You are on page 1of 2

Metodos de calculo das amortizações

Quotas de amortização

Existem 2 métodos para calcular o valor das reintegrações, amortizações ou depreciações


do imobilizado, método das quotas degressivas e método das quotas constantes, regra
geral é o último que se utiliza regularmente.

O metodo das quotas constantes são obrigatórias nos casos de activos como: edifícios,
viaturas ligeiras de passageiros, exceptuando quando afectos à própria actividade da
empresa, mobiliário e equipamentos sociais.

Resumidamente, as quotas de amortização constantes têm o custo de utilização dividido


uniforme ao longo do período de vida útil dos bens, o metodos das quotas degressivas
pressupõe um maior desgate dos bens na fase inicial de utilização do bem, o o custo
evidenciará essa mesma utilização.

O valor residual dos bens nunca será amortizado/reintegrado.

Etiquetas: amortização de imobilizados, custo de utilização, quotas constantes, quotas


degressivas

Período de vida útil


Assuntos gerais

O período de vida útil de do imobilizado é também o período previsto de utilização


deste activo. Assim será este período temporal que irá definir as quotas de amortização
ou reintegração do imobilizado, excluindo o valor residual que possa ter cada um dos
activos.

Estes períodos de vida útil da maioria dos activos são calculados pela Direcção Geral
dos Impostos, para que haja uma uniformidade nestes critérios e para reduzir eventuais
irregularidades.

Como exemplo: A Direcção Geral dos Impostos define que a vida útil de um automóvel
ligeiro de passageiros, misto ou mercadorias tenha uma período de vida útil de 4 anos,
regra geral e para a maioria das empresas será amortizado um custo de 25% até ao limite
legal.

Assim para casos normais de utilização de um activo sabe-se o a sua depreciação


dependerá sempre do uso, caso não haja utilização do activo não se contabiliza o custo
visto que a o período de vida útil se manterá inalterado e não utilizado.
Não são aceites custo de amortizações ou reintegrações de activos que já excederam o
período máximo de vida útil.

Etiquetas: amortizar, depreciações, utilização, vida útil

Activo imobilizado
Activos Corpóreos, Activos Incorpóreos, Assuntos gerais

O activo imobilizado faz parte do activo total da empresa, assim podemos dizer que o
activo fixo é o imobilizado,enquanto que do activo circulante fazem parte as matérias-
primas, disponibilidades e contas de clientes.

O activo imobilizado é activo fixo.

Os activos imobilizados podem ainda dividir-se em 4 grupos:

Imobilizados incorporeos ou intangíveis, são os activos não materializados da empresa,


como exemplo temos o direito de Franchising ou o valor da Marca da empresa.

Imobilizados corporeos ou tangíveis, são os activos da empresa que a possibilitam o seu


funcionamento, instalações, equipamentos, estes activos não fazem parte do processo
produtivo, assim matérias primas não são activos imobilizados.

Imobilizados financeiros, são os activos financeiros como as participações em outras


empresas, sempre com investimento de duração superior a um ano.

Imobilizações em curso, é decorrente de obras.