DIREITO CONSTITUCIONAL

01 - (OAB/Cespe – 2009.3) De acordo com a classificação das constituições, denomina-se dogmática a constituição que A - contém uma parte rígida e outra flexível e sistematiza os dogmas aceitos pelo direito positivo internacional. B - sistematiza os dogmas sedimentados pelos costumes sociais e, também conhecida como costumeira, é modificável por normas de hierarquia infraconstitucional, dada a rápida evolução da sociedade. C - é elaborada, necessariamente, por um órgão com atribuições constituintes e, somente existindo na forma escrita, sistematiza as idéias fundamentais contemporâneas da teoria política e do direito. D - somente pode ser alterada mediante decisão do poder constituinte derivado, sendo também conhecida como histórica. 02 - (OAB/Cespe – 2009.2) Com relação ao preâmbulo da CF e às disposições constitucionais transitórias, assinale a opção correta. A - A doutrina constitucional majoritária e a jurisprudência do STF consideram que o preâmbulo constitucional não tem força cogente, não valendo, pois, como norma jurídica. Nesse sentido, seus princípios não prevalecem diante de eventual conflito com o texto expresso da CF. B - As disposições constitucionais transitórias são normas aplicáveis a situações certas e passageiras; complementares, portanto, à obra do poder constituinte originário e, situando-se fora da CF, não podem ser consideradas parte integrante desta. C - Por traçar as diretrizes políticas, filosóficas e ideológicas da CF, o preâmbulo constitucional impõe limitações de ordem material ao poder reformador do Congresso Nacional, podendo servir de paradigma para a declaração de inconstitucionalidade. D - Considerando-se que o conteúdo do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias é de direito intertemporal, não é possível afirmar que suas normas ostentam o mesmo grau de eficácia e de autoridade jurídica em relação aos preceitos constantes do texto constitucional. 03 - (OAB/Exame de Ordem Unificado – FGV – 2010.2) Considerando que nos termos dispostos no art. 133 da Constituição do Brasil, o advogado é indispensável à administração da justiça, sendo até mesmo inviolável por seus atos e manifestações no exercício da profissão, é correto afirmar que: A - a imunidade profissional não pode sofrer restrições de qualquer natureza. B - nenhuma demanda judicial, qualquer que seja o órgão do Poder Judiciário pelo qual tramite, independentemente de sua natureza, objeto e partes envolvidas, pode receber a prestação jurisdicional se não houver atuação de advogado. C - a inviolabilidade do escritório ou local de trabalho é assegurada nos termos da lei, não sendo vedadas, contudo, a busca e a apreensão judicialmente decretadas, por decisão motivada, desde que realizada na presença de representante da OAB, salvo se esta, devidamente notificada ou solicitada, não proceder à indicação. D - a prisão do advogado, por motivo de exercício da profissão, somente poderá ocorrer em flagrante, mesmo em caso de crime afiançável. 04 - (OAB/Cespe – 2009.2) Assinale a opção correta no que diz respeito ao controle das omissões inconstitucionais. A - A omissão inconstitucional pode ser sanada mediante dois instrumentos: o mandado de injunção, ação própria do controle de constitucionalidade concentrado; e a ação direta de inconstitucionalidade por omissão, instrumento do controle difuso de constitucionalidade. B - O mandado de injunção destina-se à proteção de qualquer direito previsto constitucionalmente, mas inviabilizado pela ausência de norma integradora. C - A ação direta de inconstitucionalidade por omissão que objetive a regulamentação de norma da CF somente pode ser ajuizada pelos sujeitos enumerados no artigo 103 da CF, sendo a competência para o seu julgamento privativa do STF.

3

D - Na omissão inconstitucional total ou absoluta, o legislador deixa de proceder à completa integração constitucional, regulamentando deficientemente a norma da CF. 05 - (OAB/Cespe – 2009.1) No que se refere aos remédios constitucionais, assinale a opção correta. A - A doutrina brasileira do habeas corpus, cujo principal expoente foi Rui Barbosa, conferiu grande amplitude a esse writ, que podia ser utilizado, inclusive, para situações em que não houvesse risco à liberdade de locomoção. B - O habeas data pode ser impetrado ao Poder Judiciário, independentemente de prévio requerimento na esfera administrativa. C - A ação popular pode ser ajuizada por qualquer pessoa para a proteção do patrimônio público estatal, da moralidade administrativa, do meio ambiente e do patrimônio histórico e cultural. D - A ação civil pública somente pode ser ajuizada pelo MP, segundo determina a CF. 06 - (OAB/Exame de Ordem Unificado – FGV – 2010.2) O Congresso Nacional e suas respectivas Casas se reúnem anualmente para a atividade legislativa. Com relação ao sistema constitucional brasileiro, assinale a alternativa correta. A - Legislatura: o período compreendido entre 2 de fevereiro a 17 de julho e 1o de agosto a 22 de dezembro. B - Sessão legislativa: os quatro anos equivalentes ao mandato dos parlamentares. C - Sessão conjunta: a reunião da Câmara dos Deputados e do Senado Federal destinada, por exemplo, a conhecer do veto presidencial e sobre ele deliberar. D - Sessão extraordinária: a que ocorre por convocação ou do Presidente do Senado Federal ou do Presidente da Câmara dos Deputados ou do Presidente da República e mesmo por requerimento da maioria dos membros de ambas as Casas para, excepcionalmente, inaugurar a sessão legislativa e eleger as respectivas mesas diretoras. 07 - (OAB/Exame de Ordem Unificado – FGV - 2010.2) A respeito do Conselho Nacional de Justiça é correto afirmar que: A - é órgão integrante do Poder Judiciário com competência administrativa e jurisdicional. B - pode rever, de ofício ou mediante provocação, os processos disciplinares de juízes e membros de Tribunais julgados há menos de um ano. C - seus atos sujeitam-se ao controle do Supremo Tribunal Federal e do Superior Tribunal de Justiça. D - a presidência é exercida pelo Ministro do Supremo Tribunal Federal que o integra e que exerce o direito de voto em todas as deliberações submetidas àquele órgão. 08 - (OAB/Cespe – 2010.1) Assinale a opção correta no que se refere às limitações estabelecidas no texto constitucional ao cargo de presidente da República. A - O presidente da República pode escolher e nomear livremente os ministros de Estado, com exceção do ministro das Relações Exteriores, cuja indicação deve ser aprovada pelo Senado Federal, assim como ocorre com os candidatos ao cargo de embaixador. B - A nomeação, pelo presidente da República, do advogado- geral da União depende da prévia aprovação do Senado Federal, que o fará em escrutínio secreto. C - Embora nomeado pelo presidente da República para um mandato de dois anos, o procuradorgeral da República poderá ser destituído do cargo, de ofício, antes do término do mandato, por decisão da maioria absoluta dos senadores. D - Os ministros de Estado são nomeados livremente pelo presidente da República, podendo o Congresso Nacional, por deliberação da maioria absoluta de seus membros, exonerá- los a qualquer tempo. 09 - (OAB/Exame de Ordem Unificado – FGV – 2010.2) Em relação aos Ministros de Estado, a Constituição do Brasil estabelece que: A - como delegatários do Presidente da República, podem, desde que autorizados, extinguir cargos públicos. B - podem expedir instruções para a execução de leis e editarem medidas provisórias. C - somente os brasileiros natos poderão exercer a função. D - respondem, qualquer que seja a infração cometida, perante o Superior Tribunal de Justiça.

4

10 - (OAB/Exame de Ordem Unificado – FGV – 2010.2) A obrigatoriedade ou necessidade de deliberação plenária dos tribunais, no sistema de controle de constitucionalidade brasileiro, significa que: A - somente pelo voto da maioria absoluta de seus membros ou dos membros do respectivo órgão especial poderão os tribunais declarar a inconstitucionalidade de lei ou ato normativo do Poder Público. B - a parte legitimamente interessada pode recorrer ao respectivo Tribunal Pleno das decisões dos órgãos fracionários dos Tribunais Federais ou Estaduais que, em decisão definitiva, tenha declarado a inconstitucionalidade de lei ou ato normativo. C - somente nas sessões plenárias de julgamento dos Tribunais Superiores é que a matéria relativa a eventual inconstitucionalidade da lei ou ato normativo pode ser decidida. D - a competência do Supremo Tribunal Federal para processar e julgar toda e qualquer ação que pretenda invalidar lei ou ato normativo do Poder Público pode ser delegada a qualquer tribunal, condicionada a delegação a que a decisão seja proferida por este órgão jurisdicional delegado em sessão plenária. 11 - (OAB/Exame de Ordem Unificado – FGV – 2010.2) Declarando o Supremo Tribunal Federal, incidentalmente, a inconstitucionalidade de lei ou ato normativo federal em face da Constituição do Brasil, caberá A - ao Procurador-Geral da República, como chefe do Ministério Público da União, expedir atos para o cumprimento da decisão pelos membros do Ministério Público Federal e dos Estados. B - ao Presidente da República editar decreto para tornar inválida a lei no âmbito da administração pública. C - ao Senado Federal suspender a execução da lei, total ou parcialmente, conforme o caso, desde que a decisão do Supremo Tribunal Federal seja definitiva. D - ao Advogado-Geral da União interpor o recurso cabível para impedir que a União seja compelida a cumprir a referida decisão. 12 - (OAB/Cespe – 2010.1) Assinale a opção correta a respeito da medida cautelar em sede de ação direta de inconstitucionalidade, de acordo com o que dispõe a Lei n.º 9.868/1999. A - Tal medida não poderá ser apreciada em período de recesso ou férias, visto que é imperioso que seja concedida por decisão da maioria absoluta dos membros do STF, após a audiência dos órgãos ou autoridades dos quais emanou a lei ou ato normativo impugnado. B - Essa medida cautelar só poderá ser concedida se ouvidos, previamente, o advogado-geral da União e o procurador-geral da República. C - A decisão proferida em sede de cautelar, seja ela concessiva ou não, será dotada de eficácia contra todos, com efeito “ex nunc”, salvo se o STF entender que deva conceder-lhe eficácia retroativa. D - O relator, em face da relevância da matéria e de seu especial significado para a ordem social e a segurança jurídica, poderá, após a prestação das informações e a manifestação do advogado-geral da União e do procurador-geral da República, sucessivamente, submeter o processo diretamente ao STF, que terá a faculdade de julgar definitivamente a ação. 13 - (OAB/Cespe – 2009.1) A respeito da argüição de descumprimento de preceito fundamental (ADPF), assinale a opção correta. A - O conceito de preceito fundamental foi introduzido no ordenamento jurídico brasileiro pela Lei n.º 9.882/1999, segundo a qual apenas as normas constitucionais que protejam direitos e garantias fundamentais podem ser consideradas preceito fundamental. B - Na ADPF, não se admite a figura do “amicus curiae”. C - A ADPF, criada com o objetivo de complementar o sistema de proteção da CF, constitui instrumento de controle concentrado de constitucionalidade a ser ajuizado unicamente no STF. D - A ADPF pode ser ajuizada mesmo quando houver outra ação judicial ou recurso administrativo eficaz para sanar a lesividade que se pretende atacar, em observância ao princípio da indeclinabilidade da prestação judicial.

5

por algum estado-membro.No desmembramento para a anexação de outro estado. A . com personalidades distintas. de representação do procuradorgeral da República. 17 .A decisão que nega a existência de repercussão geral vale para todos os recursos que versem sobre matéria idêntica. 16 . C . Examinada a questão à luz da partilha de competência entre os entes federativos. B . inovação criada pela EC 45/2004 e regulamentada pela Lei n.(OAB/Cespe – 2009. Todavia.a matéria legislada tem por objeto prestação de serviço educacional. enquanto a lei ordinária é aprovada por maioria simples dos membros presentes à sessão.A União só poderá intervir nos estados após prévia anuência do Congresso Nacional. B .Se houver.por versar o conteúdo da lei sobre educação. B . para formar um novo estado com personalidade jurídica própria.Na cisão. A .1) No que diz respeito ao instituto da repercussão geral. o pedido de intervenção federal dependerá de requisição do STF. o regramento de todo o resíduo competirá à lei ordinária. D . logo cabe à União legislar sobre o assunto.2) Sabe-se a polêmica ainda existente na doutrina constitucionalista pátria no que se refere à eventual hierarquia da Lei Complementar sobre a Lei Ordinária. a fim de que as questões relevantes sejam todas julgadas o mais breve possível.Para a rejeição da repercussão geral. C . assinale a opção correta. para a formação de um novo estado. D .Tal inovação tem por finalidade aumentar o número de processos que devem ser apreciados no STF.No caso de descumprimento. o que implica perda da personalidade primitiva.(OAB/Exame de Ordem Unificado – FGV – 2010.º 11. A .2) Um determinado Estado-membro editou lei estabelecendo disciplina uniforme para a data de vencimento das mensalidades das instituições de ensino sediadas no seu território. 6 . a parte desmembrada constituirá novo estado. por maioria absoluta.(OAB/Exame de Ordem Unificado – FGV – 2010. C . por decisão irrecorrível. 15 . A partir do fragmento acima. B .418/2006. a decretação de intervenção dependerá de provimento. há diferenças entre essas duas espécies normativas que podem até gerar vícios de inconstitucionalidade caso não respeitadas durante o processo legislativo. ameaça ao livre exercício de qualquer dos poderes. dois ou mais estados unem-se.mensalidade escolar versa sobre direito obrigacional. D .3) Assinale a opção correta quanto à disciplina sobre a intervenção federal.O estado só poderá intervir em seus municípios se a assembléia legislativa.A competência para a verificação da existência de repercussão geral.(OAB/Cespe – 2009. de natureza contratual. é necessária a manifestação da maioria absoluta dos membros do STF.membros.somente competirá aos Estados-membros legislar sobre o assunto quando se tratar de mensalidades cobradas por instituições particulares de Ensino Médio.14 . a competência do Estado-membro é concorrente com a da União. assinale a opção correta.No desmembramento para a formação de novo estado. mantendo o estado originário sua personalidade jurídica. desde que presente a maioria absoluta dos membros de cada Casa ou de suas Comissões. o estado originário perde sua identidade.A Lei Complementar exige aprovação por maioria absoluta. dos princípios constitucionais sensíveis.3) No tocante às hipóteses de criação de estados-membros. portanto. é dos tribunais superiores e do STF. C . devendo ser considerada como de interesse típico municipal. 18 .(OAB/Cespe – 2009. o estado subdivide-se em dois ou mais estados. com identidade própria. B . D . desde que não seja assunto específico de normatização por decreto legislativo ou resolução. pelo STF. aprovar a decretação da intervenção. previstas na CF. assinale a afirmativa incorreta.Na fusão. por parte de estado-membro. os quais serão indeferidos liminarmente. A . geograficamente. é correto afirmar que: A .As matérias que devem ser regradas por Lei Complementar encontram-se taxativamente indicadas no texto constitucional e.

podendo a medida ser prorrogada apenas duas vezes. B . a par de já aprovado pelo Congresso Nacional. D . está pendente de sanção ou veto do Presidente da República. o Supremo Tribunal Federal poderá. A . vedada será sua reedição na mesma sessão legislativa. assinale a afirmativa correta. no prazo de 45 dias contados da publicação.desde que haja reiteradas decisões sobre matéria constitucional.a proposta para edição da Súmula pode ser provocada pelos legitimados para a propositura da ação direta de inconstitucionalidade. aprovar a Súmula mediante decisão da maioria absoluta de seus membros. D . for rejeitada pelo Congresso Nacional.As matérias reservadas à Lei Complementar não serão objeto de delegação do Congresso ao Presidente da República. tem como conseqüência apenas o sobrestamento da deliberação dos projetos de emenda à Constituição. ter início na Câmara dos Deputados. é correto afirmar que: A .A discussão e votação dos projetos de lei ordinária devem. B . C . 20 .C . C .A edição de Medida Provisória torna prejudicado o projeto de lei que disciplina o mesmo assunto e que. em caráter expresso.2) Em relação à inovação da ordem constitucional que instituiu a nominada Súmula Vinculante. 7 . mas tem força de lei.(OAB/Exame de Ordem Unificado – FGV – 2010. após. pelo Senado Federal.A não apreciação pela Câmara dos Deputados e. mas vedada a mera revisão. obrigatoriamente.(OAB/Exame de Ordem Unificado – FGV – 2010. de ofício ou por provocação.podem ser canceladas. ambas por igual período. D .2) Sobre o instrumento jurídico denominado Medida Provisória que não é lei.somente os Tribunais Superiores podem editá-la.Se a Medida Provisória perder eficácia por decurso de prazo ou.A sua eficácia dura sessenta dias contados da publicação. 19 .

d / 19.a / 11.c / 14.d / 15.b 8 .a / 3.a / 6.c / 7.DIREITO CONSTITUCIONAL GABARITO 1.d / 13.b / 8.c / 5.d / 17.c / 2.c / 4.c / 16.c / 9.c / 20.a / 10.a / 18.c / 12.

D . 03 . desde que não imponha pena grave. tendo em vista a comprovação de ato de improbidade.2) A doutrina costuma afirmar que certas prerrogativas postas à Administração encerram verdadeiros poderes.Agiu em desrespeito aos princípios da eficiência e da instrumentalidade. a pena de advertência. que são irrenunciáveis e devem ser exercidos sempre que o interesse público clamar. aplicada. e revela as possibilidades de controlar atividades. delegar competência.2) Em determinado procedimento administrativo disciplinar.(OAB/Exame de Ordem Unificado – FGV . não se sujeitando assim às leis emanadas pelos respectivos Poderes legislativos de cada ente da federação brasileira.O poder regulamentar é amplo. B . nos termos da Lei nº 8112/90 e da Lei 9784/98. a edição de regulamentos autônomos e executórios. conferindo a possibilidade de o Estado limitar o exercício da liberdade ou das faculdades de proprietário.DIREITO ADMNINSTRATIVO 01 – (OAB/Exame de Ordem Unificado – FGV . trazendo equivocada reforma em prejuízo do recorrente.Se instrumentaliza sempre por meio de alvará de autorização.2010. uma vez que a própria lei que cria cada uma das Agências Reguladoras define e regulamenta as relações de submissão e controle.O poder disciplinar importa à administração o dever de apurar infrações e aplicar penalidades. D .(OAB/Exame de Ordem Unificado – FGV .Legislativa total e absoluta. B . vindo a Administração. autorizativos da reforma em prejuízo do recorrente. a lhe impor a pena de demissão. 02 – (OAB/Exame de Ordem Unificado – FGV .Gera a possibilidade de cobrança. Com base no fragmento acima. em prol do interesse público.Política decisória.2) No Direito Público brasileiro. A esse respeito é correto afirmar que: A . C .Não observou o princípio da dignidade da pessoa humana.2010.Deve ser exercido nos limites da lei.O poder de polícia se coloca discricionário. mesmo não havendo legislação prévia. o servidor recorre.Agiu em respeito aos princípios da legalidade e autotutela. autorizativos da reforma em prejuízo do recorrente. ao servidor. uma vez que a Constituição da República de 1988 não lhes exige qualquer liame. A . C . 9 .Não observou o princípio do devido processo legal. conferindo ao administrador ilimitada margem de opções quanto à sanção a ser.2010. para atingir os seus objetivos maiores. 04 . o grau de autonomia das Agências Reguladoras é definido por uma independência. como chefe superior da Administração Pública. gerando a possibilidade de cobrança de taxa. e permite. eventualmente. como contrapartida. C . Inconformado.O poder hierárquico é inerente à ideia de verticalização administrativa. D . avocar competências delegáveis e invalidar atos. em prol da predominância do interesse público.Afasta a razoabilidade. dentre outros. D . fundado no poder de supervisão dos Ministérios a que cada uma se encontra vinculada. trazendo equivocada reforma em prejuízo do recorrente.Administrativa total e absoluta. de preço público. submissão ou controle administrativo dos órgãos de cúpula do Poder Executivo. após lhe conferir o direito de manifestação. Por tal razão são chamados poder-dever. a Administração federal impôs.2010. B . A . B .Administrativa mitigada. pois não estão obrigadas a seguir as decisões de políticas públicas adotadas pelos Poderes do Estado (executivo e legislativo). e na superintendência atribuída ao chefe do Poder Executivo. em razão da matéria. sem controvérsias.2) O poder de polícia. é correto afirmar que a Administração Federal A . C . visto que gozam de poder normativo regulamentar.

unilateralmente. e que seja justa e em dinheiro. 8. em regra geral. os requisitos constitucionais a serem observados pela Administração Pública são os seguintes: A . 07 . procede à nomeação e posse de 400 (quatrocentos) aprovados. e observância de procedimento administrativo. no curso de sua execução. e observância de procedimento administrativo. A partir do fragmento acima. por usucapião.2010. a consolidar a situação. tendo em vista o princípio da vinculação ao edital licitatório. no curso de sua execução. B . A .(OAB/Exame de Ordem Unificado – FGV . algumas cláusulas do contrato.(OAB/Exame de Ordem Unificado – FGV . pois dependem do transcurso do prazo de 15 (quinze) anos para que possam ser ti dos como delegados.666/93.05 .É inconstitucional toda modalidade de provimento que propicie ao servidor investir-se. a fim de adequar o objeto do contrato às finalidades de interesse público. algumas cláusulas do contrato. sedimentado pelos anos. unilateralmente.(OAB/Exame de Ordem Unificado – FGV . 8. inciso I da Lei n. categoria I. D . com respeito ao contraditório e ampla defesa por parte do proprietário. sem contraditório por parte do proprietário. 00116 10 . na forma do artigo 58. D . pagamento de indenização prévia ao ato de imissão na posse pelo Poder Público. pois investi dos irregularmente. de forma a atender aos seus próprios interesses em face das prerrogativas da Administração Pública. pagamento de indenização.De não haver qualquer possibilidade de alteração do objeto do contrato administrativo. na forma do artigo 58.Comprovação da necessidade ou utilidade pública ou de interesse social. estes vinte agentes postulam a efetivação no cargo. assinale a alternativa correta. do qual o contrato e seu objeto fazem parte integrante. respeitados os direitos do contratado.2) Uma das características dos contratos administrativos é a “instabilidade” quanto ao seu objeto que decorre. com respeito ao contraditório e ampla defesa por parte do proprietário. e que seja justa e em dinheiro. pelo princípio da irredutibilidade. C . C . D.É inconstitucional esta modalidade de provimento do cargo. quer pelo contratado (particular). e que seja justa e em dinheiro. com respeito ao contraditório e ampla defesa por parte do proprietário. e que seja justa e em títulos da dívida pública ou quaisquer outros títulos públicos. porém não podem ter alterado os ganhos vencimentais. B . no curso de sua execução. algumas cláusulas do contrato. unilateralmente.666/93.2010. e o princípio da juridicidade.Da possibilidade do contratado (particular) alterar.2010. C .2) Nas hipóteses de desapropriação. Com o transcurso de 4 (quatro) anos.Do poder conferido à Administração Pública de alterar. 110 06 .Comprovação da necessidade ou utilidade pública ou de interesse social. e observância de ato administrativo. a fim de adequar o objeto do contrato aos interesses do contratado (particular) em face das prerrogativas da Administração Pública. pagamento de indenização prévia ao ato de imissão na posse pelo Poder Público. em cargo que não integra a carreira na qual anteriormente foi investido. inciso I da Lei n. e observância de procedimento administrativo. pagamento de indenização prévia ao ato de imissão na posse pelo Poder Público.Os referidos agentes têm razão.Comprovação da necessidade ou utilidade pública ou de interesse social. negociáveis no mercado financeiro.Não têm ainda o direito.2) Determinada Administração Pública realiza concurso para preenchimento de cargos de detetive. sem prévia aprovação em concurso público destinado ao seu provimento. do qual aquele primeiro decorre. pois afronta o princípio do concurso público. A . B . estão exercendo as suas ati vidades há mais de 4 (quatro) anos. Ao final do certame. Os vinte primeiros classificados são desviados de suas funções e passam a exercer as atividades de delegado.Comprovação da necessidade ou utilidade pública ou de interesse social. a qualquer tempo.Do poder conferido à Administração Pública de alterar. quer pela Administração Pública. posteriormente ao ato de imissão na posse pelo Poder Público.

QUESTÃO 51 12 . como medida cautelar. B . expedir declaração expropriatória. B . tendo em vista o caráter intuitu personae do contrato de concessão. durante a qual o poder público manifesta sua vontade na futura desapropriação. A00121 09 .1) Acerca da desapropriação e dos institutos a ela relacionados. D .112/1990.Poderá o Poder concedente declarar a caducidade da concessão. autorizada por lei específica.Poderá retomar o serviço.As penalidades de suspensão aplicadas aos servidores públicos não poderão ter seus registros cancelados. de idoneidade financeira e regularidade jurídica por esta nova empresa.2) Uma determinada empresa concessionária transfere o seu controle acionário para uma outra empresa privada. através da encampação.A fase declaratória.º 8.(OAB/Exame de Ordem Unificado – CESPE . A . Assinale a alternativa que indique a medida que o Poder concedente poderá tomar. uma vez que a empresa concessionária. C .(OAB/Exame de Ordem Unificado – CESPE .1) Com relação ao regime disciplinar dos servidores públicos federais. previsto na Lei n. o Poder concedente. neste caso. por motivo de interesse público. que se tornam determinados à luz do caso concreto e à luz das circunstâncias de fato. D .Poderá o Poder concedente anular o contrato de concessão. sendo. sem notificar. por isso.Nada poderá fazer o Poder concedente. C . não pode o dirigente máximo de autarquia ou de agência reguladora.2) No âmbito do Poder discricionário da Administração Pública.(OAB/Exame de Ordem Unificado – FGV . B .Em caso de processo administrativo disciplinar contra servidor público. é iniciada com a declaração expropriatória e formalizada por meio de ato exclusivo do chefe do Poder Executivo federal. B .A revogação do ato administrativo produz efeitos ex tunc. assinale a opção correta. através de decisão administrativa.1) Assinale a opção correta no que se refere à revogação dos atos administrativos.Quando estiver diante de conceitos legais e jurídicos parcialmente indeterminados. em nenhuma hipótese. por exemplo. assinale a opção correta.Quando estiver diante de conceitos valorativos estabelecidos pela lei. independentemente da inclusão dessas áreas na declaração de utilidade pública.2010.08 . considerados o momento histórico e social. 10 .Atos vinculados não podem ser objeto de revogação. após prévio pagamento da indenização. previamente. A . que dependem de concretização pelas escolhas do agente.(OAB/Exame de Ordem Unificado – CESPE .Servidor aposentado não pode ser punido em razão de infração administrativa praticada na ativa e cuja penalidade prevista seja a de demissão.Quando estiver diante de conceitos legais e jurídicos técnicocientíficos. limitado às escolhas técnicas. por óbvio possíveis. a lei autoriza. as áreas contíguas necessárias à execução da obra poderão ser abrangidas pela desapropriação.2010.Atos que gerarem direitos adquiridos poderão ser revogados. pelo prazo de até sessenta dias. D . 11 . D . se não restarem atendidas as mesmas exigências técnicas. apesar da alteração societária. A . C .(OAB/Exame de Ordem Unificado – FGV . B.2010. que o servidor venha a ocupar outro cargo público. C .2010.Em situações em que a redação da Lei se encontra insatisfatória ou ultrapassada.A revogação pode atingir certidões e atestados. sem prejuízo da remuneração. estadual ou municipal.A penalidade de demissão não impede.2010. que a autoridade instauradora do processo determine o seu afastamento do cargo. não desnatura o caráter intuitu personae do contrato de concessão. A .QUES TÃ 50 11 . parte no contrato de concessão. não se admite que o agente público administrativo exerça o Poder discricionário: A .Tratando-se de desapropriação por utilidade pública para a realização de obra. uma vez que a transferência acionária da empresa concessionária sem a notificação prévia ao Poder concedente gera irregularidade. para evitar que esse servidor possa influir na apuração do fato a ele imputado. insusceptível de convalidação.

O decreto expropriatório caduca no prazo de cinco anos caso a desapropriação por utilidade pública não seja efetivada mediante acordo ou judicialmente. Antes de promover a abertura de qualquer procedimento de compra. B . Mauro deve promover a abertura de: A . incluindo-se a justificativa do quantitativo e da necessidade dos referidos itens. assinale a opção correta. na desapropriação por necessidade ou utilidade pública e interesse social. para as desapropriações que correrem na via judicial. QUESTÃO 54 15 .Concorrência. que era a terceira vez no ano que a administração encaminhava pedido para a compra de cartuchos para impressora. desse modo. assinale a opção correta. sendo o termo final desse prazo. havendo divergência entre o preço ofertado em juízo e o valor do bem.1) Em cada uma das opções abaixo. é apresentada uma situação hipotética.(OAB/Exame de Ordem Unificado – CESPE . seguida de uma assertiva a ser julgada com relação à organização da administração pública.º 8.º de janeiro do exercício seguinte àquele em que o pagamento deveria ter sido feito.C . monitores LCD e licença para uso de sistema operacional a ser utilizado nos computadores da autarquia. pois o valor a ser gasto é substancioso e os produtos e serviços de informática não podem ser caracterizados como serviços comuns. os juros moratórios destinam-se a recompor a perda decorrente do atraso no efetivo pagamento da indenização fixada na sentença.A responsabilidade do contratado pela reparação ou correção dos vícios encontrados no objeto contratado somente ocorrerá se houver previsão expressa nesse sentido no contrato firmado entre a administração pública e o fornecedor. B .2010. compras ou reforma de edifício. Por fim.Os bens dominicais são indisponíveis.(OAB/Exame de Ordem Unificado – CESPE . nas mesmas condições contratuais. 12 .Pregão. cartuchos para impressoras. recebeu pedido de abertura de procedimento licitatório para a aquisição de grande quantidade dos seguintes itens: impressoras.1) Mauro. sendo preferencial a sua utilização na forma presencial. De acordo com os dados apresentados nessa situação hipotética.Mediante acordo entre as partes. QUESTÃO 55 16 .1) Acerca do contrato administrativo. verificou que a estimativa do valor total que seria gasto na contratação era de R$ 700. Assinale a opção em que a assertiva está correta.2010. os bens de uso comum do povo podem ser alienados. sem perda da economia de escala.Ocorre a desafetação quando um bem público passa a ter uma destinação pública especial de interesse direto ou indireto da administração.000. Constatou.(OAB/Exame de Ordem Unificado – FGV .00. se realizada separadamente da dos demais itens. D . só serão devidos esses juros se o pagamento não for feito até 1.2010.O contratado fica obrigado a aceitar.CESPE . A solicitação estava de acordo com todas as normas aplicáveis. C .Dois pregões eletrônicos. os acréscimos que se fizerem nas obras. C .A lei que institui normas para licitações e contratos da administração pública (Lei n. implicaria uma ampliação da concorrência. a majoração dos encargos do contratado advinda de alteração unilateral do contrato não implica o restabelecimento do equilíbrio econômico-financeiro inicial. A . C . ESTÃO 53 14 . pode a supressão de um objeto contratado ser superior a 25% do valor atualizado do contrato. também.Convite para a elaboração de ata de registro de preços para a aquisição de cartuchos de impressoras e de concorrência para a compra dos demais itens solicitados.Por terem caráter tipicamente patrimonial.666/1993) define regras para a alienação dos bens públicos móveis e imóveis. até o limite de 25% do valor inicial atualizado do contrato.No caso de imissão prévia na posse. o do trânsito em julgado da ação de desapropriação. D .2010.2) Com relação aos bens públicos.Em atenção ao princípio da supremacia do interesse público. Mauro procedeu a análise técnico-econômica e concluiu que a compra dos cartuchos para impressoras. 13 13131131313 13 . um para a elaboração de ata de registro de preços para a aquisição de cartuchos de impressoras e outro para a compra dos demais itens solicitados. serviços. A . D . B . D . chefe do setor de compras de um órgão do Instituto Nacional do Seguro Social.(OAB/Exame de Ordem Unificado .

Ao processo em apreço não se aplica o princípio que veda a reformatio in pejus. B . a ação deverá ser proposta em face da Receita Federal do Brasil. indevidamente.2009. formalizado após a realização de licitação. em regime de ampla concorrência.A concessão de serviço público que não for precedida da execução de obra pública poderá ser formalizada mediante acordo verbal. visto que.987/1995.Lei estadual poderia. foi firmado contrato de programa entre a União e entidade que integra a administração indireta de um estado consorciado.1) Júlia.Unilateral. de forma a atender interesse eminentemente público.Hélio pretende ingressar com ação ordinária de repetição de indébito. Por esse motivo. QUES TÃO 49 20 . ensejando indenização ao particular no caso de revogação pela administração. assinale a opção correta. criar isenção dessa tarifa. C . B .(OAB/Exame de Ordem Unificado – CESPE . C . à pessoa jurídica ou consórcio de empresas que demonstre capacidade para seu desempenho. o fornecimento de energia foi suspenso por ordem da diretoria da concessionária de energia elétrica. A . D . EST ÃO 57 18 . visando à devolução do imposto de renda que fora pago.3) Assinale a opção correta de acordo com a Lei n.(OAB/Exame de Ordem Unificado – CESPE . já que ela integra a administração indireta da União. A . assinale a opção correta.º 8. os bens dessa empresa não podem ser penhorados. de forma constitucional.Não se admite a legitimidade de associação para a defesa de direitos ou interesses difusos. para atender interesse predominantemente particular. constitui serviço público essencial. conforme alega. esse contrato de programa será automaticamente extinto caso o contratado deixe de integrar a administração indireta do estado consorciado.(OAB/Exame de Ordem Unificado – CESPE . essa instituição passará a integrar a administração indireta da União. 19 .1) Com relação ao processo administrativo federal.Discricionário e precário. C .3) Autorização de uso de bem público por particular caracteriza-se como ato administrativo: A .O fornecimento de energia elétrica à residência de Júlia não poderia ter sido suspenso em razão do inadimplemento. porque ela não é autoridade pública. conforme entendimento do STJ.Não se admite a intimação fictícia. que dispõe sobre o regime de concessão e permissão da prestação de serviços públicos. B . QUESTÃO 50 13 . conforme o regime constitucional. C .Considera-se concessão de serviço público a delegação de sua prestação.Jorge ingressou com reclamação trabalhista contra sociedade de economia mista federal exploradora de atividade econômica. discricionário e precário. que está desempregada.Vinculado e bilateral.A lei de regência autoriza a suspensão do serviço desde que haja prévia notificação do usuário.(OAB/Exame de Ordem Unificado – CESPE . sociedade de economia mista. A . na modalidade de concorrência. feita pelo poder concedente. D .Bilateral. D .Não pode uma autoridade hierárquica superior delegar a uma autoridade inferior o poder de decidir. B . D . efetivado mediante a celebração de contrato com a administração. por sua conta e risco e por prazo determinado. empregado para atender interesse predominantemente público.A permissão de serviço público ocorre mediante título precário e sem licitação. B . Nessa situação. Nessa situação. como no caso do desemprego do usuário. Nessa situação. D . Q UESTÃO 56 17 .2010. C .2010.2009. os processos administrativos de sua competência não exclusiva. nos casos de impossibilidade material de seu pagamento. Nessa situação.As concessões e permissões estão sujeitas à fiscalização pelo poder concedente responsável pela delegação. mediante licitação.Mediante previsão do contrato de consórcio público. referente ao mês de janeiro de 2010. independentemente da cooperação dos usuários.Não caberia mandado de segurança contra o ato da diretoria da concessionária. em primeira instância.A .A União qualificou uma instituição privada como organização social. não conseguiu pagar a tarifa de energia elétrica de sua residência. Considerando essa situação hipotética.

B .As limitações administrativas consubstanciam obrigações de caráter específico a proprietários determinados. após a execução integral e adequada do objeto do contrato. sem afetar o caráter absoluto do direito de propriedade.A requisição de imóveis é restrição imposta ao proprietário que não utiliza adequadamente a sua propriedade. B . B . D . D .(OAB/Exame de Ordem Unificado – CESPE . A . C .A caducidade configura modalidade de extinção em que ocorre a retirada por ter sobrevindo norma jurídica que tornou inadmissível situação antes permitida pelo direito e outorgada pelo ato precedente.A apreensão de bens.3) Acerca das modalidades de extinção dos atos administrativos.2009.(OAB/Exame de Ordem Unificado – CESPE . Acerca dessas duas modalidades de estabilidade. de acordo ou de sentença judicial.As servidões administrativas podem decorrer diretamente da lei.Pode rescindir unilateralmente o contrato por motivos de interesse público. QUE STÃO 53 24 .Tem o poder de reter a garantia exigida do contratado. constitui ato de gestão. impõe ao proprietário a obrigação de suportar ônus parcial sobre o imóvel e não afeta o caráter absoluto do direito de propriedade. D . C . C . 14 . A .(OAB/Exame de Ordem Unificado – CESPE . não sendo devida indenização ao contratado. nomeados por concurso público e aprovados em estágio probatório. QUESTÃ51 22 .3) Na administração pública.A cassação configura modalidade de extinção em que a retirada decorre de razões de oportunidade e de conveniência. há servidores estáveis. A . razão pela qual pode transformar contrato de compra e venda em contrato de permuta. em sua instituição.21 . que confere ao titular o poder de usar.Pode aplicar ao contratado sanções de natureza administrativa.2009.A renúncia é modalidade de extinção por meio da qual são extintos os efeitos do ato por motivos de interesse público.(OAB/Exame de Ordem Unificado – CESPE . assinale a opção correta. A .2009. assinale a opção correta.A servidão administrativa afeta a exclusividade do direito de propriedade.O embargo de obra. C .O tombamento.A revogação configura modalidade de extinção cuja retirada ocorre por motivos de conveniência.A servidão administrativa dispensa.3) De acordo com a classificação dos atos administrativos. B .2009. B . C .2009. autorização legal.QUESTÃO 55 26 .(OAB/Exame de Ordem Unificado – CESPE .O negócio contratual. visto que transfere a outrem faculdades de uso e gozo. oportunidade e ilegalidade.2009. na hipótese de inexecução total ou parcial do contrato.(OAB/Exame de Ordem Unificado – CESPE .O decreto de regulamentação.3) Assinale a opção correta com relação às modalidades de restrição do Estado sobre a propriedade. QUESTÃO 54 25 .Tem a faculdade de promover a alteração unilateral do contrato para modificar sua natureza.3) A respeito do instituto da servidão administrativa.3) Em decorrência das chamadas cláusulas exorbitantes. a administração pública. assinale a opção correta. no tocante ao seu objeto. D . D . e os que adquiriram a estabilidade excepcional. gozar e dispor da coisa do modo como melhor lhe convier. A . que configura instituição de direito real de natureza pública.Cabe direito a indenização em qualquer das hipóteses de servidão administrativa.Somente mediante lei pode ser extinta uma servidão administrativa. STÃO 52 23 .

que regula o processo administrativo no âmbito da administração pública federal 15 . estavam em exercício. em nenhuma hipótese. são criadas por meio de decreto do presidente da República. empregos e funções por sentença judicial transitada em julgado. QUEST ÃO 56 27 .1) Assinale a opção correta no que se refere à Lei n° 9.784/1999. a autoridade responsável pela decisão do processo administrativo deverá aplicar os efeitos da revelia e concluir que Alfredo reconhece como verdadeiros os fatos que Bruno tenha relatado.A .Caso Bruno compareça ao processo administrativo. para prestar esclarecimentos. Ambos foram regularmente intimados a comparecer ao Ministério e prestar esclarecimentos a respeito do acidente. pela União. de livre exoneração.2009. goza de privilégios fiscais não extensivos ao setor privado.Configura hipótese de dispensa de licitação a aquisição. pelo menos.Caso Alfredo não compareça.A CF reconheceu tanto a estabilidade quanto a efetividade aos servidores que.A Caixa Econômica Federal é pessoa jurídica de direito público interno. além de não ter sido concedida. 29 . assinale a opção correta de acordo com as normas que regulam o processo administrativo no âmbito da administração pública federal. 30 . para prestar esclarecimentos. o órgão competente para julgamento do processo em referência poderá declarar extinto o processo.2009. há.É possível a contratação direta nas hipóteses de licitação deserta e de licitação fracassada. O veículo particular era conduzido por Bruno.(OAB/Exame de Ordem Unificado – CESPE . QUESTÃO 57 28 . B .3) Assinale a opção correta quanto às hipóteses legais de dispensa de licitação. DF e municípios. por Alfredo. C . B . assinale a opção correta.Os servidores. na data designada.Caso Alfredo não compareça. C . C . de determinados produtos. possuem a garantia de permanência no serviço público. motorista lotado no referido órgão público. conduzido. estados. aos ocupantes de cargos declarados. D .Admite-se dispensa de licitação na contratação de remanescente de obra.2009.O órgão responsável pela instrução do processo administrativo não pode. ainda. com a finalidade de normalizar o abastecimento.Os órgãos públicos não são dotados de personalidade jurídica própria.De acordo com a CF.. cujos funcionários são regidos pelo regime dos servidores públicos da União. A .2009.(OAB/Exame de Ordem Unificado – CESPE . funções e empregos de confiança ou em comissão. apesar de não nomeados por concurso público. D .(OAB/Exame de Ordem Unificado – CESPE . D . na qualidade de sociedade de economia mista controlada pela União.As empresas públicas. uma vez atendida a ordem de classificação da licitação anterior e aceitas as mesmas condições oferecidas pelo licitante vencedor. Em face dessa situação hipotética.A.1) No que concerne à administração pública. cinco anos continuados. D . nas duas modalidades de estabilidade. por lei.(OAB/Exame de Ordem Unificado – CESPE . B . C . o servidor celetista tem direito à estabilidade nos mesmos moldes do servidor nomeado para cargo de provimento efetivo.O Banco do Brasil S.A estabilidade excepcional não foi concedida aos ocupantes de cargos. reconheça que o acidente foi causado por total e exclusiva imprudência sua e recolha o valor referente aos prejuízos causados no veículo do Ministério. B . indeferir pedido de produção de provas ou recusar documentos ou pareceres apresentados por Alfredo durante a fase de instrução. A .2) O Ministério do Turismo instaurou processo administrativo para apurar responsabilidade e promover a reparação dos danos causados em acidente de trânsito envolvendo veículo do Ministério. não lhe será garantido direito de ampla defesa no prosseguimento do processo. desde que consagrado pela crítica especializada ou pela opinião pública. de modo que somente podem perder seus cargos.Constitui hipótese de dispensa de licitação a contratação de profissional de qualquer setor artístico. em decorrência de rescisão contratual. na data da promulgação da CF. na data designada. A . na ocasião. serviço ou fornecimento.

C .Um órgão administrativo e seu titular poderão. 16 . delegar parte da sua competência a outros órgãos ou titulares. os maiores de dezesseis anos.O desatendimento da intimação para ciência de decisão importa o reconhecimento da verdade dos fatos pelo administrado.Consideram-se entidade administrativa a unidade de atuação integrante da estrutura da administração direta. ressalvados previsão especial em ato normativo próprio. social.A . quando for conveniente. jurídica ou territorial. ainda que estes não lhe sejam hierarquicamente subordinados.São capazes. se não houver impedimento legal. D. econômica. para fins de processo administrativo. em razão de circunstâncias de índole técnica. B .

d / 17 .b / 3.d / 18.d / 2.DIREITO ADMINISTRATIVO GABARITO 1.c / 21.a / 11.d / 19.b / 28.a / 17.a / 10.d / 16.b / 25.a / 12.c / 23.d / 4.d / 14.c / 27.c / 29.b / 13.b / 8.a / 20.b / 6.d / 9.b / 22.c / 15.a / 7.b / 30.b / 5.a / 24.d / 26.

podendo-se dele exigir a realização da obrigação devida. C .(OAB/CespUnb2010. QUESTÃO 33 5 .(OAB/CespUnb2010. aplicação. restaura-se a lei revogada.1) No que diz respeito à extinção dos contratos.Ainda que a inexecução do contrato seja involuntária.1) Assinale a opção correta com relação à responsabilidade civil.(OAB/CespUnb2010.Em regra.1) Acerca das obrigações de dar. QUESTÃO 31 4 . D . CONTRATOS E DIREITOS REAIS 1 .Caso o sub-rogado não consiga receber a importância devida. C . a responsabilidade do agente pode subsistir mesmo nos casos de força maior e de caso fortuito. QUESTÃO 30 3 .A resolução por inexecução voluntária do contrato produz efeitos ex tunc se o contrato for de execução continuada. se houver. A . assinale a opção correta. B . eficácia e interpretação da lei.De acordo com o regime da responsabilidade civil traçado no Código Civil brasileiro. decorrente da perda de uma chance. perda ou deterioração do bem. assinale a opção correta. assinale a opção correta.A derrogação torna sem efeito uma parte de determinada norma. OBRIGAÇÕES.A sub-rogação objetiva ou real ocorre pela substituição de uma das partes. bastando que a prestação de uma das partes se torne excessivamente onerosa.Tratando-se de obrigação de entrega de coisa certa. não perdendo esta a sua vigência.(OAB/CespUnb2010. A . C .1) Assinale a opção correta com relação ao registro. desde que a lei não coíba a sua previsão. exigido na transmissão da propriedade de bens imóveis. D .Aplica-se à dação em pagamento o regime jurídico dos vícios redibitórios.Opera-se novação quando o devedor oferece nova garantia ao credor. a resolução ensejará o pagamento das perdas e danos para a parte prejudicada. fazer e não fazer. ele poderá cobrá-la do credor original.É divisível a obrigação de prestação de coisa indeterminada.DIREITO CIVIL PARTE GERAL.A interpretação da norma presta-se a preencher as lacunas existentes no sistema normativo. B .Na resolução por onerosidade excessiva.Tratando-se de responsabilidade subjetiva contratual. B .O dano deve ser certo.No caso de entrega de coisa incerta. a obrigação será extinta caso a coisa se perca sem culpa do devedor. A . D . C . 18 . antes da tradição ou mediante condição suspensiva. inexistem causas excludentes da responsabilidade civil objetiva. A . caso a lei revogadora venha a perder a vigência. não é necessária a existência de vantagem da outra parte.(OAB/CespUnb2010. QUESTÃO 34 6 . a obrigação ficará resolvida para ambas as partes. sem a extinção do vínculo obrigacional.1) A respeito da vigência. D . o perecimento da coisa devida não implica a liberação do devedor do vínculo obrigacional.(OAB/CespUnb2010.Em caso de obrigação facultativa.O regime de bens obedece à lei do país em que for celebrado o casamento. QUESTÃO 29 2 . por essa razão não é possível a indenização por dano eventual. D .A extinção da punibilidade criminal sempre obsta a propositura de ação civil indenizatória. C .A eficácia da resolução unilateral de determinado contrato independe de pronunciamento judicial e produz efeitos ex nunc. antes da escolha. ainda que decorrente de caso fortuito ou força maior. B . B .1)Assinale a opção correta de acordo com o Código Civil brasileiro. A .

se assim o desejar. A responsabilidade pré-contratual é aquela que: A . o que torna o adquirente proprietário desde a formalização do título.2) Durante dez anos.A .surgiu. gratuitamente. B .Vendido o imóvel a duas pessoas diferentes.Paulo poderá.2) Sobre o constituto possessório.deriva da violação à boa-fé objetiva na fase das negociações preliminares à formação do contrato. poderá.Realizado o registro do título translativo.2) Passando por dificuldades financeiras.2010. mas não retornou para adquirir a safra. empregados de uma fabricante de extrato de tomate distribuíram.segue o destino da responsabilidade contratual. sem que precise justificar sua vontade. em razão da abolição do traço patriarcal da legislação civil brasileira.2010. o que será feito com a inclusão de sobrenome da esposa.(OAB/CespUnb2010.a prescrição é exceção que deve ser alegada pela parte a quem beneficia. se assim o desejar. No ano de 2009.deriva da ruptura de um pré-contrato. enquanto a decadência gera a extinção do direito subjetivo. este produzirá efeitos ex tunc. para adquirir a safra produzida. C . D . D . por sua vez.apenas por meio do casamento será possível a Paulo alterar seu nome. no prazo de até um ano após atingir a maioridade.Trata-se de modo originário de aquisição da propriedade. será possível.2010. 10 . A . o registro desse último título translativo sem que se registre o primeiro. introduzir em seu nome um patronímico materno. incluir em seu nome apelido que seja notório.Sendo o registro.Se uma pessoa vender imóvel seu a outra e esta. até mesmo. que estaria disposta a adquirir o referido 19 .2010. Nessa situação hipotética. o vender a terceiro. com exceção da hipótese de titular de direito absolutamente incapaz.Trata-se de modo originário de aquisição da posse. 9 . como instituto jurídico. será válido o registro ainda que realizado pelo adquirente que possua o título de data mais recente. Posteriormente. C . de modo que o registro de nascimento de Paulo poderá ser alterado a qualquer momento e. A . no Código Civil. a fabricante recusou-se a efetuar a compra.(OAB/ Exame de Ordem Unificado – FGV . como sempre fazia. enquanto os prazos decadenciais legais não se suspendem ou interrompem. A cada ano. como o acessório segue o principal. Alexandre instituiu uma hipoteca sobre imóvel de sua propriedade. B . a fabricante distribuiu as sementes. B . foi procurado por Amanda. C . B .É imprescindível para que se opere a transferência da posse aos herdeiros na sucessão universal. D . B .2) A respeito das diferenças e semelhanças entre prescrição e decadência.(OAB/ Exame de Ordem Unificado – FGV . D . D . 11 .Paulo. mesmo após consumadas. sua realização importa presunção absoluta de propriedade. de ofício. onde reside com sua família. a adoção do sobrenome materno. em momento histórico anterior à responsabilidade contratual. meio necessário para a transmissão da propriedade de bem imóvel. sementes de tomate entre agricultores de uma certa região. contra o qual não corre nem prazo prescricional nem prazo decadencial.não se pode renunciar à decadência legal nem à prescrição.(OAB/ Exame de Ordem Unificado – FGV . QUESTÃO 36 8 .é obrigatória.1) Considere que o filho de Mário Lins de Souza e de Luna Ferreira de Melo tenha sido registrado com o nome de Paulo de Souza. QUESTÃO 35 7 .(OAB/ Exame de Ordem Unificado – FGV . assinale a alternativa correta. C . O tribunal competente entendeu que havia responsabilidade pré-contratual da fabricante. é correto afirmar que: A . provada a regularidade dos negócios. enquanto a decadência pode ser declarada de ofício pelo juiz.os prazos prescricionais podem ser suspensos e interrompidos. C . também chamado contrato preliminar. Procurada pelos agricultores. no âmbito do direito nacional. os empregados da fabricante procuravam os agricultores. na época da colheita. o que deverá ocorrer por meio de pedido devidamente instruído e dirigido ao oficial do cartório de registro civil.a prescrição acarreta a extinção do direito potestativo.Representa uma tradição ficta.

D . quando quitou o pagamento.Dono de hotel.a obrigação de indenizar decorrente da aluvião e aquela decorrente da avulsão. 12 . D .(OAB/CespUnb2009. como ocorre com o mandato judicial que o advogado recebe de seu cliente. C . por não ser considerado depositário. C . já que não faria jus à adjudicação compulsória na hipótese.O mandato escrito é materializado por meio da procuração. cabendo ao credor a escolha de uma dentre as duas soluções. ou subsistir. de boa-fé. já que havia uma cláusula na escritura de instituição da hipoteca que o proibia de alienar o bem hipotecado.2010. D .a obrigação subsiste.3) Acerca da responsabilidade civil por fato de outrem. ao caso de João aplica-se o seguinte regime jurídico: A . com a devolução de valores eventualmente pagos. Juvenal poderá A .usucapir o imóvel. muito embora inexistisse previsão expressa a esse respeito no contrato preliminar.2) Assinale a alternativa que contemple exclusivamente obrigação propter rem: A . 20 . C . pois a cláusula que proíbe o proprietário de alienar o bem hipotecado é nula. Alexandre ouviu dele que não poderia alienar o imóvel.Somente é lícito às partes estipular contratos tipificados no Código Civil. assinale a opção correta. B .O tutor pode dar em comodato. pois. com a entrega da coisa no estado em que se encontra. Juvenal foi residir no imóvel objeto do contrato e.exigir a substituição do imóvel prometi do à venda por outro. na hipótese.(OAB/ Exame de Ordem Unificado – FGV .requerer ao juiz a adjudicação do imóvel. pois não é possível instiuir hipoteca sobre bem de família do devedor hipotecário. Alexandre não poderia alienar o imóvel enquanto recaísse sobre ele a garanti a hipotecária. C .a obrigação fica resolvida. sem autorização especial.está incorreta.a obrigação subsiste.2) Por meio de uma promessa de compra e venda. C . 14 .(OAB/ Exame de Ordem Unificado – FGV .imóvel por um valor bem acima do mercado.a obrigação que tem o proprietário de um terreno de indenizar o terceiro que.desisti r do negócio e pedir o dinheiro de volta.2010. D . erigiu benfeitorias sobre o mesmo. com a devolução de valores eventualmente pagos. as coisas confiadas à sua guarda. celebrada por instrumento particular registrada no cartório de Registro de Imóveis e na qual não se pactuou arrependimento. o bem foi deteriorado.está incorreta. porque a hipoteca instituída não produz efeitos.3) No que se refere aos contratos. com a entrega da coisa no estado em que se encontra e abati mento no preço proporcional à deterioração.2010. sem culpa sua.a hipoteca e o dever de pagar as cotas condominiais. B . Segundo o Código Civil.está incorreta. com a entrega da coisa no estado em que se encontra e abati mento no preço proporcional à deterioração. deparou-se com a recusa do promitente-vendedor em outorgarlhe a escritura definitiva do imóvel.o dever que tem o servidor da posse de exercer o desforço possessório e o dever de pagar as cotas condominiais.(OAB/CespUnb2009. o direito real em garantia a ser instituído deveria ser o penhor. uma vez que a hipoteca é nula. a despeito de a promessa de compra e venda ter sido celebrada por instrumento particular.a obrigação poderá ser resolvida. B . QUESTÃO 29 15 . D . não responde por roubo de bagagem dos hóspedes efetuado pelos empregados dentro do estabelecimento. B . QUESTÃO 31 16 . porque em virtude da proibição contratual.está correta. A .2) João prometeu transferir a propriedade de uma coisa certa. 13 . desde que o faça para atender às necessidades do tutelado. B .(OAB/ Exame de Ordem Unificado – FGV . assinale a opção correta. porque Alexandre está livre para alienar o imóvel. Consultando seu advogado. Diante do impasse. A opinião do advogado de Alexandre A . mas antes disso.

São anuláveis os negócios jurídicos por vício de erro.3)Assinale a opção correta no que se refere aos contratos tipificados no Código Civil brasileiro.a / 16. de grave dano conhecido pela outra parte. B .A resilição consiste na extinção do contrato por circunstância superveniente à sua formação. ainda que praticado com desvio de atribuição.c / 05.2) Com relação ao contrato.Configura-se o vício de lesão quando alguém.c/ 11.No contrato de doação. 21 .Para responsabilizar os pais por atos lesivos causados por filho menor.a / 07.c / 19. C .a / 06. a vítima necessita demonstrar a culpa in vigilando desses pais.A rescisão tem origem em defeito contemporâneo à formação do contrato.São nulos os negócios jurídicos por vício de dolo. como.d / 14 . D . assinale a opção correta.Em razão da inexistência de relação de preposição. D .A resolução constitui a extinção do contrato por simples renúncia da parte.O negócio jurídico resultante do vício de coação não é passível de confirmação. QUESTÃO 33 DIREITO CIVIL – PARTE GERAL. cláusula sempre presumida nos contratos de compra e venda.O simples afastamento do filho menor da casa dos pais exime-os da responsabilidade pelos atos lesivos que ele venha a praticar. premido pela necessidade de salvar a si mesmo. assume obrigação onerosa.b / 09 .b / 12 . B . A .O distrato constitui espécie de resolução contratual. ou a pessoa de sua família.(OAB/CespUnb2009. OBRIGAÇÕES. C .b / 02.A . A .b / 08.2)A respeito dos defeitos e da invalidade do negócio jurídico.d / 15. A . D . B .(OAB/CespUnb2009. CONTRATOS E DIREITOS REAIS GABARITO 01. caso o ofendido não tenha conhecimento desse desvio.d / 04. 19 .a / 13. C .d / 18.O contrato estimatório é aleatório e deve ter por objeto coisa móvel.a / 10. QUESTÃO 32 17 . C .O empregador é responsável por dano causado por empregado seu. B .O contrato de compra e venda subordinado à condição de dissolução caso o objeto do contrato não seja do agrado do comprador denomina-se venda a contento.Tanto o contrato de empreitada quanto o de prestação de serviço geram obrigação de resultado. assinale a opção correta. são revogáveis por ingratidão as doações puramente remuneratórias e as oneradas com encargo já cumprido. o inadimplemento absoluto.(OAB/CespUnb2009.a. QUESTÃO 33 18 .b / 17. empresa locadora de veículos não possui responsabilidade sobre danos que o locatário cause a terceiros no uso do carro locado. por ser nulo de pleno direito. D . e a presença do vício torna o contrato anulável ou nulo.d / 03. por exemplo.

assinale a opção correta. A .É inválido o casamento contraído por coação a qualquer dos cônjuges.DIREITO CIVIL FAMÍLIA E SUCESSÕES 1 .(OAB/CespUnb2010. 22 .1) Acerca do direito de família.

D .(OAB/CespUnb2010. que não tinha herdeiros necessários.1) Assinale a opção correta acerca da prestação de alimentos. D . Jane adquiriu em maio de 2005 um imóvel na Barra da Tijuca.as exceções podem ser aproveitadas por qualquer dos devedores solidários. C . QUESTÃO 37 3 .2) Em 2004. indagando se tem direito a partilhar o imóvel adquirido por Jane na Barra da Tijuca em maio de 2005.00 (cem mil reais) a título de doação de seu ti o Túlio. mesmo que o cônjuge venha a necessitar de alimentos.Rubens. 6 . Em 2006.A herança será vacante. mas pelas perdas e danos somente poderá ser demandado o culpado. Joaquim revogou o testamento de 2004.2010. somente se configura fraude quando a insolvência do devedor seja notória ou haja motivo para ser conhecida.O casamento religioso com efeitos civis passa a produzir efeitos somente a partir da data em que é efetivado o seu registro perante o oficial competente. assim.O direito a alimentos é recíproco entre pais e filhos. nomeando como seu herdeiro universal Sérgio.Se. levando-a a concluir o negócio e a assumir uma obrigação desproporcional à vantagem obtida pelo outro. Joaquim. D .com a perda do objeto por culpa de um dos devedores solidários. O único parente vivo de Joaquim era seu irmão.O casamento inexistente não pode ser declarado putativo. mas pelos juros da mora somente poderá ser demandado o culpado. assinale a opção correta. Entretanto. Carlos procura um advogado.B . 5 . Assinale a alternativa que indique a quem caberá a herança de Joaquim.A lesão é um defeito que surge concomitantemente à realização do negócio e enseja a sua anulabilidade. A . Em março de 2005. na celebração do negócio.cada herdeiro pode ser demandado pela dívida toda do devedor solidário falecido.A existência de impedimentos dirimentes absolutos acarreta a ineficácia do casamento. D .Após a separação judicial do casal. C .000. a despeito do qual o negócio seria realizado. faleceu Joaquim. 23 . ainda que sejam pessoais apenas a um deles. Jane recebeu R$ 100.Tratando-se de negócio jurídico a título gratuito. C . aproveitando-se. Assinale a alternativa que indique a orientação correta a ser exposta a Carlos.(OAB/ Exame de Ordem Unificado – FGV . Em 2008.2) Jane e Carlos constituíram uma união estável em julho de 2003 e não celebraram contrato para regular as relações patrimoniais decorrentes da aludida entidade familiar. embora por outro modo. Em 2010. B .2010. arrependido.Catarina. admitindo-se a anulação do negócio pelo credor.Ana. a solidariedade subsiste no pagamento do equivalente pecuniário. permite-se a revisão contratual para evitar a anulação.2) Com relação ao regime da solidariedade passiva. Jane e Carlos se separaram. B . C .Somente os filhos têm o direito de pedir alimentos. D . A . o negócio. 2 . ele não mais poderá pleitearão outro cônjuge a prestação alimentícia. Com os R$ 100.O dolo acidental.00 (cem mil reais).Os créditos alimentares prescrevem em cinco anos. Sérgio faleceu.(OAB/CespUnb2010.000. lavrou um testamento contemplando como sua herdeira universal Ana. esse negócio será nulo porque a manifestação de vontade emana de erro essencial e escusável. B . B . C . No mês de julho de 2010. acarreta a anulação do negócio jurídico. Rubens.(OAB/ Exame de Ordem Unificado – FGV . deixando uma filha Catarina. é correto afirmar que: A . A . a solidariedade subsiste no pagamento do valor principal.2010.(OAB/ Exame de Ordem Unificado – FGV .se houver atraso injustificado no cumprimento da obrigação por culpa de um dos devedores solidários. 4 .1) A respeito dos defeitos dos negócios jurídicos. uma das partes induzir a erro a outra.

informando ao juiz que pretendem restabelecer a vida conjugal.Se os cônjuges divorciados quiserem restabelecer a união conjugal. separadamente. D . 24 . C . D . não se aplica a sub-rogação de bens na união estável.(OAB/CespUnb2009.O filho maior pode ser reconhecido.Decorrido um ano do trânsito em julgado da sentença que haja decretado a separação judicial.O filho havido fora do casamento não pode ser reconhecido. D – O direito à sucessão aberta é considerado.(OAB/CespUnb-2008.(OAB/MG – Dez/08) A respeito da sucessão. não se transmite aos herdeiros legítimos a quota vaga do nomeado.A renúncia da herança deve constar expressa e exclusivamente de instrumento público.O filho havido fora do casamento e reconhecido por um dos cônjuges não poderá residir no lar conjugal sem o consentimento do outro cônjuge. independentemente de seu consentimento. C . D . C . D – A administração dos bens próprios só é possível quando adotado pelos cônjuges o regime de separação de bens. assinale a opção correta. assinale a opção correta. aplica-se às relações patrimoniais entre os mesmos o regime da comunhão parcial de bens. A . em virtude da ausência de contrato escrito entre os companheiros.Por se tratar de bem adquirido a título oneroso na vigência da união estável. salvo contrato escrito entre os companheiros. terão de peticionar nos mesmos autos em que se processou o divórcio. um bem imóvel. assinale a alternativa INCORRETA. aplica-se às relações patrimoniais entre os mesmos o regime da separação total de bens. que exclui dos bens comuns entre os consortes aqueles doados e os sub-rogados em seu lugar. A – É sempre necessária a alienação de bem imóvel a autorização do outro cônjuge. A . filho de pais solteiros e que viva na companhia da mãe.(OAB/CespUnb2009. é automática a conversão desta em divórcio.A . QUESTÃO 31 9 . B – A sucessão abre-se no lugar no último domicilio do falecido. Carlos tem direito a partilhar o imóvel adquirido por Jane na Barra da Tijuca em maio de 2005. a morte superveniente do mandante acarreta a inexistência do casamento se este tiver sido celebrado pelo mandatário após a morte do mandante. 7 .É passível de revogação o reconhecimento dos filhos havidos fora do casamento. B .O homem com 16 anos de idade.Quando não se efetua o direito de acrescer. muito embora o referido bem tenha sido adquirido com o produto de uma doação. mesmo quando um único bem móvel compreender a totalidade do patrimônio do morto.2) A respeito dos regimes de bens entre cônjuges.2) Com base no Código Civil brasileiro. B . QUESTÃO 30 8 . B . para os efeitos legais. C – O regime de bens começa a vigorar tão logo seja escolhido perante o oficial de regime de casamentos. B – A lei impõe ao maior de sessenta anos o regime obrigatório de separação de bens.O direito à sucessão aberta bem como o quinhão de que disponha o co-herdeiro não pode ser objeto de cessão por escritura pública.Carlos não tem direito a partilhar o imóvel adquirido por Jane na Barra da Tijuca em maio de 2005 porque.São irrevogáveis os atos de aceitação ou de renúncia da herança. visto que o reconhecimento da paternidade constitui direito subjetivo do genitor.No casamento realizado mediante procuração. A . D . assinale a opção correta acerca do reconhecimento dos filhos. QUESTÃO 32 11 . A – Regula a sucessão a lei vigente ao tempo de sua abertura.Carlos não tem direito a partilhar o imóvel adquirido por Jane na Barra da Tijuca em maio de 2005 porque. pelos pais. B .2) Em relação às regras que disciplinam o casamento.(OAB/CespUnb2009. assinale a opção correta. C – As pessoas jurídicas nunca podem ser chamadas a suceder. não necessita de consentimento do pai para se casar.3)Acerca das regras aplicáveis às sucessões.Carlos tem direito a partilhar o imóvel adquirido por Jane na Barra da Tijuca em maio de 2005 porque. 10. C .

o cônjuge declarado culpado terá direito aos alimentos indispensáveis à subsistência. resguardando-se eventuais direitos de terceiros.(OAB/CespUnb2007. QUESTÃO 31 17 . IV – O testamento pode ser feito diretamente pelo correspondente legal do testador. D – Os bens situados em locais remotos do inventario poderão ser sobrepartilhados.Em se tratando de separação judicial fundada na culpa.Pública. por meio do ajuizamento de ação rescisória. partilhados normalmente. 16 . assegura ao cônjuge sobrevivente. caso o testador o proíba a prática de tal ato B – Havendo herdeiro incapaz.(OAB/MG – Dez/08) Aos analfabetos se reserva apenas o direito de testar de forma. caso o casamento tenha sido efetuado no regime de comunhão universal de bens. D . serão representados por um tutor. III – O Código Civil. em se tratando de sucessão legitima.(OAB/CespUnb2009. B . que não se adéqüem a esta condição.QUESTÃO 32 12 . extingue-se automaticamente o patrimônio comum que foi destinado a garantir a segurança e a moradia do casal. A sua administração compete a ambos os cônjuges e. assinale a opção correta.(OAB/MG – Ago/09) Aponte a opção INCORRETA. por meio de petição nos autos da separação judicial.3) Relativamente ao direito de família. o cônjuge de boa-fé sucedera o falecido se a sentença anulatória do casamento for posterior à morte do cônjuge de cuja sucessão se trata. julgue os itens subsequentes. sendo os outros.(OAB/MG – Ago/09) Assinale a alternativa INCORRETA.É facultado ao casal judicialmente separado restabelecer a qualquer momento a sociedade conjugal.Sobrevindo mudança na situação financeira daquele que presta alimentos ou na daquele que os recebe. com a morte de qualquer um deles. se deles necessitar e não tiver aptidão para o trabalho nem parentes em condições de prestá-los.Os nubentes devem fazer opção pelo regime de bens por termo no próprio processo de habilitação do casamento. ressalvada hipótese de acordo. deverão fazê-lo por pacto antenupcial ou por escritura pública. C . A – O herdeiro não poderá requerer a partilha. B . A . D . 25 .1) A respeito do direito das sucessões. sendo que.Cerrada. A – Particular ou cerrada. a partilha deverá ser sempre judicial. QUESTÃO 32 14 . por presunção legal.Os maiores de dezoito anos de idade adquirem plena capacidade e.O casamento putativo é nulo. D .O parentesco em linha reta limita-se até o quarto grau. somente o cônjuge inocente poderá requerer a invalidade desse casamento.O bem de família é inalienável e impenhorável. é possível a revisão dos alimentos fixados em sentença com trânsito em julgado. caso se encontrem impossibilitados de cuidar de seus próprios interesses. o direito de concorrência com os descendentes do autor da herança. C . A quantidade de itens certos é igual a: A-1 B-2 C-3 D-4 QUESTÃO 32 13 . para a contagem do parentesco. mas produzirá todos os efeitos civis perante os contraentes e terceiros até o trânsito em julgado da sentença que declarar a sua nulidade. assinale a opção correta. C .(OAB/CespUnb2007. C – O bem que não puder ser dividido e não couber na meação ou nos quinhões hereditários deverá ser alienado judicialmente e o seu produto partilhado. II – No casamento putativo. QUESTÃO 32 15 . Quando forem escolher como opção um regime de bens diverso do legal. são aptos a praticar todos os atos da vida civil. no entanto. que é o da separação de bens. I – O herdeiro necessário não perderá o direito à legitima se também lhe foram deixados bens em testamento que constituam a parte disponível do testador. Por se tratar de ação personalíssima. A . B – Pública ou particular. adota-se a linha como sendo a vinculação da pessoa ao tronco ancestral comum.3) Ainda a respeito do direito de família.

B . D . visto que é obrigação personalíssima.A aceitação da herança é o ato jurídico unilateral por meio do qual o herdeiro manifesta livremente sua vontade de receber a herança.d / 20.2) Acerca do direito sucessório.d / 02 .Não pode ser reconhecida como união estável a relação pública. em favor de filho que nasça de seu relacionamento com concubina. C .(OAB/CespUnb2009.Alimentos são devidos entre cônjuges. Nessa situação hipotética.c / 03 .c / 07.b / 11.(OAB/CespUnb2009. neste caso.c / 19. DIREITO CIVIL – FAMÍLIA E SUCESSÕES GABARITO 01.(OAB/CespUnb2009. A . salvo contrato escrito em que se estipule o contrário. C . B – Admite-se a conversão em divorcio da medida cautelar de separação de corpos.d / 14. tendo sido a inseminação artificial previamente autorizada pelo marido de Maria. A .d / 10. duradoura e com ânimo de constituir família. companheiros e parentes. para todos os efeitos legais. C – Mesmo no curso da ação de separação. entre uma mulher solteira e um homem casado que esteja separado de fato. desde que reste comprovado que os alimentos originalmente fixados não atendem integralmente às necessidades do credor. contínua.a / 06 . por isso o ato deve sempre ser feito por declaração escrita. QUESTÃO 32 18 . aos colaterais até o terceiro grau.Aplicam-se à união estável as regras do regime da separação de bens. B .Os descendentes do herdeiro que renuncia à herança herdam por representação na sucessão legítima.É válida a disposição testamentária do testador casado.A fixação dos alimentos privilegia a necessidade em detrimento da possibilidade. filha de Maria e de seu marido. assinale a opção correta. o Código Civil prevê expressamente que a criança é presumidamente considerada. C .d / 18. D – Não se admitira a decretação do divorcio sem que antes tenha havido a partilha dos bens.b / 13.A – Não será homologado o pedido de separação judicial consensual se os cônjuges forem casados a menos de 01 (um) ano. juridicamente.d / 17.a / 15. D . 19 .Os cunhados. 20 . A . será possível a decretação de divórcio direto.b / 05 . assinale a opção correta. D . limitando-se.c / 16.Não é válida disposição de última vontade que institua pessoa jurídica como herdeira testamentária.c / 09. estando os cônjuges separados de fato por mais de 02 (dois). B .1) A respeito do direito de família.Suponha que uma criança tenha sido concebida com material genético de Maria e de um terceiro.a 26 .c / 12.Admite-se a prestação de alimentos com caráter complementar.A transmissão da obrigação alimentícia não ocorre em relação aos herdeiros do devedor.c / 04.b / 08.2) Assinale a opção correta acerca dos encargos alimentares. não podem ser classificados como parentes.

deverá suspender o processo e marcar prazo razoável para que o defeito seja sanado.DIREITO PROCESSUAL CIVIL 1.FGV . na hipótese de persistência do vício. A .Se o vício se referir ao autor. deve o juiz aplicar-lhe multa por litigância de má-fé. Caso o juiz verifique que uma das partes é incapaz ou há irregularidade em sua representação.2) A capacidade é um dos pressupostos processuais. Assinale a alternativa que indique a providência correta a ser tomada pelo magistrado.(Exame de Ordem Unificado . 27 .2010.

C . sentença ilíquida.(Exame de Ordem Unificado . que diferenciam o procedimento dos Juizados do procedimento comum do CPC.o mandado de segurança coletivo induz litispendência para as ações individuais que tenham o mesmo objeto. C . A .2010. e a qualquer tempo. apresentar embargos.2) O Mandado de Segurança Coletivo.o juiz somente fixará os honorários de advogado a serem pagos pelo executado ao fim do processo de execução. D .Se o pedido formulado for genérico.o executado é citado para.2010. admite-se a reconvenção. Acerca desta garanti a constitucional é correto afirmar que: A .FGV . C . 6 . determinar a intimação do executado para indicar bens passíveis de penhora.o mandado de segurança coletivo pode ser utilizado na defesa de direitos difusos.A incompetência relativa pode ser alegada a qualquer tempo.2) As medidas cautelares estão expressamente previstas no CPC como forma de instrumentalizar a tutela.A incompetência absoluta gera a nulidade de todos os atos praticados no processo até seu reconhecimento. após ser citado. 9. B .salvo decisão em contrário. 3 . é correto afirmar que: 28 .FGV . A . 2 .interposto recurso nos autos principais. pode assumir duas feições. fica vedado o requerimento de cautelares.2010.o credor só pode indicar os bens a serem penhorados se o executado não se manifestar no prazo legal. C . D . fundado em título extrajudicial. de ofício.2010. excepcionalmente. a sentença fará coisa julgada limitadamente aos membros do grupo substituído pelo impetrante. D . B . D . da incompetência absoluta e da relativa. Segundo a Lei n.(Exame de Ordem Unificado .(Exame de Ordem Unificado .FGV .A incompetência absoluta é alegada como preliminar da contestação ou por petição nos autos. previsto no art. é correto afirmar que: A .A incompetência relativa sempre pode ser conhecida de ofício pelo juiz. B .FGV .Nas ações propostas por microempresas. assinale a alternativa que indique uma dessas regras específicas.2010. como regra. a cautelar conserva sua eficácia mesmo durante o período de suspensão do processo principal. O Código trata.Se o vício se referir ao autor. sendo vedado o uso de medidas prévias.2) A Lei n.qualquer cidadão tem legitimidade para impetrar o mandado de segurança coletivo. assinale a afirmativa correta. 5 . tal como prevista no CPC.o Juiz. deve o juiz reputá-lo revel.099/95. deve o juiz julgar a causa em seu desfavor. deve o juiz proferir o julgamento antecipado da lide.(Exame de Ordem Unificado . admite-se. tendo natureza eminentemente acessória.FGV .2) Com relação ao procedimento da execução por quantia certa. D . 12. Nela é possível encontrar diversas regras especiais. deve deferir medidas cautelares sem a prévia audiência do requerido.no mandado de segurança coletivo. 4 . no prazo de três dias. B . D .Se o vício se referir ao réu.099/95 disciplina os chamados Juizados Especiais Cíveis no âmbito Estadual.o direito brasileiro admite apenas medidas cautelares incidentais. A respeito dessas modalidades de incompetência. A .FGV . contra devedor solvente.016/09.(Exame de Ordem Unificado .2010.2) Acerca da revelia. de acordo com a natureza do vício e ainda com as consequências advindas de tal reconhecimento. inciso LXX da Constituição da República.B . 7 . 5º. C .(Exame de Ordem Unificado . então. 9.o juiz pode. B . C . Assinale a alternativa que apresente uma regra que disciplina a concessão de medidas cautelares.Não é cabível nenhuma forma de intervenção de terceiros nem de assistência.Se o vício se referir ao réu.2) A incompetência do juízo.É vedado o litisconsórcio. foi regulamentado pelos artigos 21 e 22 da Lei Federal n.

1) Com relação aos atos processuais. haja vista ser absolutamente incapaz. um advogado. do tutor e do cônjuge. mediante simples petição.1) Considere que Laura.UnB .2010.Comparecendo o réu apenas para arguir a nulidade da citação e sendo esta decretada. sem a presença das partes. C .(Exame de Ordem Unificado .(Exame da Ordem Unificado . D . é do foro do domicílio do réu. esse advogado deverá: A . desde que o magistrado fundamente sua decisão de ouví-la. visto que a competência para o conhecimento da ação. visto que a competência. 11 . no senti do de exigir cumprimento da cláusula compromissória cheia. Nessa situação hipotética.Para a fixação do termo inicial da contagem de prazo processual. se a comunicação for feita por edital.2) Um advogado é procurado em seu escritório por um cliente que lhe narra que a empresa da qual ele é diretor foi citada pelo poder judiciário. B . entende que a testemunha arrolada pela parte contrária mantém com essa vínculo estreito de amizade e que seu depoimento pode ser tendencioso. o réu poderá A .(Exame de Ordem Unificado . menor absolutamente incapaz. em preliminar.requerer a designação de audiência de conciliação. 9 . é correto afirmar que: A .contraditar a testemunha. D . no prazo da resposta. B . representando os interesses do seu cliente. consistente no exame do interditando.apenas contestar a ação. ajuíze ação de investigação de paternidade no foro de seu domicílio. A . 8 . D . a existência de convenção de arbitragem. o prazo para a prática do ato processual terá início a partir do termo final do prazo previsto no próprio edital para aperfeiçoamento da citação.(Exame da Ordem Unificado . correrão os prazos independentemente de intimação. ainda que tenha patrono constituído nos autos.2010. uma vez que a competência para o conhecimento da ação.a realização de prova pericial.apresentar exceção de incompetência de juízo. em decorrência de um conflito surgido em razão de contrato de compra e venda no qual inseriram cláusula compromissória cheia.alegar a incompetência do juízo. deverá: A . B .2010. estabelecendo que em caso de eventual conflito entre as partes.2) Se. é facultativa.UnB . que mesmo assim poderá ser ouvida como informante do juízo. C .a revelia se dá com a não apresentação de exceção ou de reconvenção no prazo da resposta.FGV . restringindo sua argumentação ao exame do mérito da causa. a revelia produz seus efeitos normalmente. na referida hipótese.solicitar ao juiz o julgamento antecipado da lide. caso more em outro estado da Federação. exercendo seu mister de bem defender os interesses de seu cliente. pois o juiz pode conhecer de ofício da préexistência da convenção de arbitragem. independentemente de exceção. nesse caso. B .o Ministério Público não tem legitimidade para requerer a interdição. durante a audiência de instrução e julgamento.(Exame de Ordem Unificado . que será ouvida após a audiência.contra o revel. hipótese em que estará o juiz obrigado a dispensá-la. podendo o juiz dispensá-la.A .contraditar a testemunha. O advogado ao peticionar no referido processo. C .ainda que o litígio verse sobre direitos indisponíveis.o revel pode intervir no processo em qualquer fase. desde que o faça antes da sentença. nesse caso. representada por sua mãe. é do foro do domicílio de Laura.na ausência dos pais.apresentar desde logo contestação. 12 . ser necessária e imediatamente interrompida.contraditar a testemunha. D . devendo a audiência. D .contraditar a testemunha.a sentença proferida pelo juiz faz coisa julgada material.apresentar contestação e alegar expressamente. B . assinale a opção correta.2010. será 29 .2010. 10 .2) Com relação ao procedimento da curatela dos interditos.FGV . C . o mesmo será apreciado por um tribunal arbitral. nessa hipótese. B .FGV . solicitando a extinção do feito. a qualquer tempo. C .apresentar exceção de incompetência de juízo. é do foro do domicílio do réu. recebendo-o no estado em que se encontrar. a qualquer tempo. um parente próximo pode requerer a interdição. haja vista tratar-se de incompetência absoluta.

B . que este sofria de demência senil.Fazem coisa julgada as questões prejudiciais.UnB . após o interrogatório. nas localidades atendidas pela entrega domiciliar de correspondência. citado para comparecer ao interrogatório. o juiz deverá. o juiz A . B . 17 . C . C .deve reconhecer e aplicar os efeitos da revelia. pois. ocasião em que respondeu às perguntas feitas pelo juiz e externou seu inconformismo com a ação ajuizada pelo filho. além de não haver. José foi. C . 14 . no processo de execução.Caracteriza-se a fraude de execução somente quando o devedor aliena bens durante o processo de execução. devidamente cumprido.A extinção do processo sem julgamento de mérito acarreta a coisa julgada formal.2) Assinale a opção correta com relação aos procedimentos cautelares específicos. C . A . com os requisitos legais.A legislação processual civil estabelece regime especial para a execução contra a fazenda pública. prova da suposta demência.2009. em face dos fatos apresentados. entre outros. podendo o objeto ser o pagamento de quantia certa. razão por que faz coisa julgada. para o interditando impugnar o pedido de sua interdição. seu pai.O sequestro é medida cautelar destinada a apreender tantos bens quantos forem necessários para garantir futura ação de execução.Na busca e apreensão.UnB . 16 .não poderá aplicar os efeitos da revelia. obrigando-o a apresentar resposta. alegando.(Exame da Ordem Unificado .Caso o exequente proponha execução fundada em título extrajudicial sem que a petição inicial venha acompanhada dos documentos indispensáveis à sua propositura. D .Tratando-se de ações de estado.A coisa julgada atinge a parte dispositiva da sentença bem como a motivação utilizada no respectivo julgamento.2009. este se quedou inerte. D . o processo é extinto sem julgamento de mérito.3) Assinale a opção correta no que se refere à extinção do processo.São requisitos da citação por edital. cabe audiência de justificação prévia.2) Assinale a opção correta a respeito do processo de execução.Os alimentos provisionais têm por finalidade prover o sustento definitivo da parte postulante. que variará entre vinte e quarenta dias. a partir da data da primeira publicação.Somente a parte dispositiva da sentença é imutável. a determinação. ainda que não requeridas pelas partes. 13 .UnB .deve ordenar nova citação do requerido. a citação será feita pelo correio.UnB .Havendo o reconhecimento da prescrição. pelo juiz. D . então.A existência de coisa julgada anterior acarreta a extinção do processo com julgamento de mérito. A . A .(Exame da Ordem Unificado .3) Assinale a opção correta com relação aos limites objetivos da coisa julgada.2010. Na situação hipotética acima. pois a ação versa sobre direito indisponível.2009. D .(Exame da Ordem Unificado .(Exame da Ordem Unificado . B . do prazo.Fazem coisa julgada a motivação. a verdade dos fatos e a fundamentação utilizada no julgamento da causa. D . o cumprimento de obrigação de fazer e não fazer ou a entrega de coisa.Denomina-se arresto a apreensão cautelar de bens com a finalidade de garantir futura execução para entrega de coisa certa.1) Fabrício ajuizou ação de interdição contra José. presumindo verdadeiros os fatos alegados pelo autor. A .(Exame da Ordem Unificado . 30 . de plano.UnB . é incabível emenda à inicial. B .deve designar audiência preliminar para tentar conciliar as partes. indeferir o pedido. C . B . 15 . nos autos. em síntese. em que pese não ser portador de doença mental alguma.A desistência da ação bem como a renúncia do direito acarretam a extinção do processo sem julgamento de mérito.considerada feita a citação na data em que for juntado aos autos o mandado de nova citação.2009. C . Aberto o prazo de cinco dias.

A ação foi recebida. dos territórios e dos municípios correspondente a créditos devidamente inscritos na forma da lei. somente a requerimento da parte.a / 10. autor e réu exerceram regularmente seus respectivos direitos de ação e de defesa.Constitui título executivo extrajudicial a certidão de dívida ativa da fazenda pública da União. B . serão anulados os atos do processo. o juiz poderá.c / 2. divididas de forma igual entre eles.2009. C . pelo prefeito ou procurador.Caberá à empresa ré.a / 6.2009.Como. deixou de suscitar essa preliminar na sua contestação.Na ação que tenha por objeto obrigação de fazer. dos estados. D . apontar o defeito de representação do autor.UnB . com fundamento no princípio da causalidade. segundo o qual caberá sempre ao autor sucumbente a integralidade das despesas do processo. o vício de representação detectado constituirá mera irregularidade e. regularmente realizada. D . sendo este extinto. salvo quando decida relação jurídica condicional. B . as despesas deverão ser proporcionalmente distribuídas entre as partes.b / 9. estando o autor. Com relação a essa situação hipotética. no sistema processual brasileiro. e a citação do réu.c / 4.c / 15. deverá atribuir ao réu as custas de retardamento. após o encerramento da instrução. omita-se. dada a ausência de pressuposto processual de validade. C . assinale a opção correta.a / 19. não acarretará qualquer consequência para o processo. mas apenas as terminativas podem ter fundamentação concisa.UnB . se assim o entender. o juiz não pode mais alterá-la. no entanto.d / 5.O juiz.c / 20.1) Determinada ação foi ajuizada por um município contra uma empresa de construção.Caso o autor. 19 . o princípio da sucumbência. ciente da ausência de interesse processual do autor.2009.Na hipótese narrada. o processo teve curso normal.(Exame da Ordem Unificado . DIREITO PROCESSUAL CIVIL GABARITO 1. em face do princípio da inalterabilidade da sentença pelo juiz. D . portanto. de início.d / 18. impor multa diária em caso de atraso. devendo ser as despesas. A . o juiz não poderá atuar de ofício.a / 12.a / 13. o réu. portanto.O autor será excluído do processo caso não regularize a sua representação no prazo concedido pelo juiz para tanto.A sentença deve ser certa.UnB .Comprovada a regular nomeação do secretário de obras para o cargo que ocupa. 18 . após lhe ter sido conferida oportunidade para sanar o vício de representação detectado. assinale a opção correta.b / 7. sem julgamento do mérito.Com relação à distribuição das despesas processuais.Publicada a sentença de indeferimento liminar da petição inicial. Na sentença. 20.D .(Exame da Ordem Unificado . para a efetivação da tutela específica. o juiz reconheceu a carência de ação e extinguiu o processo. A . B . representado pelo secretário de obras. do DF.a / 17. na situação descrita.c / 14. Em face dessa situação hipotética. já que o vício deveria ter sido alegado desde a primeira oportunidade. A .c 31 . e não. deixando de tomar qualquer providência.c / 11.d / 8.Todas as sentenças devem ser fundamentadas. fazendo-o apenas nas alegações finais.d / 3.(Exame da Ordem Unificado . C .1) Assinale a opção correta a respeito da sentença. visto que.d / 16. vigora.1) Em determinada ação processada sob o rito comum ordinário.

. assinale a opção correta. A. Considerando a situação apresentada e as normas relativas à recuperação judicial das sociedades empresárias. visando superar situação crise econômicofinanceira.(CESPE – 2007.3) Os sócios da MN Serviços Ltda. 32 . pessoa jurídica que atua no ramo da prestação de serviços de limpeza e conservação.Para que a MN Serviços Ltda. é necessário que ela. esteja exercendo regularmente suas atividades há mais de cinco anos. no momento do pedido. deliberaram pela recuperação judicial da referida pessoa jurídica. Possa requerer a recuperação judicial.DIREITO EMPRESARIAL 1.

para terceiro. 2. fiscais e aquelas não reguladas na lei falimentar.trabalhistas.2) Michel. em que o falido figura como autor ou litisconsórcio ativo.A cessão de quotas. deve ser nomeado administrador judicial que pode ser pessoa física ou jurídica. independentemente da audiência dos demais. No concernente do tema.No ato em que for deferido o processamento da recuperação judicial da MN serviços Ltda. existentes na data do pedido. bacharéis em direito recém. B . terá eficácia entre cedente e cessionário somente após a sua averbação perante o órgão competente.(OAB 131/SP) . D. Assim. 4-(FGV-2010. preferenciais ou de fruição.Admite-se. o sócio pode ceder a sua quota. A . C . Philippe e Ligia. as causas são individuais. sem vínculo de emprego para a participação nos resultados. exceto as causas: A . C-A petição inicial da MN Serviços Ltda.trabalhistas apenas.No que se refere à cessão de quotas de sociedade empresária limitada.. excepcionalmente. D . no entanto. De início. fiscais e aquelas não reguladas na lei falimentar. a estipulação de cláusula inserida no cheque. total ou parcialmente.A sociedade de advogados é de natureza empresarial B . comprometem-se em empreender a atividade advocatícia de forma conjunta logo após a aprovação no Exame da Ordem. C . B .formados e colegas de bancos universitários. conforme a natureza dos direitos ou vantagens que confiram aos seus titulares. instituição financeira ou cooperativa de crédito. A . todos são aprovados no certame e obtém sua inscrição no Quadro de advogados da OAB. o cheque deve ser apresentado para o aceite. a quem já seja sócio. D. Logo. 5-(FGV-2010. B.Na omissão do contrato. por indicação de amigos e parentes. 6-(FGV-2010.O registro da sociedade de advogados é realizado no Conselho Seccional da OAB onde a mesma mantiver sede. alugam sala compatível em local próximo ao prédio do Fórum do município onde pretendem exercer a sua nobre função. Deve ser instruída com as demonstrações contábeis relativas aos últimos cinco exercícios sociais. no entanto.1) A cerca da disciplina normativa do cheque.Não é possível associação com advogados. C . em que o falido figura como réu ou litisconsórcio passivo.trabalhistas.Assim como os demais títulos de crédito. Uma exigência. somente se houver a concordância da unanimidade dos demais sócios. consubstanciada na respectiva alteração contratual. assinale a alternativa correta. à luz das normas aplicáveis A . 3-(FGV-2010.O cedente responde solidariamente com o cessionário perante a sociedade e terceiros pelas obrigações que tinham como sócio até 3 anos após ser averbado no registro competente a modificação do contrato social.Os advogados sócios da sociedade de advogados respondem limitadamente por danos causados aos clientes. as ações. D .B-Apenas os créditos vencidos do devedor. interesses e negócios do falido. é realizada: a prestação deve ocorrer por meio de sociedade de advogados. são contactados por sociedades empresárias ansiosas pela prestação de serviços profissionais advocatícios de qualidade. Para gáudio dos bacharéis. o sócio pode ceder sua quota.trabalhistas e fiscais apenas.1) De acordo com a lei de Sociedade por Ações. D .A lei veda ao banco sacado a prestação de aval para garantir o pagamento do cheque.2). C. As ações de fruição: 33 . estranho ao quadro dos sócios.Na omissão do contrato. diante do sucesso profissional alcançado. estarão sujeitos à recuperação judicial. total ou parcialmente.O juízo da falência é indivisível e competente para conhecer todas as ações sobre bens. assinale a opção correta.A lei admite a emissão de cheque contra banco. podem ser ordinárias.

A . sendo permitida a participação nos lucros anuais. 11 .Os bônus de subscrição conferem direito de crédito contra a companhia. pelas obrigações sociais.A administração pode competir a sócio ou a terceiro designado pelos sócios. com posterior liquidação de seus bens materiais e imateriais.As ações.2) Os sócios da Frente e Verso Tecidos Ltda. A . ou por aqueles que não tem interesse na gestão da sociedade. Os credores propuseram a ação judicial competente e o juízo a quo decretou a desconsideração da personalidade jurídica da referida sociedade. para estender os efeitos de suas obrigações aos bens particulares de seus sócios.O trespasse equipara-se à incorporação das sociedades para todos os efeitos legais. apenas acionistas poderão ser simultaneamente titulares de ações e debêntures. B . A .. 10 .O falecimento do sócio implica a liquidação das quotas do falecido. A .. assinale a opção correta acerca das características jurídicas desse tipo de sociedade empresarial. entretanto. podem ser classificadas em ordinárias e preferenciais. C . D . D . altera a titularidade nominal sobre o respectivo estabelecimento. o acionista tenha direito de participação nos lucros reais. assinale a opção correta.Pintura que retrata um grupo de pessoas 34 . B .2) De acordo com as leis brasileiras.2) Com base na lei 6. praticaram atos desvirtuados em função da pessoa jurídica. D .(CESPE-2008. sem que. assim como ocorre com o trespasse. D .As partes beneficiárias compõem o capital desse tipo de sociedade.. nos casos de fraude relativa à autonomia patrimonial. mas apenas para decidir sobre sua dissolução.Os sócios podem ser pessoas físicas ou jurídicas. C-A decisão judicial importará na extinção da Frente e Verso Tecidos Ltda. B . D . C . 9-(OAB 137/SP).O trespasse equipara-se à cisão parcial para todos os efeitos legais.406/1976.Acerca do contrato de trespasse e negócios empresariais afins.. Considerando a situação hipotética apresentada e a disciplina normativa da desconsideração da personalidade jurídica.O juízo a quo não tem competência para decretar a desconsideração da personalidade jurídica de Frente de Verso tecidos Ltda. podendo conter garantia real ou flutuante. acarreta sua liquidação.A cessão de todas as participações de uma sociedade. assinale a opção correta.A decretação da desconsideração da personalidade jurídica de Frente e Verso Tecidos Ltda. assim como entre sociedades empresárias.São tipicamente usadas por acionistas especuladores. B . B . que dispõe sobre as sociedades por ações.Constituem títulos que podem ser atribuídos aos acionistas após suas ações serem integramente amortizadas.A desconsideração da personalidade jurídica importará na retirada momentânea da autonomia patrimonial da Frente e Verso Tecidos Ltda. C . quanto à forma.Nessas sociedades.Conferem aos titulares apenas os direitos comuns de acionistas sem quaisquer privilégios ou vantagens. 7-(CESPE-2009. 8-(CESPE-2009. total ou parcial.Os sócios respondem de forma subsidiária e limitada à integralização de suas quotas.2) Nas sociedades em nome coletivo. considera-se criação passível de ser objeto de direito de patente A . A . C . constando-se fraude relativa à sua autonomia patrimonial.O trespasse pode ocorrer entre empresários individuais.(CESPE-2008. ou entre estas e aqueles. caso o contrato social seja omisso a tal respeito..Conferem ao titular algum privilégio ou vantagem de ordem patrimonial.

B - O livro científico em que se descrevem aplicações de medicamentos. C - O método cirúrgico de transplante de corações em animais. D - Um processo de fabricação de tinta. 12 - (OAB 2006/RS) Em relação aos títulos de crédito, assinale a assertiva incorreta. A - O avalista do sacado, numa letra de câmbio, se obriga ao pagamento da soma cambiária mesmo que a pessoa por ele avalizada recuse o aceite quando o título lhe for apresentado. B - O sacador não tem ação cambiária executiva contra o sacado que recusa do aceite da duplicata, alegando que as mercadorias vendidas contém vícios que as tornam imprestáveis para o uso a que se destinam. C - O portador de uma nota promissória pode acionar cambiariamente o avalista do emitente que recusou o pagamento, mas para tanto é indispensável que promova o protesto por falta de pagamento. D - Para conservar o direito de acionar regressivamente o endossante de um cheque, não é indispensável que o portador comprove a recusa do pagamento do sacado através do protesto por falta de pagamento junto ao Tabelionato de Protestos. 13 - ( OAB/MG 2007.3) Sobre o capital social da sociedade limitada: A - É admitida a sua formação com a prestação de serviços pelo sócio a favor da sociedade. B - É admitida a sua formação por bem imóvel, ainda que representado por propriedade rural. C - Todos os sócios respondem subsidiariamente em relação à sociedade pela exata estimação do valor do bem imóvel que compõem o capital social pelo prazo de dois anos. D - O sócio que pagou a sua participação no capital social com bem imóvel responde solidariamente com a sociedade pela exata estimação do seu valor pelo prazo de dois anos. 14 - (OAB/RJ 2007) Acerca do conhecimento de depósito e warrant, assinale a opção incorreta: A - São títulos de créditos representativos de direitos sobre mercadorias. B - O warrant é título de crédito que confere direito de penhor sobre mercadoria depositada em armazém geral. C - O conhecimento do depósito e do warrant são títulos unidos, emitidos simultaneamente pelo depositário, a pedido do depositante, podendo ser transmitidos unidos ou separadamente, mediante endosso. D - Em relação ao conhecimento de depósito, tem o portador desse título direito de regresso contra endossantes anteriores, desde que efetivado o protesto cambial no prazo legal. 15 - (OAB/MG 2008.3) Quanto a necessidade à necessidade do nome empresarial das sociedades empresárias, é correto afirmar: A - A referência ao objeto social é obrigatória nas sociedades limitadas quando usarem firma ou denominação. B - A referência ao objeto social é obrigatória na denominação das sociedades anônimas. C - A referência ao objeto social não é obrigatória na formação do nome empresarial de nenhum tipo societário. D - A referência do objeto social é obrigatória no nome empresarial da sociedade em conta de participação 16 - (OAB/MG 2008.3) São cláusulas obrigatórias do contrato social da sociedade simples: A - Indicação dos sócios, com seu nome e qualificação e a cota de cada sócio no capital social, como a referência ao modo de sua realização. B - A participação de casa sócio nos lucros e perdas e as pessoas naturais incumbidas da administração, com seus poderes e atribuições. C - O capital social, expresso em moeda corrente e a denominação na sociedade. D - O objeto, sede, prazo da sociedade e os direitos conferidos aos titulares de cada uma das espécies de cotas 17-(OAB/SP 2007-133) No tocante à Lei 11.101/2005, assinale a alternativa correta: A - As quantias fornecidas à massa falida pelos credores são consideradas créditos extraconcursais. B - Os créditos trabalhistas, mesmo quando cedidos a terceiros, são considerados privilegiados.

35

C - São oponíveis à massa os valores decorrentes de direito de sócio ao recebimento de sua parcela do capital social na liquidação da sociedade. D - Os créditos trabalhistas, independentemente do valor, sã classificados em primeiro lugar na ordem de pagamento dos credores. 18 - (CESPE 2009.1) Considerando os vários tipos de sociedades descritos no Código Civil e com base na teoria do direito empresarial, assinale a opção correta. A - As cooperativas, independentemente do objeto social, são sociedades simples. B - A sociedade anônima pode adotar a forma simples, desde que seu objeto social compreenda atividades tipicamente civis. C - A sociedade simples não possui personalidade jurídica, sendo desnecessária a inscrição de seu contrato social no Registro Civil das Pessoas Jurídicas no local de sua sede. D - Na sociedade em comum, todos os sócios respondem limitadamente pelas obrigações da sociedade; assim, todos os sócios podem valer-se do benefício de ordem a que os sócios da sociedade simples fazem jus. 19 - (CESPE 2009.3)De acordo com a Lei de Propriedade industrial, poderá ser registrado como marca: A - Símbolo ou sina específico formado por cores e denominações que estejam dispostas ou combinadas de modo peculiar e distintivo. B - Reprodução ou imitação de título, de moeda ou cédula de curso de formação da União, dos estados, do DF, dos territórios e dos municípios. C - Termo técnico que, que usado na indústria, na ciência ou na arte, tenha relação com o produto ou serviço a distinguir. D - Sinal de caráter genérico comum, necessário ou simplesmente descritivo, quando tiver relação com o produto a distinguir, vedada à utilização de forma distintiva. 20 - (CESPE 2009.3) Afrânio, empresário individual, foi submetido a exame por junta médica que atestou ser ele portador de grave esquizofrenia, qualificando-o como permanentemente incapaz de gerir os próprios negócios. Por essa razão, o pai do empresário ajuizou pedido de interdição, com pleito de ser nomeado curador e gerir seus negócios na vida civil. Considerando a situação hipotética apresentada, assinale a opção correta. A - O pai de Afrânio, se curador nomeado judicialmente, poderá exercer atividade empresária em nome do filho interditado. B - Caso o pai de Afrânio, já como seu curador, esteja impedido, por lei, de exercer atividade empresarial, também não poderá proceder com a indicação de gerentes ao juízo para o exercício desse mister, com o que extinguirá a empresa. C - A interdição do empresário individual determina necessariamente a extinção da empresa, sendo inviável a sua continuidade por qualquer meio, portanto o pai de Afrânio não poderá substituí-lo nos negócios. D - Eventuais clientes que tenham comprado de Afrânio produtos mediante o pagamento à vista, mas que ainda não tenham recebido as mercadorias, na hipótese de continuidade da atividade empresária, estarão impedidos de reclamar o prejuízo em razão da patologia do empresário individual.

A-

DIREITO EMPRESARIAL GABARITO
1.d / 2.a / 3.c / 4.b / 5.c / 6.a / 7.b / 8.b / 9.d / 10.b / 11. d / 12.c / 13. b / 14.d / 15. b/ 16.d / 17.a / 18.a / 19.a /20. a

36

DIREITO PENAL

01 - (OAB /Exame de Ordem Unificado – FGV – 2010.2) Com relação ao concurso de delitos, é correto afirmar que: A - no concurso de crimes as penas de multa são aplicadas distintamente, mas de forma reduzida. B - o concurso material ocorre quando o agente, mediante mais de uma ação ou omissão, pratica dois ou mais crimes com dependência fática e jurídica entre estes.

37

C - o concurso formal perfeito, também conhecido como próprio, ocorre quando o agente, por meio de uma só ação ou omissão, pratica dois ou mais crimes idênticos, caso em que as penas serão somadas. D - o Código Penal Brasileiro adotou o sistema de aplicação de pena do cúmulo material para os concursos material e formal imperfeito, e da exasperação para o concurso formal perfeito e crime continuado. 02 - (OAB /Exame de Ordem Unificado – FGV – 2010.2) Paula Rita convenceu sua mãe adotiva, Maria Aparecida, de 50 anos de idade, a lhe outorgar um instrumento de mandato para movimentar sua conta bancária, ao argumento de que poderia ajudá-la a efetuar pagamento de contas, pequenos saques, pegar talões de cheques etc., evitando assim que a mesma tivesse que se deslocar para o banco no dia a dia. De posse da referida procuração, Paula Rita compareceu à agência bancária onde Maria Aparecida possuía conta e sacou todo o valor que a mesma possuía em aplicações financeiras, no total de R$ 150.000,00 (cento e cinquenta mil reais), apropriando-se do dinheiro antes pertencente a sua mãe. Considerando tal narrativa, assinale a alternativa correta. A - Paula Rita praticou crime de estelionato em detrimento de Maria Aparecida e, pelo fato de ser sua filha adotiva, é isenta de pena. B - Paula Rita praticou crime de furto mediante fraude em detrimento de Maria Aparecida e, pelo fato de ser sua filha adotiva, é isenta de pena. C - Paula Rita praticou crime de estelionato em detrimento de Maria Aparecida e, apesar de ser sua filha adotiva, não é isenta de pena. D - Paula Rita praticou crime de furto mediante fraude em detrimento de Maria Aparecida e, apesar de seu sua filha adotiva, não é isenta de pena. 03 - (OAB /Exame de Ordem Unificado – FGV – 2010.2) A respeito do regime legal da prescrição no Código Penal, tendo por base ocorrência do fato na data de hoje, assinale a alternativa correta. A - A prescrição, depois da sentença condenatória com trânsito em julgado para a acusação, regulase pela pena aplicada, não podendo, em nenhuma hipótese, ter por termo inicial data anterior à da denúncia ou queixa. B - A prescrição da pena de multa ocorrerá em 2 (dois) anos, independentemente do prazo estabelecido para a prescrição da pena de liberdade aplicada cumulati vamente. C - Se o réu citado por edital permanece revel e não constitui advogado, fica suspenso o processo, mantendo-se em curso o prazo prescricional, que passa a ser computado pelo dobro da pena máxima cominada ao crime. D - São causas interruptivas do curso da prescrição previstas no Código Penal, dentre outras, o recebimento da denúncia ou da queixa, a pronúncia, a publicação da sentença condenatória ou absolutória recorrível. 04 - (OAB /Exame de Ordem Unificado – FGV – 2010.2) Assinale a alternativa que preencha corretamente as lacunas do texto: “para a ocorrência de __________, não basta a imputação falsa de crime, mas é indispensável que em decorrência de tal imputação seja instaurada, por exemplo, investigação policial ou processo judicial. A simples imputação falsa de fato definido como crime pode constituir __________, que, constitui infração penal contra a honra, enquanto a __________ é crime contra a Administração da Justiça”. A - denunciação caluniosa, calúnia, denunciação caluniosa. B - denunciação caluniosa, difamação, denunciação caluniosa. C - comunicação falsa de crime ou de contravenção, calúnia, comunicação falsa de crime ou de contravenção. D - comunicação falsa de crime ou de contravenção, difamação, comunicação falsa de crime ou de contravenção. 05 - (OAB /Exame de Ordem Unificado – FGV – 2010.2) Arlete, em estado puerperal, manifesta a intenção de matar o próprio filho recém nascido. Após receber a criança no seu quarto para amamentá-la, a criança é levada para o berçário. Durante a noite, Arlete vai até o

38

berçário, e, após conferir a identificação da criança, a asfixia, causando a sua morte. Na manhã seguinte, é constatada a morte por asfixia de um recém nascido, que não era o filho de Arlete. Diante do caso concreto, assinale a alternativa que indique a responsabilidade penal da mãe. A - Crime de homicídio, pois, o erro acidental não a isenta de reponsabilidade. B - Crime de homicídio, pois, uma vez que o art. 123 do CP trata de matar o próprio filho sob influência do estado puerperal, não houve preenchimento dos elementos do tipo. C - Crime de infanticídio, pois houve erro quanto à pessoa. D - Crime de infanticídio, pois houve erro essencial. 06 - (OAB /Exame de Ordem Unificado – FGV – 2010.2) Relativamente à legislação sobre lavagem de capitais (Lei n. 9.613/98), assinale a alternativa correta. A - O crime de lavagem só ocorre quando os bens, direitos ou valores provenientes, direta ou indiretamente, de um dos crimes antecedentes completam todo o processo de lavagem (ocultação, dissimulação e integração). B - Não constitui lavagem de dinheiro, mas crime de descaminho, a importação ou exportação de bens com valores não correspondentes aos verdadeiros, feita com o propósito de ocultar ou dissimular a utilização de bens, direitos ou valores provenientes de qualquer dos crimes antecedentes referidos na Lei n. 9.613/98. C - O processo e julgamento dos crimes previstos na Lei n. 9613/98 dependem do processo e julgamento dos crimes antecedentes. D - Pratica crime de lavagem de dinheiro quem utiliza, na atividade econômica ou financeira, bens, direitos ou valores que sabe serem provenientes de qualquer dos crimes antecedentes previstos na Lei n. 9613/98. 07 - (OAB /Exame de Ordem Unificado – FGV – 2010.2) Fundação Pública Federal contrata o técnico de informática Abelardo Fonseca para que opere o sistema informatizado destinado à elaboração da folha de pagamento de seus funcionários. Abelardo, ao elaborar a referida folha de pagamento, altera as informações sobre a remuneração dos funcionários da Fundação no sistema, descontando a quantia de cinco reais de cada um deles. A seguir, insere o seu próprio nome e sua própria conta bancária no sistema, atribuindo-se a condição de funcionário da Fundação e destina à sua conta o total dos valores desviados dos demais. Terminada a elaboração da folha, Abelardo remete as informações à seção de pagamentos, a qual efetua os pagamentos de acordo com as informações lançadas no sistema por ele. Considerando tal narrativa, é correto afirmar que Abelardo praticou crime de: A - estelionato. B - peculato. C - concussão. D - inserção de dados falsos em sistema de informações. 08 - (OAB /Exame de Ordem Unificado – FGV – 2010.2) João da Silva, José da Silva e Maria da Silva são os acionistas controladores do Banco Silva’s e Família, cada um com 30% das ações com direito a voto e exercendo respectivamente os cargos de Diretor-Presidente, Diretor Comercial e Diretora de Contabilidade. Em razão das dificuldades financeiras que afetaram o Banco Silva’s e Família, os diretores decidem por em curso as seguintes práticas: (1) adquirir no mercado títulos do tesouro nacional já caducos (portanto sem valor algum) e, utilizando-os como simulacro de lastro, emitir títulos do banco para captar recursos financeiros junto aos investidores; (2) forjar negócios com pessoas jurídicas inexistentes a fim de simular ganhos; e, por fim, (3) fraudar o balanço da instituição simulando lucros no exercício ao invés dos prejuízos efetivamente sofridos. Os primeiros doze meses demonstraram resultados excelentes, com grande aumento do capital, mas os vinte e quatro meses seguintes são marcados por uma perda avassaladora de recursos, levando o banco à beira da insolvência, com um passivo cerca de 50 vezes maior que o ativo. Nesse momento, o Banco Silva’s e Família sofre uma intervenção do Banco Central e todos os fatos narrados acima vêm à tona. Assinale a alternativa que indique o(s) crime(s) praticado(s) pelos acionistas controladores. A - Crimes de falsidade ideológica, falsidade documental e estelionato qualificado. B - Crime de gestão temerária de instituição financeira.

39

nem superior a cinco vezes esse salário. aplicando-se-lhe as normas da legislação relativa à dívida ativa da fazenda pública. 13 – (OAB/Cespe – 2010.1) Com relação aos crimes contra o patrimônio. apesar de. C – Transitada em julgado a sentença condenatória. 12 – (OAB/Cespe – 2010. haja vista que os valores de que tinha a posse em razão do cargo eram particulares. assinale a opção correta. D – A pena de multa consiste no pagamento. funcionário público no exercício de suas funções. de dez e.Crime de gestão fraudulenta de instituição financeira. Nessa situação hipotética. C – Ocorre crime de extorsão indireta quando alguém. A – Transitada em julgado a sentença condenatória. no máximo. a medida ser socialmente recomendável e a reincidência não se ter operado em virtude da prática do mesmo crime. a multa deverá ser paga no prazo de dez dias e será convertida em pena privativa de liberdade caso o condenado não realize o pagamento. o fato de o agente praticá-lo em razão de ofício. é suspensa a execução da pena de multa. assinale a opção correta. C – a pena de Charles não seria alterada na eventualidade de ser ele ocupante de cargo em comissão de órgão da administração direta. sendo aplicável às condenações superiores a seis meses de privação da liberdade. sendo. ao fundo penitenciário. em casa de albergado ou em outro estabelecimento adequado. por se tratar de elementar do tipo 11 – (OAB/Cespe – 2010. sua punibilidade será extinta. 10 – (OAB/Cespe – 2010. A – Charles praticou crime de furto. A – Se o condenado for reincidente. sua pena será diminuída. exige. nesse caso. por oito horas diárias. no mínimo. B – A prestação de serviços à comunidade ou a entidades públicas consiste na atribuição de tarefas gratuitas ao condenado. exceto no que concerne às causas interruptivas e suspensivas da prescrição. não podendo ser inferior a um trigésimo do maior salário mínimo mensal vigente ao tempo do fato. atendidos os demais requisitos legais.1) No que se refere às penas restritivas de direitos e à de multa. domingos e feriados. e não de peculato. assinale a opção correta. as normas do CP. incidindo. B – se Charles reparar o dano antes do recebimento da denúncia. e não.1) Com relação à pena de multa. B – Sobrevindo ao condenado doença mental. 09 – (OAB/Cespe – 2010. de trezentos e sessenta e cinco dias-multa. o juiz não poderá aplicar a substituição da pena privativa de liberdade.C . a ser fixada pelo juiz. podendo eventual reparação do dano ser considerada arrependimento posterior ou circunstância atenuante genérica. 40 . D – No crime de apropriação indébita. a multa será considerada dívida de valor. B – O crime de extorsão mediante sequestro consuma-se no momento em que o resgate é exigido. D – É vedado o pagamento da pena de multa em parcelas mensais. visto que a tipificação do crime já considera o fato de ser o agente funcionário público como elementar do tipo. a depender do momento em que for efetivada.Crime de gestão temerária em concurso com crime de gestão fraudulenta de instituição financeira.1) Considere que Charles. como garantia de dívida. em face de condenação anterior. da quantia determinada na sentença e calculada em dias-multa. A – A conduta da vítima não é fator de distinção entre os delitos de roubo e extorsão.1) Em relação à imputabilidade penal. D – Charles praticou peculato-desvio. D . se o fizer posteriormente. assinale a opção correta. emprego ou profissão não interfere na imposição da pena. tenha desviado dolosamente valores particulares de que tinha a posse em razão do cargo. públicos. C – A limitação de fim de semana consiste na obrigação de permanência. documento que pode dar causa a procedimento criminal contra a vítima ou terceiro. independentemente do momento da privação da liberdade da vítima. dada a natureza jurídica de tal espécie de sanção. abusando da situação de outro. aos sábados.

D – O condenado que for punido por falta grave não perderá o direito ao tempo remido. que retira as consequências da ação criminosa já praticada. que cedem parte de seus direitos em prol da ordem e segurança comuns. com a sanção do presidente da República. que constitui direito adquirido do preso. A – Poderão ser beneficiados pela remição em razão do trabalho o preso provisório e o preso condenado que cumpra a pena em regime fechado. o Estado resulta de um grande e livre acordo entre os homens. tenha oferecido pela primeira vez. assinale a opção correta. não for inteiramente capaz de entender o caráter ilícito do fato ou de determinar-se de acordo com esse entendimento. pequena quantidade de maconha para consumirem juntos. B – A Escola Positiva opôs-se à necessidade de defender mais enfaticamente o corpo social contra a ação do delinquente. assinale a opção correta. sem intuito de lucro. ao presidente da República conceder graça e indulto. C – Com a outorga da graça. A – Compete. segundo o qual importa saber se o agente. C – Cesare Lombroso. benefício individual concedido mediante a provocação da parte interessada. previsto na Lei de Execução Penal.3) Assinale a opção correta quanto à fixação da pena. semiaberto ou aberto. for inteiramente incapaz de entender o caráter ilícito do fato ou de determinar-se de acordo com esse entendimento. usuário de droga. B – A pena poderá ser reduzida se o agente. B – A anistia foi instituída por lei penal de efeito retroativo. de acordo com a legislação em vigor. 16 – (OAB/Cespe – 2009. eliminando os efeitos penais e extrapenais da condenação. no momento da ação ou da omissão delituosa. de prosseguir no trabalho continuará a se beneficiar da remição. B – O preso impossibilitado. eliminam-se os efeitos penais principais e secundários da condenação. ao tempo da ação ou omissão delituosa. priorizando os interesses individuais em relação aos sociais. D – Um dos fatores que contribuíram para o surgimento da Escola Positiva foi a eficácia das concepções clássicas relativamente à diminuição da criminalidade. do indulto e da anistia. em virtude de perturbação de saúde mental ou por desenvolvimento mental incompleto ou retardado. a seu amigo Roberto. o CP adota. D – A embriaguez não acidental. cujas anomalias constituiriam um tipo antropológico específico. completa ou incompleta. durante uma festa. 17 – (OAB/Cespe – 2009.3) Assinale a opção correta acerca da doutrina e das escolas penais. D – praticou tráfico ilícito de entorpecentes e. fundador da Escola Positivista Biológica. como a lei em vigor despenalizou a conduta. a pena abstratamente cominada será a mesma do traficante regular de drogas. dada a descriminalização do uso de substância entorpecente.3) Considere que Júlio. defendia a ideia da existência de um criminoso nato. do indulto e da anistia. 41 . Júlio A – deverá ser submetido à pena privativa de liberdade. assinale a opção correta. de Grócio. diversa e mais branda que a prevista abstratamente para o traficante de drogas. C – A pena imposta ao semi-imputável não pode ser substituída por medida de segurança. o critério psicológico. B – praticou conduta atípica.3) Acerca do instituto da remição. A – De acordo com o jusnaturalismo.A – Quanto à aferição da inimputabilidade. por acidente. C – praticou conduta típica. exclui a imputabilidade do agente que. tem ou não condições de avaliar o caráter criminoso do fato e de orientar-se de acordo com esse entendimento. 14 – (OAB/Cespe – 2009. entretanto. seja voluntária ou culposa. benefício de caráter coletivo outorgado espontaneamente pela autoridade competente. 18 – (OAB/Cespe – 2009. já a anistia é atribuição do Congresso Nacional. Nessa situação hipotética. C – O tempo remido não poderá ser computado para a concessão de livramento condicional e indulto. D – Após a concessão do indulto. ele deve ser apenas submetido a admoestação verbal. 15 – (OAB/Cespe – 2009. como regra. eliminam-se apenas os efeitos extrapenais da condenação. Em relação aos institutos da graça.3) Em relação aos institutos da graça. privativamente.

C – Antônio cometeu crime hediondo e. A – O crime de omissão de socorro é admitido na forma tentada.2) A respeito do crime de omissão de socorro. D – No crime comissivo por omissão. assinale a opção correta. D – Considere que determinado agente. as circunstâncias agravantes e atenuantes e. B – O CP adotou o sistema trifásico de fixação da pena. por erro de tipo inescusável. 42 . Em face dessa situação hipotética e com base na legislação e na jurisprudência aplicáveis ao caso. D – Antônio não cometeu crime hediondo e poderá progredir de regime de pena privativa de liberdade após o cumprimento de um sexto da pena. causem repulsa social. em sentido estrito. consistente na falsificação de produto destinado a fins terapêuticos. A – Antônio cometeu crime hediondo. embora imagine que sua habilidade possa impedir a ocorrência do evento lesivo previsto. sofreu condenação já transitada em julgado pela prática do crime previsto no art. as causas de aumento e de diminuição da pena. e não. 19 – (OAB/Cespe – 2009. 273 do CP. assinale a opção correta. em crime de omissão de socorro. B – Antônio cometeu crime hediondo.2) Com relação ao dolo e à culpa. dispare tiros de pistola contra um desafeto e. de forma que só poderá progredir de regime de pena privativa de liberdade após o cumprimento de dois quintos da pena. assinale a opção correta. caso se constate posteriormente que a vítima estava viva ao ser atirada no lago. B – Caracteriza-se a culpa consciente caso o agente preveja e aceite o resultado de delito. em seguida. B – É impossível ocorrer participação. em respeito ao princípio in dubio pro reo.2) Em relação à classificação das infrações penais. segundo o qual o juiz fixa a pena-base. B – Crime próprio é sinônimo de crime de mão própria. ainda que esta não tenha transitado em julgado. C – Concorrendo circunstâncias atenuantes e agravantes. C – Caracteriza-se a culpa própria quando o agente. D – A criança abandonada pelos pais não pode ser sujeito passivo de ato de omissão de socorro praticado por terceiros. 22 – (OAB/Cespe – 2009. fica caracterizado o dolo geral do agente. embora não estejam previstos como tal na lei. A – Crimes hediondos são os previstos como tal na lei específica. C – Crime unissubsistente é o que se consuma com a simples criação do perigo para o bem jurídico protegido. mas poderá progredir de regime de pena privativa de liberdade após o cumprimento de um sexto da pena.visto que tal possibilidade não está prevista expressamente em lei. caso ostente bom comportamento carcerário comprovado pelo diretor do estabelecimento prisional. uma vez que esta é o meio pelo qual o agente produz o resultado. o juiz não pode reduzir a pena em razão de circunstância relevante. jogue o suposto cadáver em um lago. anterior ou posterior ao crime. por último. Nessa situação hipotética. A – A conduta culposa poderá ser punida ainda que sem previsão expressa na lei. caso ostente bom comportamento carcerário comprovado pelo diretor do estabelecimento prisional. C – A omissão de socorro classifica-se como crime omissivo próprio e instantâneo. 21 – (OAB/Cespe – 2009. tendo a morte ocorrido por afogamento. considera. 20 – (OAB/Cespe – 2009. réu primário. o fato típico. mediante decisão fundamentada precedida de manifestação do MP e do defensor. praticado em janeiro de 2009. o agente responde pelo resultado. sem produzir dano efetivo. não poderá progredir de regime. assinale a opção correta. e crimes assemelhados a hediondos são todos aqueles delitos que.2) Antônio. devendo este responder por homicídio consumado. caso atendidos os demais requisitos legais. D – Na segunda etapa da dosimetria da pena. deve sempre prevalecer a circunstância atenuante. acreditando ter atingido seu objetivo. portanto.A – Será reincidente o réu que possuir condenação por crime anterior. com intenção homicida. por sua gravidade e crueldade. licitamente. pela simples omissão. supõe estar diante de uma causa de justificação que lhe permite praticar.

que provoca a adequação típica indireta.23 – (OAB/Cespe – 2009. vindo a lesioná-la. mas pelos atos até então praticados. prevista no ECA. em dois terços. a persecução criminal nos crimes contra a honra processa-se mediante ação pública condicionada à representação da pessoa ofendida. D – A desistência voluntária e o arrependimento eficaz. repele injusta agressão. iniciada a execução. 43 . 25 – (OAB/Cespe – 2009. o instituto da exceção da verdade. no máximo a cada 6 meses. D – Considera-se perfeita ou acabada a tentativa quando o agente atinge a vítima. que consiste na possibilidade de o acusado comprovar a veracidade de suas alegações. em razão do exercício de suas funções. mediante decisão fundamentada.1) Acerca dos institutos da desistência voluntária. assinale a opção correta. encerrada a execução. A – A tentativa determina a redução da pena. para a exclusão do elemento objetivo do tipo. 26 – (OAB/Cespe – 2009. atual ou iminente. uma vez que. assinale a opção correta. este não se consuma por circunstâncias alheias à vontade do agente. assinale a opção correta. a não consumação e a interferência da vontade do próprio agente. A – Crimes de mera conduta e formais comportam arrependimento eficaz. C – O agente que. B – A medida socioeducativa de internação não comporta prazo determinado. pela parte ou por seu advogado e a opinião da crítica literária sem intenção de injuriar ou difamar. de difamação e de injúria. não era razoável exigir-se. tal como o tráfico de entorpecentes. B – As contravenções penais não admitem punição por tentativa. a ação penal será pública incondicionada. assinale a opção correta. C – Considera-se em estado de necessidade quem pratica o fato para salvar de perigo atual. C – Não constituem injúria ou difamação punível a ofensa não excessiva praticada em juízo. Em relação ao instituto da tentativa (conatus) no ordenamento jurídico brasileiro. usando moderadamente dos meios necessários. B – Entende-se em legítima defesa quem. não se exige defesa técnica por advogado. nas circunstâncias. A – Caracterizado o crime contra a honra de servidor público. B – A natureza jurídica do arrependimento posterior é a de causa geradora de atipicidade absoluta da conduta.2) De acordo com o art. cujo sacrifício. do CP. necessariamente. B – O CP prevê. desiste de prosseguir na execução ou impede que o resultado se produza responderá pelo crime consumado com causa de redução de pena de um a dois terços. na discussão da causa. para os crimes de calúnia. passam por três fases: o início da execução. de forma que o autor não responde pela tentativa. espécies de tentativa abandonada ou qualificada. C – Comprovada a autoria e materialidade de ato infracional considerado hediondo. D – Considera-se causa supralegal de exclusão de ilicitude a inexigibilidade de conduta diversa. 24 – (OAB/Cespe – 2009.1) Acerca dos crimes contra a honra. C – O crime de homicídio não admite tentativa branca. D – O adolescente que atinge os 18 anos de idade deve ser compulsoriamente liberado da medida socioeducativa de internação em razão do alcance da maioridade penal. a direito seu ou de outrem. diz-se tentado o crime quando. ao adolescente infrator deve. direito próprio ou alheio. 14. assinale a opção incorreta. A – No processo para apuração de ato infracional de adolescente.1) Acerca da medida socioeducativa de internação. visto que tem o dever legal de enfrentar o perigo. 27 – (OAB/Cespe – 2009. do arrependimento eficaz e do arrependimento posterior. o resultado naturalístico pode ser evitado. obrigatoriamente. devendo sua manutenção ser reavaliada.1) Em relação às causas de exclusão de ilicitude. ser aplicada medida socioeducativa de internação. que não provocou por sua vontade nem podia de outro modo evitar. voluntariamente. A – Um bombeiro em serviço não pode alegar estado de necessidade para eximir-se de seu ofício. inciso II. D – Em regra.

DIREITO PENAL GABARITO 1. mesmo que esteja desempregado e sem qualquer proposta de trabalho.b 44 .d / 25.b / 10.a / 5.a / 16.c / 6. direta ou indiretamente.c / 29.d / 20.d / 8. mas em razão dela. assinale a opção correta.b / 24.b / 19. corresponde a A – fato atípico.º) A conduta de exigir. vantagem indevida. A – Aquele que cumpre pena no regime semi-aberto e preenche os requisitos objetivo e subjetivo para a progressão de regime tem direito a progredir para o regime aberto. no caso de falecimento de companheira.d / 27.d / 2. C – O recolhimento do beneficiário de regime aberto em residência particular não é admitido quando se tratar de condenado acometido de doença grave. B – O detento que cumpre pena em regime fechado pode obter permissão para sair do estabelecimento.c / 17.b / 13. C – deixar o pai de prover. solicitar ou receber.b / 18.d / 12. B – destruir culposamente a vidraça de prédio pertencente ao departamento de polícia civil. para deixar de lançar ou cobrar tributo ou contribuição social. 30 – (OAB/SP – 135. D – cometer adultério. para si ou para outrem.º) De acordo com a Lei de Execução Penal.c / 11.d / 22.d / 7.a / 15. mediante escolta. ainda que fora da função ou antes de iniciar seu exercício. no caso de visita à família.b / 21.b / 26.1) Constitui conduta criminosa A – emitir cheque pré-datado. ou para cobrá-los parcialmente.d / 30. sem vigilância direta.c / 28. C – crime de corrupção passiva. sem justa causa. por exemplo. a instrução primária do filho em idade escolar.c / 23.a / 4. sabendo-o sem provisão de fundos.a / 3. D – crime contra a ordem tributária.b / 14. D – O condenado que cumpre pena em regime fechado pode obter autorização para saída temporária do estabelecimento. B – crime de concussão.28 – (OAB/Cespe – 2009. 29 – (OAB/SP – 136.c / 9.

Ao proferir sua decisão. a defesa alegou que João agira em estrito cumprimento do dever legal. o juiz rejeitou a tese de estrito cumprimento do dever legal e 45 .2). Nos debates orais ocorridos na primeira fase do procedimento de júri. João da Silva foi denunciado por motivo fútil.DIREITO PROCESSUAL PENAL 01 – (OAB /Exame de Ordem Unificado – FGV – 2010. postulando sua absolvição sumária.

por sua vez. Joaquim feriu Pedro com uma faca. Considerando tal narrativa. assinale a afirmativa correta: A – O juiz deve deferir o pedido. o promotor de justiça poderá sustentar a qualificadora de motivo fútil e a defesa poderá alegar a tese de estrito cumprimento do dever legal. O juiz. assinale a afirmativa correta: A – O ônus de provar a situação de legítima defesa era da defesa. deve absolver o réu. como o juiz não se convenceu completamente da ocorrência de legítima defesa. as testemunhas de defesa afirmaram que Pedro tinha apontado uma arma de fogo para Joaquim . A lei obriga o juiz a esgotar todas as diligências que estiverem ao alcance para dirimir dúvidas. alegando que o mesmo agira em legítima defesa. Considerando tal narrativa. D – Permanecendo qualquer dúvida no espírito do juiz. No caso. Ao final da audiência. D – Nos debates orais perante os jurados. O promotor de justiça ofereceu denúncia contra Joaquim. o advogado requer a oitiva de duas testemunhas de defesa e que o juiz designe nova data para que sejam inquiridas. que. o promotor de justiça não poderá sustentar a qualificadora de motivo fútil. A decisão de pronúncia foi confirmada pelo Tribunal de Justiça. C – O ônus de provar a situação de legítima defesa era da defesa. e pronunciou João por homicídio simples.2) Em processo sujeito ao rito ordinário. como o juiz ficou em dúvida sobre a ocorrência de legítima defesa. designa audiência de instrução e julgamento. arrolou outras duas testemunhas que também presenciaram o fato. em nenhuma hipótese do processo penal.o pedido de absolvição sumária. causando-lhe sérias lesões no ombro direito. pois apesar de a juntada do rol de testemunhas da defesa nao ter sido feita no momento correto. Na audiência de instrução. rejeitando o requerimento de absolvição sumária. B – O juiz não deve deferir o pedido. No momento de prolatar a sentença o juiz constatou que remanescia fundada dúvida sobre se Joaquim agrediu Pedro em situação de legítima defesa. A defesa. pronunciado nos mesmos moldes da denúncia e submetido a julgamento pelo Tribunal do Júri em 25/05/2005.2) Antônio Ribeiro foi denunciado pela prática de homicídio qualificado. Assim. o juiz deve indeferir diligências requeridas pela defesa. pois a juntada do rol das testemunhas de defesa pode ser feita até o encerramento da prova de acusação. C – O juiz só deve deferir a oitiva de testemunhas de defesa arroladas posteriormente ao momento da apresentação da resposta escrita se ficar demonstrado que a necessidade da oitiva se originou de circunstâncias ou fatos apurados na instrução. ele está impedido de proferir sentença. B – Nos debates orais perante os jurados. o promotor de justiça poderá sustentar a qualificadora de motivo fútil. o promotor de justiça não poderá sustentar a qualificadora de motivo fútil e a defesa não poderá alegar a tese de estrito cumprimento do dever legal. afastando a qualificadora contida na denúncia. e arrolou duas testemunhas que presenciaram o fato. B – O ônus de provar a situação de legítima defesa era da acusação. QUESTÃO 3 03 – (OAB /Exame de Ordem Unificado – FGV – 2010. agrediu Pedro com a faca apenas para desarmá-lo. o advogado requer a absolvição sumária de seu cliente e não propõe provas. imputando-lhe a prática de crime de lesão corporal grave contra Pedro. C – Nos debates orais perante os jurados. assinale a afirmativa correta: A – Nos debates orais perante os jurados. como o juiz não se convenceu completamente da ocorrência de legítima defesa. o Ministério Público pediu a condenação do réu. Nas alegações orais. mas a defesa não poderá alegar a tese de estrito cumprimento do dever legal. D – O juiz deve deferir o pedido. destinada à inquirição das testemunhas arroladas pelo Ministério Público e ao interrogatório do réu. Assim. deve condenar o réu. a defesa pediu a absolvição do réu. ao apresentar resposta escrita. QUESTÃO 4 04 – (OAB /Exame de Ordem Unificado – FGV – 2010. operando-se a preclusão. pois o desmembramento da audiência una causa nulidade absoluta. Considerando tal narrativa. por sua vez.2) Em uma briga de bar. QUESTÃO 2 02 – (OAB /Exame de Ordem Unificado – FGV – 2010. sob pena de nulidade da sentença que vier a ser postulada. mas a defesa poderá alegar a tese de estrito cumprimento do dever legal. sustentando que a legítima defesa não havia ficado provada . deve condenar o réu. Já as testemunhas de acusação disseram que não viram nenhuma arma de fogo em poder de Pedro. tendo sido condenado à pena de 15 anos de 46 .

no juízo civil. condenar João nas penas do crime de roubo (CP. O Tribunal. além disso. a diligência era claramente protelatória. ao julgar apelo de João com fundamento exclusivo na insuficiência da prova para a condenação. D – Transitada em julgado a sentença penal condenatória. já que a fixação do regime inicial fechado é mais vantajosa do que uma pena a ser cumprida em regime integralmente fechado. A – Não cabe nova apelação no caso concreto. seu representante legal ou seus herdeiros. para o efeito da reparação do dano. a liquidação para a apuração do dano efetivamente sofrido. art. C – Abrir vista ao Ministério Público para o aditamento da denúncia. assinale a afirmativa correta. 155). Na fase de sentença. No decorrer da instrução processual. A sentença condenatória transita em julgado para o Ministério Público. neste caso. mas referida por outra testemunha ouvida na audiência. A sentença é proferida em audiência. C – A reinquirição de todas as testemunhas em sede de apelação. B – A anulação da sentença para que outra seja proferida em razão da violação do princípio da ampla defesa. A decisão transita em julgado para o Ministério Público. C – Transitada em julgado a sentença penal condenatória. B – A decisão do juiz togado foi incorreta. assinale a alternativa que apresente o que alegaria na apelação o advogado do réu. sendo o réu submetido a novo Júri. o ofendido. A – São fatos que impedem a propositura da ação civil: o despacho de arquivamento do inquérito ou das peças de informação. pois segundo narra a denúncia ele subtraiu colar de pedras preciosas da vitima. pois violou o princípio do ne reformatio in pejus. a testemunha Antônio relata fato nao narrado na denúncia: a subtração do objeto furtado se deu mediante “encontrão” dado por João no corpo da vítima. a ação civil não poderá ser proposta em nenhuma hipótese. mas fixado regime mais vantajoso (inicial fechado). o advogado do réu requer a oitiva de testemunha inicialmente não arrolada na resposta escrita. 47 . como pressuposto de análise do mérito recursal: A – A redução da pena ou a fixação de um regime de cumprimento de pena mais vantajoso. sem antes tomar qualquer providência. 06 – (OAB /Exame de Ordem Unificado – FGV – 2010.2) João foi denunciado pela prática do crime de furto (CP. com base no sobredito testemunho de Antônio. C – A decisão dos jurados foi incorreta. Antônio é novamente condenado e sua pena é agravada. assinale a alternativa correta. O juiz indefere a diligência alegando que o número máximo de testemunhas já havia sido atingido e que. já que a prescrição estava em vias de se consumar se não fosse prolatada a sentença. D – Não cabe a apelação por falta de interesse jurídico. art.2) Relativamente às regras sobre ação civil fixadas no Código de Processo Penal. pois violou o princípio do tantum devolutum quantum appelatum. poderão promover-lhe a execução. em respeito ao princípio da soberania dos veredictos. a execução só poderá ser efetuada pelo valor fixado na mesma. alegando que a decisão dos Jurados foi manifestamente contraria à prova dos autos. Com base exclusivamente nos fatos narrados. 07 – (OAB /Exame de Ordem Unificado – FGV – 2010. deve: A – Anular a sentença. mas a defesa de Antônio apela. D – Absolver o acusado. B – Manter a condenação pela pratica do crime de roubo. a decisão que julgar extinta a punibilidade e a sentença absolutória que decidir que o fato não constitui crime. 05 – (OAB /Exame de Ordem Unificado – FGV – 2010.reclusão em regime integralmente fechado. 157). Neste segundo Júri.2) Ao final da audiência de instrução e julgamento. por entender que o “encontrão”relatado caracteriza emprego de violência contra a vítima. condenando-se o réu à pena de 6 anos em regime inicial semi-aberto. A apelação é provida. o Juiz decide. B – Sobrevindo a sentença absolutória no juízo criminal. nao se admitindo. A respeito. cabendo apelação.

a competência para o julgamento unificado dos dois crimes será determinada pelo delito considerado mais grave. para obrigar o condenado residente no Brasil à reparação do dano causado pelo crime que cometeu. dois delitos conexos. desde que ele tenha reparado o dano. 10 – (OAB /Exame de Ordem Unificado – Cesp – 2010.1) Acerca da competência no âmbito do direito processual penal. denegou a ordem. de sentença penal condenatória proferida pela justiça de outro país. assinale a opção correta. em face da inexistência de ambigüidade. restringindo-se a referida homologação a casos que envolvam cumprimento de pena privativa de liberdade no Brasil. dado o caráter independente das justiças nacional e estrangeira.1) Acerca da ação civil ex delicto. desde que a pena ao seja superior a dois anos. caberá recurso A – de embargos infringentes e de nulidade ao grupo criminal competente do TJ/MG. Por entender que não havia justa causa para a ação penal. o advogado contratado pelo réu impetrou Habeas Corpus perante o TJ/MG. 08 – (OAB /Exame de Ordem Unificado – Cesp – 2010. D – especial ao STJ e (ou) recurso extraordinário ao STF. C – É possível a homologação. haverá cisão processual. tenha idade acima de setenta anos. da justiça comum estadual. dois delitos conexos. desde que a condenação anterior tenha sido exclusivamente à pena de multa. conforme o teor da fundamentação do acórdão. D – A competência para a homologação de sentença estrangeira é do STF. assinale a opção correta. 09 – (OAB /Exame de Ordem Unificado – Cesp – 2010. em uma mesma comarca. um cujo processo e julgamento seja de competência da justiça estadual militar e o outro. ou obscuridade no acórdão.D – A anulação da sentença para que outra seja proferida em razão da violação do princípio da ampla defesa. da justiça comum estadual.1) Admite-se a suspensão condicional da pena (sursis). admite-se que a pena cumprida no estrangeiro atenue a pena imposta. 11 – (OAB /Exame de Ordem Unificado – Cesp – 2010. com a correspondente suspensão do prazo da prescrição de modo que o órgão ad quem se sinta confortável para anular a sentença sem gerar impunidade no caso concreto. contradição. um cujo processo e julgamento seja da competência da justiça federal e o outro. pelo mesmo crime. que. devendo ser processados e julgados criminalmente pelo STF. no Brasil. B – ordinário constitucional ao STJ. em uma mesma comarca. A – Apenas nas hipóteses de infração penal de menor potencial ofensivo. no Brasil. omissão. C – ordinário constitucional ao STF.1) Mauricio foi denunciado pela prática do crime de estelionato perante a 1ª vara criminal de justiça de Belo Horizonte – MG. na data do fato. A – para o condenado em estado de saúde grave ou portador de doença incurável. B – em casos de condenação a pena restritiva de direitos ou privativa de liberdade. A – A competência para processo e julgamento de contrabando ou descaminho defini-se pela prevenção do juízo federal do local por onde as mercadorias sejam indevidamente introduzidas no Brasil. Nessa situação hipotética. D – para o condenado que. 12 – (OAB /Exame de Ordem Unificado – Cesp – 2010. B – A pena cumprida no estrangeiro não atenua nem compensa a pena imposta. pelo STJ. C – a reincidente em crime doloso. desde que não superior a quatro anos. 48 . D – Os desembargadores dos tribunais de justiça dos estados e dos tribunais de regionais federais possuem prerrogativa de foro especial.1) Assinale a opção correta acerca da pena cumprida no estrangeiro e da eficácia da sentença estrangeira. C – Caso um policial militar cometa. por maioria de votos. pelo mesmo crime. B – Caso um indivíduo tenha cometido.

a sentença absolutória no juízo criminal impede a propositura da ação civil para reparação de eventuais danos resultantes do fato uma vez que seria contraditório absolver o agente na esfera criminal e processá-lo no âmbito cível. O advogado de defesa peticionou ao juízo criminal requerendo a suspensão da ação penal. ampla defesa.As partes.O juiz pode abster-se de julgar os casos que lhe forem apresentados. já que implica ser ônus da acusação demonstrar a ocorrência do delito e demonstrar que o acusado é.Os princípios do contraditório. assinale a opção correta. para fins de investigação criminal. desde que mediante determinação judicial. 14. não devendo se conformar com a verdade formal constante dos autos.Pode o juiz transmitir o poder jurisdicional a quem não o possui.PR) Acerca das garantias constitucionais referentes aos direitos processual e penal. os crimes de racismo. 17. D – Ao proferir sentença penal condenatória. sem prejuízo da liquidação para apuração do dano efetivamente sofrido. A – a ação penal deverá ser suspensa até a que a nulidade do primeiro casamento de Márcio seja resolvida definitivamente no juízo cível. apesar de não estarem escritas. por cautela. independentemente de causa de suspeição. B . de ofício. Trata-se. enfim. A . D .A violação do sigilo das comunicações telefônicas pode ocorrer por ordem judicial. C – A execução da sentença penal condenatória no juízo cível é ato personalíssimo do ofendido e não se estende aos seus herdeiros. D .No direito processual penal. C . C . se entrarem em acordo.1) Márcio foi denunciado pelo crime de bigamia.A busca e apreensão em domicílio podem ocorrer durante o dia ou à noite.A lei processual penal não admite interpretação extensiva.São imprescritíveis. o 49 . impedimento ou incompetência. por entender que o primeiro casamento de Márcio padecia de nulidade. entre outros. B – deverá o juízo criminal.(OAB /Cesp – 2010.A – Segundo o CPP. o juiz fixará valor mínimo para a reparação dos danos causados pela infração. B . instrução processual penal ou civil. o processo criminal deverá ter seguimento independente do desfecho da ação anulatória civil. A . uma vez que o delito de bigamia foi revogado. vedação das provas ilícitas e publicidade têm expressa previsão constitucional. a controvérsia relativa à nulidade do primeiro casamento de Márcio. B – O despacho de arquivamento do inquérito policial e a decisão que julga extinta a punibilidade são causas impeditivas da propositura da ação civil.1) Assinale a opção correta à luz dos princípios regentes do processo penal.A lei processual penal admite a aplicação analógica. 16. considerando os prejuízos sofridos pelo ofendido. que exteriorizam-se. o juiz tem o dever de investigar como os fatos se passaram na realidade.PR) Esse princípio refere-se aos fatos.A lei processual penal admite a aplicação dos princípios gerais de direito. tráfico ilícito de entorpecentes. determinar a suspensão da ação penal até que se resolva. no juízo cível. por meio dos brocardos jurídicos como “o Direito não socorre aos que dormem”. D . o juízo criminal poderá. mostram-se presentes e informam o sistema jurídico. devido processo legal. terrorismo e os definidos como hediondos. B . fato que gerou ação civil anulatória. os costumes são denominados de “praxe forense”. tortura. D – apesar de as instâncias cível e criminal serem independentes.(OAB / Adaptado) Assinale a opção incorreta: A . C . C – considerando a independência das instâncias. podem subtrair ao juízo natural o conhecimento de determinada causa na esfera criminal.3.(OAB /Exame de Ordem Unificado – Cesp – 2008. muitas vezes. extinguir a punibilidade de Márcio. efetivamente.No processo penal. de regras que.3. 13 – (OAB /Exame de Ordem Unificado – Cesp – 2010. 15 . em trâmite perante o juízo cível da mesma comarca.(OAB /Cesp – 2007.

c / 4.Depois de ordenado o arquivamento do inquérito pela autoridade judiciária. assinale a opção correta: A – cabe habeas corpus contra decisão condenatória a pena de multa ou quando já estiver extinta a pena privativa de liberdade. farmacêutico e odontológico..Se o órgão do MP. D . C .O MP. 18. das decisões de mérito do Tribunal do Júri não se admite revisão criminal. DIREITO PROCESSUAL PENAL GABARITO 1. por interesse da disciplina. independentemente de habilitação. assinale a opção correta acerca do inquérito policial. sem distinção.46 (com adaptações). (…) Assim. correspondência escrita. pelo réu ou por procurador.a/ 14. C – a assistência à saúde do preso.(OAB /Exame de Ordem Unificado – Cesp – 2008. por considerá-las imprescindíveis ao oferecimento da denúncia.c/ 11. por falta de base para a denúncia.2) Com base na Lei de Execução Penal. vestuário. inclusive íntimas. Edilson Mougenot Bonfim. poderá requerer a devolução do inquérito à autoridade policial.b/ 12.b/ 8. 19.b/ 20.c/ 10. 2007. independentemente de despacho do juiz competente.c 50 . Curso de processo penal. têm direito a contato com o mundo exterior por meio de visitas. bem como instrumentos de trabalho educacionais.d/ 7.3) Com base no CPP. 20. B – a assistência material ao preso consiste no fornecimento de alimentação. SP: saraiva.1) No que se refere às ações autônomas criminais. em vez de apresentar a denúncia.Livre convencimento motivado. D – a revisão criminal pode ser requerida. desde que antes da extinção da pena.d/ 13. ainda que sigiloso. 2ªed.a / 2.c / 3. B . B .b/ 18. O princípio específico de que trata o excerto acima é o do(a) A . caso entenda não estarem presentes indícios de autoria de determinado crime. o juiz determinará a remessa de ofício ao tribunal de justiça para que seja designado outro órgão de MP para oferecê-la. p. C . Portanto.c/ 9. Também decorre desse princípio a excepcionalidade de qualquer modalidade de prisão processual. leitura e demais meios de comunicação e informação. D – a autoridade administrativa pode decretar o isolamento preventivo do preso faltoso e incluí-lo em regime disciplinar diferenciado.c/ 15. D .Devido processo legal.A autoridade policial.Inocência.autor do fato delituoso. não é princípio absoluto.d/ 16. ainda que tome conhecimento de outras provas.b/ 17. a autoridade policial não poderá proceder a novas pesquisas. requerer o arquivamento do inquérito policial. C – em face da soberania dos veredictos. poderá mandar arquivar autos de inquérito.(OAB /Exame de Ordem Unificado – Cesp – 2008. a decretação da prisão sem a prova cabal da culpa somente será exigível quando estiverem presentes elementos que justifiquem a necessidade da prisão. assinale a opção correta: A – os presos. objetos de higiene pessoal e da limpeza da cela.Contraditório e ampla defesa.a/ 19. caso entenda serem necessárias novas diligências. compreende atendimento médico.d/ 6. A . de caráter preventivo e curativo.(OAB /Exame de Ordem Unificado – Cesp – 2008. B – admite-se mandado de segurança para o advogado poder acompanhar diligência em processo judicial.b/ 5.

é correto afirmar que: A .salvo para as gestantes e os menores de 18 anos.as férias devem ser pagas ao empregado com adicional de 1/3 até 30 dias antes do início do seu gozo. B . as férias podem ser gozadas em dois períodos.DIREITO DO TRABALHO 01 – (OAB /Exame de Ordem Unificado – FGV – 2010.2) Com relação ao regime de férias. 51 .

03 – (OAB /Exame de Ordem Unificado – FGV – 2010. de fato.Pode ser compensado após a rescisão do contrato de trabalho. Iniciada sua atividade. onde tomou ciência da sua dispensa por justa causa (indisciplina – art.o pedido está inepto. 04 – (OAB /Exame de Ordem Unificado – FGV – 2010. é devido ao empregado somente o pagamento da contraprestação salarial pactuada. é modalidade de trabalho ilícito.2). onde constava a obrigatoriedade do uso do uniforme para o exercício do trabalho. 482. Diante desta situação jurídica. C . A rigor. 05 – (OAB /Exame de Ordem Unificado – FGV – 2010. 02 . por isso. assinale a alternativa correta. foi-lhe entregue o regulamento da empresa. entre empresa e empregado. 52 . Entretanto. que não seja aprendiz.2) A respeito do regime de compensação de jornada do banco de horas. B . C . encontra-se dentro do jus variandi do empregador. C . uma vez que João descumpriu reiteradamente as ordens genéricas do empregador contidas no regulamento geral. perigoso e insalubre do menor de 18 (dezoito) anos de idade são modalidades de trabalho proibido ou irregular. A .as férias podem ser converti das integralmente em abono pecuniário. conforme constava do quadro de carreira da empresa devidamente registrado no Ministério do Trabalho e Emprego. uma vez que a determinação das atividades. se for demonstrado.Configurado o trabalho ilícito.o pedido deve ser julgado procedente. D .2) Marcos foi contratado para o cargo de escriturário de um banco privado. Ao retornar da suspensão foi encaminhado ao departamento de pessoal.o pedido deve ser julgado procedente em parte. no prazo legal máximo de um semestre.O trabalho do menor de 16 (dezesseis) anos de idade.C . B .(OAB /Exame de Ordem Unificado – FGV – 2010. a soma das jornadas semanais previstas para o período. D . No contexto da teoria das nulidades do contrato de trabalho. cujo nível e cuja remuneração eram bem superiores. respeitado o limite de validade do acordo. que as suas atividades correspondiam. as atribuições que lhe estavam sendo exigidas deveriam ser destinadas ao cargo de tesoureiro. ao fim dos quais Marcos decidiu ajuizar uma ação trabalhista em face do seu empregador.Não admite compensação de jornada que ultrapassar o limite máximo de 10 horas diárias. cerca de cinco meses após a contratação. B . por opção do empregado.A falta de anotação da Carteira de Trabalho e Previdência Social do empregado invalida o contrato de trabalho. não gerando qualquer efeito. uma vez que este é um caso típico de equiparação salarial e não houve indicação de paradigma. assinale a alternativa correta.2).o empregado que pede demissão antes de completado seu primeiro período aquisitivo faz jus a férias proporcionais. João compareceu para trabalhar sem o uniforme e. Esta situação perdurou por dois anos. No ato de admissão.Pode ser instituído mediante acordo. Marcos percebeu que o gerente lhe estava repassando tarefas alheias à sua função. postulou uma obrigação de fazer – o seu reenquadramento para a função de tesoureiro – e o pagamento das diferenças salariais do período. A . pelo empregado. facultando-se a participação dos sindicatos representantes das categorias. h da CLT). D . João compareceu novamente sem uniforme. se houver crédito em favor do trabalhador. Nela.O excesso de jornada a ser compensada não pode exceder.está correta a aplicação da justa causa.Os trabalhos noturno. foi adverti do. Passados mais 2 meses. o fato se repetiu e João foi suspenso por 3 dias. verbal ou por escrito. tendo sido suspenso por 30 dias. uma vez que só a parti r da decisão judicial que determine o reenquadramento é que o empregado fará jus ao aumento salarial. Um mês depois. D . Diante deste caso concreto: A . é correto afirmar que: A .o pedido deve ser julgado improcedente. para as quais o empregado está obrigado. O empregado João foi contratado para trabalhar como caixa de um supermercado. àquelas previstas abstratamente na norma interna da empresa para o cargo de tesoureiro.

B . sofreu acidente do trabalho.O recolhimento da contribuição sindical obrigatória (“imposto sindical”) somente é exigido dos empregados sindicalizados.está incorreta a aplicação da justa causa. Joana foi contratada para trabalhar de segunda a sábado na residência do Sr. como sua acompanhante. A . em razão da interrupção do contrato de trabalho que se operou a partir do décimo sexto dia de afastamento.2). A .A função de acompanhante é incompatível com o reconhecimento de vínculo de emprego doméstico. em face do princípio da liberdade sindical.B .está incorreta a aplicação da justa causa. A .Paulo tem direito a ser reintegrado. Levando-se em consideração a situação de Joana. conforme o caso. ao punir João duas vezes pelo mesmo fato. assinale a alternativa correta. 06 – (OAB /Exame de Ordem Unificado – FGV – 2010.Na greve em serviços ou atividades essenciais. obrigados a comunicar a decisão aos empregadores e aos usuários com antecedência mínima de 72 (setenta e duas) horas da paralisação. B .Paulo tem direito a ser reintegrado. empregado de uma empresa siderúrgica. recebendo salário mensal. C . pois este não é um direito garantido à categoria dos empregados domésticos. Paulo. Durante este período de percepção do benefício previdenciário. com fundamento na garantia provisória de emprego assegurada ao empregado acidentado. D . Joana. uma vez que o empregador praticou bis in idem. C . A .A ausência de intervalo intrajornada acarreta apenas multa administrativa imposta pela fiscalização do trabalho. em razão da suspensão do contrato de trabalho que se operou a partir do décimo sexto dia de afastamento.O intervalo mínimo intrajornada pode ser transigido em acordo escrito ou contrato coletivo. o Sr. C . rescindindo a prestação de serviços. 08 – (OAB /Exame de Ordem Unificado – FGV – 2010. ajuíza ação trabalhista para que lhe seja reconhecida a condição de empregada doméstica e garanti do o seu emprego mediante reconhecimento da estabilidade provisória pela gestação.está incorreta a aplicação da justa causa. por força de lei. D . assinale a alternativa correta. C .Paulo tem direito a ser readmiti do. pois o contrato de três meses é automaticamente considerado de experiência para o Direito do Trabalho e pode ser rescindido ao atingir o seu termo final.Joana não fará jus à estabilidade gestacional. 53 .3) Assinale a opção correta no que se refere ao acordo intrajornada.Joana não fará jus à estabilidade gestacional. D . entrando em gozo de auxílio-doença acidentário. B . 07 – (OAB /Exame de Ordem Unificado – FGV – 2010. Diante do exposto. a duração do intervalo intrajornada pode ser superior a duas horas. C . uma vez que João cometeu mau procedimento.O intervalo de descanso será computado na duração do trabalho. Ao exato término do terceiro mês de prestação de serviços.Acordo coletivo do trabalho é o acordo de caráter normativo pelo qual dois ou mais sindicatos representativos de categorias econômicas e profissionais estipulam condições de trabalho aplicáveis. 09 – (OAB/Cespe – 2009.2). no âmbito das respectivas representações. com fundamento na garantia provisória de emprego assegurada ao empregado acidentado. Com relação ao Direito Coletivo do Trabalho. podem celebrar acordos e convenções coletivos de trabalho. de 70 anos. D . D . às relações individuais de trabalho. ele foi dispensado sem justa causa por seu empregador.As centrais sindicais.2). Demétrius. ficam as entidades sindicais ou os trabalhadores.Paulo tem direito a ser readmitido.Mediante acordo escrito ou contrato coletivo. assinale a alternativa correta. Joana está grávida. a partir do décimo sexto dia de seu afastamento.Joana faz jus ao reconhecimento de vínculo de emprego como empregada doméstica. B . inconformada. uma vez que João cometeu ato de insubordinação e não de indisciplina. Demétrius descobre que a Sra.

as associações recreativas ou outras instituições sem fins lucrativos. inclusive os suplentes.Candidato a um cargo sindical. D .10 – (OAB/Cespe – 2009. D .A estabilidade no emprego é garantida ao eleito para o cargo de direção da CIPA. não sendo necessária a comunicação (pela entidade sindical) ao empregador. que admitirem trabalhadores como empregados. inclusive os suplentes.somente as instituições de beneficência.Tanto os representantes do empregador quanto os dos empregados serão eleitos por escrutínio secreto. as instituições de beneficência.O direito do empregado ao adicional de insalubridade não cessará com a eliminação do risco à saúde ou integridade física. assinale a opção correta. que admitirem médicos como empregados. para os efeitos exclusivos da relação do empregado: A .A ausência da empresa na data designada para a tentativa de conciliação prévia implica a penalidade de revelia. inclusive os suplentes.Candidato a um cargo sindical. até um ano após o término do mandato. inclusive os suplentes. B . (OAB/ RJ 2006) A estabilidade sindical é concedida ao empregado: A . D .O direito do empregado ao adicional de insalubridade cessará com a eliminação do risco à saúde ou integridade física. C . (OAB/NE – 2005) De acordo com a Consolidação das Leis do Trabalho. 13. durante o processo eleitoral (desde a notificação ao empregador do registro da candidatura) e depois de eleito para o cargo de direção ou representação na Central Sindical. durante o processo eleitoral sendo ele indicado a concorrer a um mandato no sindicato que representa a categoria econômica de seu empregador e depois de indicado para o cargo de direção ou representação sindical. exceto quanto às parcelas expressamente ressalvadas. é correto afirmar: A . que admitirem advogados como empregados.as associações recreativas ou outras instituições com fins lucrativos. até um ano após o término do mandato. C . não sendo necessária a comunicação (pela entidade sindical) ao empregador. conforme o disposto na CLT e nas normas expedidas pelo Ministério do Trabalho.3) A respeito das comissões de conciliação prévia. sendo admitida uma reeleição. com fins lucrativos. por simples deliberação do empregador. C .3) Assinale a opção correta em relação à Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA).O direito do empregado ao adicional de insalubridade cessará com a eliminação do risco à saúde ou integridade física. 14. B . sendo indispensável a comunicação (pela Central Sindical) ao empregador. D . equiparam-se ao empregador. C . B .Para que o empregado possa integrar a CIPA. somente por determinação judicial.As comissões de conciliação prévia compõem a estrutura da justiça do trabalho. B . sendo indispensável a comunicação (pela entidade sindical) ao empregador.O direito do empregado ao adicional de insalubridade cessará com a eliminação do risco à saúde ou integridade física. A .Candidato a um cargo sindical. durante o processo eleitoral (desde a notificação ao empregador do registro da candidatura) e depois de eleito para o cargo de direção ou representação sindical.somente os profissionais liberais. 12.O termo de conciliação é título executivo extrajudicial e terá eficácia liberatória geral. até um ano após o término do mandato.Candidato a um cargo sindical.A provocação da comissão de conciliação prévia não suspende o prazo prescricional para a propositura da reclamação trabalhista.os profissionais liberais. B . em face do princípio da irredutibilidade salarial. A . é necessário que ele seja sindicalizado. 54 . D . desde o registro de sua candidatura até um ano após o final do mandato.O mandato do membro da CIPA é de dois anos. (OAB/DF – 2006) Sobre a previsão legal do adicional de insalubridade. até um ano após o término do mandato. 11 – (OAB/Cespe – 2009. C . durante o processo eleitoral (desde a notificação ao empregador do registro da candidatura) e depois de eleito para o cargo de direção ou representação sindical.

vedado.Não havendo a compensação dentro do período de um ano.subordinação. Fábio terá direito ao pagamento das horas trabalhadas em excesso acrescidas do adicional de 50%. 17 – (OAB/Cespe – 2010. para prestar serviço como doméstica. D . A . onerosidade e subordinação jurídica.permitido. é permitido o trabalho noturno de menores de 18 anos de idade. exclusividade.º dia antes do parto e ocorrência deste. devendo.3) No que concerne ao trabalho da mulher. No dia 20/11/2008. firmou. os seus filhos. Com relação a essa situação hipotética. assinale a opção correta. conforme entendimento jurisprudencial consolidado do Tribunal Superior do Trabalho. no mínimo. continuidade. 20 mulheres. subordinação e alteridade.A empregada gestante tem direito à licença-maternidade de 120 dias. de carros-de-mão ou quaisquer aparelhos mecânicos.Excepcionalmente. em nenhuma hipótese.É lícita a quitação advinda da rescisão contratual firmada por empregado menor sem a assistência do seu representante legal. é: A .Ao empregador é vedado empregar mulher em serviço que demande o emprego de força muscular superior a 25 quilos para o trabalho contínuo. ela foi dispensada sem justa causa e não lhe foi exigido o cumprimento do aviso prévio. em 10/5/2007. C .15.As empresas que tenham em seus quadros mais de 100 empregados são obrigadas a contratar. 19 – (OAB/Cespe – 2008.Caso Fábio preste horas extras habituais. notificar o seu empregador da data do início do afastamento do emprego. A . assinale a opção correta. 18 – (OAB/Cespe – 2010.dependência econômica. mas.3) Jurema foi contratada por Alice. em obediência à CF e à legislação ordinária.vedado.1) Os requisitos necessários à caracterização do vínculo de emprego Abrangem: A .. D . C . B . sem prejuízo do emprego e do salário. 20 – (OAB/Cespe – 2008.1) A respeito da proteção conferida ao menor trabalhador.Independentemente de a compensação de jornada relativa à categoria profissional de Fábio ser expressamente proibida em norma coletiva. salvo nos casos expressamente previstos em lei. C . segundo a legislação brasileira. salvo em situação de urgência ou de necessidade imperiosa. empregado da empresa Transportar Ltda. exceto quanto à remoção de material feita por impulsão ou tração de vagonetes sobre trilhos. o acordo de compensação de jornada restará descaracterizado. subordinação jurídica e alteridade. C . assinale a opção correta acerca do pagamento das verbas rescisórias.É vedado ao menor empregado firmar recibos legais pelo pagamento dos salários sem que esteja assistido pelos seus representantes. não eventualidade. assinale a opção correta. B . que poderá ocorrer entre o 28. B . no período da amamentação. (OAB/SP – 2006) O lockout. B . A . C . Alice pagou a Jurema as verbas rescisórias. B . D . 16 – (OAB/Cespe – 2009. pessoalidade. 55 . onerosidade e pessoalidade.permitido. Considerando essa situação hipotética. sem acréscimo salarial.eventualidade. acordo escrito em que ficou estabelecido que o excesso de horas trabalhadas em um dia seria compensado pela correspondente diminuição em outro dia. com seu empregador. D . Em 10/11/2008. o acordo de compensação realizado entre as partes será válido.Não corre nenhum prazo prescricional contra os menores de 18 anos de idade.onerosidade. é admitido o trabalho de menores de 16 anos de idade.Os estabelecimentos em que trabalharem pelo menos 25 mulheres com mais de 16 anos de idade são obrigados a dispor de local apropriado onde seja permitido às empregadas. D . mediante atestado médico. sob vigilância e assistência.1) Fábio.Fábio pode trabalhar onze horas diárias durante uma semana a título de compensação na semana seguinte. deixar.

está sujeita ao pagamento da multa equivalente a 50% do salário de Jurema.A empregadora. em decorrência do atraso no pagamento das verbas rescisórias. dado o atraso no pagamento das verbas rescisórias. Alice. Alice.b / 3. DIREITO DO TRABALHO GABARITO 1.c / 2.c / 11. em decorrência do atraso no pagamento das verbas rescisórias. Alice.A empregadora.d / 19.c / 5. C .a / 18.d / 12.b / 8.a / 15.b / 7.d / 6.b / 10.d / 9.A . está sujeita ao pagamento da multa equivalente a um salário mínimo. está sujeita ao pagamento da multa equivalente a 20% do salário de Jurema.d / 16.A empregadora. Alice.a / 13.b / 4.c / 17. D .A empregadora.b 56 . B . não está sujeita ao pagamento de multa pelo atraso no pagamento de verbas rescisórias.d / 14.a / 20.

Com relação às provas no processo do trabalho. 57 .DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO 1 – (OAB /Exame de Ordem Unificado – FGV – 2010.2). assinale a alternativa correta.

o objeto da perícia e nomear perito. ou for legalmente imposta.É ajuizada independente de depósito prévio. C .2004. é vedada às partes a apresentação de peritos assistentes. Com relação às despesas processuais na Justiça do Trabalho.Cada uma das partes não pode indicar mais de três testemunhas. 4 – (OAB /Exame de Ordem Unificado – FGV – 2010. admitirá o recurso de revista para o Tribunal Superior do Trabalho. após livre distribuição. C . em face de sua natureza autárquica. salvo quando se tratar de inquérito para apuração de falta grave.Nas causas sujeitas ao procedimento sumaríssimo.Quando for de competência originária de Tribunal Regional do Trabalho. uma vez que somente a segunda foi reduzida a termo.As testemunhas devem ser necessariamente arroladas pelas partes dentro do prazo estabelecido pelo juiz. B . B . 3– (OAB /Exame de Ordem Unificado – FGV – 2010. D .A sentença de mérito proferida por prevaricação. gerando apenas um arquivamento dos autos por ausência do autor na audiência inaugural. desde logo. A . legitimidade e interesse. 58 . gerando o arquivamento dos autos. B . No dia 23. é passível de corte rescisório. inclusive nas causas sujeitas ao procedimento sumaríssimo.Paulo não poderá ajuizar uma nova reclamação verbal.2). D .A decisão que extingue o processo sem resolução de mérito. reduziu a reclamação a termo e saiu de lá ciente de que a audiência inaugural seria no dia 01. Paulo apresentou reclamação verbal perante o distribuidor do fórum trabalhista.Paulo não poderá ajuizar uma nova reclamação verbal. A . No caso de recurso. assinale a afirmativa correta. estas devem ser pagas e comprovado o recolhimento dentro do prazo recursal.A responsabilidade pelo pagamento dos honorários periciais é da parte sucumbente na pretensão objeto da perícia.A . ainda que beneficiária da gratuidade de justiça. A .Capacidade. após o trânsito em julgado da decisão. ao chegar o dia da audiência.As entidades fiscalizadoras do exercício profissional. B .Preparo. uma vez transitada em julgado.Representação processual. a fim de que sejam notificadas para comparecimento à audiência. caso em que este número pode ser elevado a seis.2003.2003. Paulo mudou de idéia mais uma vez e não compareceu. o qual. Desta vez. Assinale a alternativa que apresente requisitos intrínsecos genérico de admissibilidade recursal. C . incumbindo ao juiz. mas apenas na forma escrita e assisti do obrigatoriamente por advogado. Entretanto. somente quando a prova do fato o exigir. Paulo retornou ao distribuidor da Justiça do Trabalho e. cuja livre distribuição o encaminhou para a 150ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro. decidido.2). Paulo mudou de idéia e não compareceu à secretaria da Vara para reduzi-la a termo.Paulo poderá ajuizar nova reclamação trabalhista. em razão da previsão específica do Processo do Trabalho. são isentas do pagamento de custas. uma vez que a CLT proíbe o ajuizamento sucessivo de três reclamações desta modalidade. Contudo. será deferida prova técnica. D . C .05. concussão ou corrupção do juiz. D . 5 – (OAB /Exame de Ordem Unificado – FGV – 2010. o encaminhou para a 132ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro.2).12. 2 – (OAB /Exame de Ordem Unificado – FGV – 2010. o trabalhador se dirigiu à secretaria da Vara. assinale a afirmativa correta.As custas devem ser pagas pelo vencido. fixar o prazo.02.Na hipótese de deferimento de prova técnica. interesse e representação processual. uma vez que deu ensejo à perempção prevista no CPC. aplicável subsidiariamente ao processo do trabalho.2). No dia 24. C . é correto afirmar que: A . Segundo a legislação e a jurisprudência sobre a ação rescisória no Processo do Trabalho. B . devendo ser necessariamente requerido pela parte interessada. uma vez transitada em julgado.O benefício da gratuidade de justiça não pode ser concedido de ofício pelo juiz. é passível de corte rescisório. apresentou novamente a sua reclamação verbal. preparo e tempestividade.Paulo poderá ajuizar uma nova reclamação verbal. Diante desta situação concreta.

nos termos do artigo 899. só então. que julgou improcedente o pedido de condenação em horas extras formulado pelo reclamante e indeferiu a oitiva das testemunhas arroladas.ela está correta. tempestivamente. pois em que pese haver a necessidade do preparo para a interposição do recurso de agravo por instrumento. considera-se inexigível o título judicial fundado em lei ou ato normativo declarados inconstitucionais pelo Supremo Tribunal Federal ou em aplicação ou interpretação tidas por incompatíveis com a Constituição Federal. se interpõe o recurso de agravo por instrumento. e se nega seguimento ao recurso por intempestivo.ela está correta. logo.2). sob pena de não conhecimento do recurso. tempestivamente. juntamente com os embargos por declaração. não pode estar ausente. que não necessita de preparo para a sua interposição. C . Em face dessa situação hipotética. pretendendo a substituição da decisão por outra de diverso teor.O recurso ordinário devolve toda a matéria para a análise do TRT. analisar o pedido de condenação em horas extras. 7 – (OAB /Exame de Ordem Unificado – FGV – 2010.Legitimidade. O seu pedido foi julgado improcedente. Ao se julgar o recurso ordinário no TRT. e. o advogado formulou pedido de anulação dos atos processuais. não poderia o TRT estabelecer condenação em horas extras.D .A execução deve ser impulsionada pela parte interessada. Quanto à conduta do Desembargador Relator. reconhecido o cerceamento de defesa. portanto o tribunal não poderia ter estabelecido condenação em horas extras. Desta decisão. dispensável o preparo no que se refere a depósito recursal. visto que. reconhecido o cerceamento de defesa. uma vez que o preparo é requisito de admissibilidade recursal e. sendo vedado ao juiz promovê-la de ofício. § 7º da Consolidação das Leis do Trabalho. Com relação à execução trabalhista.O termo de compromisso de ajustamento de conduta firmado perante o Ministério Público do Trabalho. no problema acima. pelo tribunal. Pedro ajuizou ação em face de seu empregador objetivando a satisfação dos pedidos de horas extraordinárias. deve o tribunal analisar a questão das horas extras. o julgamento deve limitar-se ao que foi expressamente pedido. por entender que o depoimento do reclamante era suficiente para o julgamento da demanda. B . foi reconhecido o cerceamento de defesa e condenada a empresa a pagar ao reclamante as horas extras pleiteadas. tempestividade e preparo.Garanti da a execução ou penhorados os bens. é corretor afirmar que: A . é de 10 (dez) dias o prazo para o executado apresentar embargos à execução. A . o pedido foi julgado improcedente sendo recorrente o autor.1) Em reclamação trabalhista. B . C . sem requerer expressamente a análise. Recorre ordinariamente. B .Não cabe ao TRT fazer nova análise de prova em sede de recurso ordinário. o advogado do reclamante interpôs recurso ordinário contra a sentença proferida pelo juiz de primeiro grau. depende de prévia homologação pelo juiz que teria competência para o processo de conhecimento relativo à matéria. assinale a afirmativa correta. assinale a opção correta a respeito da decisão do TRT. C . A . que tem seu conhecimento negado pelo Tribunal Regional. D . D .Não tendo o advogado requerido análise das horas extras.2). por isso.Conforme disposição expressa na Consolidação das Leis do Trabalho. portanto. 6– (OAB /Exame de Ordem Unificado – FGV – 2010. Na análise da primeira admissibilidade recursal há um equívoco. uma vez que o referido artigo afirma que nos casos de interposição do recurso de agravo por instrumento é necessária a comprovação do depósito recursal de 50% do valor do depósito referente ao recurso que se pretende dar seguimento. cabendo igual prazo ao exequente para impugnação.O TRT agiu equivocadamente.ela está equivocada. pois o recurso de agravo por instrumento. 59 . logo. para que possa ser executado no processo do trabalho. das horas extras negadas. suas integrações e consectárias. por ausência do depósito recursal referente à metade do valor do recurso principal que se pretendia destrancar. D .ela está equivocada. deveria ter designado data para a oitiva de testemunhas. 8 – (OAB/Cespe – 2010. Argumentando a tese do cerceamento de defesa. na esfera laboral é o único.

1) Em determinada reclamação trabalhista. sendo a condenação solidária. D .será intempestivo. que poderá recebê-lo ou denegá-lo. B . C . mas improvido.será deserto. a decisão. tendo em vista a primazia do rigorismo formal que deve nortear o processo trabalhista. Nessa situação hipotética. B . o recorrente apenas poderá fundamentar a afronta a dispositivo de lei federal.o juiz. em processo trabalhista. C .1) Na hipótese de um empregado desejar mover ação de reparação de perdas e danos causados pelo cálculo incorreto do benefício previdenciário por omissão ou equívoco do empregador. C . 14. (OAB/RJ 2005) O Recurso de Revista: A . deve determinar à empresa que apresente novas provas ao processo.à justiça do trabalho.a empresa deve ser declarada confessa.na primeira vez em que o interessado tiver de falar em audiência ou nos autos. assim como nos recursos especiais. em qualquer caso. D . e nenhuma delas pleiteie a exclusão da lide.deverá ser conhecido. D . independentemente de ter juntado defesa e documentos. C . em razão de não ter sido efetuado o depósito recursal. em razão de não ter sido efetuado o depósito recursal. 60 .à justiça federal. determinando que a empresa nomeie preposto que conheça os fatos abordados no processo.9 – (OAB/Cespe – 2010. B . será apresentado ao Presidente do Tribunal Superior do Trabalho.estará apto a ser conhecido.à justiça comum estadual. o processamento e o julgamento da demanda competirão: A .1) Considere que.Nos recursos de revista. cabendo ao STF a análise de afrontas à CF. A . o preposto da empresa reclamada não soube responder às perguntas formuladas pelo juiz e pelo advogado do reclamante na audiência de instrução e argumentou que não possuía conhecimento específico a respeito dos fatos que estavam sendo tratados no processo. justificadamente.a qualquer tempo. D . visto que. desde que os atos inquinados acarretem manifesto prejuízo à parte que os argúi.É dotado de duplo efeito. solicitando-se reabertura da instrução para ampla prova da nulidade suscitada. que apenas Delta efetue o depósito recursal.apenas por ocasião da execução definitiva. O advogado da empresa juntou à contestação diversos documentos na audiência inaugural. quando o recurso não fundamenta violação constitucional da decisão recorrida. 11 – (OAB/Cespe – 2010. as empresas Delta e Echo sejam condenadas.Omissões e contradições podem ser questionadas por intermédio de embargos de declaração. contados da publicação da sentença ou acórdão. que deverão ser opostos no prazo de oito dias.O agravo de petição só será recebido quando o agravante delimitar.o juiz deve designar nova audiência. que poderá recebê-lo ou denegá-lo. pelo juiz do trabalho.a prova pré-constituída nos autos pode ser considerada para o confronto com a confissão ficta. 10 – (OAB/Cespe – 2010. (OAB/SP 2007) As nulidades processuais em matéria trabalhista devem ser argüidas: A . B . B .É dotado de efeito apenas suspensivo. B . de forma solidária. em razão de não ter sido efetuado o depósito recursal.na primeira vez em que o interessado tiver de falar em audiência ou nos autos. 12 – (OAB/Cespe – 2009. mesmo que tenha ocorrido durante a instrução processual. será apresentado ao Presidente do Tribunal Superior do Trabalho. as matérias e os valores impugnados. o depósito efetuado pela empresa Delta aproveita à empresa Echo. antes de aplicar a penalidade de confissão.As decisões proferidas pelos TRTs em processos de dissídios coletivos são irrecorríveis.ao Ministério da Previdência Social. C .3) Assinale a opção correta com referência aos recursos no processo do trabalho. o recurso apresentado pela empresa Echo: A . pouco importando que os atos inquinados acarretem ou não prejuízo ao requerente. Nessa situação hipotética. que ambas interponham recurso ordinário. 13. D . A . fundamentando. e ainda assim.

C .o recurso deve ser fundamentado. A .Os requisitos de admissibilidade do recurso de revista devem ser apreciados pelo tribunal de origem. assinale a opção correta.Não é cabível a interposição de recurso de revista nas causas sujeitas ao procedimento sumaríssimo. ante a informalidade do processo trabalhista. 16 – (OAB/Cespe – 2009. na pessoa do seu presidente.A execução deverá ser promovida exclusivamente pela parte. assinale a opção correta. será apresentado ao Presidente do Tribunal recorrido. impossibilitando compreender-se a controvérsia em toda sua extensão. por expressa previsão constitucional. B .1) Com relação ao procedimento sumaríssimo estipulado na CLT.a fundamentação recursal será necessária somente se o pedido não delimitar com precisão o objeto da irresignação.2) A respeito do procedimento sumaríssimo no processo do trabalho. 18 – (OAB/Cespe – 2009.No procedimento sumaríssimo.É dotado de efeito apenas devolutivo. (OAB/DF – 2005) Assinale a assertiva CORRETA: A . são isentas do pagamento de custas no processo do trabalho A . C .as empresas públicas.O procedimento sumaríssimo é apropriado para reclamação trabalhista com valor de até sessenta vezes o salário mínimo vigente na data do seu ajuizamento. B . ou ex officio.Cada parte poderá indicar até três testemunhas para a oitiva na audiência de instrução e julgamento.as sociedades de economia mista. Segundo entendimento pacífico da jurisprudência. fundamentando. sob pena de não serem conhecidos. devem ser fundamentados. D . C . a decisão. B .A execução poderá ser promovida por qualquer interessado.Em qualquer rito processual somente será admitido por contrariedade a súmula de jurisprudência uniforme do Tribunal Superior do Trabalho e violação direta da Constituição da República.A citação por edital será admitida no procedimento sumaríssimo caso as tentativas de citação por carta registrada e oficial de justiça não tenham logrado êxito.Serão executados ex officio exclusivamente os créditos previdenciários.A execução poderá ser promovida exclusivamente por qualquer interessado.não será necessária. em qualquer caso.C . C . na justiça do trabalho. a fundamentação dos recursos. 19 – (OAB/Cespe – 2009. 15. salvo na hipótese de ofensa direta e literal de norma da CF. que poderá recebê-lo ou denegá-lo. A .apenas os recursos de natureza extraordinária. exige-se que as razões ataquem os fundamentos da decisão recorrida. D . 899 da CLT dispõe que os recursos trabalhistas devem ser interpostos por simples petição. B .2) O art.as entidades sindicais. A .O presidente do tribunal recorrido pode conferir efeito suspensivo ao recurso de revista interposto.as autarquias. 61 . D .Ação trabalhista contra autarquia federal submete-se ao procedimento sumaríssimo desde que o valor daquela não exceda a quarenta salários mínimos. 17 – (OAB/Cespe – 2009. somente será admitido recurso de revista por contrariedade a súmula uniforme do TST ou por violação direta da CF.1) A respeito do recurso de revista. B . assinale a opção correta. 20 – (OAB/Cespe – 2009. A . no tratamento da necessidade de fundamentação dos recursos apresentados. pelo próprio Juiz ou Presidente do Tribunal competente.2) Além dos beneficiários da justiça gratuita. C . visto que. D . desde que a parte interessada assim o requeira. D . não cabendo recurso para atacar a decisão que lhe nega seguimento. D .Não cabe recurso de revista contra decisão proferida na fase de execução de sentença pelos tribunais regionais do trabalho ou por suas turmas.

devendo elas comparecer à audiência de instrução e julgamento independentemente de intimação ou convite.d / 3.b / 4.B .c / 19.b / 10. incumbindo ao autor a correta indicação do nome e do endereço do reclamado.c / 13.d / 2. não é permitida a citação por edital.Nas reclamações enquadradas no referido procedimento. D .d / 16.d / 15.c / 20.d / 17. DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO GABARITO 1.a / 6.c / 12.c / 18.b / 11.b / 5.O número máximo de testemunhas que cada uma das partes pode indicar é três.d / 9.c / 7.c / 8.a / 14. desde que não seja possível a parte indicá-lo expressamente. C .c 62 . o pedido pode ser ilíquido.Nas reclamações enquadradas no referido procedimento.

Quando Mauro recebeu a notificação.2) Mauro Ricardo decidiu não pagar o imposto de renda do último ano. acerca do crédito tributário em aberto.(OAB /Exame de Ordem Unificado – FGV – 2010. servidora pública. sofreu acidente de carro e foi declarada absolutamente incapaz. Ocorre que a Receita Federal efetuou o lançamento e notificou Mauro. ele se dirigiu à 63 . nos termos da lei. pois sua esposa Ana. em virtude de traumatismo craniano gravíssimo.DIREITO TRIBUTÁRIO 01 .

A . Entretanto. após a sentença judicial de interdição.estabelecer a cominação ou dispensa de penalidades para as ações ou omissões contrárias a seus dispositivos. 03 .2) Pizza Aqui Ltda.A Fazenda não pode executar o bem. excluindo o pagamento de multa. D A Fazenda respeitará a preferência do credor hipotecário. até a data do ato de aquisição do estabelecimento empresarial. ele poderia pagar somente o tributo e os juros de mora.2) Semprônio dos Santos é proprietário de um sítio de recreio. C . B . B . teve sua falência decretada em 11/01/2010. na área de expansão urbana. continuando a exploração deste estabelecimento. é correto afirmar que: A .A Fazenda tem direito de preferência sobre o credor com garanti a real. D . porém sob razão social diferente – Pizza Aqui Ltda. 05 (OAB /Exame de Ordem Unificado – FGV – 2010. a sua capacidade tributária. Delta possuía um imóvel hipotecado ao Banco Junior S/A. Ana perdeu.(OAB /Exame de Ordem Unificado – FGV – 2010. a penalidade imposta e os juros de mora. em função de ter havido a quebra da empresa. o tributo devido. especialmente sobre adequado tratamento tributário ao ato cooperativo praticado pelas sociedades cooperativas. em virtude de seus privilégios.000. sem a imposição de qualquer penalidade. se a Pizza Já cessar a exploração da atividade.estabelecer normas gerais em matéria tributária. a Pizza Aqui responde subsidiariamente pelos tributos devidos pela Pizza Já Ltda.caso o negócio jurídico não fosse a aquisição.2) Delta Ltda. C . sem multa ou juros de mora.A incapacidade civil de Ana tem reflexo direto na sua capacidade tributária.estabelecer normas gerais em matéria tributária. assinale a afirmativa correta. 04 (OAB /Exame de Ordem Unificado – FGV – 2010. 02 . adquiriu o estabelecimento empresarial Pizza Já Ltda.000.. local destinado ao lazer. D .A Fazenda tem direito de preferência uma vez que a dívida tributária é anterior à hipoteca.caso a Pizza Já prossiga na exploração da mesma atividade dentro de 6 (seis) meses contados da data de alienação. devendo ele recolher o tributo devido. igualmente. relacionados ao ICMS não pago de vendas ocorridas em 03/01/2008. incentivos e benefícios fiscais serão concedidos em matéria de ISS. Com base no exposto acima. rede de iluminação 64 . mas a incorporação da Pizza Já pela Pizza Aqui.Mauro somente se apresentou à Receita após a notificação.00.2) Em Direito Tributário. na região serrana de Paraíso do Alto.200.A confissão de Mauro tem o condão de excluir a sua responsabilidade. se a sonegação tivesse ocorrido por mero esquecimento. prontificando-se a pagar. A Fazenda Pública Estadual tem créditos a receber de Delta Ltda.. ele deve pagar o tributo devido acrescido dos juros de mora. esta última estaria isenta de qualquer responsabilidade referente aos tributos devidos pela Pizza Já até a data da incorporação. C . assinale a afirmativa correta. até a data do ato de aquisição do estabelecimento. ou seja.a Pizza Aqui responde solidariamente pelos tributos devidos pela Pizza Já. A área é dotada de rede de abastecimento de água. nos limites do valor do crédito garanti do pela hipoteca. C .Caso Mauro tivesse procedido com mera culpa. o que exclui qualquer benefício oriundo da denúncia espontânea.estabelecer a forma e as condições como isenções. de imediato. especialmente sobre a definição de tratamento diferenciado e favorecido para as microempresas e empresas de pequeno porte. estando livre de quaisquer obrigações perante o fisco. B . então a Pizza Aqui será integralmente responsável pelos tributos devidos pela Pizza Já até a data do ato de aquisição desta. B . A parti r do exposto acima. D . em garanti a de dívida no valor de R$ 1.00 O imóvel está avaliado em R$ 1.000. o que significa dizer que. prevalecendo o crédito com garanti a real. cumpre à lei ordinária: A .(OAB /Exame de Ordem Unificado – FGV – 2010. Neste caso.Receita e confessou a infração. empresa do ramo dos restaurantes.caso a Pizza Já mude de ramo de comércio dentro de 6 (seis) meses contados da data de alienação. A .

vendeu um imóvel de sua titularidade situado na rua Dois.1) Ricardo. de Limpeza do Município de Trás os Montes. pretende vender o imóvel para um interessado com quem firmou. C . C .000. 10 (OAB /Exame de Ordem Unificado – FGV – 2010.graduação quanto à natureza de tributo aplicável. quando a lei nova lhe comine penalidade menos severa que a prevista na lei vigente ao tempo de sua prática.2) Caso determinado município venha a atualizar o valor monetário da base de cálculo do IPTU. aplica-se retroativamente a lei tributária na hipótese de: A . D . ante a imunidade do patrimônio público. por ser área de expansão urbana. em função de ser bem público. C .2) A Cia.deve vir regulada por lei complementar. D .exclusão do crédito tributário.fica isento do imposto predial e territorial urbano. 09 (OAB /Exame de Ordem Unificado – FGV – 2010. D .da legalidade tributária.pública e esgotamento mantidas pelo município. A . não inserido em área urbana. resultará na A .00.000. 07 (OAB /Exame de Ordem Unificado – FGV – 2010. B . dotada de melhoramentos. D . 06 (OAB /Exame de Ordem Unificado – FGV – 2010. empresa pública municipal. o novo proprietário A .2) De acordo com o Código Tributário Nacional.00. de 3% para 4%. 08 (OAB /Exame de Ordem Unificado – FGV – 2010. em matéria tributária. C .majoração de tributo. mas não paga o ITBI. D . B .da uniformidade geográfica da tributação.2) Considere a seguinte situação hipotética: lei federal fixou alíquotas aplicáveis ao ITR e estabeleceu que a alíquota relativa aos imóveis rurais situados no Rio de Janeiro seria de 5% e a relativa aos demais Estados do Sudeste de 7%.o IPTU. neste ano de 2008. localizado no nº 06. uma vez que. nesta última hipótese.o ITR.000. por não haver escola ou hospital próximos a menos de 3km do imóvel.o ITR. tal hipótese A .não paga o imposto de transmissão de bens imóveis.Tal enunciado normativo viola o princípio constitucional A .o IPTU.paga o IPTU. da quadra 23. o valor da base de cálculo do IPTU de 2007 e a alíquota do ITBI que deverão ser pagos. ainda não definitivamente constituído. assinale a opção que representa.da não diferenciação tributária entre a procedência e o destino do produto. B .00 3%. Neste caso. entrou em vigor uma lei que alterou.R$ 100.impossibilidade de exigência de tributo não previsto em lei. C . quer hospitais públicos. C . proprietário de um imóvel avaliado.instituição de tributo.extinção do tributo. Neste caso Semprônio deve pagar o seguinte imposto: A . B .R$ 120. embora não existam próximos quer escola. quem transmite a propriedade do bem é empresa pública. B . em 2007. por ser sítio de recreio. Em janeiro de 2008.2) O emprego da analogia. respectivamente. D . não pagou o IPTU de 2007 e. desde que não seja hipótese de crime.000. um contrato de promessa de compra e venda. em 2007.ato não definitivamente julgado. B .deve vir regulada por lei.00 3%. B . quando esta favorecer o contribuinte.fica obrigado a pagar todos os tributos que recaiam sobre o bem. 11 (CESPE/2008.enquadra-se como majoração de tributo.analogia.poderá ser disciplinada mediante decreto. explorado para fins empresariais. em R$ 100. a alíquota do ITBI e o imóvel passou a ser avaliado em R$ 120. Considerando a situação hipotética descrita.da liberdade de tráfego. por ser sítio. 65 .

exigido pelo Município em que localizado o imóvel de propriedade de João. adquiriu. B ainda que o ato seja anterior à inscrição do débito na dívida ativa. devidos até 5/1/2009. em dezembro de 2008. a penhora poderá recair sobre estabelecimento empresarial.subsidiária. se CD Laticínios Ltda. B . não alcançando as demais espécies tributárias. sob outra razão social. relativo àquele exercício de 2003. 66 .sua aplicação afasta a cobrança dos juros de mora e multas tributárias. a respeito da qual é CORRETO afirmar que: A . em 5/1/2009. 12 (OAB/CESPE/2009. entre AB Alimentos Ltda.. em qualquer hipótese. a responsabilidade pelo pagamento de tributos relativos ao estabelecimento empresarial.00 4%. 14 (OAB/MG – Dez/08) O Código Tributário Nacional prevê a denúncia espontânea. B .solidária. D A indicação. 13 (OAB/CESPE/2009. C . configurando-se o pagamento em duplicidade.integralmente de AB Alimentos Ltda. 16 . A A execução fiscal pode ser promovida contra o devedor. e CD Laticínios Ltda.R$ 120. o estabelecimento empresarial da CD Laticínios Ltda. a contar da data da alienação. com CD Laticínios Ltda.R$ 100.C .2) A alienação ou oneração de bens ou rendas por sujeito passivo em débito tributário inserido na dívida ativa para com a fazenda pública presume-se fraudulenta A independentemente de dispor o devedor de outros bens ou rendas suficientes ao total pagamento da dívida. C se não tiverem sido reservados. D . mas não contra o fiador. Nessa situação hipotética.ela não se aplica aos tributos sujeitos a lançamento por homologação regularmente declarados.Não cabe ação de repetição de indébito para a cobrança de taxas pagas indevidamente... é: A . encerrando-se em 31 de dezembro de 2008. João constatou o pagamento em duplicidade. porque a contagem do prazo prescricional somente teve início em 1º de janeiro de 2004. porque prescreveu o prazo para a propositura desta ação. se a alienante prosseguir na exploração da atividade econômica ou iniciar nova atividade dentro de seis meses. mas João não pode propor a referida ação porque o pagamento ocorreu por erro seu. B . em março de 2003 João voltou a pagar a mesma taxa.João não mais poderia propor ação de repetição de indébito.2) Assinale a opção correta com referência à cobrança judicial da dívida ativa da fazenda pública.somente os tributos objeto de lançamento por arbitramento podem ser beneficiados pela denúncia espontânea. B Em situação excepcional. Assinale a alternativa CORRETA: A .1) AB Alimentos Ltda.00 D . Distraído. encerrando-se em março de 2008. nos termos da jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça. continuar a exploração da respectiva atividade econômica.ela somente se aplica a impostos. bens ou rendas suficientes ao total pagamento da dívida. D . C . Somente agora.(CESPE/2009. o qual se iniciara em março de 2003. e continuou a exploração da respectiva atividade. pelo executado.000. sem nenhuma interferência da Fazenda Municipal. mas pagos a destempo. D somente se o ato ocorrer quando já em execução a dívida ativa regularmente inscrita.. não se falando em prescrição. C A dívida ativa da fazenda pública não abrange os juros de mora. mas apenas para os casos de impostos pagos indevidamente. pelo devedor.000. de bem imóvel à penhora prescinde de consentimento expresso do respectivo cônjuge. C . D .Não prescreveu o prazo para a propositura da ação de repetição de indébito.(OAB/MG – Dez/08) Em fevereiro de 2003.integralmente de AB Alimentos Ltda. 15 . de AB Alimentos Ltda. em qualquer hipótese. João pagou a taxa de coleta de resíduos sólidos. 4%.João pode propor a ação de repetição de indébito.

c / 13.d / 7.a / 6.b / 4.não poderá ser responsabilizado pelo pagamento da taxa. é CORRETO afirmar: A . C .ser possível a extensão do prazo de pagamento de impostos.2) Segundo o Código Tributário Nacional.b / 14.a / 16.não aproveita aos casos de dolo.ser possível a extensão do prazo de pagamento de impostos federais.não ser possível a extensão do prazo de pagamento de impostos. 18 . B . desde que haja lei prevendo esta extensão. 20 . João A .d / 17. 19 .a / 3. denominando-se esta medida de moratória. João adquiriu de Antônio a propriedade de um imóvel urbano e está sendo cobrado pelo não pagamento da taxa de coleta residencial de resíduos sólidos relativa ao ano de 2006. Guido Mantega. não constar prova de seu pagamento. então. a incidência de juros e multas. bastando a edição de resolução do Ministro da Fazenda. fraude ou simulação do sujeito passivo ou do terceiro em benefício daquele. C .somente será responsável pelo pagamento da taxa se.ser possível a extensão do prazo de pagamento de impostos.(OAB/CESPE/2009.d / 5.não deve ser concedido a devedor em recuperação judicial. que “O Ministro da Fazenda.(OAB/CESPE/2009. visto que a aquisição do imóvel ocorreu em momento posterior ao seu fato gerador. disse que o governo estuda estender o prazo de pagamento de impostos das empresas para liberar recursos diante da dificuldade para obter crédito”.a / 10. A .d / 11.É lícita a delegação da competência tributária de uma pessoa jurídica de direito público interno a outra. B .a/ 19.será responsável pelo pagamento da taxa em qualquer hipótese.d / 15.a 67 .b / 2.O ente político poderá transferir a terceiros as atribuições de arrecadação e fiscalização de tributos. o parcelamento do crédito tributário A . porque o tributo é obrigação compulsória. têm competência para instituir contribuição para o custeio do serviço de iluminação pública. o jornal Folha de São Paulo anunciava. desde que sejam não cumulativos e não tenham fato gerador ou base de cálculo próprios dos já discriminados no texto constitucional. em manchete da primeira página: “Governo pode adiar tributo para empresa”. denominando-se esta medida de remissão.não exclui. C . D . na forma das respectivas leis. D .deve ser concedido na forma e na condição estabelecidas em lei complementar da União. C .d / 9.Os estados. pois o crédito tributário subroga-se automaticamente na pessoa do adquirente do imóvel.c / 12.a / 18.2) Em 2007. D .d / 8.A União. os estados e o DF têm competência para instituir impostos não previstos expressamente na CF. no título de transmissão da propriedade.c / 20.somente será responsável pelo pagamento da taxa se essa obrigação constar do título de transmissão da propriedade.(OAB/CESPE/2009. DIREITO TRIBUTÁRIO GABARITO 1. À luz do Código Tributário Nacional.2) Assinale a opção correta acerca da competência tributária. D .(OAB/MG – Dez/08) Em 29 de outubro de 2008. B . desde que haja lei prevendo esta extensão. Nessa situação hipotética. B . em nenhuma hipótese. Noticiava-se.17 . referente ao imóvel.

ÉTICA E ESTATUTO DA OAB 01 .(OAB – EXAME DE ORDEM UNIFICADO – FGV – 2010.2) Renato. indisponíveis para consulta e que 68 . é contactado para defender os interesses de Rodrigo que está detido em cadeia pública. advogado em início de carreira. por isso. recebendo como resposta do servidor público que estava de plantão que os autos do inquérito estariam conclusos com a autoridade policial e. Dirige-se ao local onde seu cliente está retido e busca informações sobre sua situação.

cujo título é “o Advogado na TV”. C . 05 .o acesso aos autos de inquérito policial é direito do advogado.(OAB – EXAME DE ORDEM UNIFICADO – FGV – 2010.a publicidade. Consoante as normas aplicáveis. Paralelamente. 04 . bem como àquelas ainda em curso e que podem ter repercussão no meio jurídico. B . D .a suspensão até que cesse a incompatibilidade. advogado com larga experiência profissional. B . em discussões conjugais.2) Mauro.o cancelamento da inscrição como advogado.(OAB – EXAME DE ORDEM UNIFICADO – FGV – 2010. mantendo o estado de casados por longos anos. O ato fora designado para iniciar às 13 horas. C . À luz das normas estatutárias. no caso. com seu cliente. com o fito de proporcionar informações sobre a carreira. D . depende de procuração e de prévia autorização da autoridade policial.(OAB – EXAME DE ORDEM UNIFICADO – FGV – 2010. com acusações mútuas de descumprimento dos deveres conjugais.o ato de desagravo depende somente da qualidade de advogado do ofendido. B .o advogado. Diante disso.sendo o ofensor advogado. No curso do programa. adentraram o recinto forense com meia hora de antecedência. sendo comunicados pelo Oficial de Justiça que a pauta de audiências continha dez eventos e que a primeira havia iniciado às dez horas.a passagem para a reserva do quadro de advogados. tendo em vista que as ofensas não ocorreram no exercício da profissão de advogado. passam a ter seguidas altercações. À luz das normais aplicáveis. advogado. A autoridade judicial encontrava-se presente no foro desde as nove horas da manhã.deveria o advogado retornar quando a autoridade tivesse liberado os autos para realização de diligências.o acesso aos autos. designada para a colheita de provas e depoimento pessoal. os seus percalços. advogado com mais de dez anos de efetiva atividade. obtém a indicação da OAB para concorrer pelo quinto constitucional à vaga reservada no âmbito de Tribunal de Justiça. Por motivos vários. dirigese. suas angústias. C . A .nenhum ato poderá ser realizado pela OAB.2) Francisco. mesmo sem procuração ou conclusos à autoridade policial. Como é de praxe. também mantêm sociedade em escritório de advocacia. o desagravo é permitido pelo estatuto. para participar de audiência em questão cível. A . deve aguardar os atos cabíveis da autoridade policial. inclui referência às causas ganhas. 02 .programas televisivos são franqueados aos advogados. 03 . para despachos em 69 . resolve contratar com emissora de televisão. alegrias e comprovar a possibilidade de sucesso profissional. deveria se limitar ao aspecto educacional e instrutivo da atividade profissional. todas essas vinculadas ao seu escritório de advocacia. no caso.2) João Vitor e Ana Beatriz. uma vez que sua honra foi atingida por seu marido.o licenciamento do profissional. um novo programa.(OAB – EXAME DE ORDEM UNIFICADO – FGV – 2010. C . Ana Beatriz. D . ambos advogados. somente com autorização do juiz pode o advogado acessar os autos do inquérito policial. ingressando nos quadros do Poder Judiciário. é compatível com as normas do Código de Étoca. incluído na grade normal de horários da empresa. D .o desagravo poderá ocorrer privadamente. No curso do processo também obtém a indicação do Tribunal e vem a ser nomeado pelo Governador do Estado. requer que a OAB promova sessão de desagravo. B .a participação em programa televisivo está vedada aos advogados. contraem núpcias. como narrada. à luz das normas estatutárias ocorrerá: A .no caso de réu preso. já caracterizado um atraso de uma hora. diante do seu dever de urbanidade. revoltada com as acusações desfechadas por João Vítor.2) Fábio.o advogado. é correto afirmar que: A . desde a audiência inaugural. inclusive para realizar propaganda dos seus escritórios.

2) Michel. Após duas horas de atraso.(OAB – EXAME DE ORDEM UNIFICADO – FGV – 2010. B . A . peticionar ao Magistrado e retirar-se do recinto.os honorários de sucumbência podem. Philippe e Lígia. 08 . ao alvedrio das partes. de natureza civil. (OAB – EXAME DE ORDEM UNIFICADO – FGV – 2010. mesmo irrelevantes. 09. que divide em valores fixos. advogado. advogado.2) Eduardo. Estando no local.o atraso que justifica a retirada do advogado está condicionado à ausência da autoridade judicial no evento. em diversas ações. C .(OAB – EXAME DE ORDEM UNIFICADO – FGV – 2010. C .meros atrasos da autoridade judicial não permitem a retirada do advogado do recinto. é realizada: a prestação deve ocorrer por meio de sociedade de advogados. alugam sala compatível em local próximo ao prédio do Fórum do município onde pretendem exercer sua nobre função. 06 .os honorários contratuais devem ser sempre em valor fixo. Para gaúdio dos bacharéis. no caso narrado. são contactados por sociedades empresárias ansiosas pela prestação de serviços profissionais advocatícios de qualidade. Dentre as circunstâncias atenuantes para a aplicação do ato sancionatório.os honorários sucumbenciais e os contratados são naturalmente excludentes. B . Diante do narrado.(OAB – EXAME DE ORDEM UNIFICADO – FGV – 2010. no entanto. A . mesmo sem justificativa plausível.o ato deveria ter sido adiado da exclusividade da atuação da Defensoria Pública B . 07 .2) Dentre as sanções cabíveis no processo disciplinar realizado pela OAB no concernente aos advogados estão a censura. Antes de realizar os atos próprios da profissão. inscrito na OAB-SP. D. comprometem-se a empreender a atividade advocatícia de forma conjunta logo após a aprovação no Exame de Ordem. por indicação de amigos e parentes. Caio participou do ato.ser reincidente em faltas da mesma natureza. a suspensão. criminal. com justo motivo. após aprovação em concorrido Exame de Ordem. diante do ocorrido.ter sido o ato cometido contra outro integrante de carreira jurídica. próspero fazendeiro. sofrer desconto dos honorários pactuados contratualmente. diante do sucesso profissional alcançado. que. Francisco informou. A .geral.o advogado deveria. À luz das normas aplicáveis. Não tendo argumentos para recusar o encargo. empresarial. C . as causas são individuais.prestação de serviços à advocacia. é contratado para defender os interesses de Otávio.No concernente ao tema. B .os honorários sucumbenciais acrescidos dos honorários contratuais podem superar o benefício econômico obtido pelo cliente. D . Um dos seus clientes possui causa em curso perante a Comarca de Tombos/MG. no entanto.qualquer atraso superior a uma hora justiça a retirada do recinto. apresenta ao cliente os termos de contrato de honorários. bacharéis em Direito recém-formados e colegas de bancos universitários. diante da ausência de Defensor Público designado para prestar serviços no local. D . acrescidos dos decorrentes da eventual sucumbência existente nos processos judiciais.. foi surpreendido por designação do Juiz Titular da Comarca para representar Tício. tendo o profissional comparecido à sede do Juízo para praticar ato em prol do seu constituinte.a recusa nesses casos poderá ocorrer. D . à luz das normas estatutárias A . à luz das normas aplicáveis 70 . Logo. encontra-se consoante o Estatuto.exercício assíduo e proficiente em mandato realizado na OAB. bem como em processos administrativos que tramitam em numerosos órgãos públicos. pelo advogado. tendo iniciado a primeira audiência no horário aprazado. por falta de efetivo suficiente de profissionais. a exclusão e a multa. ao Chefe do Cartório Judicial. pessoa de parcos recursos financeiros. por escrito. ele e seu cliente estariam se retirando do recinto.2) Caio. devendo o profissional optar por um deles. C .o advogado deveria ter recusado o encargo. atua em diversos ramos do Direito. De início. Uma exigência. Assim.a recusa poderia ocorrer diante de ausência de sanção disciplinar. todos são aprovados no certame e obtém sua inscrição no Quadro de Advogados da OAB.

mediante nova sustentação oral.Nas causas em que for parte empregador de direito privado.poderá usar a palavra. inscrito há muitos anos nos quadros da OAB. constantes dos autos processuais que se revelam incorretas. o ato processual praticado por Salvador é considerado: a) . Considerando a situação hipotética apresentada. 12 . que.Considera-se jornada de trabalho o período em que o advogado esteja à disposição do empregador.plenamente válido.os advogados sócios da sociedade de advogados respondem limitadamente por danos causados aos clientes. não sendo consideradas as horas trabalhadas em atividades externas. vigorando o dever de sigilo profissional apenas nesta ação. de acordo com o Estatuto da Advocacia e da OAB.Manuel não pode recusar-se a depor. que influencie o julgamento. A .não é possível associação com advogados.o registro da sociedade de advogados é realizado no Conselho Seccional da OAB onde a mesma mantiver sede. C .A . Considere. visto que somente é advogado de Lúcio na ação cível. independentemente de autorização de Lúcio. B . visto que o advogado deve atuar de acordo com as orientações de seus superiores hierárquicos. durante o mandato parlamentar. aguardando ou executando ordens no âmbito do escritório.Não existe óbice para que Manuel seja testemunha na ação penal. após a leitura do relatório. oralmente. pela ordem. D .(OAB/CESPE 2009. sem vínculo de emprego. Em atividade profissional. 71 . tendo sido instaurada ação penal para apurar o referido crime. C .não possui instrumento hábil para interromper o julgamento. C .1) Manuel foi constituído advogado para patrocinar os interesses de Lúcio em uma ação de divórcio litigioso. C . c) . para esclarecer questão de fato. dirige-se à tribuna e. no que se refere ao advogado. B . de acordo com as disposições do Estatuto da Advocacia e da OAB.(OAB/CESPE 2009. caso seja arrolado como testemunha de acusação na ação penal e Lúcio consinta com o seu depoimento.nulo. mas reduz a independência profissional. pois qualquer parlamentar está impedido de advogar. empregador.anulável. 11 – (OAB/Cespe – 2010. comparece à sessão de tribunal com o fito de sustentar.1) Assinale a opção correta acerca da situação do advogado como empregado.2) Joel é experiente advogado.anulável. D .deve aguardar o final do julgamento. Manuel deve testemunhar na ação penal.3) Considere que Salvador. aos advogados empregados. B . B . surgiu a acusação de que Lúcio seria bígamo. b) . visto que o advogado está no exercício de atividade incompatível com a advocacia. para apresentar questão de ordem. caso tenha tomado ciência dos fatos em razão do exercício profissional.a sociedade de advogados é de natureza empresarial. 10 . 13. o advogado A . Iniciada a sessão de julgamento. d) .após o final do julgamento deverá. apresenta sua defesa oral. pelo magistrado designado para tal função no processo.Caso seja arrolado como testemunha. A . indicar os erros cometidos. D .O advogado empregado não está obrigado à prestação de serviços profissionais de interesse pessoal. Nessa situação. advogado regularmente inscrito na OAB. No curso do julgamento há menção. devendo o advogado ser punido pela OAB. para participação nos resultados. D .(OAB – EXAME DE ORDEM UNIFICADO – FGV – 2010. Salvador tenha sido constituído por Manoel e ingressado em juízo com uma ação trabalhista contra a empresa privada XYZ. fora da relação de emprego. tenha sido eleito deputado estadual e tomado posse. Durante o trâmite processual.A relação de emprego. e não. pelo Relator de data e fls.Manuel tem o direito de recusar-se a depor como testemunha. No concernente ao tema. à luz das normas estatutárias. visto que não pode eximir-se da obrigação de depor. ainda. assinale a opção correta de acordo com o Estatuto da OAB. os honorários de sucumbência serão devidos a ele. com a proclamação do resultado. regularmente. recurso apresentado em prol de determinado cliente. não retira a isenção técnica inerente à advocacia.

3) No que se refere às eleições na OAB. advogado regularmente inscrito na OAB/SC.O processo somente pode ser instaurado mediante representação da pessoa interessada. do recinto onde esteja aguardando pregão para ato judicial e ao qual ainda não tenha comparecido a autoridade que deva presidir a sessão. I . A .(OAB/CESPE 2009.2. seus defensores e a autoridade judiciária competente. D . A . A . tendo acesso às suas informações apenas as partes.3) Célio. correspondência e comunicações.Estagiários inscritos na OAB poderão integrar chapas que tenham em seus programas a Comissão OAB Jovem. salvo em caso de busca e apreensão determinadas por magistrado e acompanhadas de representante da OAB. A quantidade de itens certos é igual a: A . B . segundo o Estatuto da OAB.1) Com relação ao trâmite do processo disciplinar previsto no Estatuto da Advocacia e da OAB. atuou excepcionalmente como advogado em quatro ações de indenização perante o TJDFT. dada a regular inscrição na OAB/SC. ajuizou quinze ações em face da mesma empresa perante o TRT. bem como de seus arquivos. D . No ano de 2006. tem escritório próprio de advocacia em Florianópolis. B . contados da data de ocorrência dos fatos. independentemente de qualquer comunicação formal. 16 . C . em 2008. a advocacia fora de seu domicílio de inscrição.A pretensão à punibilidade das infrações disciplinares prescreve em cinco anos. 18 . visto que a instância administrativa independe da penal.está dispensado de comunicar à OAB o exercício da advocacia perante o TRT.cometeu infração disciplinar por ter exercido. é aplicável cumulativamente com a censura ou suspensão. assinale a opção correta. após trinta minutos do horário designado.1) Acerca dos direitos do advogado previstos no Estatuto da OAB.Os advogados que compõem a comissão eleitoral poderão integrar as chapas concorrentes.1) Acerca das infrações e sanções disciplinares. Na situação hipotética apresentada.0. assinale a opção correta. 72 . sob pena de a prisão ser considerada nula. B . e. em caso de circunstâncias agravantes.(OAB/CESPE 2009.1.está impedido de requerer a inscrição suplementar na OAB/DF.3. à inscrição suplementar na Seccional da OAB/DF. atuou como advogado constituído em mais de dez causas. Em 2007. onde atua na área trabalhista e na do direito do consumidor.(OAB/CESPE 2009. III . estando apenas o presidente da comissão impedido de integrá-las. 17 . B .(OAB/CESPE 2008.O prazo para a defesa prévia no processo é improrrogável. D . A . Célio.O processo tramita em sigilo até o seu término.A sanção disciplinar de suspensão não impede o exercício do mandato profissional. B . D . C . C . julgue os seguintes itens. em Brasília – DF.Apenas o relator tem acesso às informações do processo. C . desde 2007. mas veda a participação nas eleições da OAB.14 .A multa. de acordo com o Regulamento Geral do Estatuto da OAB. II . variável entre o mínimo correspondente ao valor de uma anuidade e o máximo de seu décuplo. em 2006. 15 .O advogado pode retirar-se.O pedido de reabilitação de sanção disciplinar resultante da prática de crime independe da reabilitação criminal.É direito do advogado ver respeitada a inviolabilidade de seu escritório e residência.(OAB/CESPE 2009. assinale a opção correta.está obrigado.O advogado preso em flagrante delito de crime inafiançável tem o direito à presença de representante da OAB para lavratura do respectivo auto.

Os advogados inscritos na CNA.a / 7.c / 8.d / 20.(OAB/CESPE 2007. têm direito a voz. D .2) Em relação à organização e ao funcionamento da OAB.b / 11.C . D . mas não podem votar nessas sessões.A comissão organizadora da CNA é designada pelo secretário-geral da OAB e integrada por professores renomados no cenário jurídico nacional.O conselho federal é competente para a criação de subseções com mais de 5 mil advogados.c / 18. o advogado deverá exercer efetivamente advocacia há mais de cinco anos. quando presentes às sessões de seu respectivo conselho seccional.c / 14. D . A .d / 17.d / 2.c / 3. A . tendo por objetivo a eleição do presidente e da diretoria desse Conselho.a / 15.c / 6.c / 9.a / 4. de acordo com o Estatuto dos Advogados.Para integrar uma chapa.São permitidas candidaturas isoladas ou que integrem mais de uma chapa.a / 5. B . são considerados seus membros efetivos.As conclusões da CNA são compiladas em atos normativos de cumprimento obrigatório pelos conselhos seccionais da OAB.Os conselheiros federais de São Paulo.a 73 . 19 . assinale a opção correta. C . assinale a opção correta à luz do Regulamento Geral e do Estatuto da Advocacia e da OAB.A CNA é órgão consultivo máximo do Conselho Federal da OAB.c / 19. mas não pode ter conselho de subseção. ÉTICA E ESTATUTO DA OAB GABARITO 1.c / 12.c / 10. C .Em razão da personalidade jurídica própria da Caixa de Assistência dos Advogados.a / / 16. contra ato de sua diretoria não cabe recurso ao respectivo conselho seccional.Uma subseção da OAB tem diretoria eleita. com direito a voto. 20 .3) Acerca da CNA.d / 13.(OAB/CESPE 2008. excluído o período de estagiário. B .

DIREITO INTERNACIONAL 01 . O juiz brasileiro: 74 . em avançado estado de embriaguez. Estados Unidos. cuja sede é na Califórnia. Temeroso de ser cortado da seleção brasileira. O vídeo é veiculado na internet e tem grande repercussão no Brasil. o jogador ajuíza uma ação no Brasil contra o portal de vídeos.(OAB – EXAME DE ORDEM UNIFICADO – FGV – 2010.2) Jogador de futebol de um importante ti me espanhol e titular da seleção brasileira é filmado por um celular em uma casa noturna na Espanha.

D .Os estrangeiros de qualquer nacionalidade residentes na República Federativa do Brasil há mais de quinze anos ininterruptos são automaticamente considerados brasileiros naturalizados. que possui soberania sobre todas as nações.a Organização da Nações Unidas dominar a legislação dos Estados participantes. 06 .2009. em virtude de atividade nociva ao Estado. independentemente de qualquer outra condição ou exigência. assinale a opção correta.solucionar controvérsias sobre tarifas do comércio internacional.(OAB/Cespe – 2009. A . B . C . mesmo que eles possuam. C .terá competência porque o autor tem nacionalidade brasileira.deverá remeter o caso. porque o réu é pessoa jurídica estrangeira.É vedada a extradição de nacionais. em cada Casa do Congresso Nacional. D .2) Comparando-se as instituições do direito internacional público com as típicas do direito interno de determinado país. no direito internacional. B .(OAB/Cespe – 2010. à justiça norteamericana. salvo em caso de comprovado envolvimento em tráfico ilícito de entorpecentes. originariamente.em dois turnos.em único turno.há uma norma suprema como no direito interno. a soberania. B . assinale a opção correta. por ter ratificado integralmente o Estatuto de Roma.em dois turnos. D .3) No âmbito do direito internacional.1) Acerca da condição jurídica dos estrangeiros e dos nacionais no direito brasileiro.em único turno. 75 . os seguintes requisitos: cônjuge brasileiro e filho brasileiro dependente da economia paterna. por maioria absoluta dos votos dos respectivos membros.igualdade entre os países.facilitar o empréstimo monetário internacional. salvo se estiverem presentes.há cortes judiciais com jurisdição transnacional.A . tem o compromisso de entregar ao tribunal os indivíduos contra os quais tenham sido expedidos pedidos de detenção e entrega. B .O Brasil. 07 . A .há um governo central. D .(OAB/Cespe .1) No que concerne à perda e à reaquisição da nacionalidade brasileira.3) Os tratados internacionais sobre direitos humanos firmados pela República Federativa do Brasil serão equivalentes às emendas constitucionais. se forem aprovados. 05 .(OAB/Cespe . nacionalidade brasileira. em lei. C . C . A -Em nenhuma hipótese. B .Brasileiro naturalizado que.permitir a criação de zonas francas de comércio. D . independentemente de sua dimensão ou importância econômica mundial. por maioria absoluta dos votos dos respectivos membros. por três quintos dos votos dos respectivos membros.terá competência porque os danos à imagem ocorreram no Brasil. brasileiro nato perde a nacionalidade brasileira. como hediondos. tiver sua naturalização cancelada por sentença judicial só poderá readquiri-la mediante ação rescisória.A CF dispõe expressamente sobre a possibilidade de expulsão do estrangeiro que praticar atividade nociva à ordem pública e ao interesse nacional.um Estado impor-se sobre outro. que criou o Tribunal Penal Internacional.não é competente. importante característica do palco internacional.(OAB/Cespe . C .2)Constitui objetivo da Organização Mundial do Comércio A .2009. percebe-se que. 04 . 02 .fornecer recursos monetários para incentivar o desenvolvimento econômico. B . B . D .há órgão central legislativo para todo o planeta.2009. A . significa a possibilidade de A . simultaneamente.(OAB/Cespe .2009. 03 . por três quintos dos votos dos respectivos membros. em terrorismo ou em crimes definidos.celebração de tratados sobre direitos humanos com o consentimento do Tribunal Penal Permanente. por carta rogatória. C .

Eventual pedido de reaquisição de nacionalidade feito por brasileiro naturalizado será processado no Ministério das Relações Exteriores. os tratados relativos ao MERCOSUL. não afetará as relações jurídicas estabelecidas entre as partes. os tratados podem ser promulgados pelo Presidente da República. desde em que espaço internacional e sob a condição de que não se trate de espaço jurisdicional de outro país. de 1969. os tratados passam a gerar obrigações imediatas. D .b / 2. A respeito desta temática.d / 5. conforme ocorre na delimitação da projeção vertical do espaço aéreo.d / 7.em sentido jurídico. 09 . normas de direito internacional público/ No modelo jurídico brasileiro.1) Com relação aos tratados internacionais. não podendo os estados se eximir de suas responsabilidades por razões de direito interno. assinale a opção incorreta: A .uma vez ratificados pelo Congresso Nacional. são automaticamente incorporados visto que são aprovados por um parlamento comunitário. assinale a opção correta. C .o território.b / 3.o território nacional. de imediato. B . em sentido jurídico.Uma parte não pode invocar as disposições de seu direito interno para justificar o inadimplemento de um tratado.3) Tratados são. pode possuir contornos inexatos. 10 .aprovados por decreto legislativo no Congresso Nacional. DIREITO INTERNACIONAL GABARITO 1. em um mesmo tratado. pois abrange áreas físicas que vão além dos limites e das fronteira ditadas por esta. em sentido jurídico. tratados passam a integrar o direito interno estatal. assinale a opção correta à luz da Convenção de Viena sobre Direito dos Tratados.(OAB/Cespe – 2009.3) Considerando o sentido jurídico de território. B . ainda que criem compromissos gravosos à União.d / 9. em sentido jurídico. C .(OAB/Cespe – 2008. como nas demais democracias modernas. por excelência. os tratados passam. D . tanto em direito internacional público quanto em direito constitucional.b / 8.Reserva constitui uma declaração bilateral feita pelos Estados ao assinarem um tratado.C . a compor o direito brasileiro.b / 10. B .uma vez firmados. o rompimento dessas relações.Apenas o chefe de Estado pode celebrar tratado internacional. o território nacional é mais amplo que o território considerado pela geografia política.após firmados. pode incluir navios e aeronaves militares.(OAB/Cespe – 2008. após a verificação de seu “iter” de incorporação. independentemente dos locais em que estejam.c / 6.Ainda que a existência de relações diplomáticas ou consulares seja indispensável à aplicação de um tratado.o território nacional.a / 4. D . de acordo com o ordenamento jurídico brasileiro: A . pode ser mais ou menos abrangente. C . 08 . D .A reaquisição de nacionalidade brasileira é conferida por lei de iniciativa do presidente da República.b 76 . a depender de manifestações unilaterais dos Estados soberanos. A .

2) Sobre o tratamento da publicidade no Código de Defesa do Consumidor.a publicidade somente vincula o fornecedor se contiver informações falsas. 77 . B . C . mesmo quando não essencial para o produto.DIREITO DO CONSUMIDOR 1.o ônus da prova da veracidade da mensagem publicitária cabe ao veículo de comunicação. é correto afirmar que: A .a publicidade que não informa sobre a origem do produto é considerada enganosa.(OAB – FGV/ 2010.

A garantia contratual exclui a garantia legal. não faz coisa julgada material. bem como a forma. D . 4 .Os serviços de proteção ao crédito e congêneres são considerados entidades que prestam serviços de caráter privado. 78 . no caso de contratação de fornecimento de produtos ocorrida fora do estabelecimento empresarial. as ações coletivas para a defesa de interesses ou de direitos coletivos não induzem litispendência para as ações individuais. de maneira adequada.Tratando-se de direitos difusos. D .Somente poderão constar nos bancos de dados informações negativas sobre consumidores relativas aos últimos 2 (dois) anos. ficha. poderá exigir imediata correção. o prazo e o lugar para o seu exercício. desde que não tenha solicitado. assinale a opção correta. não poderá intentar ação individual. 3 . A .é abusiva a publicidade que desrespeita valores ambientais.De acordo com o Código de Defesa do Consumidor.Considera-se publicidade abusiva a comunicação de caráter publicitário inteiramente falsa que induza a erro. se procedente. C .3) Acerca das práticas comerciais dispostas no Código de Defesa do Consumidor. podendo.(OAB – Cespe /UnB 2009.(OAB – Cespe/UnB 2010. no caso de procedência ou improcedência do pedido.1) Acerca da disciplina jurídica da proteção contratual do consumidor. A . e não devolvê-lo deve efetuar o pagamento do respectivo preço.Tratando-se de direitos coletivos. é exclusivamente competente para a execução coletiva o juízo da liquidação da sentença ou o da ação condenatória. no caso de improcedência do pedido de nulidade de cláusula contratual.Tratando-se de ações coletivas para a defesa de direitos individuais homogêneos. B . no caso de improcedência por insuficiência de provas.D . C .É lícita às associações legalmente constituídas há mais de um ano a propositura de ação coletiva para a defesa dos direitos de seus associados.O consumidor deverá ser informado verbalmente toda vez que ocorrer alteração de cadastro. que não tiver conhecimento da ação.Reputam-se nulas de pleno direito as cláusulas contratuais relativas ao fornecimento de produtos e serviços que infrinjam normas ambientais ou possibilitem a violação dessas normas.1) Assinale a opção correta a respeito da disciplina normativa da defesa.(OAB – FGV/ 2010. em juízo.O consumidor que receber produto em sua residência.A lei limita a 10% do valor da prestação as multas de mora decorrentes do inadimplemento de obrigações no seu termo.Cespe/UnB 2009. B . julgados improcedentes. D . o consumidor. sempre que encontrar inexatidão nos seus dados e cadastros. C . o efeito da coisa julgada material será: A . 5 . intentar nova ação com os mesmos fundamentos. para beneficiar todas as vítimas. 2 .O consumidor. C .(OAB .Tratando-se de direitos individuais homogêneos.(OAB – Cespe/UnB 2010. B . assinale a opção correta: A . o efeito é ultra partes e impede a propositura de ação individual.Tratando-se de direitos individuais homogêneos.2) Nas ações coletivas.3) Assinale a opção correta a respeito dos bancos de dados e cadastros de consumidores: A . no caso de fornecimento de produtos que envolva concessão de financiamento ao consumidor. 6 . registro e dados pessoais e de consumo relativos a seu nome. desde que conferida mediante termo escrito que discipline. a constituição daquela garantia. B . a sentença fará coisa julgada erga omnes. mesmo sem solicitação. desde que haja prévia autorização em assembléia. efeito erga omnes. mas só aproveita aquele que se habilitou até o trânsito em julgado.A lei confere ao consumidor a possibilidade de desistir do contrato. B . valendo-se de novas provas. no prazo máximo de quinze dias a contar do recebimento do produto. qualquer prejudicado.Na hipótese de ação coletiva para a defesa de interesses individuais homogêneos. D . do consumidor.

assinale a opção correta: A .(OAB. a partir da entrega efetiva do produto. desde que devidamente comprovados. acrescido de juros e correção monetária. C .A lei garante a Joana a possibilidade de reclamar de eventuais defeitos de fabricação a qualquer tempo. B . que assegurava ao consumidor um ano de garantia. a contar da efetiva entrega do produto. exonere ou atenue a obrigação de indenizar.(OAB. o aparelho de telefone apresentou comprovadamente um defeito de fabricação. D .Cespe/UnB 2009.O fornecedor de serviços responderá pela reparação dos danos causados aos consumidores por defeitos relativos à prestação dos serviços ou decorrentes de informações insuficientes ou inadequadas sobre sua fruição e riscos somente se comprovada sua culpa. Cerca de 1 (um) ano e 1 (um) mês após a data da compra. quando. pode o consumidor exigir o abatimento proporcional do preço. juntamente com o manual de instruções.2) Com base no Código de Defesa do Consumidor.O prazo para Joana reclamar dos vícios do produto é de apenas 90 (noventa) dias.(OAB .A ignorância do fornecedor sobre os vícios de qualidade por inadequação dos produtos e serviços o exime da responsabilidade. Em face dessa situação hipotética. mesmo se identificado claramente o produtor. o que inclui a especificação correta de quantidade. D . individuais. características.(OAB . C . o defeito inexiste. D . B . foi lhe entregue o termo de garantia do produto.Caso o vício do produto ou serviço não seja sanado no prazo legal. será responsável perante o consumidor o fornecedor imediato. 8 . ou quando provar que. qualidade e preço e a explicação dos riscos relacionados a produtos e serviços.1) Assinale a opção que não está de acordo com o Código de Defesa do Consumidor: A . assinale a opção correta acerca dos direitos do consumidor: A .2) Joana adquiriu um aparelho de telefone em loja de eletrodomésticos e.É direito do consumidor a informação adequada e clara sobre os diferentes produtos e serviços. salvo hipótese de engano justificável.Joana poderá reclamar eventuais defeitos de fabricação até o prazo de 90 (noventa) dias após o final da garantia contratual conferida pelo fornecedor. no caso de cobrança indevida. a seu favor. tendo prestado o serviço. B .Cespe/UnB 2009.É direito do consumidor a facilitação da defesa de seus direitos. Joana não poderá alegar a existência de qualquer defeito de fabricação.Cespe/UnB 2009.É lícito que o fabricante de produtos duráveis condicione o fornecimento de seus produtos à prestação de determinados serviços.O consumidor tem direito à efetiva reparação de danos patrimoniais e morais.É permitida a estipulação contratual de cláusula que impossibilite.O consumidor tem direito à modificação das cláusulas contratuais que estabeleçam prestações desproporcionais. mas não à revisão delas em razão de fatos supervenientes que as tornem excessivamente onerosas.No caso de fornecimento de produtos in natura. 10 . independentemente de prazo de garantia.O fornecedor de serviços só não será responsabilizado quando provar culpa exclusiva do consumidor ou de terceiro. C . a critério do juiz for verossímil a alegação ou quando ele for hipossuficiente.1) Acerca da responsabilidade no Código de Defesa do Consumidor. C . incluindo-se a inversão do ônus da prova. 79 . 7 . B .Após o prazo de um ano de garantia conferida pelo fornecedor. D .O consumidor tem direito de receber o dobro do que tenha pago em excesso. 9 . D . assinale a opção correta acerca da responsabilidade na prestação de serviços: A . no processo civil. coletivos e difusos. composição.O serviço é considerado defeituoso pela adoção de novas técnicas.Cespe/UnB 2009.A responsabilidade pessoal dos profissionais liberais deve ser apurada independentemente da verificação de culpa.C .

b/ 4.d/ 8.b/ 6.b/ 9.d / 2.d 80 .d/ 7. c / 3.d/ 5.b/ 10.DIREITO DO CONSUMIDOR GABARITO 1.

assegurando.lhe a convivência familiar e comunitária. exclusivamente. B .ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE – ECA 1 . é correto afirmar que: A . Fundando-se em tal preceito. salvo se já estiver sob a guarda ou tutela dos adotantes.2) Dentre os direitos de toda criança ou todo adolescente.a guarda somente obriga seu detentor à assistência material a criança ou adolescente.o adotando não deve ter mais que 18 anos à data do pedido. acerca da colocação em família substituta. por meio da tutela ou da adoção. o ECA assegura o de ser criado e educado no seio de sua família e. a colocação em família substituta.a colocação em família substituta far-se-á. C .(OAB – FGV/ 2010. 81 . excepcionalmente.

B . órgão com poderes jurisdicionais. biológicos e adotivos.As medidas socioeducativas de semiliberdade e de internação por prazo indeterminado não podem ser incluídas na remissão. conforme a situação jurídica da criança ou adolescente. certidão somente ao adotado e aos pais.3) Em relação às medidas socioeducativas previstas no ECA. B .D .As eleições para o conselho tutelar. por prazo superior a 180 dias.A advertência somente pode ser aplicada se houver provas suficientes da autoria e da materialidade da infração. C . sendo admissível sua aplicação somente após a instauração processual em sede de sentença de mérito. C . D . a criança ou adolescente deverá ser previamente ouvido. C .Sempre que possível.A morte dos adotantes não restabelece o poder familiar dos pais naturais.A colocação em família substituta ocorrerá mediante guarda.Uma vez falecido o adotante no curso do procedimento de adoção e antes de prolatada a sentença.2) Tendo por substrato legal as alterações promovidas pela Lei n 12.Não se deferirá a colocação da criança ou do adolescente em família substituta à pessoa que apresente.(OAB/Cespe – 2010.010. B . mesmo que tenha havido inequívoca manifestação de vontade do adotante. assinale a afirmativa correta. o grau de parentesco e a relação de afinidade ou de afetividade devem ser considerados. o membro do Ministério Público procederá à apresentação de denúncia contra o adolescente. A . 82 . 4 . a legislação específica – ECA – admite a representação do adotante por procuração. tutela.(OAB – Cespe/ UnB 2009.1) Considerando o que dispõe o Estatuto da Criança e do Adolescente.Na apreciação do pedido de adoção. a fim de que sejam evitadas ou minoradas as consequências decorrentes da medida. assinale a opção correta: A . independentemente. B . A .3) Assinale a opção correta conforme as disposições do ECA: A . do qual se fornecerá. D . C . de 2009 no tocante à adoção.Criança ou adolescente desacompanhados dos pais ou do responsável estão proibidos de viajar para fora da comarca onde residem. em que conste o vínculo da adoção constituído por sentença judicial 3 . assinale a opção correta.É proibida a venda de bilhetes da Mega-Sena a crianças e adolescentes.(OAB – FGV/2010. são organizadas em âmbito municipal. C .Não havendo arquivamento dos autos ou concessão de remissão. devidamente considerada.(OAB – Cespe/ Unb 2009.Os cartórios de registros públicos de pessoas naturais deverão fornecer certidão a qualquer requisitante.desde que comprovem seu estado civil de casados. em creche e pré. 6 .1) Assinale a opção correta no que se refere à família substituta. somente os maiores de 21 anos podem adotar 2 .escola. que será inscrita no registro civil mediante mandado. para cuja concessão o conselho tutelar considera requisito apenas a certidão de bons antecedentes da família substituta.O prazo máximo previsto para medida de internação é de 3 (três) anos. sem expressa autorização judicial. D .O vínculo da adoção constitui-se por sentença judicial.A medida socioeducativa de prestação de serviços à comunidade pode ser aplicada pelo prazo de 1 (um) ano. de justificativa de seu interesse. administrativamente. o que não ocorre nos casos de guarda provisória e tutela. não poderá o juiz deferir a adoção. D . devendo ser prefixado pelo magistrado na sentença.2010.Para viabilizar a celeridade no processo de adoção.É dever do Estado assegurar atendimento gratuito. o que só poderá ser reconhecido e determinado pelo juiz da vara da infância e da adolescência. às crianças de zero a sete anos de idade.(OAB/ Cespe. A . B . limitações em sua capacidade laborativa. 5 . e a sua opinião. à vista de documentação comprobatória. curatela ou adoção.A obrigação de reparar o dano à vítima não constitui medida socioeducativa.

ou não.Somente a adoção constitui forma de colocação da criança em família substituta.A guarda destina-se a regularizar a posse de fato e. bem como a condição peculiar da criança e do adolescente como pessoa em desenvolvimento.D . os direitos e deveres individuais e coletivos. 9. sob pena de ofensa à coisa julgada. nem mesmo para efeito de confrontação. prevista no ECA. estão a prestação de serviços à comunidade e a substituição de internação em estabelecimento educacional por multa. D . Em caso de discordância quanto a quem caberá utilizá-lo. havendo dúvida fundada. ao adolescente infrator deve.(OAB – Cespe/UnB 2009.O guardião não pode incluir a criança que esteja sob a sua guarda como beneficiária de seu sistema previdenciário visto que a guarda não confere à criança condição de dependente do guardião.Na ausência dos pais. C . B . assinale a opção correta: A . D . assinale a opção correta com base no ECA: A . tal como o tráfico de entorpecente. a ambos será facultado o direito de recorrer à autoridade judiciária competente para a solução da divergência. o encaminhamento a tratamento psicológico ou psiquiátrico. ao tio paterno ou ao avô paterno. o pátrio poder poderá ser delegado. uma vez deferida pelo juiz. necessariamente.O adolescente civilmente identificado não pode ser submetido à identificação compulsória pelos órgãos policiais e judiciais. na modalidade de adoção. nessa ordem: ao irmão mais velho. B .A medida socioeducativa de internação não comporta prazo determinado.No processo para apuração de ato infracional de adolescente. 8 . em família substituta. D . 7 . não se exige defesa técnica por advogado. simultaneamente pelo pai e pela mãe. ou por adoção. terão os mesmos direitos e qualificações. B . não pode ser posteriormente revogada.Entre as medidas socioeducativas que podem ser aplicadas ao adolescente. C .(OAB – Cespe/UnB 2009.Comprovada a autoria e materialidade do ato infracional considerado hediondo.(OAB – Cespe/ UnB 2009. excepcionalmente. no máximo a cada 6 meses. B . assegurada a participação efetiva da mãe biológica no convívio diário com o educando.Inclui-se. C . ser delegado à avó materna. entre as medidas aplicáveis aos pais ou responsável do menor. D . 83 . constitui medida excepcional. as exigências do bem comum.A medida aplicada por força de remissão não poder ser revista judicialmente.A colocação em família substituta.O adolescente que atinge 18 anos de idade deve ser compulsoriamente liberado da medida socieducativa de internação em razão do alcance da maioridade penal. C . devendo sua manutenção ser reavaliada.O pátrio poder não poderá ser exercido. em ambiente livre da presença de pessoas discriminadas. desde que já tenha alcançado a maioridade. preferindo-se que ela seja criada e educada no seio saudável de sua família natural.(OAB – Cespe/UnB 2009.2) Considerando o ECA. mediante decisão fundamentada. proibidas quaisquer designações discriminatórias relativas à filiação. ser aplicada medida socieducativa de internação. o pátrio poder poderá excepcionalmente. da relação de casamento.1) Com relação às disposições do ECA acerca da colocação da criança e do adolescente em família substituta. Na ausência de qualquer um desses. assinale a opção correta: A . 10.1) Acerca da medida socioeducativa de internação. assinale a opção correta: A . devem ser considerados os fins sociais a que o estatuto se dirige.Os filhos havidos.Na interpretação do ECA.2) No que se refere ao direito à convivência familiar e comunitária.Toda criança ou adolescente tem direito à educação no seio da sua família e.

c/ 4.a/ 6.d/ 9.c / 2.a/ 3.c/ 10.c/ 8.d 84 .b/ 5.d/ 7.ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE – ECA GABARITO 1.

A) Deverá ser editada lei ordinária com as normas para a cooperação entre a União e os Estados.2) Considerando a repartição de competências ambientais estabelecida na Constituição Federal. assinale a alternativa correta. no processo de licenciamento ambiental. B) A exigência de apresentação. de certidão da Prefeitura Municipal sobre a conformidade do empreendimento com a legislação de uso e ocupação do solo 85 . o Distrito Federal e os Municípios para o exercício da competência comum de defesa do meio ambiente.DIREITO AMBIENTAL 1) (OAB.FGV/ 2010.

autoras. D) Os tipos penais ambientais. D) A competência executiva em matéria ambiental não alcança a aplicação de sanções administrativas por infração à legislação de meio ambiente 2) (OAB – FGV/2010. do Distrito Federal e dos Municípios. o planejamento e a execução de funções públicas de interesse comum. os espécimes em rota migratória que não sejam nativos. C) Constitui inovação da lei de crimes ambientais a excludente de antijuridicidade relativamente ao comércio não autorizado de animais da fauna silvestre voltado exclusivamente à subsistência da entidade familiar. preferencialmente. do adequado ordenamento territorial mediante planejamento e controle do uso. no que tange a proibição de contratar com o poder público. assinale a opção correta. C) Legislar sobre proteção do meio ambiente e controle da poluição é de competência concorrente da União. 3) (OAB/Cespe – 2010. do parcelamento e da ocupação do solo urbano. D) É da competência dos estados a promoção. por lei complementar. à localização de estabelecimentos industriais cujos resíduos sólidos. a Serra do Mar. assinale a opção correta: 86 .605/98 sobre as sanções penais e administrativas derivadas de condutas e atividades lesivas ao meio ambiente. independentemente de qualquer resultado danoso. os quais devem aprovar leis municipais com o mesmo teor e conteúdo da lei estadual. com fundamento no artigo 24 da Constituição Federal. na forma da lei. A) Não constitui crime o abate de animal quando realizado. do parcelamento e da ocupação do solo urbano. coautoras ou partícipes do mesmo fato. 5) (OAB . dentro de condições que assegurem a preservação do meio ambiente. precisam da concordância dos municípios envolvidos. 225 da CF estabelece que “A Floresta Amazônica brasileira. e sua utilização far-se-á. que se consumam com a própria criação do risco.1) Relativamente à tutela penal do meio ambiente. aglomerações urbanas e microrregiões. A) A desconsideração da pessoa jurídica somente será admiti da se a pena restritiva de direitos se revelar inócua para os fins a que se destina. caçar. em estado de necessidade. para saciar a fome do agente ou de sua família. 9. Para isso. entre outras hipóteses. não podendo ser entregues a jardins zoológicos ou a entidades similares.2) Diante das disposições estabelecidas pela Lei n. ficará automaticamente excluída a responsabilidade das pessoas físicas. D) Os animais ilegalmente caçados que forem apreendidos deverão ser libertados em seu habitat. licença ou autorização da autoridade competente.1) Assinale opção correta de acordo com as normas constitucionais sobre zoneamento ambiental. dos Estados. a Mata Atlântica. 4) (OAB/ Cespe – 2010. C) Comprovada a responsabilidade de pessoa jurídica na prática de crime ambiental. ruídos.Cespe/UnB 2009.3) O § 4º do art. com a finalidade de integrar a organização. no que couber. vibrações e radiações possam causar danos à saúde. A) Os estados podem. perseguir. Em face desse dispositivo. entretanto. descrevem crimes de perigo abstrato. apanhar ou utilizar espécimes da fauna silvestre sem a devida permissão. Tal proibição não alcança. instituir regiões metropolitanas. efetivo ou presumido. mesmo depois da aplicação de métodos adequados de combate e tratamento de efluentes. assinale a alternativa correta. o Pantanal Mato-Grossense e a Zona Costeira são patrimônio nacional. B) Compete à União elaborar planos nacionais e regionais de ordenação do território e de desenvolvimento econômico e social C) As zonas de uso predominantemente industrial destinam-se. terá duração equivalente ao tempo de permanência dos efeitos negativos da conduta delituosa sobre o meio ambiente. B) A pena restritiva de direitos da pessoa jurídica. ao bem-estar e à segurança das populações. em regra. inclusive quanto ao uso dos recursos naturais”. B) Constitui crime matar.decorre da competência do município para o planejamento e controle do uso. líquidos e gasosos.

espaços territoriais a serem especialmente protegidos. sendo a alteração e a supressão permitidas somente por meio de ato do Poder Executivo no exercício do poder de polícia administrativa. ainda que para fins didáticos ou científicos. desde que observadas as prescrições legais e respeitadas as condições necessárias à preservação ambiental. B) A Floresta Amazônica brasileira. que constitui prerrogativa jurídica de titularidade individual. C) Em face do princípio constitucional da livre iniciativa. a Mata Atlântica e o Pantanal Mato-Grossense são considerados patrimônio nacional. 8) (OAB – Cespe/UnB 2009.A) Tal preceito constitucional converteu em bens públicos os imóveis particulares abrangidos pelas florestas e pelas matas nele referidas. maltratá-los bem como realizar experiência dolorosa ou cruel em animal vivo. em todas as unidades da Federação. 9) (OAB – Cespe /UnB 2008. C) Em conformidade com o princípio do desenvolvimento sustentável. quando existirem recursos alternativos. o Poder Público tem o encargo de promover educação ambiental em todos os níveis de ensino. fauna. antes de desenvolver atividade considerada causadora de degradação ambiental. no que couber. que integra o patrimônio nacional. pesca. sob domínio do Estado. ainda que para fins didáticos ou científicos. Aos Municípios cabe suplementar a legislação Federal e estadual. maltratá-los bem como realizar experiência dolorosa ou cruel em animal vivo. Assim também o são a Serra do Mar. B) A Mata Atlântica. ação popular com o objetivo de anulação de ato lesivo ao meio ambiente. isoladamente. secundariamente. B) É contravenção abusar de animais domésticos ou domesticados. terá de pagar para evitar a contaminação. mediante indenização em dinheiro. C) O direito à integridade do meio ambiente. 6) (OAB . proteção ao meio ambiente e controle da poluição. 7) (OAB – Cespe/ UnB 2009. D) O princípio do poluidor-pagador estabelece que a pessoa. salvo quando estas experiências resultarem em benefícios para a espécie humana. e não coletiva. o particular que pretenda desenvolver atividade ou empreendimento que cause significativa degradação ambiental tem o dever de fixar parâmetros que levem em conta a proteção da vida e do próprio meio ambiente. a zona costeira. assinale a opção correta: A) Compete à União. D) Além de buscar a conscientização pública para a preservação do meio ambiente. B) Incumbe ao Poder Público definir. caça. física ou jurídica. aos estados e ao Distrito Federal legislar sobre florestas. devendo a utilização de quaisquer dessas áreas dar-se na forma da lei. o direito ao desenvolvimento deve ser exercido de modo a permitir que sejam atendidas as necessidades do tempo presente sem comprometer as necessidades das gerações futuras.2) Considerando as normas constitucionais sobre o meio ambiente.Cespe/UnB 2009. pela reparação natural do ambiente degradado. não se reconhece legitimidade ao cidadão para que proponha. conservação da natureza. e. 87 . preferencialmente. B) Conforme o princípio do limite.3) De acordo com o que estabelece a legislação de combate aos crimes ambientais: A) É crime abusar de animais domesticados. os recursos minerais podem ser explorados independentemente de autorização ou concessão do Poder Público. C) O Poder Público está impedido de promover a desapropriação de imóveis rurais para fins de reforma agrária nas áreas referidas no preceito constitucional em apreço.1) Tendo em vista as normas sobre meio ambiente constantes da CF. é assim atribuído ao indivíduo identificado em sua singularidade. D) Os proprietários de imóveis particulares inseridos nas florestas e matas referidas nesse dispositivo constitucional podem utilizar os recursos naturais existentes nessas áreas. D) O meio ambiente é bem de uso especial. mas o explorador deve promover a recuperação do meio ambiente degradado de acordo com as normas técnicas exigidas pela administração. e sua utilização se dá por interesse da administração.2) Assinale a opção correta com relação aos princípios do direito ambiental: A) O ressarcimento do dano ambiental deve ocorrer. é considerada bem da União. assinale a opção correta: A) Sendo o meio ambiente bem de caráter difuso. o cerrado e a caatinga.

operação e ampliação de uma atividade ou empreendimento.d 88 . permissão. D) É crime inafiançável executar pesquisa. 10) (OAB – Cespe /UnB 2008. instalação. D) O CONAMA definiu. C) A licença ambiental não pode ser concedida a empreendimentos que não sejam cadastrados no Cadastro Técnico Federal de Empreendimentos Sustentáveis.d/ 7.a/ 9. ainda que parcial.3) Quanto ao licenciamento ambiental. b/ 4. a / 5. sendo expressamente vedada a autorização de empreendimentos desaconselhados por este. lavra ou extração de recursos minerais ainda que se disponha de competente autorização. concessão ou licença.C) É crime a utilização. quando a exploração econômica de recursos ambientais não renováveis exceder a 3/5 (três quintos) da zona de extração das bacias hidrográficas. d/ 3. B) O órgão licenciador tem sempre sua decisão vinculada aos resultados do estudo de impacto ambiental e ao seu respectivo relatório de impacto ambiental. do carboidrato. assinale a opção correta: A) Uma das modalidades de licença ambiental é a licença de operação. que é concedida após a apresentação dos documentos referentes a determinado empreendimento e de seu projeto de implementação e antes da licença de instalação.d/ 6.c/ 8. na alimentação humana e engorda do gado de corte.a/ 10. estudos ambientais como sendo todos e quaisquer estudos relativos aos aspectos ambientais relacionados à localização. AMBIENTAL GABARITO 1. em uma de suas resoluções.b / 2. natural ou geneticamente modificado. que sejam apresentados como subsídios para a análise de razões para a concessão da licença.

ANOTAÇÕES ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ 89 .

____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ 90 .

____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ 91 .

____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ ____________________________________________________________________ 92 .

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful