UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS

PROPRIEDADES COLIGATIVAS - CRIOSCOPIA

Disciplina de Físico-Quimica Docente Responsável: Edilson Beserra de A. Filho

Petrolina – PE 12 / 11 / 2010

do Curso de Graduação em Ciências Farmacêuticas da Universidade Francisco.CRIOSCOPIA Relatório de aula prática apresentado à disciplina de Fisico-Química. Petrolina – PE 12 / 11 / 2010 . Federal do Vale do São para como requisito parcial obtenção da nota final.DANIELE OLIVEIRA SIMÃO MATHEUS DE FREITAS MACIEL MOTA PHELIPE SILVA RODRIGUES PROPRIEDADES COLIGATIVAS .

SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO 2 OBJETIVOS 2.1 3.1 GERAL 2.2 4 RESULTADOS E DISCUSSÕES 5 CONCLUSÕES ANEXO REFERÊNCIAS XX XX XX XX XX XX XX XX XX XX XX .2 ESPECÍFICOS 3 MATERIAIS E MÉTODOS 3.

Líquidos diferentes possuem pressões de vapor diferentes. maior a pressão de vapor de uma substância. num recipiente fechado. É provocado pela adição de um soluto não-volátil em um . Quanto maior a temperatura. A tonoscopia representa o estudo da diminuição a pressão máxima de vapor de um solvente quando se adiciona a el um soluto não-volátil. entram em ebulição antes. A crioscopia é uma propriedade coligativa que ocasiona a diminuição na temperatura de congelamento do solvente. Pressão máxima de vapor de um líquido é a pressão que seu vapor exerce. após a adição do soluto. 2010). elevação da temperatura de ebulição do solvente (ebuliometria). Define-se ebulioscopia como o estudo do aumento do ponto de ebulição de um solvente quando se adiciona a ele um soluto nãovolátil. 2010). consequência das maiores ou menores forças de atração entre as moléculas dos líquidos (USP. 2010). quando está em equilíbrio com o líquido. a uma mesma temperatura. Sob o ponto de vista molecular. líquidos mais voláteis têm maior pressão de vapor. Entende-se por osmose a passagem de um solvente (líquido) por meio de uma membrana semipermeável. Estes fenômenos químicos são classificados em: abaixamento da pressão de vapor do solvente (tonoscopia). As propriedades coligativas incluem o abaixamento da pressão do vapor. Estas propriedades são decorrentes do abaixamento do potencial químico do solvente. Pressão osmótica é a pressão que se deve aplicar à solução para não deixar o solvente atravessar a membrana semipermeável (SCRIBD. desde que principalmente. a uma certa temperatura. 2010). a interpretação envolvida deve-se a um efeito entrópico (ATKINS. Quanto mais volátil de uma substância maior é a sua pressão de vapor. abaixamento do ponto de congelação e pressão osmótica (USP.6 1 INTRODUÇÃO Propriedades coligativas são propriedades de uma solução que dependem da concentração de partículas do soluto e não da sua natureza . meio menos concentrado (diluído) para o meio mais concentrado. Maior pressão de vapor implica atingir o ponto de ebulição mais rápido (ponto de ebulição menor). 1994). ou seja. abaixamento da temperatura de congelação do solvente (crioscopia) e pressão osmótica (ou osmometria) (UNICAMP. o soluto não seja volátil. Cada uma dessas propriedades depende da diminuição da tendência de escape das moléculas do solvente pela adição das partículas do soluto. elevação do ponto de ebulição.

Quando se compara um solvente puro e uma solução de soluto não-volátil. Existe uma relação empírica (observada por experimentos) entre o abaixamento do ponto de fusão e a concentração da solução (em molalidade): . 2010).7 solvente. Quanto maior o número de partículas dissolvidas em uma solução. menor será o seu ponto de congelamento (SOQ. Esta propriedade pode ser chamada também de criometria. Esta relacionado com o ponto de solidificação (PS) das substâncias. é possível afirmar que o ponto de congelamento da solução sempre será menor que o ponto de congelamento do solvente puro.

• Entender como se pode determinar a massa molar de um soluto a partir da propriedade coligativa estudada. .1 GERAL Medir o decréscimo do ponto de fusão de um solvente devido a presença de um soluto. 2.8 2 OBJETIVOS 2.2 ESPECÍFICOS • Encontrar experimentalmente a constante crioscópica para este sistema.

2. tampando-a.2 Ponto de fusão das soluções Pesou-se 0. Retirou-se do banho de gelo para que o sistema sofra fusão. VIDRARIAS E REAGENTES) • Tubo de ensaio. • Espátula. Montou-se o sistema no qual apresentava um termômetro e um fio de arame para agitação presos a uma rolha de cortiça. • Agitador.9 3 MATERIAIS E MÉTODOS 3. Quando a temperatura atingiu 10ºC. agitando o tubo cuidadosamente.1 Ponto de fusão do cicloexano Adicionou-se 15 mL de cicloexano em um tubo de ensaio e determinou a massa desse volume em kg.2 PROCEDIMENTO EXPERIMENTAL 3.100 g de naftaleno e o dissolveu no cicloexano presente no tubo do experimento anterior. foram colocados na boca do tubo de ensaio. A rolha. Repetiu-se o procedimento descrito . • Termômetro. • Béquer. 3. agitou-se continuamente com o auxílio do fio agitador e anotou-se a temperatura no instante em que se forma o sólido (T1). • Pipetas.2. • Rolha de cortiça. • Suporte universal. 3. • Cicloexano. • Naftaleno. • Banho de gelo.1 MATERIAIS (EQUIPAMENTOS. Repetiu-se o procedimento anterior anotando a temperatura uma segunda vez. • Balança analítica. juntamente com o termômetro e o fio. Mergulhou-se o tubo de ensaio com o termômetro em um banho de gelo.

1 0 anteriormente no item 3. determinando T3.100 g de naftaleno e repetiu o processo anterior. e determinou-se T2.2.1. Adicionou-se mais 0. Fez-se este procedimento mais duas vezes para determinar T4 e T5. .

1 1 5 RESULTADOS E DISCUSSÕES .

ou seja. que à medida que se adiciona um soluto a uma solução. O líquido passa a ter menor tendência em passar para os estados sólido e gasoso. Por isto que a temperatura de congelamento diminui. . é necessário baixar mais a temperatura para conseguir que o solvente passe de líquido para sólido. ao se formar uma solução líquida. o que faz com que o sistema (solução) seja mais estável que o líquido puro (menor energia de Gibbs .1 2 6 CONCLUSÕES Com este procedimento experimental podemos concluir. Isto ocorre porque ao se formar uma solução há um aumento de entropia (S). a tendência de o solvente ficar no estado líquido aumenta. Em uma solução com naftaleno o congelamento demora mais para ocorrer e ocorre a uma temperatura mais baixa. pois G= H-T S). provocando o abaixamento do ponto de congelamento. Em termos científicos podemos dizer que. Isso se dá devido à dissolução do soluto no cicloexano.G. sua temperatura de congelamento diminui.

scribd. 1994.br/conteudos/em/propriedadescoligativas/p6.com. UNICAMP 2010. [online] Disponível em: <http://educar. Acesso em: 11 nov SCRIBD. 5th ed. Propriedades coligativas. Oxford Univ. USP – Universidade de São Paulo.1 3 REFERÊNCIAS ATKINS. Physical Chemistry.unicamp. Press: Oxiford. – Universidade Estadual de Campinas. Acesso em: 11 SOQ 2010. P. nov 2010.com/doc/3196642/Quimica-Propriedades-Coligativas>.php>.soq.sc.html>. Acesso em: 11 nov .usp. Acesso em: 11 nov 2010. [online] Disponível em: <http://www.br/DISCIPLINAS/QF732/exp5/exp5. – Só Química. [online] Disponível em: <http://www. W. [online] Disponível em: <http://3qc.htm>..iqm.br/quimapoio/propried.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful