Cópia não autorizada

C6pia

impressa

pelo Sistema

CENWIN

II

3
Norma amostragem de Norma flux0 duto de ou fontes

DETERMINACAD DE PONTOS DE AMOSTRAGEM E CHAMlN6S DE FONTES ESTACIONARIAS Procadinnnto

EM DUTOS

01.043 NBR

10701

JUL119B9

sUMARl0 1 Dbjetivo 2 Defini#a 3 Cwdi@er gwaia ANEXO - Figures n Tsbelas

1 1.1

OBJETIVO Esta de fixa as e/au condi+s tomada de exigiveis velocidade para determinaG& seG:o e localiza& de dutos de

pontos

em uma

transversal

e chamincs 1.2 Esta a) b)

estacionarias. para: 60 corn igual cicl6nicos; diametro ou de maior, interno, a 0,070 minima se~50 retangular) ml; igual a 2,s no diimetros reto internos compreendido (ou igual ou maior, a 0,30m ou segao

6 aplicavel gases charnine

transversal, c) duto diametro entre duas ou charnine

comprimento para

equivalente singularidades

trecho

consecutivas.

2 Para 2.1 Fluxo minf?.

DEFINl@ES OS efeitos ‘Z!Gm no desta Norma Go adotadas as defini&s de 2.1 a 2.2.

c~cl~n?:c13 qua1 as I inhas 60 Go paralelas ao eixo longitudinal do duto ou cha -

Ori(*m: ABNT - 1: 601.03002/89 (NB-12021 CB-1 - Comit6 Brasileim de Miner&be Matalutgia CE.1: 601.03 - Cornis& de Estudo de Amostrapsm am Chaminb NBR 10701 - Ducts and stacks - Determination of sampling points of stationery Dascripton: sampling points. ducts and stocks. stationary sources.

sources -Procedure

SISTEMA METROLOGIA, E QUALIDADE
p&~nr-chm CDU:

NACIONAL

DE

ABNT

- ASSOClAf,AO DE NORMAS cl

BRASILEIRA TECNICAS

NORMALIZACAO IN’XJSTRIAL
fonte enaciondria. TOdOS&Ndiniu*~ NBR 3

duto. chamin6.

NORMA

BRASILEIRA

REGISTRADA 8 &has

B2B.522.001.4

a) 8 pontos: .2 Pitot Fi3tY “S” para ser utilizado em fluxes gasosos contend0 alto tear de umi - modificado dade e elevada concentrasao de material particulado. abaixo: 2CL Deq = C+L Segundo a equagao Onde: Deq = dismetro equivalente C = comprimento L = largura d0 ~Lu7xm 1760 iw lcr transversal selecionada for se&: circular e satisfazer o cri de pmds trcns~~ersais pam cvo.1.2. . e exprimem-se em dismetros .~i:~?l'. Quando a sesao de 8 e 2 dismetros. seja contracao. da sec50 essas use da Figura a singularidade internos.2 3. circ!. 12 pontos: .s 3. a montante etc) (curva.%ll transversal reto. calculado No case de uma se&so retangular. para amostragem ou tomada de pelo de velocidade. da faixa Antes de 8 e de se 3. dew ser es .wn.1 terio ~~~MR~~YI~Ec s&r.1 3. umd s&o Case isto esteja pelo impraticavel.1. fazer ate o nGmero de pontos 1 (em Anexo).60m.1.para b) o nuimero de pontos a se@o transversal corn dia^metro interno entre 0. anterior 6 obtido medemlse 1 (em Anexo).1.ctru~gem 3.bOm.1 CONDl@JESGERAlS &le. selecionada e 0. 3 3.2 transversal menos 2 diSm=tros a jusante dismetro a montante.para a secao transversal da se~ao corn dismetro transversal da Figura interno estiver maior fora que 0.2. deve chama visivel. a jusante e expal ser 3. 2 diametros Go.30m e 0.Cópia não autorizada C6pia 1 impressa pelo Sistema CENWIN NBR 10701/1988 2.2.1 colhida A segao num trecho a uma distsncia de duas singularidades consecutivas. que menos 8 diktros joelho.2 Quando a localizacao 2 dismetros. tsar urn dia^metro equivalente.-&z do Sf~CICl t. as distsncias transversal distsncias e ate a posterior.

J/(~ta.~. diametros deve ficar piano a maior charnines distkcia corn 3. deve considerado nimero de circulares.1 a velocidade ou 3.2. pontos.2. 2 3. ou vazao de gases porem adotam-se a Figura OS mesmos 2 (em Anexo).4. pontos.2. (metade eles em cada para a disposi de dia^ - dismetros perpendicular-es do fornece a porcentagem dismetro - amostragem 6 esperada ou de material particulado.nimo de for pontos retangular sera: e satisfizer o Quando de a) 8 e 9 b) 12 - 3.1.60m.<G~ YE tan>qu Zar a secao 2 dismetros.2.%t'ihf~il. o njmero dois de pontos da sesao transversal.2.1 vem metro).2.2.2 .1.2. podem minimo ser de urn a partirda iquais).2 2 dismetros.? Se!+ .4.2.Cópia não autorizada C6pia impressa pelo Sistema CENWIN NBR 10701H988 3 3. se550 essas de 8 e dismetro equivalente entre 0.1. &o 3. e ate maior transversal 6 obtido medem-se a posterior.30m e 0. de se fazer ate Quando o nimero use da 1 (em da Antes trans dis - versa1 tancias 3.1. sempre mirltiplos 3 . estiver Figura distsncias fora da faixa Anexo).rO S~CO.3 ficar Em dutos localizado dismetro inferior superior a 2. nenhum Caso ponto deve a uma o dismetro . Nos Assim.1 critGrio :iF. cm da parede. varia$a^o de urn dos concentrasao.3 Gncia Ihe-se a singularidade e exprimem-se em dismetros Assim. Figura 1 (em da deve Anexo) obtem-se a montante coma dois (que numero nlimeros.1 3.60m.~S - dC FO"tCS Jir. pela as que 0. pontos: para pontos: para a dia^metro localizacao minimo Figura equivalente da de 1 (em anterior equivalentes. ser da el e este e charnines de 4. dis esco segao pontos Anexo). a jusante o maior da e outro e este distancia ser considerado Para tos 3. transversal o n&nero selecionada m.2 no determinar da se~io 3. a jusante o maior dutos da Figura e outro 1 (em da ser Anexo) distsncia obtem-se a montante coma OS numeros dois numeros.2.4. procedimen - utilizando-se Ti.3 distancia colhe-se .!lares determinado sobre 1 (em Anexo) tiYXSVk?ESa~ Uma vez estar distribuidos A Tabela de cada Para onde ponto.4.5 a O.bOm. (que podem minimo pontos urn a partir ser de devem iguais).4 3.

Divide-se e o lado no tira-se o maior menor centro da la pe de Uma vez 2 (em Anexo) retangular nimero.s a 0.1 Tabela se&‘0 . estar interno ser Em dutos ou charnines corn dismetro inferior que 1. diametro. IO0 a condicao 15 de flux0 .4. a partir to5 localizado da boquilha no minima ser tratados a uma dis&cia seja maior cm da o dismetro devera estes da sonda. S em cada (zero graus) 5 s&o do manometro.s cm.60m pa rede . d) calcular daqueles &dia for da ocorr%zia urn Pitot o Pitot 0’ 5 a urn manometro.2. Se alguns mesmo coincidirem. ponto a posisao transversal.4. nai.is&?s circular A Figura do nimero 3 (em Anexo) desta ser a disposi&o no case rctangu’area determinado a matriz pelo Assim. a distancia dos nao dos pon - da parede igual coma a esse pontos ilustra 12. de uma matriz di. devem haven pontos do movimentaG5o numa 3. 4 (em Anexo) il~pificc&o verificagao a) b) conectar posicionar mo refersncia forem c) ler gulo obter lo. os pianos o manometro. ilo ~~<IOTO de flux0 ciclonico Nivelar da se~%o dew-se: e zerar transversal.5 para urn deles dew-se da matriz para o case Case e aumentar o niimero em de divisdes a disposic5o de pon urn dos dos pan ou em ambos.5 cm. anotar girar o valor o Pitot Se der indicaG5o do &I S at6 de no manijmetro o angulo de giro corn aproximacao a media onde maior dos valores nao absolutes foi necessaria de todos os angulos.Cópia não autorizada C6pia impressa pelo Sistema CENWIN NBR 1070111999 4 interno ser da boquilha igual ponto seja a es.2 3. Se indicar diferente e anotar em que perpendiculares a indicacao COO). inclusive Se a a rotacao que (a^ngulo’igual cicl&ico.~reni. a distzncia a partir da parede devera inferior no minima nenhum Caso diametro. de 0 (zero). leitura 0 (zero). distintos.se deve maior que 2. lados to5 3. de ordem retangulos se deseje o niimero ilustra da matriz elementares. sera partir a configuraC:o numero 05 do da sesao IO Segundo cada tos. Considerar das aberturas co de pontos da secao da malha. a zero). initial A Figura 4 x 3. a 1. aumentar transversal. localizado da matriz o n&nero para primeiro configura-se urn ponto.

Ntimsro minim0 de pontol para amostragem de mmrial m dihwtra VJ I a montanta do singuloridodr I 13 t I (distbncia 2.NOmoro minima ds pontor para determina& /FiGufl~S 3 E4 . E s to0 Diirmtro I 3 ontrn O.bOm I 4 I 5 I t2 I BOUS~ I 9 5) da vsbcidsde 2 I 6 I 7 I. e Mst6nciaun dklmerros 0 jusante do singuloridad~ (distdnch FIGURA 2 .5O e O.FIGURAS E TABELAS VJ 1 6 I 9 8) 0 2 t 3 Dii&in I 4 m dihwtrm 1 5 a )wmto I 6 I 7 da ringularidinh (dirtbncio 3 lo - FlGuRA 1 .Cópia não autorizada C6pia impressa pelo Sistema CENWIN NBR 10701/1989 5 ANEXO .0 I particulado A) 1 Disticio 03 I .

saC#o circular divklida am 12 lreas i&s. corn a bcalizaq& dos pontas FIGURA 4 . mm o ponto /TABELA 1 .SecqEo retangular dividida em 12 has localizada no cmtro de cada hea iguais.Cópia não autorizada C6pia 6 impressa pelo Sistema CENWIN NBR 10701/1989 PDnfo I Distbncio “b do di6tirQ 44 FIGURA 3 .

Cópia não autorizada C6pia impressa pelo Sistema CENWIN NBR 1070111999 7 TABELA 1 .8'16.85.oi 10.5 .6 26.1 16.8 35.6i 65.6 13.5~ 14.4167. 20.6 17.O.7! 34.v 22.4' 32.7! 14.225.3 70.9 95.Dispori#o dor pontos de amortragsm em dutor 8 charnines (porcentagsm do diimetro a panir da parade do porno) cirwlarer 1 : 4 2 ti 9 IO 11 12 93.2 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 ITABE LA 2 .6 12.6' 80.3' 22.V 18.

Dirposi#n dos pontof em dutor e chaminbs retangularcn Nljmero de pontos Matriz 9 12 3x3 4x3 4x4 5x4 5x5 6x 6x6 7x6 5 16 20 25 30 36 42 49 T - 7x 7 .Cópia não autorizada C6pia 8 impressa pelo Sistema CENWIN NBR 10701/19SS TASELA 2 .

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful