BE/CRE

Pequeno-almoço com livros
Durante o mês de Outubro realizaram-se várias actividades em comemoração do MÊS DAS BIBLIOTECAS ESCOLARES. Uma delas, bastante apreciada, foi o PEQUENO-ALMOÇO tomado na Biblioteca à roda dos livros trazidos pelos professores e subordinados ao tema: UM LIVRO QUE MARCOU A MINHA VIDA. Ficam aqui as receitas uma boa merenda. para uma boa leitura e para

BE/CRE

Memorial do Convento, José Saramago O Principezinho, Antoine de Saint-Exupery Manhã Submersa, Vergílio Ferreira Ben Hur, Roger Bourgeon O Filho de Ben Hur Crime e Castigo, Fyodor Dostoyevski Poesia, Verlaine Desobediência Civil, Henry Thoreau Pastoral Americana, Philip Roth O Romance da Raposa, Aquilino Ribeiro Romeu, Julieta e as Trevas, Jiri Weiss O Sorriso Etrusco, José Luis Sampedro As Brumas de Avalon, Marion Bradley Revista Orfeu Aventuras de Tom Sawyer, M. Twain

Boleima de maçã ou boleima pobre
Reza a história que, certo dia, tendo a rainha D. Améli a pernoitado em Vendas Novas, uma velhinha pobre, que não tinha ovos, fez -lhe a seguinte boleima: 4 chávenas de farinha 1 chávena de azeite ou óleo 1 ou 2 maçãs açúcar amarelo canela

Faça assim: misture a farinha com o óleo e deixe descansar. Divida a massa ao meio e, com uma das metades, forre um tabuleiro. Cubra com maçã às rodelas, açúcar amarelo e canela. Tape com a outra metade e cubra, de novo, com açúcar e canela. Vai ao forno 20 a 30 minutos.

Bolo de maçã e nozes
3 maçãs grandes 5 ovos 2 dl de óleo ou azeite 400 g de farinha 1 colher de sobremesa de fermento em pó 1 colher de sobremesa de canela 200 g de miolo de nozes 1 chávena de leite 300 g de açúcar (ou 200 g e 3 colheres de sopa de mel)

Batem-se bem os ovos inteiros com o óleo. Adiciona -se aos poucos a farinha de trigo com o fermento, o leite, o açúcar e a canela. Bate -se muito bem (e aí está o segredo!) com a batedeira ou à mão. Depois de bem batido, junta -se a maçã descascada e cortada aos cubos pequeninos assim como o miolo de noz (apenas se envolve). Vai a cozer em forno quente em forma ou tabuleiro bem untado com manteiga e polvilhado com farinha. Desenforma-se em frio.

Blätter Torte
250 g de farinha(ou um pouco mais para soltar a massa das mãos) 250 g de manteiga 125 g de açúcar 125 g de amêndoa sem pele e ralada 1 clara em castelo Misturam-se todos os ingredientes com as mãos e fazem-se 5 bolachas espalmadas todas iguais, com cerca de 22 cm de diâmetro, estendendo a massa com as mãos sobre folha de alumínio. As bolachas vão ao forno uma a uma durante cerca de 10 minutos. Retiram-se, descolam-se do alumínio e sobrepõem-se recheadas com compota. Polvilha-se a bolacha de cima com icing sugar. A compota ideal é a de frutos silvestres: ferve-se uma dose de frutos silvestres congelados em aproximadamente 4 colheres de sopa de açúcar. Desliga-se o lume quando a compota começar a tomar alguma espessura.

Bolo de maçã e canela
Receita original: 1 tigela de açúcar 6 ovos 1/2 tigela de óleo 1 tigela de farinha + 1 colher de sobremesa de fermento em pó 2 colheres de chá de canela 2 maçãs reinetas (cortadas às lascas) Bate-se tudo, começando pelos ovos e o açúcar e juntando um a um os outros ingredientes. No fim, envolvem-se as lascas de maçã e verte-se para uma forma untada e polvilhada.

Receita desastrada (a que de facto provaram): Nesse fim de tarde auspicioso, procurando sem sucesso as referidas maçãs, socorri-me de uma infeliz maçã golden e duas tristes peras. Perante a pobreza franciscana lembrei-me de uma máxima da minha santa sogra: "a amêndoa fica bem em qualquer doce". Assim encontrei, após pesquisa aturada umas lascas de amêndoa (cerca de 150g) e ...voilá!

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful