P. 1
Trab. Renascimento

Trab. Renascimento

|Views: 693|Likes:
Published by Marco Alves Ramos

More info:

Published by: Marco Alves Ramos on Jan 13, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

12/25/2012

pdf

text

original

Centro de Competência de Ciências Sociais 1 º Ciclo em Educação Básica Unidade Curricular de História e Filosofia da Educação Ano Lectivo 2010

/2011 1. ano/ 1.º semestre

O Renascimento - Humanismo
Docente: Dra. Liliana Rodrigues Discentes: Grupo G: Ana Cristina Freitas n.º 2056808 Ana Paula Cunha nº: 2097110 Cristina Rodrigues nº: 2052110 Janete Alves nº: 2072110 Maria João Carvalho nº: 2087410

04 de Janeiro de 2011

William Shakespeare . t o vário na capacidade. t o preci o e admirável. em forma e movimento.´ Hamlet. na acção é como um anjo.³Que obra de arte é o homem: t o nobre no raciocínio. no entendimento é como um Deus. a beleza do mundo. o exemplo dos animais.

definido por Cícero como a cultura que diferencia o homem civilizado da natureza e da barbárie. O termo humanismo deriva do latim humanitas. sem sujeição à autoridade de Aristóteles e à autoridade religiosa. ori inado na Itália. apresenta o humanismo como sua principal característica. 2) livre investigação da natureza física. obtiveram projectos ori inais e inovadores.Resumo A realização deste trabalho tem como objectivo desenvolver o tema: o Renascimento Humanismo.         . submetido à igreja. O Renascimento foi considerado como uma reedição da anti uidade. O Humanismo e o Renascimento são dois momentos do mesmo movimento. O aspecto principal do Humanismo renascentista é a liberdade do Homem. Este movimento filosófico e literário. O Humanismo vê um homem livre em relação à natureza e à sociedade. tendo por base os mesmos fundamentos: 1) a dignidade da natureza humana. Além dos seus representantes terem como base as obras anti as. Restituindo deste modo. na segunda metade do século XIV e sucessivamente divulgado no resto da Europa. a dignidade humana. procurando assim. ao contrário do conceito medieval. definir estes conceitos e demonstrar as relações existentes entre eles.

Índice Introdução -Renascimento Capítulo I: -Humanismo Capítulo II: -Educação Humanista nos Países Germânicos -Educação Humanista em Espanha -Educação Humanista em Itália -Educação Humanista em Portugal -Educação Humanista em França -Educação Humanista em Inglaterra Conclusão .

Para finalizar o nosso trabalho. os principais factores que impulsionaram este movimento e a sua importância na cultura moderna. nos problemas da vida e do mundo. iremos abordar o Humanismo. neste trabalho as relações eminentes do Renascimento ± Humanismo. Numa primeira análise. aborda a temática do Renascimento ± Humanismo. a sua origem. iremos referir a educação humanista em diferentes países da Europa e os seus principais representantes. assim. . Na realidade os dois períodos constituem diversos aspectos de uma única civilização. integrado na cadeira História e Filosofia da Educação. faremos uma breve introdução teórica sobre o que é o Renascimento. No entanto.Introdução O presente trabalho. Abordaremos. nos manuais o humanismo costuma ser tratado isoladamente do Renascimento. orientada pela docente Liliana Rodrigues. Partindo desta análise do que o Renascimento. visto que esta intrinsecamente ligado Renascimento. a civilização renascentista que se representa por uma mudança de atitude do homem.

No Renascimento. que teve como impacto a grande evolução e apoiou o aparecimento da cultura moderna. Designando-se ³Renascimento´ em virtude da redescoberta e revalorização da cultura da antiguidade clássica. caracterizou-se pela mudança na qualidade da obra intelectual. com as grandes descobertas e o nascimento do capitalismo moderno. Segundo os renascentistas. na literatura e na filosofia. Na Idade Média os acontecimentos eram vistos de acordo com os ideais religiosos. XV e XVI. e pelo aumento da quantidade cultural. social e cultural que originou-se na Itália e posteriormente no resto da Europa. O principal factor da novidade renascentista não terá sido apenas a ressurreição da sabedoria antiga. a ciência a literatura e a arte daquela época estavam sujeitas à reflexão e à aceitação religiosa. económica e social que se produziu na Europa nos sécs. e não como vontade divina. que orientaram as mudanças deste período em rumo a um ideal humanista e naturalista. o mundo aparece como panorama das acções humanas. O termo Renascimento traduz. Esse conceito de homem ideal. a fé inabalável na natureza fez com que acreditassem que a inteligência e a liberdade do homem são ilimitadas. logo para este ser livre só teria que seguir as leis da sua natureza. onde o homem passou a primeiro plano sendo os acontecimentos determinados pela sua vontade. a Itália e o resto da Europa incidiram as suas atenções para uma vida concreta e terrena. Relaciona-se de um optimismo utópico. atraindo assim as atenções. alterando o seu modo de pensar e de compreender de modo diferente os factos da vida terrena. revelando-se particularmente na arte.O Renascimento Renascimento ou renascença é a designação do período da história marcado por uma renovação cultural. O Renascimento foi um movimento que trouxe modificações no modo de vida. a continuação da vida económica. Leon Battista Alberti (1404-1472). passando a ser objecto de observações e estudos. As ocorrências da vida terrenas e históricas explicavam-se pela vontade de Deus. Ao longo do século XIV. que o homem é o artífice do seu próprio destino. Portanto. A natureza adquire uma nova visão por parte dos renascentistas. afirma. faz renascer a ideia platónica do homem. mas sim a seu alargamento e aprofundamento com a criação de novas .

Divulgou assim a cultura e educação das massas e a invenção da bússola que permitiu as grandes navegações que amplificaram os horizontes geógrafos e culturais e ofereceram o contacto europeu com outras culturas. Segundo este o sol é o verdadeiro centro do sistema solar. defendida por Copérnico. até então manuseadas apenas pelos ³monges copistas´ dentro de Mosteiros e abadias. geógrafo e matemático. onde o sol e a lua giravam em torno da Terra. As grandes navegações do século XIV. a invenção da imprensa realizada por Gutenberg. teoria que veio opor-se à teoria geocêntrica. que permitiu a divulgação dos clássicos grecoromanos. teoria defendida por Cláudio Ptolomeu. de uma nova concepção do mundo e do homem num novo conceito de ensino e educação. favoreceram em grande parte o pensamento pedagógico. da Bíblia e de outras obras. . dando origem ao capitalismo comercial. contribuindo para derrubar os ideais religiosos ate então tido como verdades absolutas. ou seja. matemático e astrónomo polaco (1473 ± 1543). O pensamento pedagógico Renascimento terá influenciado directamente a educação através da teoria heliocêntrica.ciências e disciplinas. célebre astrónomo.

Erasmo interagiu com muitos homens ligados à política e pensadores do seu tempo. Esta Era foi marcada por metamorfoses em muitas áreas da vida humana. Porém. Lovaina. Porém. Foi um homem de Estado. As transformações que se assistiram deram-se ao nível cultural. Porém. e tentou aliviar os métodos de ensino do ensino Escolástico marcado pelo rigor e formalismo tradicional da época medieval. o conceito Renascimento surge para denominar as alterações ao nível das artes.1536) que tornou-se um pregador da rectidão. . aspirações e capacidades humanas. nomeadamente a racionalidade. Esta atitude de valorização do Homem e do conhecimento e busca da Verdade sobre ele próprio e sobre o mundo surge no período do Renascimento. Inglaterra e Basileia. rei de Inglaterra e Thomas More.O Humanismo O Humanismo considera-se como uma forma de estar que eleva o ser humano como o ser mais relevante numa escala de aspectos importantes. Ocupou o cargo de ³Lord Chancellor´ de Henrique VIII de Inglaterra. Entre muitos humanistas que ficaram na história. que admitia a igualdade entre homens perante Deus e limitou-se em grande parte a alargar a concepção humanista no domínio religioso. Por sua vez. por não reconhecer o seu rei Henrique VIII como líder da Igreja do seu país. escritor. diplomata. económico e religioso. Erasmo passou a sua vida entre Paris. é condenado à pena capital. onde desenvolveu as suas actividades académicas e travou experiência com grandes personalidades do seu tempo como Henrique VIII. A melhoria do estatuto social não garantia o acesso aos valores da cultura. o humanismo renascentista foi enriquecido pela contribuição cristã. e a sua concepção sobre variados assuntos era consultada e procurada sedentamente. destaca-se Erasmo de Roterdão (1466 . da filosofia e das ciências. mas é um impulsionador. Thomas More (1478 ± 1535) é outro dos grandes vultos do Humanismo. mas nem sempre aplicada na prática. social. que assinalam o fim da Idade Média e o começo da Idade Moderna. Esta perspectiva é comum a uma grande variedade de posições éticas que dão muita importância à dignidade. advogado e homem de leis. outro grande humanista. O humanismo renascentista espelhava uma estrutura social caracterizada pela diferenciação profunda da sociedade em classes produtoras e em classes dirigentes. Tinha convicção de que era necessária uma aprendizagem sadia sem intromissão dos assuntos da Igreja e do Estado.

XX e a Igreja reserva o dia 22 Junho para a celebração da sua existência. Descendente de uma família nobre.a Igreja considera-o como modelo de fidelidade. São Thomas Mores foi reconhecido como ³Patrono dos Estadistas e Políticos´ pelo Papa João Paulo II. Manuel I. pois foi encontrado morto com suspeitas de assassinato. Este humanista foi um dos espíritos mais críticos da sua época e estabeleceu verdadeiros traços de união entre Portugal e a Europa erudita do século XVI. pois figurou na luta da liberdade individual contra o poder prepotente. Em determinada altura da sua vida. Foi canonizado no séc. É nomeado pelo cardeal D. No ano 2000. Em adulto tornou-se diplomata e fez várias missões ente Portugal e Europa. Dom João III trouxe-o de volta para Portugal libertando-o da prisão originada da invasão da Flandres. A organização da sociedade idealizada por More visa dissolver a desigualdades e estimular a equitativa distribuição de bens por todos. dedica -se exclusivamente aos seus propósitos humanistas e torna-se amigo íntimo de Erasmo com quem conviveu em Basileia. Uma das suas grandes obras literárias é a ³Utopia´ onde More idealiza uma sociedade racionalmente formada. Entre outros grandes humanistas destaca-se também o português Damião de Góis (1502 -1574). processado pelo Santo Ofício e o seu fim seria trágico. A defesa dos direitos da consciência é o marco que este humanista perpetuou. que o orientou nos seus estudos e na sua escrita. Henrique para escrever a crónica oficial do rei D. Manuel como moço de câmara. onde todos têm os mesmos direitos e deveres e dedicam-se à leitura e à arte. passou dez anos da sua infância na corte de D. . Esta obra não agradou a algumas famílias do reino e desde então passou a ser perseguido.

Hegius. estas mesmas escolas administravam os estudos humanistas que compreendiam o latim. além destas escolas. o grego. o grego e outras matérias humanistas. Achou importante o estudo da filosofia. Sturm e principalmente Erasmo. no século XIV. surgiram os Ginásios e os Colégios Secundários. Estas escolas dividiam-se em oito cursos graduados e cada um em várias turmas pois os seus alunos eram bastantes. Houve grandes personalidades que passaram por esta escola. Jacob Winpheling (1450-1528): Formou o colégio de Estrasbugo e o mais importante foi a formação moral e religiosa. Platão. em que também ensinavam o latim. esta ordem ensinava a educação moral e religiosa com ajuda de Tomás Kempi e depois os estudos humanistas. por que segundo a sua opinião. O movimento humanista manifestou-se na Holanda e ocidente da Alemanha através da ordem de Jerónimos designada por ³Irmãos da vida em comum´. a lógica. Dar algo de pessoal. Aristóteles. Existiu para este educador três maneiras de aprender: y y y Perceber o que se lê e o que se aprende. . sendo eles. fundada por Gerard de Crote. dirigida pelo Reitor Alexandre Hegius. Posteriormente. os estudos de Euclides. a retórica. em 1465 a 1498. pois os seus escritos pedagógicos nunca chegaram até nós. Em primeiro lugar. Agrícola. Na Alemanha. esta ajudava a pensar. Memorizar o que se percebeu.A Educação Humanística nos Países Germânicos No século XV a Renascença alargou-se da Itália para o resto da Europa. conhecido pela sua personalidade e pela sua actuação literária. a teologia e o direito romano. a julgar e agir moralmente. Podemos citar alguns educadores e pedagogos humanistas: Rudolphus Agrícola( 1443-1485): Foi um verdadeiro fundador da cultura humanista germânica. onde obteve aí mais reflexão.

Seguiu as ideias de Quintiliano. um investigador. tais como ³Colóquios´ ³ A educação do Homem Cristão´.Erasmo (1465-1536): O maior dos humanistas e um pensador notável da Renascença. Escreveu importantes trabalhos. Viveu e trabalhou nos vários países da Europa. Achava de extremas importância os estudos literários e religiosos. Foi um estudioso. nas áreas do saber incluindo na educação. Na opinião de Erasmo o fim da educação processa-se da seguinte maneira: y y y y O jovem espírito recebe as sementes da piedade. . Amar e receber os estudos liberais. Erasmo. Preparação para os deveres da vida. defendia que o idioma aprendia-se através do exercício e não pela gramática. Estudou na escola ³Irmãos da vida comum´. Os primeiros estudos sejam baseados nas boas maneiras.

Seguiu os mesmos ideais de Quintiliano e Erasmo. Adoptaram as ideias de Erasmo e surgiu assim um grande movimento humanista dando origem à Universidade de Alcalá findada pelo Cardeal Cisneros e o colégio Trilingue. Os educadores humanistas espanhóis foram: Juan Luís Vives ( 1412-1540): Foi o maior humanista espanhol e europeu. achava que para ensinar devemos usar as nossas próprias impressões ou sensações para chegar à imaginação e depois à razão. em 1500. Ponce de Leon (1520-1584). Um dos monumentos humanistas foi a elaboração da célebre ³ Bíblia Poliglota´. em que estudava a psicologia e o estudo das aptidões de valor pedagógico. Vives também achava que a língua materna devia ser usada para que os alunos percebessem melhor as outras línguas clássicas ensinadas pelos seus mestres.A Educação Humanística em Espanha Esta educação iniciou-se fins do século XV e início do Século XVI. O humanismo espanhol é uma passagem entre a cultura medieval e a clássica onde vigora o carácter literário e religioso a nível dos estudos geográficos e cartográficos. Nas outras escolas vigoravam as culturas escolásticas e os métodos tradicionais. no entanto teve as suas próprias opiniões. Huarte de San Jaun: Foi autor do ³ Exame de Engenho para Ciências ³. Foi fundada a Universidade de Salamanca. Recomendava que cada mestre deveria fazer um estudo psicológico a cada aluno para depois lhe dedicar o trabalho que melhor lhe adequasse. ou seja. Incentivou o uso da língua vernácula na ciência e no ensino. tais como. Em termos de educação baseou-se na psicologia. onde ensinavam o latim. . a gramática Nebrija. o grego e o hebreu. Estabeleceu o primeiro método para o ensino dos surdos-mudos. onde grandes humanistas ensinaram. Frei Luís Leão e Francisco Vitoria.

Como por exemplo na corte dos Medicis.A Educação Humanística em Itália No século XIV na Itália nasceu um novo movimento. considera que as letras clássicas são fins delas próprias. em Florença. ou seja. Começo da independência escolar. a Renascença. A educação humanista não era considerada erudita. Guarino de Verona (1374-1460): valorizou a língua e a cultura helênicas latinas. equitação. liberdade de pensar e de agir. corrida. natação. Alguns humanistas mais destacados de Itália: Petrarca (1304-1374): entendido nos clássicos. juntamente com uma educação humanista. A Renascença foi um movimento que permitiu que o homem mudasse a sua forma de ver as coisas do mundo. . jogo de pelota. o ideal de um homem cortesão era que este praticasse exercícios físicos: salto. As línguas como o latim e o grego eram ditas como instrumentos ou meios do novo movimento. conceito terreno. Intelectualmente o cortesão ideal tinha que saber escrever e falar muito bem e sem erros o latim e o italiano ter conhecimento de música e pintura. As principais cidades-estado em que este movimento teve mais impacto foram Florença e Veneza. prazeres da vida. pelo desenvolvimento da personalidade de cada pessoa. defensor da gramática e da retórica. Em Itália. Em Mântua. que era uma das mais importantes das cortes dos príncipes italianos. que consistia nas disciplinas de educação física. estética e intelectual. criou a Casa Alegre (Casa Giocosa) em que os jovens tinham uma educação cristã. estabelecendo uma comparação com Atenas e Roma na época clássica. luta. O ideal da educação humanista teve mais impacto no ensino e cultura superior. Vittorino da Feltre. poeta duma poesia espiritual profunda. dança e caça. Pietro Paolo Vergerio (1370-1444): diferente de Guarino e de Feltre.

por volta de1485. Évora e Braga. o autogoverno do aluno e a competição. em 1537. com a chegada do italiano Cataldo Parísio Sículo. Foi durante o século XVI que o humanismo teve o seu período mais glorioso em Portugal. a que o ensino humanista chegou a universidade de Coimbra. Na corte portuguesa o italiano Cataldo incrementou variadas actividades sendo o responsável pela correspondência diplomática da corte portuguesa e diversos discursos. Jorge de Lencastre depois como orador. . Durante o reinado de D. A Educação Humanística em Portugal O humanismo entrou em Portugal nos finais do Século XV. nos mosteiros e nos colégios fizeram com que o ensino humanístico fosse ensinado no ensino superior. É fundado o Colégio das Artes para o ensino das humanidades. Defendia que o repouso fazia mal as crianças e os exercícios ajudavam-nas. em que o André de Gouveia é nomeado director. Na universidade de Lisboa restringe-se o ensino aos moços fidalgos da corte e ao círculo literário da Infanta D. Em Portugal o tipo de humanismo mais divulgado entre os humanistas portugueses e humanistas estrangeiros residentes em Portugal era o humanismo cristão cujo maior defensor era Erasmo. e secretario dos assuntos latinos na corte portuguesa. que tinha sido contratado para preceptor de D. Lisboa. Leon Battista Alberti (1404-1472): aconselho o ensino da língua materna com as línguas clássicas como também os exercícios físicos. Estes ao preencherem os cargos de decisão na universidade. Maria.Vittorino da Feltre (1378-1446): defendia uma educação individualizada. Este período coincidiu com o regresso do bolseiro portugueses que estavam a estudar em universidades do estrangeiro. Os primeiros centros humanistas em Portugal foram Coimbra. João III. assim o latim se tornou comum no ensino.

assim como novos colégios.foi um humanista que nasceu na Madeira. chegou através da influencia de alguns pedagogos que estudavam em universidades de Florença (Itália). jogos e desportos físicos. mas podemos destacar alguns. Manuel Álvares (1526-1582) . sendo criadas cátedras de latim e grego. implementando o ensino das línguas clássicas. A educação Humanista generalizou-se pelas principais universidades. A Educação Humanística em Inglaterra A educação humanista em Inglaterra.Alguns humanistas portugueses: Diogo de Teive (1514-1569) . era um elo de ligação entre Portugal e a Europa. tais como: John Colet. Sendo pela 1ª vez implementado o ensino da língua Inglesa. Estas novas doutrinas foram implementadas nas principais universidades e posteriormente no ensino secundário.era um dos humanistas portugueses mais interventivo do seu século. na Inglaterra não existiam grandes pedagogos na educação. acusado de heresia religiosa Damião de Góis (1502-1574) . Nesta época. que tiveram um papel relevante na reforma da educação humanista no ensino em Inglaterra.viveu no século XVI. na escola de São Paulo e Thomas Elyot que lançou a obra ³o livro chamado Governador´ . com a implementação de uma cultura mais humanista. Foi preso pela Inquisição em 1550. gramática.

orientando e preparando-os para o caminho que devem seguir. O pedagogo Montaigne defende uma educação inspirada no realismo e naturalismo e defende a implementação de uma maior literacia nas escolas. A educação deve incidir sobre o aluno. o seu humanismo da educação incide mais sobre a formação moral e intelectual do pensamento individualizado do aluno ajudando-o a descobrir.A Educação Humanística em França A educação humanística em França chegou em meados do século XVI. por influência da cultura renascentista vinda de Itália por alguns escritores. em especial a universidade de Paris. Defende também o ensino da literatura dos clássicos. . grego e as ciências exactas. dando um maior significado e importância às ciências da educação. É nesta altura que o pedagogo Rebelais defende uma educação na relação com a natureza. O ensino em França é dominado pelas ordens religiosas. na sua formação desde a sua infância. Os pedagogos Rabelais e Montaigne foram os impulsionadores da educação humanística e implementaram o ensino da teoria da literatura. Assim sendo. latim. os educadores devem mostrar aos alunos o exterior das coisas.

A Renascença foi o regenerar das nossas crenças individuais e o desenvolvimento do culto pela pessoa humana em geral. usando o manifesto das artes para exprimir a beleza do próprio ser humano e da vida. O Renascimento foi a era que fez ressurgir no homem a busca da Verdade e da razão. artesanais.Média. mecânicas e artísticas. A Renascença foi uma Época que se pode considerar como o início dos tempos modernos. iniciam-se na busca da Verdade. tal como os primeiros filósofos na época clássica aspiraravam. O humanismo caracterizou-se no Renascimento. não só para a história da educação. do conhecimento científico e do próprio ser. pois deram-se grandes avanços na ciência onde o homem passou a ter principal destaque ao contrário dos ideais da Idade . não apenas pelos conhecimentos literários existente mas pela busca de condições médicas. mas também das nossas origens socioeconómicas. impulsiona o ser humano na maior tomada de consciência da sua existência. . embora extremamente desiguais nas suas condições sociais e culturais. A procura dos espaços do mundo.Conclusão Com a realização deste trabalho pudemos compreender o impacto e a importância do Renascimento.

Paul. Lisboa 1984.com/articles/8796/1/A-Educacao-No-Renascimento http://pt.notapositiva.eu/121/Anchieta. vol 16.webartigos. LUZURIAGA. O Renascimento. J.Bibliografia FAURE.revista. DELUMEU. GOMES. Porto ± Portugal: Editorial Inova Limitada. Educação e Humanismo.wikipedia.html#ixzz17ep0EOTS http://www. Mem Martins ± Portugal: Publicações Europa América.org/wiki/Categoria:Humanistas_de_Portugal http://www. CAMBI. A civilização do Renascimento. Vol. 3ª Edição Fevereiro 2008.brasil-europa. Franco. 56. História da Educação e da Pedagogia ± Actualidades Pedagógicas. vol II.shvoong.com/humanities/linguistics/795557 -humanismo-na-literaturaportuguesa/ http://www.webartigos. editorial estampa. Lorenzo.htm . História da Pedagogia. Webliografia: http://www.com/articles/8796/1/A-EducacaoNRenascimento/pagina1. Raul. Larousse Enciclopédia Moderna.com/dicionario_historia/renascimento.html http://pt.

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->