You are on page 1of 12

Centro Federal de Educação Tecnológica – RJ

Departamento de Ensino Médio e Técnico


Coordenação de Construção Civil

Disciplina: Computação Aplicada

Prof: Emilson Damasceno de Andrade

Aluno: Luiz Claudio Garcia de França Junior

Turma: 1AED

Prova do 2º bimestre

Torre móvel sobre trilhos, Guindastes sobre rodas ou esteiras.

Rio de Janeiro, 01/12/2010.


Torre Móvel sobre Trilhos

O sistema de transporte vertical pode determinar ganhos de


produtividade e ajudar na racionalização da obra. Por isso, a escolha
deve ser inserida dentro de um projeto de logística global da
construção.
A busca pela racionalização da construção começa bem antes
da escolha dos sistemas construtivos. O ponto de partida para quem
deseja aumento de produtividade está, sem dúvida, no próprio
canteiro. Dentro do canteiro, os equipamentos, pessoas e materiais são
responsáveis diretos pelo aumento da produção.
É um aparelho de construção civil que se desloca sobre rodas
que se apóiam em trilhos. Este necessita de fundação própria.
Adequada para execução de edifícios paralelos, como ocorre em
condomínios verticais. Altura limitada.
O estudo dos sistemas de transporte já resultou em
diferentes classificações e subsídios que auxiliam na escolha. Quanto
à mobilidade, os equipamentos podem ser divididos em fixos, móveis
e semimóveis, e cada tipo necessita de gerenciamento específico.
Os equipamentos fixos, como as gruas por exemplo,
exigem projeto de utilização e localização integrado ao planejamento
do canteiro como um todo, requerendo-se até mesmo fundações para a
instalação de alguns equipamentos. "Ou você acerta a localização dos
fixos, ou vai ter problemas de produção e movimentação em toda a
obra", adverte Ubiraci. Além desse aspecto, a busca por maior rapidez
na execução dos serviços engloba a análise da trajetória obtida com o
uso de um determinado equipamento de transporte.

Guindastes sobre Esteiras


Para serviços especiais de içamento, a Liebherr oferece através da
série LR, um programa bem distribuído de guindastes de lança
treliçada com carro inferior sobre esteiras.

Na classe de capacidades de carga abaixo de 300 toneladas, são


destaques da funcionalidade, os pesos baixos no transporte, a auto-
montagem rápida, ótimas capacidades de carga ao longo de toda área
de trabalho bem como informações abrangentes de operação.

Mesmo nos guindastes sobre esteiras de maior porte, com capacidades


de içamento de até 1.350 toneladas, a Liebherr oferece ampla
variedade de sistemas de lança multifuncionais. Estes guindastes sobre
esteiras alcançam alturas de içamento de até 223 m e raios de alcance
de até 152 m, sendo que através de soluções inovadoras para o
manuseio de pesos de lastro extremos, eles ainda continuam bastante
ágeis.

A série LR ainda é complementada pela série similar das draglines, a


chamada série HS. Estas máquinas foram concebidas para as mais
variadas utilizações na movimentação de cargas. A série abrange seis
modelos com capacidades de carga entre 35 e 200 toneladas.

Um guindaste móvel sobre esteiras é um tipo de guindaste móvel com


lança treliçada ou telescópica que se move sobre esteiras.
Os primeiros guindastes foram montados em vagões e movidos ao
longo de ferrovias construídas para projetos.

Na classe de capacidade de carga abaixo de 300 toneladas, são


destaques da funcionalidade, os pesos baixos no transporte, ótimas
capacidades de carga ao longo de toda área de trabalho bem como
informações abrangentes de operação.
Guindastes sobre Rodas

O guindaste sobre rodas é um equipamento utilizado pra içamento


vertical de carga e descarga de materiais pesados dentro de um
canteiro de obra.

Os modelos de equipamento a serem usados variam de acordo com a


capacidade de carga almejada e a topografia do terreno.
Para não errar na especificação do equipamento adequado à função
engenharia civil, recomenda-se a consulta ao indicador tonelada x
metro, impressa no próprio guindaste.

As funções do guindaste sobre rodas podem ser desempenhadas por


outros equipamentos de movimentação de materiais pesados. O
diferencial é o movimento horizontal facilitado no trafego de materiais
pesados.
O guindaste sobre rodas é um equipamento utilizado para içamento
vertical de carga e descarga de materiais pesados dentro de um
canteiro de obras. O tipo de equipamento varia de acordo com a
capacidade de carga almejada e a topografia do terreno. Os principais
modelos são:

> Guindaste AT (all terrain): apropriado para todos os terrenos e


suporta cargas leves e pesadas, que podem chegar a 1.200 toneladas;

> Guindauto: caracterizado pela versatilidade no formato e por atingir


proporções de capacidade que variam de três a 20 toneladas por
metro;

> Guindaste sobre caminhão: equipamento veicular caracterizado por


um caminhão comercial equipado com a parte superior de um
guindaste hidráulico, tem capacidade máxima entre 25 e 35 toneladas
por metro;

> RT (rough terrain): frequentemente usado em terrenos acidentados,


é indicado para uso severo e fora de estradas;

> CT (compact truck): modelo compacto que carrega cargas médias e


atua em locais com pouco espaço de locomoção;

> Guindastes para movimentações em áreas industriais: máquinas com


capacidade de carga entre cinco e 60 toneladas e que podem
movimentar-se com o material transportado.
ESPECIFICAÇÕES

Para não errar na especificação do equipamento adequado à função


prevista, o professor Ubiraci Souza, do departamento de engenharia
civil da Universidade de São Paulo, recomenda a consulta ao
indicador tonelada x metro, impressa no próprio guindaste. O
indicativo mostra o quanto ele suporta de carga. "É importante utilizar
um gráfico que indique a carga para cada comprimento de abertura da
lança e para cada ângulo da lança em relação à horizontal", explica o
professor. Por meio desse balanço, é possível determinar
características, como a tabela de carga (que indica alcance, raio e
altura da lança), capacidade (de carga), contrapeso, se a carga é frontal
ou lateral e aspectos que podem definir a adequação do equipamento
ao serviço.
CUIDADOS DURANTE A EXECUÇÃO

A execução dos serviços é feita por operadores de guindastes, que


passaram por um treinamento antes de estarem em um canteiro de
obras. Em face disso, é fundamental contratar equipes que sejam
especializadas e contem com funcionários qualificados na operação do
equipamento. Outro fator relevante é a fiscalização desse trabalho, de
modo a precaver possíveis acidentes e ações que fujam dos
regulamentos previstos na norma NR18. "É importante ter pessoas que
orientem o procedimento dos operadores de guindaste", confirma o
engenheiro civil José Eduardo Rodrigues Pereira, encarregado pelo
planejamento de obras da Ambiental Ribeirão Preto Serviços.

Dessa forma, no caso de haver problemas com os guindastes, é


aconselhável entrar em contato com o fornecedor ou locador, que no
contrato de compra ou venda possa oferecer subsídios para a
segurança de quem utiliza o material, com ferramentas como garantia,
seguro e manuais que orientem o uso. "Qualquer máquina de içamento
e movimentação de cargas deverá ter a sua manutenção conforme as
orientações do fabricante e por meio de complementação dos planos e
ações preventivas", afirma Mário Humberto Marques, presidente da
Sobratema e diretor de equipamentos e suprimentos da Construtora
Andrade Gutierrez.
Normas técnicas q devem obedecer:

NR 18 – Condições e meio ambiente de trabalho na indústria da


construção.

NBR10852 – Guindastes de rodas com pneus


Bibliografia

www.google.com
www.pt.wikipedia.org
www.scribd.com/doc/43971355/Torre-Movel-sobre-Trilhos
www.guindastes.com/artigos/content/guindastes-moveis-modelos-
sobre-esteiras
www.guindastes.com/artigos/content/guindaste-sobre-rodas