You are on page 1of 4

Astrand Rhyming

 Mensura a POTÊNCIA AERÓBIA

O teste de Astrand Rhyming se baseia na relação existente entre FC de


estabilização (“steady state”) e uma carga sub-máxima de trabalho. A metodologia
desse teste se dá da seguinte maneira:

1. Impõe-se em cicloergômetro uma carga sub-máxima, esta varia de 75 a 150W


para homens e 50 a 125W para mulheres.

2. Anota-se, então, os valores da FC a cada minuto do exercício até que haja a sua
estabilização. Esse procedimento demora em torno de 3 a 7 minutos.

3. A FC de estabilização é obtida na faixa entre 120 a 170 bpm, sendo que a


variação máxima que pode ocorrer é de aproximadamente 2 bpm entre 2
minutos consecutivos.

4. O último passo é a utilização do nomograma com correção para idade para os


cálculos do consumo máximo de oxigênio.

Por esse teste ser sub-máximo, ele é recomendado para populações sedentárias,
não-treinadas, com doenças crônicas (cardiopatas, pneumopatas) e idosos.

 Valores referência para VO2 máx em adultos jovens

- VO2máx expresso em ml(kg.min -1)

<25  pacientes

25 – 35  sedentários

35 – 45  ativos

45 – 55  treinados

55 – 70  atletas

>70  atletas de elite


Teste de “Wingate”  proposto por Bar-Or

 Mensura a POTÊNCIA ANAERÓBIA LÁTICA

O indivíduo tem que pedalar numa carga durante 30 segundos (homens


0,1kp/kg e mulheres 0,05kp/kg), neste tempo, o indivíduo tem que ter a maior
rotação possível.

 Nos primeiros segundos de atividade a rotação é muito alta (mais de 100 rpm)

 Esse é o teste mais utilizado para inferir a potência anaeróbia lática

 Nesse teste temos:

- Potência mínima

- Potência Pico (máxima)

- Potência média

- Índice de fadiga (IF)

Sendo que IF = Pot. Máx – Pot. Mínima/ Pot.máx (100) – valor em %

Testes que inferem a Potência Anaeróbia Alática

INDIRETOS:

 Salto vertical de Lewis

 Teste de escada de Margaria-Kalamen (P= peso. d/t)

 Teste de “Shuttle Run” (vai-vem)

 Corrida de 50 metros (mensura tempo)

 Impulsão horizontal (mensura distância) – Matsudo


DIRETOS:

 Biópsia muscular

 Ressonância Nuclear Magnética

Testes que inferem a Potência Anaeróbia Lática

INDIRETOS:

 “Wingate”

 Corrida de 40 segundos (distância)

 Corrida de 400 metros (tempo)

DIRETOS:

 Dosagens plasmáticas de ácido lático

Testes que inferem a Potência Aeróbia

INDIRETOS:

 Teste de 12 minutos (Cooper) – VO2máx= d-504/45

 Teste de Balke em cicloergômetro – crescimento de 25 em 25W a cada 2


minutos até a exaustão – VO2máx= 200+12W, sendo que W= carga máxima
suportada.

 Teste de Balke em esteira – velocidade constante (5,4km/h), acréscimo de 1% na


inclinação a cada minuto até a exaustão – VO2máx= 11,826+1,62 (t-1), sendo
que t= tempo máximo do teste.

 Teste de Bruce em esteira – aumento da velocidade e inclinação a cada 3


minutos até a exaustão.
 Teste de Astrand Rhyming (SUB-MÁXIMO!!!)