You are on page 1of 1

21 de junho de 2008.

Prezado Wilton Borges,

Em virtude dos rezoneamentos ocorridos na Divisão Tietê, o nome da Divisão perde o sentido, pois, as
cidades que configuram a Divisão não são banhadas pelo rio Tietê. Através de dados do IBGE numa pesquisa
realizada no ano 2000, a rota do rio passa pelas cidades de Salesópolis, Biritiba Mirim, Mogi das Cruzes,
Suzano, Itaquaquecetuba, Guarulhos, São Paulo, Osasco, Barueri, Santana de Parnaíba, Pirapora do Bom
Jesus, Cabreúva, Salto Itu, Porto Feliz, Tietê, Laranjal Paulista, Conchas, Anhembi, São Manuel, Mineiros do
Tietê, Macatuba, Igaraçu do Tietê, Barra Bonita, Jaú, Pederneiras, Itapuí, Boracéia, Bariri, Itaju, Arealva,
Ibitinga, Iacanga, Reginópolis, Pongaí, Borborema, Cafelândia, Novo Horizonte, Sabino, Sales, Promissão,
Adolfo, José Bonifácio, Ubarana, Barbosa, Penápolis, Zacarias, Buritama, Birigüi, Araçatuba, Santo Antônio
do Aracanguá, Sud Menucci, Pereira Barreto, Andradina, Castilho e Itapura. Sendo assim solicito a mudança
do nome da Divisão Tietê para Divisão Bandeiras, pois a região foi rota dos Bandeirantes.
O nome Bandeirantes pode remeter à Rodovia dos Bandeirantes, porém a rodovia só alcança duas cidades
da Divisão.

POR QUE DIVISÂO BANDEIRAS?

No Brasil, no século XVII, alguns homens valentes se introduziram no sertão, movidos pelo desejo de
encontrar jazidas de metais preciosos e outras riquezas e, ainda, aprisionar selvagens, a fim de vendê-los
como escravos aos colonizadores. À frente dessas expedições eram empunhadas bandeiras, daí o nome
bandeirantes.
Todavia, apesar do objetivo não muito elevado de sua missão, que foi bastante combatido pelos jesuítas,
prestaram grande serviço ao Brasil, pois dilataram-lhe as fronteiras, conquistando terras que pertenciam à
Espanha, como Goiás, Mato Grosso, grande parte de Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraná e Santa
Catarina.
Entravam pelas selvas em geral seguindo o curso dos rios ou as trilhas dos índios.
As bandeiras atravessaram o Brasil em todos os sentidos, chegando, como a de António Raposo Tavares, até
o Amazonas, tendo partido de São Paulo. As mais importantes foram as de Fernão Dias Pais e seu genro
Borba Gato, que exploraram a região de Minas Gerais, fundando inúmeros povoados, bem como a de
Bartolomeu Bueno da Silva, o Anhanguera, que encontrou ouro perto de Goiás e Mato Grosso, seguindo por
uma rota que passa por várias cidades que atualmente compõem a Divisão.

Ávida por uma resposta,

Cordialmente,

Mirtha Giudice.

Related Interests