You are on page 1of 2

Havia um garoto que se apaixonou por uma garota, não poderia ser algo mais comum.

Ele era tímido e sempre observava ela de longe, ela era praticamente inatingível para ele.
Ela, além de muito bonita, tinha uma voz incrível e cantava maravilhosamente o que o
deixava ainda mais encantado e frustrado ao mesmo tempo.
Ele sabia que como estava não tinha chance alguma, era uma pessoa que não se
destacava, vivia entre a multidão, fazia o que todos os outros faziam, comia o que todos os
outros comiam, mas quando a conheceu algumas coisas começaram a mudar em seu coração.
Pela primeira vez pensou que algo poderia mudar em seu futuro e, como todo apaixonado,
pensou como seria sua vida ao lado dela.
Já que não podia contar com a coragem decidiu usar a astúcia. Descobriu o que ela
gostava de fazer, sua comida predileta, os lugares que freqüentava, mas ainda não sabia como
se aproximar dela. Ele ficou sabendo que ela tinha um irmão, era o que ele precisava.
Ele conseguiu se aproximar do irmão da garota até que se tornou seu melhor amigo,
algum tempo depois até freqüentava sua casa. Conheceu os pais da garota e agora podia
conversar com ela, pois depois de um tempo se tornaram amigos também.
Após conseguir tudo o que queria e reunir quase toda a coragem que precisava decidiu
pôr seu plano em prática. Subiu em sua bicicleta e saiu, sabia onde encontrá-la àquela hora do
dia, pois seus pais tinham um comércio à beira-mar onde ela costumava trabalhar. Ele pedalou
por algum tempo pensando em como deveria falar com ela e quais eram suas possíveis
reações, pensar nessas possibilidades era fácil pra ele que sempre fora um bom estrategista.
Seguindo pelo calçadão e observando as pessoas que divertiam- se na praia ele cantarolava e
viajava em seus pensamentos até que viu a cena que mesmo em suas piores previsões não
imaginara que veria. A garota estava caminhando pela calçada de mãos dadas com um homem
desconhecido.
Os caminhos dos dois se cruzaram, ela acenou para ele com um sorriso e ele
respondeu acenando para ela também. Em seu exterior conseguia manter uma boa aparência,
mantinha seu sorriso e jeito de sempre, mas seu interior estava destruído, quebrado em tantos
pedaços que o maior especialista em quebra-cabeças do mundo não poderia concertar.
Continuou então pedalando e foi até a loja dos pais da garota, queria ao menos saber o que
estava acontecendo. Após conversar com os pais dela ele descobriu que o desconhecido era
um namorado de infância que surgiu depois de muito tempo dizendo que ainda estava
apaixonado e pegou todos de surpresa. Eles voltaram a namorar no dia anterior e agora
estavam aproveitando o tempo juntos.
Ele se despediu dos pais dela e saiu para colocar ar idéias no lugar, sentou em uma
pedra olhando pro mar por algum tempo, estava irritado e odiando a si mesmo, talvez se ele
não tivesse sido tão covarde, talvez se ele tivesse adiantado em um único dia seus planos.
Passou-se algum tempo e ele continuou sendo amigo da família então ao voltar de uma
viagem foi contar as novidades a seu amigo o irmão da garota. Chegando à casa deles
percebeu o clima pesado e tenso na casa, quis saber o que houve então uma notícia ainda mais
chocante lhe chegou aos ouvidos. A garota tinha brigado com a família e fugiu para outra
cidade com o namorado.
Após mais de um ano na semana de seu aniversário o garoto superou tudo e estava
quase se esquecendo dos acontecimentos. Foi a uma lanhouse passar o tempo e em meio a um
jogo percebeu que alguém estava parado atrás dele, no início não deu muita atenção, pois era
comum que outros garotos parassem para vê-lo jogar, mas então sentiu uma mão quente
pousar sobre seu ombro, virou-se para trás rapidamente e a surpresa lhe tomou, primeiro não
acreditou em seus próprios olhos e ao se dar conta que quem estava na sua frente naquele
momento era realmente a garota por quem ele havia se apaixonado há algum tempo atrás ele
quase caiu sentado na cadeira novamente.
Saíram daquele local e caminharam juntos por algum tempo. Ela então contou toda a
história para ele. Depois de algum tempo morando junto com o rapaz que tantas juras de amor
lhe fizera, ela percebeu que ele começou a mudar, se tornou uma pessoa violenta e começou a
discutir por qualquer motivo até o ponto de agredi-la. Ela até mesmo mostrou algumas
cicatrizes, então ela decidiu fugir. Seus pais não moravam mais naquela cidade, haviam se
mudado alguns meses antes para o interior, ela não tinha dinheiro nem coragem para ir até
onde eles estavam.
Ele ao ouvir a situação decidiu ajudar, conseguiu com uma amiga um lugar para ela
dormir e a convenceu a ficar até o dia de seu aniversário. Passaram a semana toda juntos
passearam pela praia de braços dados, conversaram mais e mais a cada dia que se passava, ele
conseguiu mostrar para ela quem realmente era e foi aceito, depois de se divertirem muito a
semana toda ela mudou a expressão que estava quando chegou naquela lanhouse, agora
passou a sorrir como fazia antes até mesmo cantou algumas canções que ele gostava de ouvir.
Quando finalmente chegou a sexta-feira dia do aniversário do garoto, todos estavam
animados e concentrados arrumando os preparativos para uma festa, eles se divertiram e
comeram bolo, depois de um tempo os dois conseguiram escapar da multidão e ir sozinhos
para a praia. Sentaram-se um ao lado do outro em um tronco olhando para o mar, após algum
tempo em silêncio ele com as palavras meio trêmulas finalmente fez sua confissão, disse para
ela o que sempre sentiu e o que ele faria no dia em que a viu de mãos dadas com outra pessoa
na praia.
Ela escutou com atenção todas as palavras dele e quase deixou escapar as lágrimas que
estava segurando. Quando ele terminou de falar tudo o que estava preso em seu coração ela
parecia muito abalada. Ela então disse que queria ter se apaixonado por ele antes e que o
reconhecia como um verdadeiro homem, disse que sabia que ele tinha um grande futuro à
frente a que não queria atrapalhar isso. Ela, enxugando uma lágrima que escorreu, se levantou
do tronco, disse a ele que não poderiam ficar juntos e que partiria no outro dia bem cedo,
dizendo isso saiu novamente para a festa. O garoto ficou sentado por mais um tempo olhando
para o mar.
No outro dia ela partiu bem cedo como havia falado, sua irmã mais velha veio buscá-
la. Ele segurou firme a mão dela até o último momento que pôde, mas teve que deixá-la ir.
Ele ficou com raiva e procurou mil motivos para esquecê-la, procurou cada defeito
dela e tentou odiá-la pelo que ela o fez passar, não deixava seus amigos comentarem o assunto
e sequer citar o nome dela por um bom tempo.
Quase dois anos se passaram, ele já morava sozinho em outra cidade, tinha sua própria
vida, trabalhava e estudava, nem lembrava mais do acontecido e um dia navegando na internet
encontrou a garota em um site de relacionamentos, ela estava convidando os amigos para a
festa do primeiro aniversário de seu filho que aconteceria em breve. Ele ficou surpreso então
algo veio à sua mente, ele fez alguns cálculos rápidos e chegou a uma conclusão. A garota já
estava grávida quando ele a viu pela última vez.
Ele não sentiu raiva nem ficou frustrado, ele simplesmente entendeu os motivos dela e
o motivo da rejeição. Ele sabia que ficaria com ela mesmo que soubesse disso na época e ela
também sabia então ela decidiu se afastar dele porque queria que ele tivesse um futuro
diferente. Naquele momento os sentimentos dela o alcançaram e ele entendeu que ela
realmente o amava. O garoto então prometeu a si mesmo que nunca mais deixaria alguém que
ama se afastar dele, que seguraria com as duas mãos e protegeria com os dois braços aqueles
que são realmente importantes para ele.
Ele aprendeu que não deve esquecer os bons momentos que passaram juntos e nem
procurar defeitos e sim guardar como recordação os bons momentos que passaram juntos
olhando sempre para o futuro para não cometer os erros do passado.

Related Interests