Escola Secundária Dr.

Jaime Magalhães Lima Departamento de Línguas - Línguas Românicas

8ºano

Língua Portuguesa

2010/2011

Nome: ________________________________________________________

Nº_____ Turma: ____

Tipos e formas de frases
1. Tipos de Frases

Frases Declarativas y Tipo de frases a que o falante recorre para formular uma afirmação/proposição (de conteúdo afirmativo ou negativo), apresentada como verdadeira.

Exemplo: Ele é piloto de helicópteros. No registo oral, a frase declarativa é caracterizada por uma entoação ascendente no início, e descendente no final da frase. No registo escrito, termina geralmente com um ponto final. Frases Interrogativas y Tipo de frase a que o falante recorre para formular, através d e uma pergunta, um pedido de informação (de modo directo ou indirecto).

Exemplos: Sabes que horas são? (interrogativa directa) Perguntou se sabiam as horas. (interrogativa indirecta) No registo oral, a frase interrogativa é caracterizada por uma entoação ascendente. No registo escrito, termina com um ponto de interrogação se é uma interrogativa directa, ou com um ponto final se é uma interrogativa indirecta. Frases Exclamativas y Tipo de frase a que o falante recorre para exprimir emoções ou sentimentos.

Exemplo: Foi um concerto fantástico! No registo oral, é caracterizada por uma entoação de intensidade que recai sobre toda a frase ou especialmente sobre uma sílaba, uma palavra ou uma expressão. Exemplo: O final foi liiindo!
1

como bonito! b. no conjunti o ou no infiniti o. E emplos: Bate à porta. A entoação imperati a pode marcar intensamente uma sílaba. geralmente. E emplo : Liga a má uina. antes de entrar. por fa or. por e es. Este gráfico d. meninos. E emplos: Bra o! Interjeição) Miau! onomatopeia) Que alegria. imperati o) Bata à porta. içam com atenção. fa er um pedido.No isto scrito . No registo oral. muito complexo. Queres le á-lo contigo? c. caracteri ada por uma entoação descendente. t r ina com m onto e exclamação. E emplo : Sai da uiii! erbo No registo escrito . antes de entrar. fa er uma proposta ou sugestão. uma pala ra ou uma expressão. h. meu Deus! grupo de pala ras) Frase Imperati a y ipo de frase a ue o falante recorre para expressar uma ordem. conjunti o) Bater.Identifica os tipos de frase que se seguem: a. 2 . E emplos: Silêncio! Partir! Aplica: . da frase apresenta-se. no imperati o e. termina com um ponto final ou um ponto de exclamação. infiniti o ) A rase imperati a pode ser reduzida apenas a uma pala ra. dar um conselho. antes de entrares. Po e ser constituída a enas or uma ala ra ou grupo de pala ras.

nada« E emplo: Ele sabe o ue faz.orma Enfática Acti a / Passi a No primeiro caso. E emplo: Vou ao cinema. o ue se traduz pela ausência ou presença de um advérbio de negação. .orma Activa cão foi atropelado por um carro. A sopa é comida por ti. . as formas de frase são alternati as. já.2. isto é. . . estas formas aplicam -se a todos os tipos de frase. foi que. com e cepção da forma passi a que não é possível nas frases imperativas. . Por outro lado.orma Neutra Ele lá sabe o ue faz.orma Passiva Como se depreende facilmente. ou neutra ou enfática. . caracterizada pela presença de elementos ue não introduzem informação nova. E emplo: A uele carro atropelou um cão. A distinção implica o recurso a conjugações verbais diferenciadas: voz activa ou voz passiva. no segundo como paciente. limitando -se a reforçar a informação fornecida pelos restantes elementos da fra se.orma Negativa Neutra / Enfática ² Algumas frases assumem uma forma enfática. era que. (Não tem valor imperativo) 3 . Formas de Frases Afirmati a / Negati a ² A acção ou processo expressos pelo erbo podem ser afirmados ou negados. a presença de uma implica a impossibilidade da outra : uma frase ou é acti a ou passi a. Come a sopa. As expressões de realce mais fre uentes são as seguintes: é que. cá. mesmo. ou afirmati a ou negati a.orma Afirmativa Não vou ao cinema. lá. o sujeito é apresentado como agente.

A casa foi mesmo alugada pela Joana. Ele partiu o vidro. 2. complemento directo da frase activa muda para o sujeito da frase passiva .verbo principal no particípio passado 3. Como proceder? .passiva ACTIVA PASSIVA Ele partiu o vidro. vidro foi partido por ele.passiva Frase activa O sujeito da frase (quem?) pratica a acção. sujeito da frase activa passa para agente da passiva acompanhado pela preposição por ) Transformação activa . Uma frase activa pode transformar -se em passiva. O vidro foi partido por ele Verbo transitivo no Pretérito Perfeito do Ind. verbo da frase activa passa a ser construído com: . Eu cá não me importo. Frase passiva O sujeito da frase (Quem?) sofre ou recebe a acção. Transformação activa .Identifica as formas das frases que se seguem.verbo auxiliar ± SER (no mesmo tempo do verbo da act iva) . Forma Afirmativa/ negativa Activa/passiva Neutra/ enfática A ue horas chegas? Ela já se foi embora? A Joana não ficou nada preocupada. verbo auxiliar ser no pretérito perfeito+ verbo principal no particípio passado 4 .Aplica: 2. Anda lá! odos estes livros foram lidos por mim.

Aplica: 3.Transforma as seguintes frases da forma activa para a passiva ou vice-versa. o particípio passado é formado através da junção da terminação ±ado ou ±ido ao radical do verbo: . Activa Passiva Particípio Passado A Maria vê o gato da vizinha gato comeu um rato. O vinho foi bebido pelo rato.Particípio passado Regra geral. O Rei da Rússia pedirá o vinho. Completa a seguinte tabela. 5 .ª conjugação: comer ± com ido 3.ª conjugação: cantar ± cant ado 2. O rato beberia um pouco da uele vinho. O gato era sempre perseguido pelo rato. O rato roía a rolha da garrafa. O vinho tinha manchado a alcatifa. O rato será repreendido por mim. Infinitivo dizer escrever fazer pôr abrir vir ver Atenção! A transformação activa-passiva só se verifica em verbos transitivos dire ctos (com complemento directo).ª conjugação: partir . O Rei chama o rato à sua presença.part ido y Casos especiais do particípio passado Alguns verbos apresentam uma forma especial de p articípio passado.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful