Esboço de P.N.T.

para Fins de Aula

JKátiaSS

INTRODUÇÃO - O reino do norte, Israel, havia sido conquistado pelos assírios em 722 a. C., - O reino do Sul, Judá, conquistado pelos babilônios, cuja conquista se deu em três levas: Em 605 a. C., em 597 a. C., e outra em 586 a. C.. Diferença básica entre a política adotada pelos dois tipos de cativeiros: a) Política adotada pelos assírios: Destruir linhagem nacional e, unir todos os povos em um só; b) Política adotada pelos babilônicos: Foi mais um exílio do que um cativeiro. Exilados tinham uma certa parcela de liberdade. Mudanças que aconteceram a partir do cativeiro babilônico: a) O termo "judeu" é usado pela primeira vez; b) O desenvolvimento dos judeus na indústria e no comércio; c) Surgimento da sinagoga; d) Abandono da prática da idolatria; e) Surge a função de mestre (de linhagem sacerdotal ou não). É dado forte ênfase à Torah; f) Instruções dadas na sinagoga sofrem influência das religiões pagãs. O PERÍODO INTERBÍBLICO (ou período dos 400 anos de silêncio profético): O Período Persa (538 - 331 a. C.) a) Política adotada por Ciro; b) Dá-se o retorno de 50.0000 judeus à Palestina (sob a liderança de três homens, em três épocas diferentes), para fins de reconstrução do templo e da cidade de Jerusalém; c) Os judeus que ficaram na Babilônia ajudam financeiramente; Os inimigos da reconstrução do templo (quem eram?); d) Em 516 a. C., a reconstrução do templo, finalmente, chega ao fim. e) Anos mais tarde, ainda durante o período Interbíblico, dá-se construção do templo no monte Gerizim, onde os samaritanos passaram a adorar. O Período Grego (331 - 167 a. C.)  Sob Alexandre, o Grande: a) Helenização da cultura; b) C/ a morte de Alexandre, o Grande, seu vasto império foi dividido em quatro porções entre seus quatro generais; duas das quais, são de suma importância, no pano-de-fundo do desenvolvimento histórico do Novo Testamento, foram eles: os Selêucidas e os Ptolomeus. - O império Selêucida centralizava-se na Síria, e tinha por capital Antioquia. - O império dos Ptolomeus, centralizava-se no Egito, tendo Alexandria por capital;  Sob os ptolomeus: a) À princípio, os ptolomeus a dominaram por 122 anos (320 a 198 a. C.);  Sob os Selêucidas: a) Em 198 a. C., Antíoco III (da Síria), derrotou o Egito e, a Palestina passou a ficar sob o domínio deste. Foi nessa época que a Palestina foi dividida em Galiléia, Judéia, Samaria, Peréia e Tranconites. Vale dizer, que no começo, os judeus puderam exercer sua religião, sob a orientação do sumo-sacerdote. b) A perseguição aos judeus, só teve início, quando Antíoco IV ou Epifânio, assumiu o poder. Este, Intencionava helenizar a cultura judaica. Os judeus que se opunham à paganização de sua cultura, eram chamados os "Hasidim", os piedosos que a grosso modo eqüivale à puritanos; Neles tiveram origem os fariseus e, provavelmente, os essênios. c) A prática da SIMONIA introduzida por Antíoco Epifânio e as conseqüências dela advinda. A Revolta dos Macabeus (167-63 a. C.) a) Resistência judaica iniciada por Matatias, um sacerdote idoso; b) Os feitos de Judas Macabeu, filho de Matatias

c) O que foi a Revolta dos Macabeus? d) Judas Macabeu foi morto em batalha (160 a. C.). e) Seus irmãos, Jônatas e, posteriormente Simão, sucederam-no na liderança. Estes, conquistam muitos benefícios para os judeus. f) O período de 142-63 AC, consiste de um relato de contendas internas, derivadas da ambição pelo poder e, isso, fez com que muitos dos hasidins, de onde se originaram os fariseus, se alienassem de suas inclinações religiosas. O Período Romano (63 a. C. - 135 d. C.) Finalmente, porém, o general romano Pompeu, subjugou a Palestina em 63 a. C., de modo que durante o tempo do Novo Testamento, a Palestina estava dominada pelo poderio romano. INSTITUIÇÕES EXISTENTES NA ÉPOCA DE CRISTO - O Sinédrio; - A Sinagoga; - O Templo. GRUPOS RELIGIOSOS QUE VIERAM A EXISTIR DURANTE O PERÍODO INTERTESTAMENTÁRIO: - Os Fariseus: Controlavam a sinagoga. - Os Saduceus: Controlavam o sinédrio e todo resquício de poder político que restava. - Os Herodianos: Baseavam suas esperanças nacionais na família de Herodes. - Os Escribas: Profundos conhecedores das Escrituras. OUTROS GRUPOS EXISTENTES NA ÉPOCA: - Os Essênios: Provavelmente, também originários dos hasidins. - Os Zelotes: Tinham visão puramente nacionalista. - Os Zadoquistas: Buscavam por um Mestre de Justiça que chamasse a nação judaica de volta ao arrependimento e, apareceria no advento do Messias. LITERATURAS PRODUZIDAS NO PERÍODO INTERBÍBLICO: APÓCRIFOS - A MISNA, a GEMARA, a MIDRASIM e a CABALA. Escritos em hebraico, aramaico e grego. - O termo apócrifos, que originalmente significava "oculto, secreto", e, por conseguinte, "profundo", terminou por significar não-canônico. PERSPECTIVA JUDAICA NO AMBIENTE DO NT a. O motivo da aceitação popular à mensagem de João Batista; b. Messianismo: Anseio judaico. ESTRUTURA LITERÁRIA DO NT - Em que consiste o Cânon Do Novo Testamento? - Qual o significado do termo cânon? - Os cristãos, à princípio, dependiam (1) do Antigo Testamento, (2) de uma tradição oral acerca dos ensinamentos; (3) da obra remidora de Jesus e, (4) de revelações diretas da parte de Deus, por meio dos profetas cristãos. - Porque foi necessário a formação do cânon e a elaboração de um credo? - De que forma, isso contribuiu para o desenvolvimento da proeminência do bispo romano? - Qual era o teste do direito de um livro estar no Cânon - O desenvolvimento do Cânon foi um processo demorado, basicamente encerrado em 175 DC. CARACTERÍSTICAS DOS LIVROS DO NT 1. Os Evangelhos Sinópticos 2. O Evangelho Segundo João ; 3. O Livro de Atos; 4. As Epístolas – Ou Cartas 5. O Livro Profético: Apocalipse A VIDA PÚBLICA DE JESUS - TESTEMUNHO EXTRA-BÍBLICO. - De que forma, esses comentários se constituem num testemunho dígno de confiança, uma vez que são muito lacônicos?

VISTA PANORÂMICA DOS QUATRO EVANGELHOS: 1) O Evangelho Segundo Marcos: a) Estilo literário: romano e sem rodeios. b) Autoria: Evidências internas sugerem a autoria marcana. c) Destinatário: É dirigida aos romanos. d) O propósito da escrita: Mostrar Jesus como Homem de poder e de Ação. e) Data: Provavelmente, por volta de 65 DC. 2) O Evangelho Segundo Mateus: a) Estilo literário: organizado e sistemático. b) Autoria: Evidências internas sugerem a autoria de Mateus. c) O propósito da Escrita: Demonstrar, sem deixar dúvidas, que Jesus de Nazaré é o Rei Messias da profecia hebraica; além disso, Mateus escreveu para combater o legalismo e o antinomismo. d) Data: Provavelmente, numa data levemente posterior à escrita do Evangelho segundo Marcos. 3) O Evangelho Segundo Lucas: a) Estilo literário: Juntamente com o estilo do autor da epístola aos Hebreus, é o mais refinado de todo o Novo Testamento. b) Autoria: Evidências internas apontam a autoria lucana. c) Destinatário: É dirigida à cristãos de fala grega, cuja maioria era de origem judaica (judeus helenistas). Mais precisamente à Teófilo. d) O propósito da Escrita: Mostrar a certeza histórica do Evangelho de Cristo. e) Data: provavelmente, meados dos anos 60 DC. 4) O Evangelho Segundo João: a) Estilo literário: simples e semítico. b) Autoria: Evidências internas, bem como, o testemunho de Irineu, confirmam a autoria de João. c) Destinatário: à igreja. d) O propósito da escrita: Combater uma heresia chamada "Ebionismo", que estava se infiltrando no seio da igreja, a qual, dizia que Jesus era um mero homem sem pecado. 5) Síntese dos quatro Evangelhos - O sinópticos sintetizam quando descrevem os milagres operados por Jesus; por sua vez, quando João descreve um milagre (e descreve poucos), geralmente, dedica-lhe amplo espaço, pois, não se limita ao milagre em si, mas, usa-o como ponto de partida para a argumentação doutrinária, para rebater heresias, desmascarar o adversário e exaltar a pessoa de Jesus. João deu maior ênfase à Divindade de Jesus. VISTA PANORÂMICA DO LIVRO DE ATOS a) Tema: O irresistível avanço do Evangelho de Jerusalém a Roma. b) Estilo literário: juntamente, com o Evangelho de Lucas e o tratado aos Hebreus, contém a redação grega mais culta do Novo Testamento. Contudo, às vezes áspero em virtude de Ter feito uso de fontes semíticas (orais ou escritas). c) Autoria: Evidências internas apontam a autoria lucana. d) Destinatário: Teófilo. e) O propósito da Escrita: traçar o triunfal progresso do Evangelho, a/p de Jerusalém onde teve início, até Roma, capital do império. f) Data: Provavelmente, final da década de 60 DC, quando Paulo estava preso em Roma. g) Esboço - Destaque para: (1) O revestimento de poder; (2) A ordem de Pregar em Jerusalém, Judéia, Samaria e até os confins do mundo; (3) O martírio de Estêvão; (4) O recebimento do Espírito Santo pelo samaritanos; (5) A conversão de Saulo/Paulo. VISTA PANORÂMICA DAS EPÍSTOLAS PAULINAS 1. As Primeiras Epístolas Paulinas: a) Gálatas: - Assunto: A liberdade do Evangelho; - Data: Provavelmente, por volta de 57 DC. b) I Tessalonicenses: - Assunto: A volta do Senhor Jesus;

Data: Provavelmente, por volta do ano 50 DC. c) II Tessalonicenses: - Motivos da escrita: Desmentir alguém que, maldosamente, tinha forjado uma epístola, ensinando que a vinda do Senhor Jesus era para aqueles dias. - Data: Provavelmente, por volta do ano 53 DC. 2. As Epístolas Principais de Paulo: a) I Coríntios: - Assunto: Lições de vida cristã, uma vez que Paulo havia sido informado da conduta imoral e das demandas entre os irmãos; bem como, responder à questões práticas do dia-a-dia. - Data: Provavelmente, por volta do ano 55 DC. b) II Coríntios: - Assunto: Defesa de Paulo do seu apostolado. - Data: Provavelmente, por volta do ano 55 DC. c) Romanos. - Assunto: Os temas mais notáveis da teologia da salvação, mostrando todo um universo sob condenação e, a salvação imerecida, pela fé em Cristo Jesus (Graça). Mostra também o crente vitorioso por meio de Cristo e, vai até mostrar o crente glorificado com Cristo. Fala também, da eleição e rejeição de Israel, afirmando que no final, todo o Israel será salvo. - Data: Provavelmente, por volta do ano 57 DC. 3. As Epístolas Paulinas da Prisão: a) Efésios: - Assunto: A Igreja é o Corpo de Cristo. - Data: Provavelmente, escrita por volta do ano 62 DC. b) Filipenses: - Assunto: Alegria, gozo, regozijo e paz. Nela, Paulo demonstra sua alegria, não obstante o fato de se encontrar encarcerado. Tal atitude, serviu de estímulo para os cristãos ali. - Data: Provavelmente, por volta do ano 63 DC. c) Colossenses: - Assunto: Cristo é o Cabeça da Igreja. - Data: Provavelmente, por volta do ano62 DC. d) Filemon : - Assunto: Pedir a Filemon que perdoe seu escravo (Onésimo) que havia fugido e, pedir permissão para que este fique com ele, ajudando-o - Data: Provavelmente, por volta do ano 64 DC. 4. As Epístolas Pastorais de Paulo: a) I Timóteo: - Assunto: Alertar contra heresias e acerca da apostasia que viria nos últimos dias, bem como, outras orientações práticas concernentes ao ministérios de Timóteo. - Data: Provavelmente, por volta do ano 65 DC. b) II Timóteo: - Assunto: Despedidas do apóstolo Paulo. - Data: Provavelmente, por volta do ano 67 DC. c) Tito: - Assunto: Orientações concernente ao ministério de Tito. - Data: Provavelmente, por volta do ano 65 DC. CARTA AOS HEBREUS: JESUS, O NOSSO GRANDE SUMO SACERDOTE - Assunto: A superioridade do sumo sacerdócio de Cristo. - Data: Provavelmente, por volta do ano 65 DC. AS EPÍSTOLAS UNIVERSAIS a) Tiago: - Assunto: A fé que não leva o crente a praticar atos de um verdadeiro convertido não é a fé que salva. - Destinatário: Aos cristãos judeus dispersos, pertencentes às 12 tribos de Israel.
-

-

-

-

b) I Pedro: Assunto: Confortar os cristãos que estavam sofrendo em virtude do Evangelho de Cristo. Fala também, da necessidade de se viver uma vida de pureza. Data: Provavelmente, por volta do ano 65 DC. c) II Pedro: Assunto: Estimular os crentes à perseverança, contra todo o tipo de heresia (perigo interno) e oposição (perigo externo). Data: Provavelmente, por volta do ano 66 DC. c) I João: Assunto: Fala que Deus é Luz, e que todo aquele que diz Ter comunhão com ele, deve andar na Luz como Ele na luz está. Fala também da pecaminosidade do homem e da necessidade da confissão dos pecados. Data: Provavelmente, por volta do ano 95 DC. d) II João: Assunto: Avisar à "senhora eleita" sobre o perigo de hospedar pregadores de heresias. Data: Provavelmente, por volta do ano 97 DC. e) III João: Assunto: Informar Gaio acerca de um indivíduo de nome Diótrefes, o qual, estava desviando a correspondência por ele enviada e fazendo acusações contra o apostolado de João. Pelo que, João pede a Gaio que não se deixe influenciar pelo mal. Data: Provavelmente, por volta do ano 97 DC. f) Judas: Assunto: Alertar contra o progresso da apostasia. Além disso, fala sobre o juízo de Deus que virá sobre todos os homens que praticam a iniqüidade. Data: Provavelmente, por volta do ano 67 DC.

VISTA PANORÂMICA DE APOCALIPSE  Autoria/Data: Por volta de 95 DC, em virtude de uma perseguição, João é exilado na ilha de Patmos.  Tema: Revelação.  As cartas às igrejas, profeticamente se referindo à sete períodos da História da Igreja: - Éfeso: Início do declínio; - Esminrna: Período de 300 anos de perseguições; - Pérgamo: Período de Constantino ao papado (casamento da igreja com o Estado); - Tiatira: Período papal, do séc. VI ao XVI (ou do VI ao XII) - Representa a Igreja Católica; - Sardes: Período papal, do séc. XII ao XVI ( ou, do séc. XVI ao avivamento metodista) - A Reforma de Lutero; Porém, uma igreja sem vida. - Filadélfia: do período da reforma até o período do avivamento metodista,também chamado de "Período Missionário" - Cristianismo autêntico. - Laodicéia: Do período presente até a volta do Senhor Jesus - Igreja morna.  Divisão: (1) As coisas que são e, (2) as coisas que depois destas hão de acontecer.  Assunto: Mostra Cristo glorificado; fala dos últimos dias: Grande tribulação; reino milenar de Cristo e Juízo final; além de mostrar os benefícios de viver uma vida de obediência a Deus.