MATEMÁTICA

AULA 3
FUNÇÕES

01.(ITA) Considere a função y=f(x) definida por f(x)=x32x2+5x, para cada x real. Sobre esta função, qual das afirmações abaixo é verdadeira? a) y=f(x) é uma função par. DEFINIÇÃO: Uma função é par se f(x)=f(-x), ∀x∈D(f). Vamos calcular f(-x): f(-x)=(-x)3-2(-x)2+5(-x) f(-x)=-x3-2x2-5x ≠f(x) NÃO É PAR. LEMBREM: Poderíamos ter aplicado o Teorema do Grande Kochambre: “UMA FUNÇÃO POLINOMIAL É PAR SE POSSUIR SOMENTE EXPOENTES PARES”. b) y=f(x) é uma função ímpar. DEFINIÇÃO: Uma função é ímpar se f(x)=-f(-x), ∀x∈D(f). NÃO É ÍMPAR. LEMBREM: Poderíamos ter aplicado o Teorema do Grande Kochambre: “UMA FUNÇÃO POLINOMIAL É ÍMPAR SE POSSUIR SOMENTE EXPOENTES ÍMPARES”.

c) f(x)≥0 para todo x real. f(x)=x3-2x2+5x d) f(x)≤0 para todo x real. e) f(x) tem o mesmo sinal de x, para todo x real. Podemos pôr o x em evidência. f(x)=x(x2-2x+5) Agora, vamos analisar o sinal dos fatores. + + 0 + + + x x2-2x+5

f(x)=x(x2-2x+5) Quem faz Apogeu sabe o gráfico de uma função do 3° grau.

Veja pelo gráfico que uma função do 3° grau, nunca terá gráfico todo para cima ou todo para baixo do eixo dos x.

02.(EN) Seja f:ℜ→A uma função y=f(x) tal que f(x)=-2x2+4x5 , para cada x real. A condição para que f seja sobrejetora é que? O gráfico de f(x)=-2x2+4x-5 é uma PARÁBOLA a) A=]-∞,3] com a concavidade voltada para BAIXO. b) A=]-∞,-3] Vimos na aula anterior que uma c) A=[3,∞[ função é sobrejetora se Im(f)=CD(f). d) A=]2,∞[ e) A=]-∞,-2[ V

b 4 xv = − =− =1 2a 2(−2)
yv=f(xv)=-2.12+4.1-5 =-3

Resolvendo, agora f(x)=-2x2+4x-5 por derivada:

f(x)=-4x+4 =0

x=1

03.(CEFET-PR) Se f é definida por f ( x ) = x e g(x)=x2-1 , então o domínio de fog é: a) [-∞,-1] ou [1,+∞] fog(x)=f(g(x)) b) [-∞,-1) ou (1,+∞] fog ( x) = g ( x ) c) (-∞,-1) ou (1,+∞) d) [-∞,-1] fog ( x) = x 2 −1 e) (-∞,-1] ou [1,+∞) IMPONDO QUE O RADICANDO É MAIOR OU IGUAL A ZERO

x 2 −1 ≥ 0

+ -1

1

+ Qual é a alternativa correta?

04.(CEFET-PR) Se f(g(x))=4x2-8x+6 e g(x)=2x-1, então f(2) vale: a) -2 f(g(x))=4x2-8x+6 b) -1 f(2x-1)=4x2-8x+6 c) 3 g(x)=2x-1 d) 5 f(2)=? e) 6 2x-1=2 então x=3/2 f(2)=4.(3/2)2-8.3/2+6 = 3

Para calcular g(5), por exemplo, basta substituir o x por 5 em g(x), porque temos g(x)

05. (ITA - SP) Seja a função f:ℜ-{2} em ℜ-{3}, definida

2x − 3 + 1 . Sobre sua inversa podemos garantir por f ( x) = x−2
que: a) Não está definida pois f não é injetora. b) Não está definida pois f não é sobrejetora.

y−2 c) Está definida por f ( y ) = y − 3 , y ≠ 3 y +5 −1 d) Está definida por f ( y ) = − 1, y ≠ 3 y −3 2y −5 e) Está definida por −1 f ( y) = ,y≠3 y −3
−1

O gráfico desta função é uma hipérbole

3 2

Para determinarmos a função inversa devemos trocar x por y, y por x e isolar y=f-1(x)

2x − 3 f ( x) = +1 x−2 2y −3+ y − 2 x= y−2 xy − 2 x = 3 y − 5 ( x − 3) y = 2 x − 5

2y −3 x= +1 y−2 x ( y − 2) = 3 y − 5 xy − 3 y = 2 x − 5 f
−1

2x − 5 ( x) = x −3

2x −1 − 3 são: 06.(UFG) O zeros da função f ( x ) = 5 a) -7 e -8
b) 7 e -8 c) 7 e 8 d) -7 e 8 e) nda Para determinarmos os zeros de uma função, vamos igualá-la a zero

2x −1 f ( x) = −3 = 0 5 2 x −1 = ±3 5
2x - 1 = 15 2x - 1 = -15

2 x −1 =3 5
x1 = 8 x2 = -7

07.(PUC-SP) A soma de todos os números inteiros que satisfazem a sentença 2≤3x-1<5 é: a) 6 Temos duas inequações: 2 ≤ 3x-1 E 3x-1 < 5 b) 5 Se z > a, então 3x-1 ≤-2 x ≤ -1/3 c) 2 OU d) 1 2 ≤ 3x-1 z<-a ou z>a, neste x≥1 3x-1 ≥ 2 caso: e) 0 Se z < a, então –a 3x-1< 5 < z < a, neste caso: -1/3 -4/3 -1 1 1 2 -5 < 3x-1 < 5 -4 < 3x < 6 -4/3 < x < 2 x ≤ -1/3 ou x ≥ 1 -4/3 < x < 2 interseção

“SE ESFORCEM AO MÁXIMO, PARA QUE NO FUTURO VOCÊS SEJAM AS LOCOMOTIVAS E NÃO OS VAGÕES.”
PALAVRAS DO VÉIO SÁBIO

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful