QUADRO SÍNTESE Auto da Barca do Inferno, Gil Vicente

Personagens Símbolos Pajem, Cadeira, Manto (Símbolos da tirania, riqueza, ostentação e falsidade) Bolsão (Símbolo da sua actividade e dos seus pecados – a ambição e a avareza) Caracterização Linguagem Argumentos de acusação Argumentos de defesa Cómico Sentença

Fidalgo

Presunçoso, tirano, altivo, vaidoso, resignado

Altiva Implorativa Lamentosa

Viveu uma vida de prazeres; deve seguir o É um fidalgo de solar; tem caminho do pai que quem reze por ele. também entrou na barca do diabo, é tirano; vaidoso e despreza os mais fracos. Santanás sempre o ajudou; o bolsão, mesmo vazio, ocupará o navio com o seu pecado – a avareza Morreu excomungado, roubou o povo durante 30 anos sem qualquer problema de consciência; as formas que o acompanham simbolizam o seu pecado Afirma que a bolsa está vazia e quer voltar à terra para ir buscar dinheiro para a passagem Afirma que morreu confessado e comungado, ouviu muitas missas; fez donativos à igreja; rezou pelos mortos

Linguagem: o Diabo chama-o “precioso d. Anrique” Situação: O Fidalgo passa de uma atitude de prepotência à Condenado humilhação causada pelo Diabo. Carácter: o Fidalgo revelouse ingénuo em relação à amante. Situação: quando jurou que Condenado levava o bolsão sem dinheiro.

Onzeneiro

Avarento e ambicioso; representa a prática de cobrar juros muito elevados (11%)

incaracterística

Sapateiro

Avental de sapateiro e formas de calçado Falso católico, ladrão e (Símbolos da sua malcriado actividade e dos seus pecados)

Vulgar, licenciosa (atrevido) e com indícios profissionais

Linguagem: o Diabo é irónico e chama-lhe “Santo sapateiro honrado!”; o Sapateiro é licencioso ao dizer “e da puta da bargagem” Linguagem: o diabo chama-o “devoto marido2. Situação: a entrada do frade em cena com a moça pela mão. Carácter: pensava que a relação proibida com a moça seria perdoada pelas muitas rezas. Linguagem: por ser toda desconexa, injuriosa e licenciosa (devassa, com palavrões) Carácter: revelado pela linguagem e atitudes da personagem.

Condenado

Frade

Moça, espada,casco (capacete para proteger a cabeça) e broquel (pequeno escudo) – símbolos de uma vida dissoluta e desregrada

Festivo, despreocupado, autoconfiante, folgazão, aceita a condenação sem protesto

Exuberante, inquiridora É mundano e folgazão, e com termos técnicos sabe cantar, dançar e da esgrima esgrimir

Julga que o hábito que traz vestido o salvará; afirma que rezou muitos salmos; desculpa-se, afirmando que fez o mesmo que os outros frades O próprio Anjo destaca a sua simplicidade e afirma que não errou por malícia

condenado

Joane ______________

Simples e inconsciente, usa uma linguagem grosseira

desconexa

_______________

Fica no cais à espera

movediça. O Diabo e o Anjo não precisam de acrescentar mais nada. Todos os seus argumentos de defesa são. mentirosa. três arcas de feitiços. tornando-se a linguagem cómica. condenada Judeu Fanático pela sua religião. espada e escudo (Símbolos da luta pela expansão da religião católica) Autoconfiante e corajosos peremptória Afirmam ter morrido pela pátria. ao chamar-lhe “santo descorregedor”. fez coisas divinas Linguagem: a linguagem lisonjeira que usa para convencer o Anjo. e que Garcia Moniz lhe disse que ia para o Paraíso Linguagem: o Diabo. moças. no fundo. diz que agiu sempre com justiça e imparcialidade e que se confessou (mas encobriu os pecados) _______________________ Afirma já ter pago pelos seus pecados. aceitou subornos. cinco cofres de enleio e furtos (Símbolos de uma vida de falsidade e fingimento) Bode (símbolo da sua religião) Vulgar. Afirma que salvou raparigas da pobreza e as criou para os cónegos da Sé. chamando-lhe “mano”. é o Parvo que o acusa de vários sacrilégios. em nome da fé cristã ____________________ Vão directa/ para o Paraíso . utiliza a ironia ao empregar a palavra condenado santo e o sarcasmo ao utilizar a palavra descorregedor. suportou muitos tormentos. na prisão e na forca. mas ingénuo. enriqueceu à custa dos lavradores ______________________ Linguagem: principalmente através das pragas que o Judeu roga ao Diabo em linguagem licenciosa. melíflua (cativadora). lamentosa As palavras de Brísida Vaz falam por si. profanar sepulturas e comer carne nos dias de jejum Não era justo. casa Confiante. pois foi enganado por Garcia Moniz vulgar ____________________ condenado Cavaleiros Cruz de Cristo. três armários de mentir. dois coxins bajuladora e resignada de encobrir. acusações. ___________________ Procurador Enforcado Carregado de livros (símbolo da justiça corrupta e parcial) Baraço ao pescoço (Símbolo da condenação por um crime cometido) Corrupto vulgar Foi corrupto e não se confessou antes de morrer Não é directamente acusado. “minha rosa” Situação: a tentativa de influenciar o Anjo é uma situação cómica. a combater os mouros. guarda-roupa de encobrir. é uma mártir. pois já foi açoitada várias vezes.Alcoviteira Seicentos virgos postiços. Carácter: tentou defender-se mentindo descaradamente e fazendo-se passar por mártir. falso católico e parcial Com indícios profissionais (latim de tabelião) Afirma que a mulher é que recebia os subornos. condenado Corregedor Feitos (processos judiciais) e vara (símbolo de autoridade e poder judicial corruptas e parcial) Corrupto. jóias. avarento licenciosa O Judeu não chega a ir à barca do anjo. mas a corda ao pescoço prova que cometeu crimes que o levaram à prisão e o condenaram à forca ____________________ condenado Criminoso.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful