo
▸ Observação e registo das atitudes e descobertas efectuadas ▸ Observação e registo das capacidades de observação, curiosidade e interesse ▸ Registo dos saberes e conhecimentos que a criança possui

14

MARÇO 2011
ÁREAS DE CONTEÚDO

OBJECTIVOS

ACTIVIDADES/ESTRATÉGIAS

RECURSOS

ESTRATÉGIAS DE AVALIAÇÃO

ÁREA DE FORMAÇÃO PESSOAL E SOCIAL

▸ Fomentar as vivências da época festiva: o Carnaval ▸ Fomentar a auto-estima das crianças ▸ Envolver os Pais na dinâmica da Instituição ▸ Promover condições de segurança no

ÁREA DE EXPRESSÃO E COMUNICAÇÃO

DOMÍNIO DA MATEMÁTICA

▸ Pedir às famílias que tragam os filhos mascarados de forma a viver o Carnaval na Instituição ▸ Convidar os Pais a estarem presentes na sala equipamento, material pedagógico e rotinas da ▸ Fazer um presente para oferecer ao Pai ▸ Expressar alegria sempre que as crianças sala de actividades realizarem o processo do controlo dos ▸ Incentivar as crianças a expressarem-se esfíncteres verbalmente ▸ Proporcionar o contacto com o registo escrito ▸ Alargar a capacidade de compreensão ▸ Registar graficamente o que as crianças dizem sobre o tema a desenvolver linguística ▸ Fomentar o gosto e interesse pelo código ▸ Reprodução de quadras/rimas alusivas ao tema escrito ▸ Ouvir e cantar canções ▸ Promover o diálogo ▸ Contar histórias ▸ Classificar imagens de acordo com a ▸ Pedir às crianças que se manifestem sobre os temas desenvolvidos propriedade: o tamanho

Humanos: Educadora, Ajs. A. Educativa, crianças, Professor de Música, Pais, familiares, colaboradores e utentes das diversas valências Pais.

Área de Formação Pessoal e Social

▸ Observação e registo da forma como as crianças compreendem o que a rodeia ▸ Registo de participação das crianças ▸ Registo do desenvolvimento das atitudes e comportamento ▸ Observação e registo da forma como a criança se relaciona com os outros ▸ Registo da capacidade de autonomia Institucionais: Creche, Coliseu ▸ Observação e registo da capacidade de dos Recreios. reflexão

Desenvolvimento da Linguagem Materiais: livro de histórias, jogos da sala, gravador áudio, CD’s de música, instrumentos musicais, cartolinas, cola, tesoura, lápis de carvão, lápis de cor, canetas de feltro, cartões de presença, plasticina, coletes e placas de sinalização.
▸ Observação e registo da progressiva forma de comunicação oral ▸ Observação e registo da forma como as crianças se expressam ▸ Observação e registo do interesse e gosto em escutar histórias e ver livros

Domínio da Matemática

ÁREA DO CONHECIMENTO DO MUNDO

▸ Promover o conhecimento das datas festivas programadas na calendarização do plano anual: o Dia do Pai, a Primavera ▸ Identificar e nomear as características da estação do ano: a Primavera ▸ Adquirir a noção de entrada de uma estação do ano ▸ Promover a aquisição de hábitos de higiene ▸ Promover o contacto com a comunidade educativa ▸ Alertar para as normas e modos de comportamento na rua

▸ Observação e registo da capacidade de raciocínio ▸ Registo da compreensão de noções ▸ Mostrar imagens de árvores e pedir ao matemáticas grupo para ordenar de acordo com o Logísticos: fazer convite aos ▸ Observação e registo das competências tamanho pais para participarem no na forma como estruturam o pensamento ▸ Nomear algumas características da lanche do Dia do Pai, carta aos ▸ Registo da forma como a criança faz a apreensão temporal Primavera pais a informar da actividade ▸ Observação e registo da capacidade de ▸ Passeio ao Coliseu dos Recreios: a promovida pela Foco Musical, resolução dos problemas

Tartaruga pedir na secretaria para fazer ▸ Decoração de um placar alusivo ao tema fotocópias da carta.

Área do Conhecimento do Mundo

▸ Observação e registo das atitudes e “A Primavera” descobertas efectuadas ▸ Dar continuidade ao processo do controlo ▸ Observação e registo das capacidades dos esfíncteres, usando as instalações Financeiros: solicitar dinheiro de observação, curiosidade e interesse sanitárias para o transporte. ▸ Registo dos saberes e conhecimentos que a criança possui ▸ Falar com o grupo sobre os perigos da rua

15

ABRIL 2011
ÁREAS DE CONTEÚDO OBJECTIVOS ACTIVIDADES/ESTRATÉGIAS RECURSOS ESTRATÉGIAS DE AVALIAÇÃO
Área de Formação Pessoal e Social
▸ Observação e registo da forma como as crianças compreendem o que a rodeia ▸ Registo de participação das crianças ▸ Registo do desenvolvimento das atitudes e comportamento Humanos: Educadora, Ajs. A. ▸ Observação e registo da forma como a Educativa, crianças, Professor criança se relaciona com os outros de Música, Pais, colaboradores ▸ Registo da capacidade de autonomia da Foco Musical, colaboradores ▸ Observação e registo da capacidade de reflexão

ÁREA DE Páscoa na actividade promovida pela Foco Musical ▸ Promover momentos de convívio entre as ▸ Fazer um presente de Páscoa para FORMAÇÃO diversas valências oferecer à família PESSOAL E SOCIAL
▸ Envolver o grupo na realização da prenda de ▸ Festa da Páscoa Páscoa para oferecer aos pais

▸ Fomentar as vivências da época festiva: a ▸ Interagir com outros grupos de crianças

ÁREA DE EXPRESSÃO E COMUNICAÇÃO

▸ Promover o discurso verbal sobre os temas debatidos na sala ▸ Fomentar o gosto e interesse pelo código escrito ▸ Alargar e enriquecer o vocabulário

▸ Pedir individualmente para falarem sobre e utentes experiências vivenciadas ▸ Registar graficamente o que as crianças valências. dizem sobre o tema a desenvolver

das

diversas

Desenvolvimento da Linguagem

DOMÍNIO DA MATEMÁTICA

▸ Desenvolver a noção de quantidade ▸ Desenvolver o raciocínio lógico matemático ▸ Estimular a capacidade de memória

▸ Falar sobre o número de instrumentos musicais utilizados na actividade da Foco Materiais: livro de histórias, jogos da sala, cartões de Musical presença, gravador áudio, CD’s de música, instrumentos musicais, cartolinas, tesoura, lápis de cor, canetas de feltro, plasticina, cola. ▸ Conversar com o grupo sobre regras de convivência social no espaço exterior da Instituição ▸ Participar na actividade promovida pela Musical a realizar Foco Musical ▸ Dar continuidade ao processo do controlo dos esfíncteres, usando as instalações sanitárias

▸ Observação e registo da progressiva forma de comunicação oral Institucionais: Creche, Igreja ▸ Observação e registo da forma como as crianças se expressam de S. Lourenço. ▸ Observação e registo do interesse e gosto em escutar histórias e ver livros

Domínio da Matemática

ÁREA DO CONHECIMENTO DO MUNDO

▸ Valorizar e ampliar experiências e saberes ▸ Promover o conhecimento das datas festivas programadas na calendarização do plano anual ▸ Promover a aquisição de hábitos de higiene

▸ Observação e registo da capacidade de raciocínio ▸ Registo da compreensão de noções matemáticas ▸ Observação e registo das competências na forma como estruturam o pensamento ▸ Registo da forma como a criança faz a apreensão temporal Logísticos: informar os Pais ▸ Observação e registo da capacidade de sobre a actividade da Foco resolução dos problemas

Área do Conhecimento do Mundo
▸ Observação e registo das atitudes e descobertas efectuadas ▸ Observação e registo das capacidades de observação, curiosidade e interesse ▸ Registo dos saberes e conhecimentos que a criança possui

16

MAIO 2011
ÁREAS DE CONTEÚDO

OBJECTIVOS

ACTIVIDADES/ESTRATÉGIAS

RECURSOS

ESTRATÉGIAS DE AVALIAÇÃO

ÁREA DE socialização FORMAÇÃO ▸ Envolver as Mães na dinâmica da Instituição PESSOAL E SOCIAL ▸ Valorizar o papel da Mãe na sociedade

▸ Estimular as crianças para condutas de ▸ Iniciar o grupo a utilizar os talheres em

Área de Formação Pessoal e Social
▸ Observação e registo da forma como as crianças compreendem o que a rodeia ▸ Registo de participação das crianças ▸ Registo do desenvolvimento das atitudes e comportamento ▸ Observação e registo da forma como a criança se relaciona com os outros ▸ Registo da capacidade de autonomia ▸ Observação e registo da capacidade de Humanos: Educadora, Ajs. A. reflexão

substituição da colher

▸ Convidar as Mães a estarem presentes na sala ▸ Fazer um presente para oferecer à

Mãe

ÁREA DE EXPRESSÃO E COMUNICAÇÃO

▸ Incentivar as crianças a expressarem-se verbalmente ▸ Proporcionar o contacto com o registo escrito ▸ Promover a expressão de sentimentos, desejos, ideias e emoções

▸ Registar graficamente o que as crianças dizem sobre o tema a desenvolver Educativa, crianças, Professor ▸ Reprodução de quadras/rimas alusivas ao de Música, Pais. Desenvolvimento da Linguagem ▸ Observação e registo da progressiva tema forma de comunicação oral ▸ Ouvir e cantar canções ▸ Observação e registo da forma como as ▸ Contar histórias Institucionais: Creche

DOMÍNIO DA MATEMÁTICA

▸ Estimular a capacidade de observação ▸ Desenvolver noções espaciais ▸ Estabelecer relações espaciais

memória

e

▸ Dar orientações espaciais no recreio ▸ Fazer jogos no recreio

ÁREA DO CONHECIMENTO DO MUNDO

▸ Promover o conhecimento das datas festivas programadas na calendarização do plano anual: o Dia da Mãe ▸ Promover a aquisição de hábitos de higiene ▸ Promover o contacto com o espaço envolvente da Instituição ▸ Sensibilizar o grupo para os cuidados a ter com o equipamento do recreio ▸ Potenciar a exploração do espaço e equipamento do exterior

Materiais: livro de histórias, jogos da sala, cartões de presenças, gravador áudio, CD’s de música, instrumentos musicais, cartolinas, tesoura, lápis de cor, canetas de feltro, plasticina, cola.

crianças se expressam ▸ Observação e registo do interesse e gosto em escutar histórias e ver livros

Domínio da Matemática
▸ Observação e registo da capacidade de raciocínio ▸ Registo da compreensão de noções matemáticas ▸ Observação e registo das competências na forma como estruturam o pensamento ▸ Registo da forma como a criança faz a apreensão temporal ▸ Observação e registo da capacidade de resolução dos problemas

▸ Dar continuidade ao processo do controlo dos esfíncteres, usando as instalações sanitárias ▸ Iniciar saídas ao recreio da Instituição

Área do Conhecimento do Mundo
▸ Observação e registo das atitudes e descobertas efectuadas ▸ Observação e registo das capacidades de observação, curiosidade e interesse ▸ Registo dos saberes e conhecimentos que a criança possui

17

JUNHO 2011
ÁREAS DE CONTEÚDO

OBJECTIVOS

ACTIVIDADES/ESTRATÉGIAS

RECURSOS

ESTRATÉGIAS DE AVALIAÇÃO

ÁREA DE FORMAÇÃO PESSOAL E SOCIAL

▸ Fomentar as vivências da época festiva: os St. Populares ▸ Valorizar a criança na sociedade ▸ Fomentar nas crianças atitudes de respeito pelos elementos da Natureza ▸ Promover comportamentos ecológicos ▸ Estimular comportamentos de prevenção da saúde ▸ Fomentar o gosto e prazer de escutar histórias ▸ Promover o discurso verbal sobre os temas debatidos na sala ▸ Alargar o vocabulário de acordo com os temas debatidos

▸ Criar condições para promover a autonomia das crianças ▸ Comemorar o Dia da Criança com actividades lúdicas ▸ Falar com o grupo sobre a importância de preservar a praia limpa ▸ Falar sobre as regras de protecção da pele

Área de Formação Pessoal e Social
▸ Observação e registo da forma como as crianças compreendem o que a rodeia ▸ Registo de participação das crianças Humanos: Educadora, Ajs. A. ▸ Registo do desenvolvimento das atitudes e comportamento Educativa, crianças, Professor ▸ Observação e registo da forma como a de Música, Pais, motorista, criança se relaciona com os outros funcionários da fábrica da Olá. ▸ Registo da capacidade de autonomia ▸ Observação e registo da capacidade de reflexão

ÁREA DE EXPRESSÃO E COMUNICAÇÃO

DOMÍNIO DA MATEMÁTICA

▸ Desenvolver noções espaciais ▸ Estabelecer relações espaciais

Institucionais: Creche, fábrica ▸ Contar histórias da Olá, Praia ▸ Ouvir e cantar canções ▸ Registar graficamente o que as crianças dizem sobre o tema a desenvolver Materiais: livro de histórias, jogos da sala, cola, cartolinas, lápis de cor, canetas de feltro, cartões de presenças, gravador áudio, CD’s de música, ▸ Fazer jogos no recreio instrumentos musicais, ▸ Dar orientações espaciais no recreio plasticina.

Desenvolvimento da Linguagem
▸ Observação e registo da progressiva forma de comunicação oral ▸ Observação e registo da forma como as crianças se expressam ▸ Observação e registo do interesse e gosto em escutar histórias e ver livros

Domínio da Matemática

ÁREA DO CONHECIMENTO DO MUNDO

▸ Estimular a curiosidade ▸ Promover o conhecimento das datas festivas programadas na calendarização do plano anual: o Dia Mundial da Criança ▸ Promover o contacto com a comunidade educativa ▸ Explorar o meio envolvente ▸ Sensibilizar o grupo para os cuidados, regras e comportamentos de segurança a ter na praia

▸ Falar com o grupo sobre as brincadeiras possíveis na praia ▸ Passeio à fábrica de gelados Olá ▸ Colónia Balnear Área do Conhecimento do Mundo ▸ Falar com o grupo sobre as regras, Financeiros: solicitar dinheiro ▸ Observação e registo das atitudes e comportamentos e atitudes de segurança a para o transporte. descobertas efectuadas ter na praia ▸ Observação e registo das capacidades
de observação, curiosidade e interesse ▸ Registo dos saberes e conhecimentos que a criança possui

▸ Observação e registo da capacidade de raciocínio ▸ Registo da compreensão de noções matemáticas ▸ Observação e registo das competências Logísticos: informar os Pais na forma como estruturam o pensamento ▸ Registo da forma como a criança faz a sobre a visita à fábrica da Olá apreensão temporal e Colónia Balnear. ▸ Observação e registo da capacidade de resolução dos problemas

18

JULHO/AGOSTO 2011

ÁREAS DE CONTEÚDO

OBJECTIVOS

ACTIVIDADES/ESTRATÉGIAS

RECURSOS

▸ Ajudar a criança a reflectir sobre a forma de pensar e sentir

ÁREA DE FORMAÇÃO PESSOAL E SOCIAL

▸ Desenvolver a relação com os outros pela interacção espontânea e livre ▸ Desenvolver a capacidade de apreender a realidade ▸ Adquirir regras de conduta ▸ Desenvolver a capacidade de comunicar ▸ Ampliar e enriquecer o vocabulário ▸ Brincadeiras espontâneas no espaço exterior: correr, saltar, trepar Humanos: Educadora, Ajs. A. Educativa, crianças.

ÁREA DE EXPRESSÃO E COMUNICAÇÃO

▸ Brincadeiras livres e espontâneas na sala: jogo simbólico

DOMÍNIO DA MATEMÁTICA

Institucionais: Creche, espaço ▸ Desenvolver a capacidade de organização e orientação ▸ Jogos com função educativa: associação, exterior. espacial comparação, memória, correspondência, encaixe, manipulação ▸ Desenvolver a capacidade de resolução de problemas ▸ Desenvolver a capacidade de estruturar o pensamento

ÁREA DO CONHECIMENTO DO MUNDO

▸ Atribuir novos significados à realidade que rodeia a criança ▸ Fomentar a relação entre a criança e o meio ambiente ▸ Proporcionar experiências enriquecedoras ▸ Fomentar as interacções sociais

19

PLANO DE ACTIVIDADES SOCIOPEDAGÓGICAS 2010/11
Sala de 2 anos

ACTIVIDADE “Floresta d’Água” Foco Musical “A Tartaruga” Foco Musical Aquário Vasco da Gama Quinteto de Cordas Foco Musical Quinta da Granja Fábrica da Olá

LOCAL Aula Magna de Lisboa Coliseu de Lisboa Dafundo Igreja de S. Lourenço Loures Póvoa de St. Iria

DATA 16 de Dezembro 2010 22 de Março 2011 5 de Abril 2011 16 de Abril 2011 12 de Maio 2011 7 de Junho 2011

CUSTO 3€ 3€ 7€ -----------16,50€ 4€

HORÁRIO DE SAÍDA 8h 45m 9h 30m 9h 15m Manhã (a confirmar) Manhã (a confirmar) 9h 15m

NOTA: Qualquer actividade a ser agendada posteriormente será comunicada com antecedência. Os dados aqui referidos serão igualmente confirmados.

20