Salgueiro-Chorao

Salgueiro chorão, sempre triste Por que o seu pranto persiste? É porque ele partiu um dia?

É porque ficar não podia? Nos seus galhos, ele se balançava Perdeu a alegria que ele lhe dava? A sua sombra o acolhia Você achou que ele sempre riria Não chore, salgueiro do arvoredo Eis algo para acalmar seu medo A morte pode parecer separação Mas ele vive em seu coração

Versão 2 "Salgueiro chorão com lágrimas escorrendo Por que você chora e fica gemendo? Será porque ele lhe deixou um dia? Será porque ficar aqui não mais podia? Em seus galhos ele se balançava E ainda espera a alegria que aquele balançar lhe dava? Em sua sombra abrigo ele encontrou Imagina que seu sorriso jamais se acabou Salgueiro Chorão pare de chorar! Há algo que poderá lhe consolar Acha que a morte para sempre os separou Mas em seu coração para sempre ficou."

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful