You are on page 1of 1
Rio de Janeiro, 03 de fevereiro de 2011 Ao Sr. Toni Reis Presidente ABGLT — Associagdo Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis Transexuais Prezado Toni, Em nome de Octavio Florisbal, agradego sua carta (PR 353/2010) com relagao ao. tema *beijo gay” e parabenizo a ABGLT pela relevante atuagao na promogao do respeito a diversidade sexual. (© combate ao preconceito, a discriminagdo ¢ a defesa de direitos é causa que nos une. O reconhecimento desta entidade ao papel que a Rede Globo vem cumprindo ao longo dos anos neste sentido — por meio do jornalismo, da teledramaturgia e demais programas de entretenimento - sem duvida nos motiva a seguir trlhando este caminho, colaborando com a discussao ampla e qualificada pela sociedade e a consequente mudanga de atitudes e comportamentos. Gostaria, também por isso, de comentar determinados pontos de sua carta Sobre a classificaco estabelecida pelo Ministério da Justi¢a para a programacao televisiva, entendemos que, como existe hoje, esta ndo se limita a ser “indicativa’, uma vez que efetivamente proibe a veiculacdo de programas que apresentem contetidos considerados “sensiveis” fora das faixas horrias determinadas, Nao se trata de uma mera recomendago, embora a Constituicdo Federal vede qualquer tipo de censura prévia. E algo, inclusive, que substitui o poder parental, uma vez que nao ha a possibilidade, como no cinema, por exemplo, de os pais autorizarem a entrada de seus filhos em sess6es de filmes classificados para criancas ou adolescentes mais velhos. Infelizmente, este é apenas um dos mecanismos ¢ iniciativas que representam restrigdes as liberdades individuais atuaimente em nosso pais. Quanto a possibilidade de a emissora vir a recomendar 0 do beljo gay a seus autores, entendo que cabe fazer uma disting4o. Estimular que os autores abordem causas de interesse da sociedade, promovendo principios, valores e direitos universais, é sem diivida papel de uma empresa de comunicacao consciente de sua responsabilidade social, uma vez que o convite a reflexdo sobre a realidade por meio da ficg4o contribu com a transformagao social Entretanto, apontar de que maneira exatamente isto deve ser feito (como na forma de um beijo gay ou outra), condicionando a liberdade criativa, é algo que vai além do desejavel, sendo a novela uma obra ficcional autoral. E exatamente a livre expressao yw Satistica o principal ingrediente da formula do sucesso. Nao cabe dizer ao autor como X ede Globo fs Lopes Guise, 308Jardin Boino Rua Jardim Botiico, 266 Jardim Botirco Est. doe Bandlrantos, 6700 Jacarepagit 22460.010 Fi de Janao Rl Bast 2248-000 Re de Jano Gras 2278-10 Flo de ana Ru Bras ols 21 25402000 Fax 21 2296-2002 Tals 24 2444-4000